História Coincidência- BTS - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 47
Palavras 920
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Fluffy, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei eu seii

Capítulo 20 - Um membro a menos


_Noivos?! 

Perguntou ele erguendo as sobrancelhas. 

_Sim! Falei mostrando a aliança, que por acaso era muito linda. 

_Hum...

 _Bom, tá tarde e... Eu vou dormir. 

3 meses depois. 

 _Chegamos? 

Perguntei anciosa para abrir os olhos. 

_Ainda não. 

Respondeu V, segurando em meu braço para que eu não esbarrace em nada. 

_E agora? Posso abrir? 

_Pode. 

Assim que abri meus olhos, vi, uma casinha amarela com flores de ponta a ponta na calçada, era pequena mas muito charmosa, fiquei sem palavras, tentei sorrir de alegria mas eu também queria chorar de culpa, então numa mistura de duas emoções diferentes, eu só o beijei, o beijei tão intensamente que assim que nos soltamos ri do seu cabelo que estava assustadoramente bagunçado, ele riu de volta ao perceber.

 _Gostou?

 Perguntou ele, tão baixo, que só pude entender pelo movimento de seus lábios. Fiz que sim com a cabeça acompanhado por um leve sorriso. 

_Você é incrível! Falei baixinho, próximo ao seu ouvido. Ele segurou em meu braço de levinho e me arrastou até a entrada da casa, até a porta era bonitinha, quase no topo, haviam três espécies de janelas de vidro, no meio uma plaquinha que parecia ter sido por ele mesmo, "Seja bem vinda, e a maçaneta o desenho de uma flor azul, a minha preferida. V pôs uma das chaves em minha mãe e outra em seu bolso.

 _Bom... Móveis, ou... Detalhes, a gente vê depois, é que... Só deu pra comprar a casa e...

 Falou ele parecendo nervoso e decepcionado.

 _Não tem problema, eu adorei viu. Assim que fechei a boca ele abri a porta, a casa ainda não tinha detalhes ou cores, mas seu tom branco era incrível, a sala era pequenininha, repartida com uma espécie de balcão que formava um L separando a sala da cozinha, no lado direito da sala um corredor largo e curto, V me levou até lá, antes que eu pensasse em ir sozinha, do lado esquerdo havia uma portinha branca, meio que mal pintada, peguei na maçaneta para abrir mas V impediu. 

_Agora não, essa é especial. Sorri e concordei, a porta da meio do corredor era um pouco mais estreita fiz um sinal para abrir e V concordou. Era um banheirinho, seus azulejos chegavam quase ao teto, a pia era charmora, sua bácia era de vidro e logo a cima um espelho grande que cobria boa parte superior da parede, ao lado do chuveiro, uma longa estante organizada com etiquetas, "sabonetes" - "shampoos" - "sabonetes" e "shampoos". _ Sua mãe disse que você gosta de tudo organizado. Falou ele, ri e concordei. Saímos e apontei para a porta que ficava ao lado direito, V abriu. 

_Bom... Esse aqui é para nossa... É... Recompensa, vamos dizer assim. 

Ele falou meio sem jeito.

 _Menino ou menina? 

Perguntei em um tom de brincadeira, erguendo as sobrancelhas. 

_O que vier...

 Ri. 

_Agora é hora da porta eseciiaaal!!! 

Berrou V animado.

 _Vamoo! Falei também animada e curiosa. A tal portinha branca era larga, e V fazia suspense para abrir.

 _Vamoooo abri! 

Ele abriu, antes que olhasse para o que tinha lá dentro, foquei em seu sorriso meigo que ia de orelha a orelha, me virei para olhar, era o único cômodo pintado, a parede em que ficava a janela tinha uma com laranja alegre, e ao lado direito do quarto, uma cama de casal, muito bem arrumada pelo jeito, um criando mudo ao lado da cama, logo a cima um jarro simples com uma flor linda azul, tão linda, que duvidei que fosse real. Fiquei encantada com cada detalhe, V sorria enquanto me observava checar cada detalhe.

 _São de verdade? Perguntei bem do nada. 

_Porque não seriam? As vezes o perfeito parece bem irreal né? Sorri e concordei. 

_Sim, parece irreal, não tem se quer um defeito. Falei. 

_Claro que tem, um dia ela murcha... Falou ele sorrindo gentilmente enquanto sentava ao meu lado na cama.

 _Esse é o defeito da vida, um dia ela acaba, mas pode ser perfeita dependendo do jeito em que se vive. Ele sorriu. 

_Você é linda. 

Falou ele meio tímido, eu sorri, ele era fofo quando ficava assim, ainda tinha semblante de uma criança, sim eu amo ele. 

_Gostou? 

_Amei, mas... Não precisava, você sabe que meu pai poderia comprar uma casa para nós. Falei

_Mas ai não teria graça, você é minha noiva, e eu tenho que assumir isso. Falou V. 

_Você deve ter pagado bem caro por isso... É sério não precisava. 

_Se eu pudesse te daria todas as estrelas, uma por uma, mas não é o possível comprar o céu com dinheiro, então vou lhe dar todos os bens humanos que eu poder, e te darei. 

Falou. 

_Eu te amo. 

_Eu sei, eu também te amo, ei você não sabe da melhor. 

Falou ele se empolgando.

 _Conta! 

_Os meninos vão vir para o Brasil, só não sabem direito a data e tal, mas ELES VEEEM!!! 

Falou V tão feliz quanto eu. 

_Sério! Não acredito, vou ter mais seis companhias!!!

 Falei ficando de pé. 

_Na verdade cinco... Falou ele ficando de pé em minha frente. 

_Como assim, cinco? 

Perguntei curiosa, ficando meio preocupada. 

_Jung Kook, ele saiu da BTS, fazem uns três meses.

 _Três meses?! Porque? O que aconteceu? _Ele simplesmente saiu, não disse nada, nem se despediu dos meninos, foi o diretor que deu a notícia. 

_E os meninos, não entraram mais em contato com ele? 

_Não... Ele praticamente sumiu e ninguém sabe o endereço de sua casa ou coisa do tipo, então os meninos deixaram pra lá. 


Notas Finais


Ba ba na ba nana


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...