História Closer Of You - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Tags Justin Bieber
Exibições 347
Palavras 1.758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - We can be friends, can not we?


Fanfic / Fanfiction Closer Of You - Capítulo 10 - We can be friends, can not we?

- Não creio... Ele repara em você Barbara  - Fran fala empolgada.

- Ta bom, e dai? Todos reparam em mim, com essa feiúra - Bufei.

- Não fala assim! - Camille reclama.

- Quem é o líder do grupo masculino?

- Justin - Falei rápido, eu nem percebi que tinha falado.

- Hummm - Camille e Fran olham para mim - Você gosta do Justin? - As duas falam juntas.

- Vocês tem problema? Claro que não gosto dele! Ele é idiota, imbecil, estupido, palhaço, retardado, bobo... Ah droga que raiva desse garoto!

- Okay - Camille dá de ombro.

- E quem é a líder do grupo feminino? - Fran pergunta.

- Selena - Camille revira os olhos.

- Que sorte - Fran ironiza - Aonde vai passar suas férias Mille?

- Em Miami na casa do meu pai... Lá é mui...- Ela para de falar quando todos na bancada começa a gritar. Justin fez una cesta, bem, eu só fiquei feliz porque Alfredo está no time. Só por isso.

- Aeeee, Justin seu gostosi, vamos lá, ganha essa porra - Fran grita e eu escondo minha cara de vergonha.

- Barbara - Justin me grita e sussurra " Torce para mim, vou ganhar", revirei os olhos e comecei a conversa com Fran e Camille. Quando não tínhamos mas assunto para conversa, começamos a prestar atenção no jogo. O jogo esta acabando e Cody ainda está com ponto a mais. Eu acho que ele ganha. Mas eu estou torcendo muito para que Justin ganha. Estou super animada mo bancada torcendo para eles.

BARBARA POR QUE ESTÁ ANIMADA VENDO ELE JOGAR? - meu subconsciente gritou.

- VAI JUSTIN - Selena e suas amigas gritam.

- Idiotas - Camille sussurra.

Faltando 10 minutos para acabar o jogo, Justin e seu time fizeram 3 cestas, ganhando o jogo ficou 11 a 10. Cody ficou super bravo, o grupo de Justin comemoram. Abaixei minha cabeça apoiando a mesma nos meus braços.

- Eu falei que ia ganhar - Justin fala no meu ouvido. Com o susto me afasto um pouco dele.

- Parabéns - Sorri falso.

- Eu vi você animada com o jogo principalmente quando eu fazia cesta, você pensa que eu não te reparo né? Mas sim, eu te reparo  - Justin fala com suas mão apoiadas na bancada enquanto olhava para o nada. Abria e fechava minha boca em busca de resposta mas não encontrava nenhuma.

- Por que você repara em mim? - Falei rápido.

- Ah... -  pausa - Não sei - Ele dá de ombro - Eu gosto do seu jeito tímido, é muito maneiro - Ele sorri. Sua risada é tão gostosa de se ouvir.

- Sua namorada estava torcendo muito para você - Falei baixo.

- Não tenho namorada - Justin fala olhando para mim - Pera, esta falando de Selena? - Fala e eu assenti - Ela nunca foi minha namorada, na verdade nunca tive namorada.

- Sério?

- Sim - Ele franze a testa.

- Cadê as garotas? Nem vi elas saírem de perto de mim.

- A hora que eu estava chegando perto de você, elas saíram, o que é esses arranhões no seu rosto? E por que aqui esta roxo - Justin pega no meu braço vendo o roxo.

- Mi-minhas unhas são gr-grandes, acabei me arranhando enquanto dormia - Sorri amarelo mas ela ainda esperava que eu falasse do roxo - E esse roxo eu... eu... eu - Ah droga! O que eu digo?

- Eu? - Justin faz cara de desconfiado.

- Hum... Bati na porta do banheiro - Falei rápido.

- Como isso? - Ele sorri nasalado.

- Eu estava saindo do banho quando escorreguei e acabei batendo o braço na porta - Falei nervosa.

- Você é bem cuidadosa - fala irônico - Hey!  parem de ficar cochichando bando de gays - Justin grita pros seus amigos que olhava para nós e dava risadas.

- Eu acho melhor você ir lá com eles... - Falei brincando com meus próprios dedos. Justin sorri e levanta indo até eles.

- Vamos - Camille aparece do nada, pega no meu braço e me levanta. Agora vamos tomar banho pra irmos para aula de biologia. Hoje é o dia de ficarmos o dia inteiro na escola - Cedo e a tarde - eu gosto de quando tem aula integral. Parece que sou a única que gosta, porque todos da sala reclamam.
.
.
Agora já é 4hrs da tarde. Já fizemos dois trabalhos, um de biologia e outro de filosofia. Para mim foram fáceis. Temos duas aulas restantes, duas aulas de ciências. Agora estamos no mini intervalo entre as aulas, 15 minutos para ir no banheiro ou beber água.

- Vamos no banheiro, voce vai? - Camille pergunta e eu nego - Fran olha aquele garoto - Mille fala enquanto saia da sala.

- E ai - Cody fica na frente da minha carteira - Comi vai sua vida idiota? - Fico quieta - Fiquei sabendo que você apanhou ontem... Ah que pena, agradece essa pessoa por mim - Cody fala e o choro prende em minha garganta.

" Não chore, limpe suas lágrimas, e levante a cabeça para enfrentar aquele que te humilha"

Essas palavras que Justin me falou era a única coisa que eu sabia pensar. Segurei o choro e sorri debochada para Cody, o mesmo me olhou surpreso.

-  Não vai chorar? Não vai abaixar a cabeça? Barbara? É você ? Ah com certeza é, continua a mesma feiosa - Cody e todos na sala começa a rir.

