História Coisas da vida segunda temporada - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, J-hope, Jihyo, Jimin, Jin, Jungkook, Mina, Momo, Nayeon, Rap Monster, Sana, Suga, V
Visualizações 10
Palavras 2.095
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ecchi, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nesse primeiro capitulo é como uma pequena continuação do anterior, para a historia não ficar muito corrida e confusa, pensei em colocar meses depois e fazer um pequeno resumo dos acontecimentos, mas achei que assim ficaria melhor.
Espero que gostem.

Capítulo 1 - Uma nova vida



*Jihyo*
Sentia todo meu corpo dolorido, como se tivesse levado uma grande surra ainda com os olhos fechados sem o minimo de vontade de os abrir estiquei meus braços e sentir minha mão esbarrando em algo, melhor falando em alguém, Mina deveria ter tido outro de seus ataques de sonambulismo e deve ter acabado dormindo em minha cama. Passei a mão em meus olhos abrindo-os finalmente e assim que via que ao meu lado dormia um homem e não Mina afastei meu corpo em reflexo, sentir meu coração acelerar em surpresa e depois respirei mais relaxada e revirei os olhos por minha própria estupidez, sentei na cama passando a mão em meu rosto e em seguida em meu cabelo fazendo um coque, dei um tempo para meu celebro começar a funcionar direito, ainda estava um pouco tonta de sono e cansada pela longas onze horas dentro de um avião.  Fui recapitulando tudo que tinha acontecido comigo, tinha casado com o Jin e depois da cerimonia seguir diretamente para o aeroporto de onde seguir para... Dei um pulo em animação. 
- Que burra - Falei alto saindo de sima da cama animada, Jin se virou para o outro lado. Como tinha esquecido que estava em Paris? - Estupida, estupida, estupida - Disse repetidas vezes batendo em minha cabeça, estava tão animada que queria gritar e para conter essa vontade mordi meu lábio inferior um tanto forte de mais sentir uma pontada de dor e o libertei da mordida. 
Jin abriu os olhos e ainda perdido naquele momento em que não estamos dormindo nem acordados completamente. 
- Estamos em Paris - disse animada com um largo sorriso e Jin não aprecia tão empolgado quanto eu. - Jin estamos em Paris - Voltei para cama sentando de frente para Jin que me olhava como se eu fosse completamente louca. - Estamos em Paris, o melhor lugar do mundo - Tentava animar Jin, como ele podia parecer tão indiferente? Era meu sonho desde criança conhecer a França, meus pais prometeram que iriam me trazer, ao lembrar deles sentir uma tristeza profunda como quem abre uma ferida já cicatrizada, tentava não pensar muito sobre eles pois a dor da saudade era pior que tudo e saber que nada do que sentia iria trazer eles de volta e tudo que tinha era a solidão e um buraco no espeço que antes era preenchido pelo amor de meus pais. 
- Jihyo tudo bem? - Jin perguntou estranhando minha mudança de humor repentina. 
- Sim, tudo muito bem - Forcei um sorriso e sair da cama novamente evitando de olhar para ele, e controlando a vontade de chorar que sentia, fiquei de costas para Jin contei ate cinco respirando profundamente e soltando devagar e depois virei para Jin novamente. - Então onde vamos primeiro? Compras, uma balada? - Falei me animando novamente. 
- Que tal ficar na cama e pedir uma boa comida? - Jin perguntou abraçando o travesseiro como uma criancinha manhosa. 
- Ficar na cama não é uma das opções - Falei indo para frente de Jin e puxando pela mão dele - Vamos sair e ir comer fora agora sem manhã e levanta logo. 
- Não quero, vou ficar aqui - Disse Jin me puxando cair deitada na cama de barriga para cima. 
- Jin, ou você vem comigo ou eu vou sozinha e é uma maldade abandonar sua linda e maravilhosa esposa sozinha em plena lua de mel. 
- Não tenho muitas escolhas mesmo não é? 
- Não - Disse firme e Jin foi se levantando. 
