História Close Your Eyes - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Luna Valente, Matteo, Simón
Tags Álcool, Amizade, Aventura, Casal, Colegial, Festa, Ficção, Linguagem Imprópria, Novela, Romance
Exibições 73
Palavras 1.242
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


PIPIPI (Esse é meu alarme de hot não se assustem kkkkk)
Espero que gostem do Cap, tentei fazer algo delicado e deve ter saido uma boxta auhsuh.

Espero que gostem mesmo de core!!

Boa Leitura! ♡

E até as Notas FINAIS!

Capítulo 8 - Capítulo 7 - Primeira vez.


19:30

    Para começo de conversa, eu estava nervosa demais, não consegui fazer nada além de pensar o que poderia acontecer hoje a noite. Eu tentei me distrair, sair pra fora do Colégio, ficar no campo, dar uma corrida... Resultado? Eu não consegui.

Eu não podia dormir por que o Matteo poderia me enviar uma mensagem a qualquer momento e ele possa achar que não quero nada por não responder.

Apenas fiquei ali me remoendo de nervossismo e esperando a hora exata.

20:00

- Luna? - Escutei alguém bater na porta.

- Uhm? - Falei com voz de sono.

- Abre aqui antes que o diretor me pegue no corredor das garotas. - Era o Matt.

- Entre! - Abri a porta.

- Tava dormindo? - Ele perguntou.

- Estava tentando. - Fechei a porta.

- Vai rolar hoje? - Ele me virou e selou nossos lábios em um beijo calmo.

- Se você quiser! - Dei um sorriso entre o beijo.

- Já ta pronta? - Ele parou e me olhou de cima a baixo.

- Acho que sim! - Dei um riso leve.

- Vamos então?

- Como? O portão ta fechado!

- Você não me conhece o suficiente!

Após ele dizer aquilo meu sono havia evaporado. Devo ter me animado mais do que hoje de manhã.

Ele me levou para um muro atrás do colégio, sim, com certeza ele cabulava aula escalando isso aqui!

- Vem! - Ele estendeu a mão lá de cima.

- Eu não vou conseguir subir isso! - Cruzei os braços.

- Vem logo confia em mim!

- Matt...

- Luna, vem logo! Para de frescura. - Ele pegou minha mão e eu me puxou pra cima.

- Eu poderia ter caído! - Bati no ombro dele.

- Mais não caiu! - Ele desceu e eu fiquei la.

- Não estraga a surpresa! - Ele cruzou os braços.

Eu supostamente fiquei la em cima por mais alguns segundos e logo desci, não queria estragar a noite pelas minhas burrices.

Não demorou muito e já estávamos na casa dele. A cada passo eu ficava mais nervosa, não podia controlar o tempo, tudo estava acontecendo.

- Eu preciso de você! - Matteo disse sussurrando no meu ouvido e logo mordeu meu maxilar.

- Eu também... - Falei entre arrepios que ele causou em mim.

Ele não esperou e me puxou para o seu quarto. Logo percebo que caio em algo macio. Sua cama era confortável demais para ser de casal.

Minutos se passaram e cada peças das nossas roupas estavam jogados por cada canto. Os arrepios aumentavam cada vez mais que sentia sua respiração forte sobre meu pescoço. O momento temido por mim havia chegado, e eu iria completamente memorizar cada movimento.

Estávamos apenas nós dois e nossa respiração, nossos corpos colados por completos.

- Eu não vou agu... Aah! - Gemi baixo com o encaixe - E-eu preciso de você!

- Quero ouvir voce gemendo o mais alto possível, amor - Ele estocou mais uma vez - Tão gostosa... Uuhm...

- M-Matt... - Gemi mais uma vez.

- Mais alto, princesa! - Ele colou sua boca na minha abafando um gemido meu que estava quase saindo e aumentou o ritmo.

Estava sendo tudo perfeito, a melhor noite para ser amada por ele. O cara que nunca imaginei estar aqui comigo.

- Eu... Eu vou... - Falou entre pausas.

- Aahm... - Gemi quando o ápice havia chegado, uma explosão de sentimentos e paixão tinha acabado de acontecer.

Ele ainda estava dentro de mim, apenas me olhando apertar os olhos.

