História Coccassion. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Lucy Heartfilia, Mest, Natsu Dragneel, Romeo Conbolt, Wendy Marvell
Tags Dorandy, Gruvia, Jerza, Marca De Roupas, Modelo, Nalu, Romance, Romendy
Exibições 35
Palavras 830
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Ficção Científica, Hentai, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Apenas Um Atelie.



Lucy POV's
Desde pequena tiro sempre 10, meus pais sempre ficaram satisfeitos comigo, e sempre me educaram como uma pessoa obediente. Mas após começar o terceiro ano, eu senti que algo estava faltando. Algo há mais, senti que havia tido uma vida totalmente monótoma, algo tão comum, que nem ao menos renderia um bom tema para um livro. Minha mãe sempre comprou roupas da Marca Coccasion, mas eu nunca ouvi falar dela, é aqui tudo que começa. Certo dia, estava voltando para casa, quando fui parada por um rapaz misterioso. Seus olhos eram negros assim como seus cabelos, usava um terno e tinha um grande sorriso, confesso que me assustei mas me impressionei ao mesmo tempo.
- Senhorita. - ele disse tirando um cartão de dentro do terno e colocando em uma das minhas mãos.
- Você é mesmo bastante bonita, porque não nós visita algum dia? - ele sussurrou e passou direto por mim, me deixando sem entender nada.
- Oque é isso..? - No papel havia apenas um numero de telefone, e um endereço. Não havia informações, e obvio eu não iria ate-la. 3 dias se passaram desde de este incidente misterioso. Eu estava me sentindo transbordando, e não tinha amigos, já que passava a vida toda estudando. Eu queria me divertir ao menos uma vez na minha vida. e então me veio a mente aquele cartão, eu estava mesmo ficando curiosa, sobre oque tinha naquele endereço? e aquele numero? Eu tentei procura-lo na internet mas não encontrei nada. e assim a curiosidade apenas aumentava. Tanto que em um sábado, disse aos meus pais que iria ate a biblioteca, mas na verdade fui ate o endereço.
Oque ele queria? Porque me entregou isso? e afinal, como assim ''nós visitar''? 
Segui ate o endereço com medo e ao mesmo tempo curiosa, mas assim que cheguei ao lugar, apenas encontrei escadas. que acabariam em algum tipo de bar. E eu realmente não iria entrar em um ambiente assim.
- Mas.. - minhas pernas estavam se mexendo sozinhas. eu empurrei a porta e olhei devagar.
- Licença.. - eu entrei e vi uma garotinha baixinha costurando alguns tecidos.
- Eh.. - eu me aproximei dela que me olhou sorrindo.
- PESSOAL!! - ela gritou soltando aquele vestido e segurando as minhas mãos.
- Eu sabia que você iria vir, Elizabeth. - Elizabeth? Mas o meu nome é Lucy.. - Você demorou um pouco, mas veio, como o gray disse. - Olhei para ela sem entender, mas a mesma permanecia sorrindo.
- Pensei que fosse ter medo de vir até um endereço desconhecido. - o rapaz que havia me dado o cartão apareceu junto a uma moça.
- Ei, eu não disse que a Elizabeth iria vir? você me deve 15000 ienes. - ela olhou pra ele sorrindo. O homem suspirou e se sentou em um sofá, algo estava parecendo cena de filme aqui.
- Bem, deixe-me explicar-lhe senhorita. - a moça ruiva tão elegante quanto os outros dois, se aproximou de mim sendo gentil como todos eles.
- Este é o nosso ''atelie'' - ela disse com ironia. e olhei ao redor, vendo vários manequins e maquinas de costuras. - E você foi escolhida para ser a nossa modelo, concorda? -  eu não entendi oque ela havia me pedido? modelo? eu?
- Você é a cara da nossa marca. - a garotinha disse e eu sorri torto. - Eu não acho isso não.. - disse olhando para o outro lado.
- Logico que ela não vai aceitar. - um rapaz também elegante de cabelos rosados apareceu junto de outros dois rapazes. 
- Ela pensa apenas em seus estudos, e não vai querer perder tempo com isto. E mesmo se quisesse, não seria capaz, ela é fraca..
Era como se ele estivesse lendo meus pensamentos. Um pedido tão repentino, que mesmo se eu quisesse não iria poder aceitar.
- Isso não.. Elizabeth, por favor, pense nisso. - Ela segurou minhas mãos e as apertou como se estivesse com medo.
- Se você não for nossa modelo a-
- Wendy. - o garoto disse a interrompendo. ela abaixou a cabeça e me soltou dando meia volta e sentando-se no sofá.
- Eu vou embora.. - eu sai triste, por ser humilhada assim, sendo que não conhecia ao menos a pessoa. Isso não é necessário, sim, eu tenho apenas que pensar nos meus estudos, na minha prova. Nada mais!! 
- ELIZABETH!! Eu senti algo me agarrar por trás e quando me virei vi a wendy me abraçando.
- Se você não for nossa modelo, nossa marca perderá sua popularidade, por favor. - ela estava chorando, por apenas eu ter dito não? 
- Por.. favor, pensa nisso.. - ela disse.
- Esta bem.. me de alguns dias, e darei uma resposta definitiva. 
- Ainda bem. - ela sorriu. Assim que me despedi comecei a pensar e pensar. eu nuca faço nada da minha vida, eu estou sempre reclamando de como sou comum, então, porque não?
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...