História Coisas Banais da Vida - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Gaaino, Naruhina, Nejiten, Sasusaku, Shikatema
Visualizações 131
Palavras 1.300
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Leia as notas iniciais e final. Obrigada.
Gente, eu peço desculpas por todo esse tempo sem postas, e sim, eu sei que muitos já devem achar que eu não posto no dia certo por preguiça, mas não é isso! Originalmente, o capitulo quatro seria o da Tenten, tanto que uma leitora falou que estava ansiosa para o proximo capitulo e eu comecei a rir pq o icon dela era da Tenten (ta, eu tenho um parafuso faltando), mas aconteceu o seguinte: eu, simplesmente, tentei escrever o capitulo da Tenten umas 20 vezes (eu não estou brincando), mas, assim que eu lançava a primeira frase, eu apagava e começava outra até abaixar a cabeça e não saber mais o que fazer. Já não conseguindo escrever o capitulo focado na Tenten, decidi que o melhor seria o da Temari, que deu certo de inicio, porem só de inicio mesmo pq depois eu fiquei com 0 de criatividade e, para acompanhar, tive provas, trabalhos, matéria nova e mil coisas. Hoje, felizmente, eu consegui terminar, tanto que não deixei para postar amanhã por saber que muitos já não aguentavam esperar (eu sou leitora, então eu entendo como muitos se sentem quando a fanfic demora para atualizar e parece que a autora nunca mais vai postar ela). Quem me tem nos amigos deve sempre me ver online, mas a verdade que apenas o spirit da aberto e eu nem to mexendo nele, apenas não o fecho.
Provavelmente, quando for escrever o capitulo da Tenten, tambem terei uma certa dificuldade, mas irei fazer o possivel para posta-lo o mais rapido possivel. Ah, por ultimo, o da Tenten será o ultimo capitulo lançado antes de, finalmente, começar a historia (não irei colocar os garotos pois ocuparia 10 capitulos só de apresentação).
Leia as notas finais, obrigada <3

Capítulo 4 - IV - Sabaku no Temari: Com meu ultimo pingo de compaixão


Fanfic / Fanfiction Coisas Banais da Vida - Capítulo 4 - IV - Sabaku no Temari: Com meu ultimo pingo de compaixão

Fora impossível não ficar boquiaberta ao terminar de ler a carta dada pela escola. Simplesmente, não conseguia acreditar nas palavras escritas, onde demostravam o quão indignados estavam com as atitudes recentes de Gaara.

Como resultado, após uma travessura, Gaara fora expulso da escola. Era o decimo aviso enviado, notificando que, se continuasse, o expulsariam. Havia danificado o laboratório de ciências após entrar no mesmo sem permissão.

Papai havia ficado nada contende, tendo gritado com Gaara e o ameaçado transformar seu ensino escolar em domiciliar. Com o ultimo pingo de compaixão que sentia por Gaara, havia convencido papai a matricula-lo na escola onde estudava.

Podia-se dizer que, a Academia interna de Konoha era uma das escolas mais rigorosas em todo o mundo, ficando em terceiro lugar, perdendo apenas para Kumo e Kiri. Por conta de sua fama em questão ao rigor, alguns alunos passaram a criar histórias urbanas sobre alunos que eram punidos por descumprirem as regras. A que mais repassavam entre os estudantes era a do porão existente no subsolo do internato, onde aprisionaram um estudante por deixar a escola sem permissão.

Residia em Konoha a onze anos, no início de meu fundamental, sempre sendo questionada sobre as lendas e o porquê de estar tantos anos na mesma escola. Era irritante ouvir confirmações sobre sua vida vinda de pessoas que, por saber seu nome e sobrenome, achavam saber tudo de você mesmo trocando apenas duas palavras.

Estava no escritório de meu pai, sentada na cadeira de couro preta ao lado de Gaara. Papai falava ao celular com o diretor do internato, um amigo de longa data.

- E então? - Papai desligou o celular o pondo em cima da mesa, ao lado de papeis relacionados a empresa.

Éramos em quatro; eu, papai, Gaara e Kankuro. Kankuro era o mais velho e Gaara o mais novo, isso fazia-me a filha do meio e a única mulher. E mesmo sendo a única mulher, papai nunca me tratou diferente de meus irmãos, sempre nos julgando iguais e, “onde um não ia o outro também não metia o pé”. Mesmo com 90% de seu tempo tomado pela empresa, papai perguntava como havia sido nosso dia e se algo de errado havia acontecido, também nos cobrando nossa lição de casa, além de saber cada um de nossos gostos.

Desdê a saída de mamãe em nossas vidas tudo parecia ter se tornado mais difícil. Era como se estivesse faltando uma parte de nós. Papai percebia e sentia isso. Mesmo não dizendo, eu sabia o porquê dê o mesmo trabalhar em dobro ou por ser tornado tão rigoroso: era para que nada nos faltasse e, ao mesmo tempo, seguíssemos um bom caminho.

- Gaara irá para sua escola. Mas, ainda sim, quero que se comporte, fique longe de problemas. – se referiu a Gaara. – Seria bom que Temari cuidasse de si, no entanto, não quero tomar o tempo de sua irmã, que você continuará a obedecer, então não pense que ficará sozinho e sem ninguém para o tomar conta. - Gaara encolheu os ombros diante de sua situação. Estava desconfortável.

