História Clony no RIO - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os 13 Porquês (13 Reasons Why)
Personagens Clay Jensen, Hannah Baker, Tony Padilla
Tags 13rw, Clay, Clony, Tony
Visualizações 23
Palavras 1.668
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei depois de algum tempo!
Mas voltei certo? rs
Então ai está mais um cap de nossa FIC!
Espero que gostem!

Capítulo 11 - Encontro na cafeteria.


Fanfic / Fanfiction Clony no RIO - Capítulo 11 - Encontro na cafeteria.


POV CLAY


- Oi Tony. - Disse já em frente ao balcão do café.
- Clay... - Disse ele um pouco surpresa. - O que faz aqui?
- Resolvi dar uma passada pra comer alguma coisa.
- Certo... Bom, esse aqui é o Ryan. - Anunciou ele apontando para o seu amigo. - Ele é um grande amigo.
- Olá, Prazer. - Disse Ryan. - Então você é o tão falado Clay!
- Pois é. - Disse sorrindo.
Algo estava errado com esse amigo do Tony. Não conseguia simplesmente ignorar isso.
- Você vai querer o que amor? - Disse Tony.
- Um X-burguer com fritas e um milk shake para mim e um misto pra Hannah. - Disse apontando para ela que estava sentada na mesma mesa em que chegamos.
- Certo eu já volto. - Disse piscando para mim e indo em direção a cozinha.
Ficamos eu e Ryan. Eu ia voltar até Hannah pois não estava querendo assunto com ele, mas ele simplesmente começou a falar.
- E então, você e Tony estão juntos a quanto tempo?
- A pouco tempo, na verdade a alguns meses. - Disse. Não queria falar sobre nossa relação.
- Entendi. - Ele pareceu pensar por um momento. - Me desculpe perguntar sobre isso, mas o que aconteceu com você? digo você está nessa cadeira desde sempre ou...
- Na verdade não, eu sofri um acidente recentemente.
- Mas agora é permanente? 
- Não, em breve eu volto a andar. - Disse com um sorriso.
- Graças a Deus. - Disse sorrindo. - Fico bem mais aliviado.
Não o respondi e apenas sorri para ele. Não queria julgá-lo sem o conhecer mas algo em seu olhar não me convencia de que ele estava feliz por mim.
- Deve ser horrível pro Tony ter que ficar nessa situação toda...
- Como assim? - Perguntei sério.
- Ah é que o Tony sempre foi muito... Urbano. - Disse. - Ele sempre fez coisas ao ar livre, nada o parava. - Ele então riu. - Pelo menos era assim quando estávamos juntos...
- Ah então vocês já estiveram juntos?
- Sim, mas isso foi a muito tempo. - Disse ele. - Mas tive que me mudar a trabalho então tivemos que terminar. Foi bem difícil pra ele aceitar, ele sempre foi apegado a mim sabe.
Eu estava me segurando para não socar a cara dele naquele momento? Ele estava me testando na cara dura. Eu não queria saber sobre o seu relacionamento com Tony. Então somente sorri e concordei acenando.
- Espero de coração que você melhore logo! - Disse ele. - Bem, minha amiga chegou. Julia! 
Então uma menina se aproximou de nós e o abraçou, eles se cumprimentaram e conversaram brevemente. Então Tony chegou com o meu pedido.
- Deixa que eu levo pra você bebê. - Disse ele com um sorriso.
- Ah deixa eu te apresentar! - Disse Ryan parando Tony enquanto ele atravessava o balcão. - Esse é o Tony meu Ex! e esse é o Clay, o atual do meu Ex! - Disse ele rindo.
Tony apenas sorriu. Percebi que ele também estava sem graça com a situação. 
- Ah eu lembro do Tony! você me amostrava foto de vocês dois! vocês são tão lindos!
- Tony, eu vou até a Hannah. - Disse saindo dali o mais rápido possível. Aqueles dois só podiam estar brincando. Me esquivei das mesas do café enquanto passava com minha cadeira, descobri que isso era bem difícil. Tony veio logo atrás de mim.
- Clay... Desculpa por tudo isso ok? - Ele estava atrás de mim com a bandeja na mão.
- Certo. - Disse sem olhar para ele e continuei indo até Hannah.
- Nossa finalmente. - Disse Hannah. Ela mexia em seu celular. - Estou faminta!
- Aqui está o Lanche de vocês! - Disse Tony. Ele olhou para mim e me lançou um sorriso mas eu desviei o olhar. - Ele então colocou nosso lanche em cima da mesa.
- Vocês vão pra casa depois de comer? Eu queria conversar com você Clay.
- Vamos pra casa sim. - Disse mordendo meu sanduíche ainda sem olhar em seus olhos.
- E eu posso passar lá quando sair daqui?
- Pode ser. - Disse.
Então escutamos uma voz vindo de longe, era Ryan. Já não aguentava mais ouvir sua voz.
- Tony! A Julia precisa fazer o pedido dela! - Disse ele rindo.
- Seu amigo tá chamando Tony. - Disse sério olhando para ele. Ele me olhou com um olhar triste e foi em direção ao balcão.
- ÊI ÊI ÊI, o que tá acontecendo?
- Tony e o seu amiguinho/Ex.
- Espera, aquele garoto é um Ex do Tony?
- Sim. - Disse. - Mas parece que Tony não esqueceu ele.
- Como assim? - Perguntou ela.
- Hannah vamos comer, no caminho pra casa te conto tudo.
- Tudo bem. - Disse ela com um sorriso de canto de boca.
Então fomos em direção a minha casa e no caminho contei tudo para Hannah, conversamos durante um tempo na praia em frente ao meu prédio. Ela assim como eu odiou esse tal de Ryan. Então entrei e resolvi me deitar para esperar Tony chegar.