- E você o mesmo babaca de sempre, não é de surpreender, não é mesmo? Quem nasceu para ser criança nunca vai ser um homem de verdade - Levantei da cadeira encarando Melissa e Cody que agoram me olhavam raivosos.

Da onde tirei coragem e força para me defender? Uau, estou surpresa comigo mesma.

- Quem você acha que é para falar assim comigo, garota? - Cody fecha a porta da sala e me prensa na mesma.

- Quem você acha que é para falar daquele jeito comigo? Você não de ninguém! Então por favor não dirija essas suas palavras nojenta a mim - Sorri falso. Mas por dentro eu estava com medo. Como minha voz não saiu falha?

Barbara é você mesma?

- Uhhhhhh - Todos na sala falaram.

- Ninguém fala assim comigo, ainda mais uma ninguém - Cody aperta meu rosto. O choro estava preso. Eu queria chorar.

" Você é tão fraquinha"

Cada vez que aquelas palavras vinha na minha mente eu sentia mais raiva.

- Vai me bater? Vamos lá, Cody - Sorri.

Sinceramente, essa não sou eu.

Cody levantou sua mão para me dar uma tapa na cara, mas foi impedido por uma pessoa segurando seu braço.

Quem foi esse anjo? Tenho certeza que esse tapa iria doer na minha alma.

- Você iria bater nela mesmo? Isso só mostrou o quanto idiota voce é - Justin fala.

Pera! Justin? É isso mesmo?

- Não se intromete, ela me desafiou, cara - Cody aperta mais meus braços. Esta doendo.

- Ela é mulher, não se bate em mulher - Justin sorri falso - Deveria saber.

- Isso não vai ficar assim! - Cody sussurra para mim. Me soltei dos seus braços e abri a porta da sala fechando a mesma com força. Pisava fundo no piso da escola, eu queria me trancar no meu quarto e nunca mais sair de lá. Droga. Droga. Droga. Mil vezes droga!

Nesse momento as lagrimas já não estavam mais controladas. Andando pelo corredor da escola eu chorava. Por que estou chorando? Talvez porque fui humilhada pelas palavras idiotas de Cody, ele sempre me fazia chorar. Ele gosta de me ver chorar. Mas eu deverias estar feliz, não é? Mas não estou. Eu odeio minha vida. Odeio. O-D-E-I-O.

- Barbara - Justin grita, eu começo a andar mais rápido. Eu não quero que veja eu chorando - Espera inferno - Ele grita. Quando percebo estou em seus braços chorando no seu ombro.

- Obrigada - Falei me acalmando.

- Por que? - Justin sussurra.

- Sabe aquela garota durona lá dentro da sala? Praticamente foi você que criou ela - Sorri fraco e Justin faz cara de confuso - A lembra do dia que estávamos na direção e depois você me acompanhou até o bebedor de água. Você me falou umas palavras que me deixaram puta da vida...  A lembrei de todas naquele momento e fiquei com muito ódio daquelas palavras, e foi ai que tive coragem de enfrentar Cody... Bom, a primeira vez - Entortei minha boca e Justin riu nasalado.

- Parabéns para mim - Ele sorri fraco.

- Ainda te odeio - Bufei.

- Por que não falou que Selena te bateu? - Justin me prensa na parede colocando seus braços do lado do meu corpo.

- Po-por.... - fechei meus olhos.

- Por que ela te bateu?

- Por... Por nada - Tentei tirar seus braços da minha volta.

- Fala Barbara - Justin fala com o tom de voz elevado, mas eu não o respondo - Se você não falar eu vou perguntar para ela, Selena só falou que te bateu, mas não falou o motivo.

- Foi por causa daquele maldito beijo que voce me deu por causa de uma aposta - Bufei - e também por causa da suspensão que ela levou por "minha culpa" - Falei rápido com algumas lágrimas no olho.

- Inferno! - Justin soca a parede, olho para ele assustada - Eu vou fazer picadinho da Selena - Arregalo mais meus olhos - É mentira - Justin sorri fraco.

- Vamos para sala, o professor já deve ter entrado - Falei enxugando minhas lágrimas.

- Nós podemos ser amigos, não podemos? - Justin pergunta e eu fico surpresa.

P.O.V's Justin Bieber.

Eu não podia deixar Cody bater na Barbara. Não deixaria ele bater em nenhuma mulher, se eu estivesse por perto. Bom, eu não sei o que sinto, mas eu gosto dela, como amizade. Barbara parece ser uma garota legal, mas de primeira não tive essa visão dela achei que ela fosse uma nerd idiota. Mas não, as aparências enganam.

Eu não estava brincando na parte " Eu vou fazer picadinho da Selena", fiquei muito bravo. Quem ela acha que é para bater na Barbara? Isso foi errado!

- Nós podemos ser amigos, não podemos? - Perguntei, Barbara me olha surpresa e depois um sorriso bobo aparece em seu rosto. Seu sorriso é tão lindo.


Notas Finais


Hey amores... Capítulo surpresa! Não é hora de postar, mas eu terminei agora esse capítulo... Espero muito que vocês gostem desse capítulo.

Como vocês já viram, Justin não é aquele garoto bobo orgulhoso que gosta de humilhar as pessoas, bom, só um pouco, as vezes ele é. Nessa fanfic, Justin é extrovertido e amigos de todos - ou quase todos - ele nunca se apaixonou ou teve uma desilusão amorosa, na verdade ele não sabe o que é o amor de verdade. Justin gosta de iludir as garotas, sim, ele gosta. Ele gosta da Barbara, mas não é sentimentos de homem e mulher, sentimentos normal. Barbara não gosta dele também.

Amo vocês💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...