História Coffe (Imagine Incesto - Jimin) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor Entre Irmãos, Drama, Incesto, Revelaçoes, Romance
Exibições 157
Palavras 2.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Poxa, nenhum comentário no capitulo anterior... :c
Magoou </3

Espero que gostem deste capítulo. AH CAPA FUI EO QUE FIZ!! ;---;

E, preparam uns lenços acho que vocês iram precisar.

Perdoe-me pelos erros ortográficos, consertarei o mas rápido possível.

~Boa Leitura meus Amores~

Capítulo 8 - Capítulo - 07


Fanfic / Fanfiction Coffe (Imagine Incesto - Jimin) - Capítulo 8 - Capítulo - 07

[Sook Park On]

- Estamos na cozinha! – Avisei. Não demorou para que Jimin, Tae e Hoseok aparecerem carregando as sacolas. – Vocês demoraram. – Comentei limpando o balcão.

- ALGUMAS pessoas não entendem que não se devem fazer escândalos em um supermercado! – Jimin olhava mortalmente para Tae, que ria.

- Desculpa Chim. – Pediu. Meu celular começou a tocar.

- Oi?!

- Sook?

- Namjoon!

- Estou ligando para avisar, que em quinze minutos chego aí.

- Aguardo você então.

- Então tchau.

- Vê se presta atenção no transito! – Alertei.

- Claro. – Desligou o celular.

- Quem era? – Jimin perguntou ficando ao meu lado.

- Appa Namjoon... – Lavei minhas mãos. – Me ligou para avisar que daqui alguns minutos estará vindo para cá. – Fechei a torneira e subi para meu quarto.

Fui atrás da minha bolsa, encontrando-a sob minha cama. Peguei-a saindo em seguida do meu quarto, desci as escadas notando Tae sentado no sofá o vendo fazer caras e bocas olhando para o visor do seu celular, rir com tamanha idiotice da sua parte.

- Que coisa feia, credo! – Falei fazendo careta, ele revirou os olhos e mandou-me o dedo do meio. – Cadê o Jimin e os outros? – Desci as escadas me pondo à sua frente.

- Jimin eu não sei... – Murmurou e eu franzi o cenho. Onde ele se meteu?

- Mas ele não estava aqui há poucos minutos? – Indaguei.

- AH SIM! – Gritou me assustando. – Digo, ele recebeu uma ligação e saiu às pressas. – Deu os ombros.

Tá quando ele chegar eu pergunto, enquanto isso vou esperar aqui o Namjoon. Fiquei conversando com meu primo por alguns minutos até escuta a buzina de um carro, me despedi dele saindo logo em seguida. Caminhei em direção ao carro entrando me surpreendendo ao ver Jungkookie.

- Kookie? – Eu estava surpresa por encontrá-lo.

- O Namjoon me chamou para acompanha-los. – Respondeu minha pergunta muda. Olhei vendo-o que trajava uma calça preta colada, uma blusa vermelha com as siglas BVB e o cabelo totalmente desarrumado com uma touca branca, admito, Jungkook está lindo!

- Então... – Iniciei o assunto chamando a atenção de Namjoon para mim. – Tem algo em mente, Appa?

- É... – Coçou a nuca fazendo careta, rimos. – O que vocês acham de brinquedos... É... Hã, sexuais? – Coramos ao escutar o que ele tinha nos dito.

- É bem... – Fiquei nervosa.

- Vocês... – Jungkook começou. – Curtem esse tipo de coisa? – Ele estava com o rosto virado para o lado, olhando a janela. Eu não estava diferente. Encarava minhas mãos, fiquei brincando com os meus dedos tentando afasta qualquer pensando malicioso.

- Que tal um anel? Urso, chocolates e flores? – Digo sem ao menos olha-los. Conhecendo o Omma como conheço, sei que ele vai gostar bastante. – Sabemos que ele adora rosa, isso é um ponto para nosso placar. Um urso rosa, anéis com seus nomes gravados, chocolates junto com o buquê de flores e... Os brinquedos sexuais para quando vocês estiverem sozinhos.

- É por isso que eu te amo, Sook! – Respondeu animado parando o carro no estacionamento do Shopping.

Descemos do carro e Namjoon decidiu que devíamos nos separar, ele cuidaria dos anéis e os brinquedos enquanto eu e o Jungkook cuidaríamos dos chocolates, urso e as flores. Assentimos e cada um foi para um lugar diferente. Enquanto caminhávamos em busca dos presentes notei o quanto Jungkook estava inquieto ao meu lado, eu queria perguntar o que ele tinha, resolvi permanecer calada e deixar para pergunta-lo em um outro momento. Observava as lojas até encontrar uma loja de urso, peguei a mão do Jungkook e o puxei para mesma, fomos olhando as prateleiras atrás de um urso ideal, não demorou muito para Jungkook aparecer com um urso um tanto peculiar. O urso era totalmente engraçado – em minha opinião – digamos assim, um urso; ‘’palhaço’’ Jungkook ria da minha careta, fiz bico virando a cara e indo a procura de um urso. Finalmente encontramos um urso rosa super grande, Jin irá à loucura com esse urso. Pagamos e logo saímos atrás de uma floricultura comecei a conversar com Jungkook sobre alguns assuntos banais e aleatórios enquanto procurávamos a floricultura, de repente, parei e observei um certo casal de longe, semicerrei os olhos para ver um pouco melhor reconhecendo uma pessoa. Park Jimin. Fiquei meio desnorteada, o que ele fazia aqui? E quem é aquela garota? Aquela lá não parece ser Yang Mi, motivo? Aquela garota... É muito bonita.