- Você fica linda assim! - Ele selou nossos lábios mais um vez, mais com uma certa fúria. - Deveria ter te experimentado antes! - Mordeu meu lábio inferior.

Eu não falei nada porque ainda estava ofegante. Ele se retirou de mim e se deitou ao meu lado me puxando para perto. Me deitei sobre meu peito e pude sentir seu coração batendo.

- Eu te machuquei?

- Não, eu me senti ótima! Melhor impossível.  - Fechei os olhos - A melhor noite da minha vida!

- Ja teve outras?

- Não...

- Então você... - Ele me olhou franzindo a testa.

- Sim, mais eu não quero falar sobre isso, agora não sou mais! - Dei um riso leve.

- Okay então!

O silêncio se instalou pelo quarto por alguns minutos, mais o Matt  quebrou ele com um sussurro.

- Eu te amo!

- Eu também! - Respondi.

O sono se tornou presente logo em seguida, eu não poderia esquecer nada que havia acabo de acontecer.

07:32

Eu abri meu olhos lentamente e senti os olhos de Matteo sobre mim.

- Bom dia! - Ele disse me dando um selinho.

- Bom dia! - Respondi.

Ele estava com uma box preta enquanto eu estava apenas com o lençol cobrindo minha nudez.

Logo ele se levanta e segue seu caminho para o banheiro.

- A gente está atrasado! - Ele disse calmo colocando pasta na escova.

- Que horas são?

- Sete e meia da manhã! - Ele me olhou e colocou a escova sobre a boca.

- Meu Deus! - Me sentei na beira da cama ainda com o lençol sobre mim.

Ele começou a rir que até se engasgo.

- Isso que da rir de mim, seu idiota!

- Você fica ainda mais linda desesperada! - Falou e logo em seguida colocou água na boca.

Eu estava olhando para baixo porque sabia que as minhas bochechas não colaboravam e ficavam vermelhas.

- Mais ainda quando fica corada! - Ele fica na minha frente e logo ficou por cima de mim.

- Eu preciso de um banho! - Coloquei minhas mãos sobre seus ombros.

- Depois! - Me deu um selinho.

- Agora! Preciso ir pro colégio... - Empurrei ele e fui para o banheiro.

- Hey! - Ele tentou me segurar mais eu fechei a porta - Nossa ta bom, não vou te esperar também!

- Que bom! - Falei rindo.

- Eu vou estar la em baixo! - Ouvi a porta se fechando.

Algum dia ele vai me matar de amores!

Fiz a minha higiene e desci com a roupa que estava usando na noite passada.

- Pensei que nunca iria aparecer.

- Como a gente vai entrar no colégio? - Perguntei me sentando na cadeira em frente ao balcão.

- Tenho minhas táticas confia em mim! - Ele piscou e revirei os olhos.

- Se formos pegos a culpa vai ser toda sua!

- Não vamos, princesa! - Ele colocou torradas e um suco sobre o balcão para mim - É só confiar. - Me deu um selinho.

- Uhum, vou ir na sua. Só não quero me fuder, ja avisei. - Coloquei uma torrada sobre a boca.

- Para de ser chata, menina! - Ele disse rindo.

- É um dom que você nao sabe sobre mim! - O olhei.

- Sinceramente, eu preciso mesmo saber mais sobre você! - Ele disse - Agora toma logo isso antes que nos atrase mais e só vamos chegar amanhã no colégio.

(***)

Estávamos de toca e iríamos entrar assim mesmo, o porteiro não liga muito pra isso, então se o colégio for assaltado vai ser culpa dele.

Quando íamos pisar na entrada principal uma voz feminina surge.

- Olha só se não é o casal do ano. Pena que o diretor não vai gostar nada de saber das escondidas de vocês dois! - Era ela.

   


Notas Finais


OIIIE, desculpa a hot pequena kkk, eu não sou muito boa com isso auahsubs.

Bom, mais ja foi e eu espero que tenham gostado ( Já falei isso umas 59 vezes ).

Eu tinha dito antes que faria só 10 capítulos, e mudei de ideia! Vai ser 15 kk. Ainda vou pensar se vai ter bônus depois do epílogo.

Estou deee fériiaaass e "talvez" eu possa soltar 2 capítulos por semana.

Comentem sobre o cap e deixem suas opiniões! 😘

Bjs e até o próximo capítulo! ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...