Conhecia Gaara o suficiente para sabe como o mesmo odiava levar broncas e, também, ficava inofensivo perto das de papai. Gaara nunca levantou a voz para o mesmo, e sempre o obedecia; o via como uma figura a ser seguida, a quem se inspirar. Já havia me dito diversas vezes que trabalharia na empresa junto a Kankuro quando já estivesse formado.

Era fascinante o ver já decidindo seu futuro. Eu ainda mantinha minhas dúvidas sobre qual carreira seguir; as vezes meu pensamento parava em advocacia, mas eu sempre me identifiquei como uma atleta. Eu era a capitã do time de natação feminina de minha escola. Praticava o esporte há dez anos.

- Tenho certeza que Gaara irá se comportar, papai. Também, se algo acontecer ou ameaçar, irei tomar as medidas providencias para que o mesmo não saia da linha. – Esfreguei os cabelos de Gaara com as mãos. Sabia que Gaara não estava nada satisfeito com a escolha tomada por papai, mas não podia deixa-lo ter um estudo domiciliar.

Além de Gaara, podia-se dizer que toda a família havia estudado em Konoha. Kankuro havia se formado há dois anos e papai e mamãe haviam se conhecido no internato.

Não fazia ideia de quanto tempo ficara ali, conversando com papai. Gaara já havia sido dispensado e saído do escritório, resmungando palavras baixas o suficiente para não chegarem ao meu ouvido e nem aos de papai. Sempre tivera uma boa relação com papai; sempre estávamos conversando, trocando ideias. A ausência de mamãe fez uma grande diferença em nossas vidas. Não eram diferenças boas, mas não as podia dizer como ruim. Era como uma balança, equilibrada pelos prós e contras.

 Quando o relógio já marcava as oito, eu me encontrava em meu quarto arrumando meus pertences. Também acessava o site da escola, onde espreitava a lista de funcionários, em especial os professores.

- Eu ainda não entendo qual a necessidade disso. – Escorado na porta, usando apenas uma calça moletom vermelha, Gaara me encarava confuso. Não tardou para que o mesmo viesse até onde eu estava e sentasse ao meu lado na cama.

Era um costume meu: todo ano, antes das aulas começarem, eu acessava o site da escola e procurava sobre meus professores. Gostava de me manter informada; saber quem me daria aula e como costuma dar suas explicações. Acho essencial!

- É muito essencial! Quando você começar a estudar lá, aposto que vai querer saber também. - Gaara negou com a cabeça não acreditando em minhas palavras enquanto procurava não rir das mesmas. Mas, antes mesmo que pudesse me responder algo, já acessava a lista de alunos do segundo ano. – Vamos! Eu tenho certeza que você está curioso.

- Tudo bem! Me fale sobre eles. – O revirar de seus olhos parecia ter sido inevitável, por ser um habito que praticava constantemente. Ajeitei-me ao seu lado, ficando mais próxima de si.

A primeira imagem que aparecerá fora de Hinata Hyuga, com quem dividia o dormitório. Ao lembrar-me de sua personalidade, já á podia considerar alguém com quem Gaara faria amizade facilmente, não necessitando estudarem na mesma classe.

- Essa é a Hinata, ela é minha companheira de dormitório. – Indiquei a foto de Hinata com os dedos. Na fotografia, Hinata tinha o sorriso miúdo e o rosto levemente corado por conta da maquiagem, além de estar usando o uniforme escolar, seu cabelo liso estava solto jogado para trás não dando para perceber seu real comprimento. – Ela é capitã do time de vôlei na escola e é ótima em química. Ela é do 2-B. – Descendo um pouco, deparei-me com a fotografia de Sasuke Uchiha, o capitão do time de natação masculina. – Esse é o Sasuke, e ele também é do 2-B.

- Nota-se que todos os seus conhecidos estão no 2-B. – Gaara, novamente, fez seu costumeiro revirar de olhos antes de voltar a prestar atenção.

Na última linha das fotografias dos integrantes do 2-B, a fotografia de Ino era a mais chamativa comparada ao restante dos estudantes. Era a única que havia aberto o sorriso por completo, deixando os dentes amostra; a cabeça estava levemente inclinada para a direita e sua pele pálida se destacava na imagem, junto ao cabelo preso em um rabo de cavalo e os olhos, quase impossíveis de enxergar a íris por estarem quase fechados por conta de seu sorriso.

Poderia descrever Ino como o completo oposto de Gaara. Ino sempre foi muito comunicativa e expressiva enquanto Gaara falava o menos possível, apenas divertindo-se com os amigos mais íntimos – esses que o mesmo fazia questão de serem poucos. A relação de ambos seria interessante. Sabia que iriam se dar bem, mas tinha certeza que Ino conseguiria tirar Gaara do sério facilmente.

- Essa é a Ino. Você vai amar ela! 


Notas Finais


Eu não sei se vcs viram, mas eu mudei a capa! Não tem como vcs lerem tudo pq vai muito rapido, por isso eu vou deixar o link com as imagens.
> http://imgur.com/a/idVZK
abrigada, ate mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...