História Closer Of You - Capítulo 26


Escrita por: ~

Visualizações 231
Palavras 1.139
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura :)

LEIA AS NOTAS FINAIS, SULER IMPORTANTE, SE NAO LER DEPOIS NAO RECLAME

Capítulo 26 - Chapter twenty - six


Fanfic / Fanfiction Closer Of You - Capítulo 26 - Chapter twenty - six

"— Estamos sob pressão

Sete bilhões de pessoas no mundo tentando se encontrar

Mantenha-se firme

Sorriso em seu rosto mesmo que seu coração esteja triste

Mas, ei, agora você sabe garota

Nós dois sabemos que é um mundo cruel

Mas eu arriscarei —"


-- Para com isso Chaz! -- bati na mão dele.


-- Aí é só um morango sua, idiota! -- Chaz revirou os olhos.


-- Um morango faz falta na droga dessa torta -- Eu já estava ficando estressada com essa torta que estava ficando horrível o acabamento dela.


-- Hum ta estressadinha -- Chaz zombou.


-- Quer morrer? -- Apontei a faca para ele. Estávamos todos na casa do Chaz para uma tarde de amigos “despedida” do Justin, falta um dia para ele ir “embora”, apenas sete meses.


-- Credo! -- Fez careta. Senti um cheiro de queimado.


-- Merda Chaz! Você não faz nada,nao ajuda! -- Larguei a faca em cima do balcão e lavei minha mão que estava suja de calda e corri até o fogão, mas antes disso acontecer, eu levei um tombo enorme. Senti dor até no cu.


Invés do Chaz ajudar ele ficou rindo. Gargalhando.


-- Meu Deus, Chaz, me ajuda eu vou perder o bebê -- Falei fingindo um desespero. Chaz parou de rir na hora e fez cara de assustado. Eu nunca vou esquecer a cara do Chaz nesse momento.


Eu queria rir, mas iria estragar a brincadeira.


-- SEUS OTÁRIOS ME AJUDEM, RÁPIDO -- Chaz gritou desesperado vindo até mim. Me pegou no colo, mas antes desligou o fogo. Mas… É brincadeira! Em menos de um minutos o pessoal já estavam na cozinha.


-- A Bárbara caiu, ela vai perder o bebê, droga, e eu fiquei rindo quando ela caiu, mas como eu iria adivinhar que ela estava grávida? -- Chaz falou todo apavorado me carregando no colo. Olhei para cara de cada um naquele momento, mas nenhum superou a cara do Justin.


-- Chaz e..


-- Se você perder essa criança eu nunca vou me perdoar -- Chaz tava quase chorando.


-- é br…


--Cadê a chave do carro? Vocês não vão ajudar não?


-- Chaz é brincadeira -- Ele fechou a boca e quase me jogou no chão.


-- Como ASSIM? EU ESTAVA QUASE MORRENDO DO CORAÇÃO, ISSO NÃO SE FAZ -- Comecei a rir.


-- Eu nunca me senti tão ferrado na vida como agora -- Justin soltou o ar que estava prendendo.


-- Eu já estava planejando o quarto do bebê na minha cabeça -- Caitlin falou sorrindo fraco.


-- Se eu estivesse grávida mesmo provavelmente nesse momento eu estaria com algum sangramento ou algo do tipo -- Revirei os olhos.


-- Estou sem palavras até agora --  Chris falou sentando no sofá.


-- Porra Barbara, conseguiu deixar todos em choque -- Ryan se sentou do lado do Chris.


-- Cheguei -- Nash abriu a porta -- Ihh o que eu perdi, pessoas amáveis ?


-- A cara de idiota do Chaz -- Chris começou a rir.


-- E a sua também, retardado -- Chaz rebateu.


-- Isso eu vejo todos os dias, então não perdi nada né -- Nash revirou os olhos.


-- Dormiu com o palhaço? No caso, Justin -- Chaz falou sério.


-- Bem eu, olha a sua cara, na testa está escrito “Eu sou o Bozo”


-- Não, para tá escrito tudo isso só pode ser na testa do Ryan -- Alfredo falou rindo nasalado.


-- Não pode! É uma maldição. Eu posso está quieto no meu canto, que vocês vão me zoar. Isso de chama inveja, I - N - V - E - J - A!


-- Ah por favor Ryan! Quem vai ter inveja dessa sua testa? -- Caitlin bufou.