Tinha o convencido a dormir no mesmo quarto que o meu na noite passada ou nessa manhã ainda estava confusa com a diferença de horário. Jin pegou as coisas dele e foi para o banheiro aproveitei o tempo que ele saio para se ajeitar e fui olhar meu celular, tinha configurado o horário dele assim que cheguei, era estranho parecia que estava vivendo o mesmo dia duas vezes, sair de Seul as 21 e pouco e aqui estava eu em Paris as 19 horas do mesmo dia, era muita loucura o tempo parecia ter voltado. 
Tinha muitas mensagens de minhas amigas fui as conferindo e também tinha mensagens da mãe de Jin perguntando se chegamos bem, mas entre o mar de mensagens apenas uma chamou mais a minha atenção, era uma de Mina falando que Momo tinha mudado de ideia e iria continuar morando conosco, fiquei tão animada que liguei para Momo queria escutar da boca dela que ela iria continuar morando conosco. 
 Depois de alguns toques a ligação foi atendida. 
- Aló Momo, boa noite - Disse contendo minha animação para poder conversa com ela como uma pessoa normal e não como uma maluca. 
- Boa tarde, então já estar sabendo que continuo aqui em Seul? 
- Sim, acabei de ver a mensagem da Mina. 
- Deveria me sentir feliz, por você ter arranjado um tempo para me ligar em meio a sua lua de mel? - Momo tinha um tom sínico na voz. 
- Não vejo a hora de chegar e lhe dar um abraço, lhe ver. 
- Aproveita a viagem quando retorna estarei aqui lhe esperando, e tira muitas fotos e se divirta bastante. 
- Diga as outras garotas que mandei um oi e agora vou procurar uma roupa, tenho um jantar para ir. 
 Desliguei o celular e fui procurar uma roupa, depois de um tempo Jin apareceu já pronto, peguei minhas coisas e fui para o banheiro, tinha escolhido algo bem leve era primavera em paris então amanhã iria aproveitar bem o dia e ver uma linda paisagem. 
Coloquei um vestido curta de cor clara e manhas logas, salto alto fiquei me olhando pensando que deveria perder um pouco de peço. 
###
 Pedir uma boa indicação de restaurante no hotel, ia resolvendo tudo Jin era muito ruim com o inglês e não falava uma unica palavra em francês, por sorte sabia falar muito bem os dois idiomas. 
 Seguimos para um restaurante bem localizado, bonito e elegante dava para ver a torre Eiffel e não estávamos distante dela, depois que o garçom chegou fiz os pedidos e Jin olhou desconfiado para comida quando ela chegou. 
- É muito bom você vai gostar. 
- Assim espero - Disse Jin fazendo cara de nojo para comida, fiquei esperando a reação dele com expectativa e depois de provar ele pareceu aprovar, sorrir orgulhosa de mim mesma pela boa escolha que tinha feito. 
- Acabei nem comentando, sua mãe me ligou e nem retornei a ela ainda. 
- Normal, qualquer coisa diz que não viu a ligação, eu vou fazer exatamente isso - Jin tinha um sorriso travesso, puxei meu celular sentindo vontade de tirar uma foto, tinha que ter muitas fotos de casal já que estávamos em lua de mel e apaixonados. 
- Sorria senhor Seokjin. 
Jin deu um largo sorriso e ficou fazendo varias poses, tirei milhares de fotos antes de finalmente começa a comer, depois do jantar fomos caminhar um pouco e tirar mais fotos, Jin tirou varias fotos minhas. 
Como um bom casal caminhávamos a beira do rio Sena onde outros casais também andavam de mãos dadas e alguns ate trocando carinho de maneira discreta, familiares e grupos de amigos também tinham seu lugar. 
- Ainda não tiramos uma foto juntos - Parei do nada depois de ver um casal tirando uma foto juntos. - Estamos casados o mais normal é ter fotos de nos dois - Disse virando para Jin. 
- Podemos resolver isso agora. - Jin pegou o celular dele e passou seu braço em volta da minha cintura me puxando para ele e depois tirando a self. 
Um casal se aproximou de nos dois eles apreciam estrangeiros também, a mulher perguntou se eu sabia falar inglês respondi que sim. 
- Poderia tirar uma foto nossa? - Ela perguntou em seguida, ela era nova tinha cabelo loiro dourado curto e ondulado, olhos verdes e lábios finos o homem ao seu lado era alto e tinha um corpo com malhado dava para ver as divisões e formas perfeita de seu corpo bem definido, o cabelo dele era preto e bem cortado os olhos azul um belo casal. 