Espera o que?!

Ele acabou de beijar ela?!

Meu sangue ferveu e meu coração apertou, meus olhos começaram arder, respirei fundo e escutei Jungkook avisando que tinha viso uma floricultura, segui ele como se nada tivesse acontecido mesmo sabendo que tinha acontecido algo. Meu peito doía, mas ignorei e coloquei um sorriso no rosto. Vaguei meus olhos pelas as belas flores procurando a favorita do Jin a encontrando rapidamente. Tulipas Vermelhas. Admito que amava essa flor ela possuía um significado bonito;

 ‘’Tulipas vermelhas são flores ornamentais que podem significar amor verdadeiro, o amor perfeito, o amor irresistível, o amor eterno.’’

Era esse significado que a deixa perfeita, mas achava mais interessante ainda era sua lenda por trás de si:

‘’Existe uma lenda turca que explica o significado da tulipa vermelha.
A lenda conta que Farhad, um príncipe, estava perdidamente apaixonado pela jovem Shirin.
Um dia, Farhad foi informado que a sua amada tinha sido morta.
Não aguentando a tristeza e a dor, o jovem príncipe decidiu terminar a sua vida,
cavalgando para um precipício.
Segundo a lenda, cada gota de sangue do príncipe fez nascer uma tulipa vermelha,
simbolizando assim o amor verdadeiro.’’

Maravilhoso e ao mesmo tempo triste.

- Para você... – Despertei do meu transe ao escutar a voz do Jungkook. A minha frente estava ele com uma Tulipa em mãos, sorrir aceitando.

- Sabe o significado que ela possui? – Aproximei a Tulipa do meu nariz sentindo o aroma agradável que vinha dela, olhei para o Jungkook.

- Conheço seu significado... – Respondeu colocando uma mexa da minha franja para trás da minha orelha. – Foi um dos motivos pela qual eu a dei para você. – Mentiria se não dissesse que fiquei surpresa.

- E à mais motivos? – Eu realmente havia ficado curiosa com sua declaração.

- Claro... – Sorrio de lado. – Mas não será agora que você ficara sabendo. – Piscou fazendo com que eu corasse.

- Hum...

Fomos até a uma senhora de idade que estava de trás do balcão e pedimos um buquê de Tulipas Vermelhas, questão de segundos ela voltou com um bem grande por sinal.

- Essas acabaram de chegar. – Falou enquanto ajeitava alguns detalhes na mesma. – Me admira e ao mesmo tempo surpreende em ver um jovem casal tão lindo como vocês comprando flores tão significativas. – Sorriu gentil entregando-a para Jungkook.

- É... Não somos um casal senhora... – Sorri envergonhada.

- Ainda...

- O que? – Perguntei.

- Oh que pena! – A senhora sorriu desanimada. – Vocês são tão bonitos juntos.

- É... – Respondemos corados.

- Bom... –Jungkook começou. – Obrigada senhora, tenha uma boa tarde. – Se despediu sorrindo.

- Vocês também meus jovens! – Acenou rindo.

Andamos lado a lado com as compras, eu e Jungkook não trocamos nenhuma troca de olhares já que estamos bastante envergonhados.

Appa Namjoon: Comprei tudo, e o chocolate também
Nós encontramos na praça de alimentação do Shopping? [18:30]

Sook: Okay

Compramos o Urso e as flores

Nós encontramos lá em cinco minutos. [18:33]

 Appa Namjoon: Certo. [18:35]

Informei ao Jungkook que deveríamos ir à praça de alimentação, pois, Namjoon estaria a nossa espera ele assentiu e caminhamos para lá. Encontramos Namjoon falando ao celular, nos sentamos e fizemos nossos pedidos.

- Não vou demorar... Como assim?... Juro que sei... Jin para com isso amor... – Rio. – Prometo... Morangos?... Okay eu levo... Jungkook e Sook estão comigo amor... – Revirou os olhos, colocando no viva voz. – Deem um ‘Oi’.

- OI OMMA JIN! – Praticamente gritamos.

- Ashi, precisa gritar?! Sou surdo não.

- Para de reclamar. – Escutei um resmungo.

- Calada Sook! Vai namorar o Jungkookie vai! – Orra por essa eu não esperava, me calei e Namjoon começou a rir. – Namjoon cacete, tira do viva voz e vamos conversar.

Amo esse casal, Namjin é forte.

Namjoon desligou o celular quando os pedidos chegaram, comemos e conversamos aquele clima vergonhoso entre Jungkook e eu tinha sumido – para minha alegria –.

- Senhores clientes, os informo que alguns minutos o shopping estará fechando. Por favor, ao sair verifique se seus filhos e seus pertences estão com sigo. Tenham uma boa noite e voltem sempre.