POV Tony.


Estava me sentindo mal depois de tudo aquilo. Terminei o meu serviço troquei de roupa e fui direto para a casa do Clay. Percebi que ele ficou chateado com tudo. Não sabia o que Ryan tinha conversado com ele enquanto estava na cozinha do café mas boa coisa não deve ter sido. Clay era doce e simpático com todos. Ele não iria se desfazer do Ryan sem motivos.
Por outro lado eu não queria magoar Ryan. Ele me ajudou muito a um tempo atrás. Quando estava desempregado, meu pai estava em outro estado e não nos ajudava. Minha mãe era a única que sustentava a casa. Aquela situação estava mais que insuportável, então Ryan apareceu. Eu já o conhecia a um tempo mas foi a partir dai que nossa amizade começou pra valer. Começamos a sair e logo depois a namorar. Ele me levou até um amigo seu e conseguiu um trabalho para mim em um estúdio gráfico. Era um ótimo trabalho, tinha um bom salário e tudo mais. Só que ai eles tiveram que mudar para são paulo e eu não teria como ir junto. Não queria abandonar minha mãe e Luna. Então tive que ficar e acabei terminando esse breve relacionamento com Ryan.
Até tentamos manter o relacionamento a distancia só que percebemos que isso não seria possível. Até hoje não sei se ele aceitou bem o nosso término. Mas isso também não importava mas, estava com Clay. E era ele que eu amava.
Cheguei em seu prédio e logo subi. Hannah me mandou uma mensagem dizendo que eles estavam no terraço, então tive que mudar minha rota de sempre quando parava no décimo andar até o apartamento de Clay e dessa vez fui até o último. Chegando lá demorei um pouco para os encontrar, pois não conhecia aquela parte do prédio. Passei por um grande salão que estava vazio e entrei em uma grande varanda com uma piscina e algumas mesas. Então os avistei.
- Puxa, aqui em cima é incrível.
- Pois é né? - Disse Hannah. - Eu adorava ficar aqui com o Clay depois da escola.
- Porque nunca me trouxe aqui antes Clay?
- Falta de oportunidade. - Parecia que ele ainda estava bravo comigo, só que pelo menos ele esboçou um sorriso tímido.
- Bem, eu vou fazer uma pipoca para nós o que acham?
- Acho ótimo. - Disse clay sorrindo. Então ela se levantou da cadeira em que estava e me cumprimentou quando passou por mim. 
Então me aproximei de Clay e me sentei ao seu lado. Ele estava olhando a vista que era fantástica mesmo a noite.
- Alô terra chamando Clay! - Disse sorrindo balançando a palma da minha mão em frente ao seu rosto.
Ele então sorriu e olhou para mim. Pra mim isso era um alívio. Não sabia a que ponto Clay estava magoado comigo.
- Cadê o Ryan, ele não quis vir? - Ele então começou a rir.
- É sobre isso que queria falar. - Disse. - Eu não quero que você pense que tá rolando alguma coisa entre mim e ele.
- Porque eu pensaria isso? - Ele continua com um sorriso sarcástico.
- É sério Clay, eu te amo! - Disse por fim. - Eu sinceramente não sei se Ryan sente algo por mim ainda, mas o que importa é que você que eu amo! e é você que quero! - Disse me aproximando de seu rosto.
Então meu telefone tocou. 
- Não vai atender? 
Então respirei fundo e atendi o chamado.


**LIGAÇÃO ON

 
- Tooony!!
- O que houve?
- Eu não tô Bem Tony! Eu definitivamente não estou!
- A onde você está?
- Eu estou no céu Tony! Aqui é muito brilhante.
- Eu escuto música, você está em alguma festa?
- Talvez sim! Isso estou!
- Ryan você claramente está bêbado, você está sozinho?
- Claro que não, eu estou com Jesus! ninguém está sozinho quando está com ele.
- Ryan é sério!
- Eu estou aqui no nosso lugar! Você se lembra Tony?
- Sim, lembro. 
- Vem me buscar então! Eu não sei se estou em condições de sair daqui sozinho.
- Eu já estou indo. Me espera na porta.
- Espera Tony!
- O que foi? 
- No céu tem pão?
- Eu estou indo.


**LIGAÇÃO OFF


Quando desliguei não consegui deixar de sorrir com essa última frase de Ryan. Era uma piada interna nossa porque adorávamos esse meme. Só que acabei me esquecendo totalmente que Clay estava na minha frente.
- Você vai pra festa do Ryan?
- Eu tenho que ir buscá-lo. - Disse.
- Ótimo, divirta-se. - Disse ele se virando.
- Na verdade eu quero que você vá comigo. - Disse.
 


Notas Finais


Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...