- Claro posso sim - Falei e ela me entregou o celular e tirei as fotos, a mulher conferiu se estavam boas. 
- Muito obrigada, é minha primeira vez em Paris estou em lua de mel e muito animada com tudo. 
- Também é minha primeira vez aqui, e estou em lua de mel também. 
- Parabéns, estou tão feliz é como se fosse um sonho, é uma bela cidade, fico feliz de ter conseguido conversa meu marido a vir para cá, em vez de irmos a Las Vegas. 
- Las Vegas não parece uma cidade para quem acabou de casar e sim para quem quer curtir. 
- Foi exatamente isso que eu falei.
- Sophia, melhor irmos o casal deve querer ficar sozinhos. - Disse o marido da loira que tinha acabado de descobrir o nome. 
- Desculpas sempre falo muito, e muito obrigada mesmo. 
- Animada a loira. - Jin comentou quando o casal já ia longe. 
- Muito mesmo - Disse e começamos a andar em direção oposta a eles. 
* Momo* 
Tinha terminado de jantar e conversava com as meninas sobre meu futuro, ainda não sabia o que iria fazer, não tinha como retorna a faculdade não estava afim de voltar a estudar novamente e também não queria ser atriz, esse era com certeza um sonho que não me pertencia mais. 
- Porque não continua sendo modelo Momo, enquanto não decide o que fazer - Mina perguntou, essa era boa ideia, podia voltar a trabalhar na agencia de Jimin ou começar a trabalhar lá, minha contratação estava certa aposto que se falasse com Jimin ele me contrataria novamente sem problemas, só não sabia se iria querer trabalhar para o Jimin, só o nome dele me causava raiva, porém essa seria boa saída não podia viver da caridade das meninas nem do dinheiro do pai para o resto da vida. 
- Posso começar a trabalhar como modelo, mas... não vou ser jovem e bonita pelo resto da vida, tenho que ter algo mais solido. 
- Fale uma coisa que você gosta de fazer, assim podemos lhe ajudar melhor - Sugeri-o Nayeon. 
O que eu gostava de fazer... bem gostava de cantar, dança e tocar só que não me via como uma idol, levaria muito tempo para me torna famosa e não estava afim de enfrentar todo o processo de preparação e tudo mais. 
- A unica coisa que faço bem é cantar, dança e tocar, mas que tipo de emprego vou conseguir com isso, não desejo ser famosa.
- Poder dar aulas de musica, na escola onde ensino o Hoseok estar procurando uma professora de musica, vai pode ensinar as crianças a tocar algum instrumento. 
 Fiquei pesando na ideia de Nayeon e ela não parecia ser muito ruim, gostava de criança e dar aulas não seria a coisa mais complicada do mundo, sabia tocar muito bem e já tinha frequentado uma escola de musica quando mais nova. 
- Nayeon você é maravilhosa, se o Hoseok-San me contratar vou lhe amar pelo resto da minha vida - Disse abraçando Nayeon e dando um beijo na bochecha dela, estávamos sentadas uma do lado da outra. 
- As vezes é estranho lhe ouvir falando dessa forma tão japonesa - Mina comentou por ter usado o San, minha mente ainda estava uma bagunça e as vezes misturava os dois idiomas. 
- Amanhã mesmo falo com ele. 
 Fiquei ainda conversando um pouco com as meninas depois seguir para meu quarto, troquei mensagens com minha mãe e depois foi tocar um pouco, estava terminando de compor a musica que não saia da minha mente, ela era muito bonita, gostaria de descobrir e rápido a que artista ela pertencia a estava compondo em japonês, só que parecia errado, depois a passaria para coreano. 
- A musica é muito bonita Momo, estou afim de escutar toda - Falou Nayeon tirando a atenção de um livro. 
- Já estou quase a terminando eu acho. 
- Que você descobra logo de quem ela é, isso é se ela tiver dono, pode muito bem ser de autoria sua. 
- Isso vou saber quando terminar, agora vou deixar essa musica de lado, vou tocar outra, sei que passei muito tempo sem tocar, só não sei como conseguir isso a musica é minha maneira de me expressar. - Disse começando a tocar e Nayeon ficou apenas olhando e depois começou a cantar. 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...