História Coffee Time - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Chanbaek, Exo, Hunhan, Kaisoo, Kristao, Sulay, Xiuchen
Exibições 21
Palavras 1.043
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá! Boa leitura~~

Capítulo 11 - Onze


Yifan.

A viagem do Japão até a Coréia não foi muito demorada, mas foi o suficiente para acabar comigo.

-Como foi andar em um aeroporto, Yifan? -Tao disse enquanto secava seus cabelos depois de um banho um pouco demorado.

-Estou acabado. -Estava jogado na cama do hotel e Tao veio e se deitou ao meu lado.

-Ainda não se acostumou com muita gente? -Ele colocou a mao sobre a minha e fez um carinho ali - Pensei que depois de tanto tempo trabalhando em um cafe você se tornasse mais...social.

-Eu só não gosto de lugares muito cheios...Mas consigo conversar com desconhecidos numa boa agora.

-Não, o Kris consegue...não o Wu Yifan. -Senti o carinho em minha mão parar e logo ele entrelaçou nossos dedos.

-Pare de falar como se fossem duas pessoas diferentes...-Dei um sorriso e o olhei nos olhos.

-Mas são! - ele fez uma careta. --Kris é o atendente sexy da cafeteria que fica na rua principal de Tokyo, o cara que derrete os corações com um simples "Olá, posso anotar os pedidos?" -Sua expressão suavizou e ele deu um sorriso -Wu Yifan é o cara que tem uma leve fobia de gente, o que me dá muito amor e -Ele  se apoiou no cotovelo e se aproximou de mim -Merece muitos beijos -Sorriu e colou nossos lábios. -Vamos dormir? Amanhã você vai ajudar o Kyung né? -Fiz que sim com a cabeça,ele me deu outro beijo e apagou as luzes -Boa noite. -  abraçou minha cintura e caiu no sono.

Sério, tenho muito que agradecer a essa criatura com olheiras naturais tão fofas...Há uns cinco anos quando o pai de Kyungsoo ainda não tinha se mudado para Tokyo eu era um completo antisocial. Tinha repulsa por pessoas e odiava sair de casa... até que um dia minha mãe me obrigou a sair e "Tomar um ar". Na época eu xinguei ela, mas agora eu acho que se não fosse essa ordem eu não teria nada. Quem diria que ao passar pela frente de uma cafeteria e olhar para dentro dela eu me interessaria? Não vou mentir...entrei porque senti o cheiro de café muito bom e queria provar aquilo. Depois de escolher o lugar que eu queria um atendente veio.

-Ola, posso anotar seu pedido senhor? -Olhei para o jovem que me atendia, ele tinha um sorriso simpático nos lábios. Mesmo tendo simpatizado com o atendente eu não conseguia me sentir 100% confortável. -Senhor? -Ele continuava com o papel e a caneta em mãos esperando eu falar, até que do nada ele se aproximou e cochichou -Posso trazer o melhor da casa? -Eu, com os olhos arregalados respondi que sim e ele deu uma risadinha e saiu andando. Na época fiquei um "assustado" com o jeito um pouco ousado que aquele vendedor tinha...

Assim que ele voltou com "O melhor da casa" eu tomei um generoso gole daquela bebida levemente aquecida e bem cremosa. Cara...O gosto daquilo era maravilhoso, pensei que era um pouco do paraíso e não nego que devo ter feito uma cara de idiota quando bebi aquela bebida. Comecei a frequentar mais e mais aquele lugar. Era de casa para a cafeteria, da cafeteria pra casa e assim quase todos os dias.

Um dia, meus olhos viram uma placa no balcão principal que dizia que o local precisava de funcionários...algo em mim me fez tentar um emprego ali e também teve a insistência de Tao que na época era o cara que sempre me atendia....ele repetiu umas 20 vezes no mesmo dia "Você bem que podia tentar né Yifan? Hein"  Na hora eu queria matar ele mas ok...

Consegui o emprego muito fácil. No começo foi difícil pra mim porque eu teria que falar com pessoas, no caso os clientes. Tao me fez ver aquilo como uma terapia para melhorar aquilo "Por que você não tenta criar um personagem? " Que ideia maluca,eu pensei, mas depois que ele me explicou eu achei uma boa ideia. Tao me ajudou a criar "Kris", assim consegui fazer meu trabalho direito e melhorar um pouco com meus problemas com pessoas.

Olhei para Tao, que já estava dormindo profundamente, beijei o topo da cabeça dele e o puxei para mais perto . Demorou pouco para que eu dormisse também.

Assim que acordamos fomos direto para a cafeteria ajudar Kyungsoo.

-E então Kyung...precisa de ajuda em que? - Estávamos sentados nas cadeiras da cafeteira tomando uma xícara de Cappuccino com caramelo.

-Enquanto eu estive fora do café eu tive tempo de observar algumas coisas...o movimento aqui não tem aumentado muito. Na outra filial o movimento cresceu bastante nesses últimos tempos né?

-Sim, a filial de Tokyo ganhou vários clientes ultimamente. - engoli em seco aí lembrar do bendito motivo dessa nova "popularidade". - mas o motivo não é lá muito amigável...-

-Me conte, como meu pai conseguiu.

-Bem...ele nos usou...-ele arregalou os olhos -Nao...não dessa forma. -Fiz um gesto para tranquiliza-lo - Ele usou a nossa..."beleza"....digamos assim.

-Que?! -ele continuava sem entender nada de nada...eu nao sei explicar mesmo.

-Ele quer dizer que o nosso chefe tem funcionários bonitos e se aproveitou disso -Tao veio me salvar! Obrigada Tao! Te amo Tao!

-hm...fale mais...-Kyungsoo começou a se interessar...

-Ele percebeu que muitos clientes nos adoravam e então resolveu fazer uns..."dias especiais". -Tao colocou a mão no queixo e logo depois sorriu. Ele lembrou de alguma coisa...- Teve uma vez que foi o dia das orelhas de gatos! -Pior dia.- Tem um amigo nosso, Yoongi, que parecia um gatinho emburrado! Coisa mais fofa.

-Meu pai é louco...- Concordei com a sabedoria de Kyunsoo.

- Também achei essa de "orelhas de gatos" exagerada, mas as clientes adoraram né. -Tao me olhou e deu uma risadinha -Voce ficou lindo com aquelas orelhas felpudas - e voltou a atenção para o outro - Mas normalmente os dias especiais eram coisas simples mas que chamavam um pouco a atenção. Acho que o que mais bombou foi o mini show que a gente fez ali...O Chanyeol tocou piano enquanto Kook, Taetae e ChimChim cantavam, foi lindo e muita gente apareceu.

Kyungsoo pensou, pensou e no fim soltou um sorriso e disse que iria pensar em como usar essa ideia.

Sinto informar mas acho que acabei de ferrar com meus amigos...sinto muito a todos mas acho que o "show vai começar"


Notas Finais


E aí? Como vai?

Eu sei eu sei...tipo um mês de "hiatus" mas ok né?! Neeeee?

O que acham se Kristao aqui? Eu achei "fofo"?

Nao sei o que falar~~~

Kissus da Joker!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...