-- Vai tomar no cu -- Ryan falou emburrado.


-- Vai você arrombado -- Caitlin jogou uma almofada nele.


-- Olha a boca porra! -- Ryan falou, por incrível que pareça, bravo.


-- O que? -- Perguntei confusa.


-- Foi a mesma coisa de você falar “PARA DE GRITAR” -- Nash falou enquanto mexia no seu celular.


-- Mano do céu, que fez essa torta? -- Justin saiu da cozinha com a mão na boca. Quando que ele saiu da sala?


-- Por que?


-- Tá horrível caralho -- Fez cara de nojo.


-- A Barbara -- Chaz apontou para mim.


-- Foi você seu mentiroso! -- Olhei brava pra ele.


-- Eu só coloquei o ovo ai ele estava com um cheiro ruim, joguei um vidro cheio de essência de baunilha, aliás, minha mãe falou que baunilha da gosto -- Deu de ombro.


-- VOCÊ É BURRO? O ovo tava estragado imbecil -- Falei incrédula. Como eu não senti o cheiro ruim?


Deve ser porque ele encheu de essência de baunilha. Pensei.


-- Mano, mano, porra, caralho -- Justin correu para cozinha. Logo a risada estridente da Caitlin ecoou na sala e dos outros também. Até eu ri.


-- Que nojo cara -- Justin voltou com um copo de suco na mão.



                          -----


--  Mãe, estou indo -- Avisei passando por ela que estava sentada no sofá lendo uma revista.


-- Se divirta querida, não volte tarde.


-- Tá, tchau -- Fechei a porta e corri pela grama até chegar no portão, o guarda abriu o portão e eu sorri para ele em agradecimento.


-- Se arrumou rápido -- Justin falou quando entrei no carro. Dei um beijo rápido nele e assenti. Eu só queria passar mais tempo com ele, então me arrumei bem rápido.


-- Para onde vamos?


-- Não sei, pensei em ir em um restaurante, o que acha?


-- Pode ser, estou fome -- Sorri fraco sem mostrar os dentes.


-- Por favor -- Justin sussurrou.


-- Não dá! Não dá, okay?! Pode me chamar de egoísta mas eu não quero que você vai, são setes meses. Em sete meses pode acontecer muitas coisas -- Passei a mão rosto e fechei o olho. Não vou chorar.


-- Sete meses passa rápido…


-- Não! Não passa, é quase um ano, pode acontecer muitas coisas nesse tem…


-- Você quer terminar? -- Justin perguntou de uma maneira tão fria, isso me machucou tanto, porque desde do dia que ele falou sobre ir fazer a faculdade eu percebi o seu jeito frio de dizer. Parece que ele não sente nada…


-- Eu quero ir pra casa! -- Falei no mesmo tom que ele.


-- Me desculpas, okay?! Mas é que você está me deixando nervoso e sem saída -- Justin bufou.


-- Tudo bem!


-- Não! Não está tudo bem! Você está achando que eu não estou me importando com isso. Sim, eu estou, mas eu também estou pensando no nosso futuro. Esses setes meses vai passar rápido sim, você vai está indo para a faculdade se ocupando em estudar e eu tambem, vai passar tão rápido -- Justin tentou passar a mão no meu rosto, mas eu afastei -- Você está sendo infantil! Eu pensava nessa faculdade antes mesmo de você entrar na minha vida -- Abri a boca para responder mas fechei de novo. Não vale a pena.


-- Tudo bem, desculpas.


"— Não, eu não pensei que você me decepcionaria tão facilmente —"


Notas Finais


E AI GUYS, TUDO BEM COM VCS? ESPERO QUE SIM!

E ai qual é a opinião de vocês? Vocês acham que foi um ato infantil da parte dela? Ou Justin foi muito grosso?

Bem pessoal, estou querendo desistir de Closer Of You, pois estou percebendo que não está tendo um resultado que eu esperava, talvez seja pela forma que eu estou escrevendo, não sei se o problema esta em vocês que não dão muita importância para essa fanfic, não sei, eu realmente não sei. Eu estou cansada de não ter resultado aqui com o capítulos, sempre as mesma coisas. E eu cheguei a conclusão que é melhor ser apagada a fanfic do que ficar flopada, pq do quem escreve sabe como é chato isso. 99% indica que eu vou excluir.

Então é isso. Espero que vocês tenham gostado do possível "ultimo capítulo de closer of you".


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...