Levantamos e fomos para a garagem do shopping entrando no carro logo em seguida. No caminho para casa permaneci calada, olhando para a janela vendo a rua. A imagem do beijo não saía da minha mente, a dúvida permanecia acesa. Queria que aquilo fosse mentira, que fosse apenas um engano dos meus olhos mesmo sabendo que é impossível eu ter me enganado. Suspirei ao ver minha casa, agradeci os meninos pelo dia e me despedi dando um beijo na bochecha de cada um. Entrei em casa e tudo estava em total silêncio acho que não tem ninguém em casa, fui à caminho da cozinha tomar um copo de água me assustei ao ver Jimin lá, novamente aquela imagem veio em minha mente, ele está na minha frente aqui e agora... Devo perguntar ou ignorar?

- Jimin? – O chamei escutando um ‘’Hum’’. – Quem era aquela garota? – O fitei, o mesmo permaneceu de costa para mim.

- Não interessa. – Meus olhos se encheram de lágrimas.

- Como ‘’não interessa’’ seu idiota? – Estava com raiva. – É claro que me interessa você se declara para mim hoje e ainda beija uma menina! – Eu queria gritar, xinga-lo mais permaneci com a voz calma. – Tudo hoje!

- Hum. – Fiquei incrédula.

- HUM É CARALHO, SEU BABACA! – Gritei. – ME RESPONDE LOGO!

- DA MINHA VIDA CUIDO EU SOOK! – Gritou de volta.

- AH CLARO! ‘’eu te amo... Mas não te amo como irmã, e sim, como mulher!’’ – Repeti o que ele tinha me dito mais cedo.

- Eu não me apaixonaria por minha irmã... – Falou debochado, mas sua voz sai friamente. – Isso é ridículo e ao mesmo tempo nojento. Eu estava apenas brincando com sua cara, idiota. – Seu sorriso frio e sarcástico me destruiu por dentro. Meu coração terminou por se despedaçar por completo.

 ‘’Isso é ridículo e ao mesmo tempo nojento’’

‘’ Eu estava apenas brincando com sua cara, idiota’’

‘’Ridículo e nojento... Brincando’’

Bati em seu rosto o fazendo virar e logo em seguida colocar a mão na bochecha na qual eu tinha batido.

- Eu sou uma idiota mesmo... – Digo com um fio de voz. – Idiota mais ainda foi você por ter feito o que fez... – Eu já chorava não me importando com mais nada. – Foi um erro desde o inicio ter criado algum tipo de sentimento por você além de amor de irmãos, pelo meu próprio irmão. – Dei um sorriso fraco. – Parabéns, irmão! Você com certeza riu mais aquela vadia, se gabou por ter me feito de idiota... – Funguei. – Eu deveria esperar por isso, afinal de contas... Você nunca passou pelo o que eu passei... – Murmurei baixo.

- Você me da nojo... – Arregalei os olhos com suas palavras. Nojo? Era isso que ele sentia por mim?

Rir sem humor.

- Saber que você gostava de mim foi fácil. – Continuou rindo. – Melhor agora ver sua cara de cachorro sem dono.

- Por quê?

- Ver você sendo humilhada. – Eis que surge aquela vadia do shopping, com a camisa dele quase semi nua. – Por que ele iria querer a irmãzinha sem graça, sendo que ele pode ter uma gostosa? – O sorriso debochado dela me irritou. – Apesar disso ser nojento irmãos namorarem. – Fez cara de nojo.

- Vá se fuder! VOCÊS SE MERECEM! – Gritei. – ESPERO QUE MORRAM JUNTOS SEUS BOSTAS!

Subi para o meu quarto batendo a porta fortemente e surrando meu travesseiro com todas as minhas forças. Idiotas! Eu não esperava isso do Jimin. Burra, era isso que eu era! Gritei contra meu travesseiro abafando o som. Escutei batidas na porta levantei-me pronta para dizer poucas e boas para aqueles dois – se fossem eles, claro – abri a porta me deparando com Yoongi preocupado, o abracei fortemente. Ele retribuiu o abraço e murmurou: ‘’Vai ficar tudo bem’'.

Sentamos na cama, eu chorei bastante. Ele tinha me perguntado o motivo e eu apenas neguei dizendo que não era nada, sei que ele não acreditou mas não quero falar disso. Ele apenas assentiu e deitou-se comigo na cama, começou a fazer um cafuné nos meus cabelos, logo adormeci, caindo no sono.

[Sook Park Off]


Notas Finais


Querem um capítulo especial com o casal Namjin ou o capítulo normal? ^^

Nos vemos no próximo capítulo, beijos e até lá. (Mereço comentários nesse capítulo? ;---;)

Me sigam nas redes sociais, quero interagir com vocês pelo face ou twitter:

Twitter:
Nome: @Bulltaoreune1
Link: https://twitter.com/Bulltaoreune1

Facebook:
Nome: Mírian Rodrigues (Bullt)
Link:https://www.facebook.com/miriam.rodrigues.3367174?ref=ts&fref=ts


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...