História Coisas de Híbridos - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Híbrido, Jimin, Mpreg, Omegaverse, Suga, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 299
Palavras 1.466
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Border Collies Blue e Red Merle


Fanfic / Fanfiction Coisas de Híbridos - Capítulo 4 - Border Collies Blue e Red Merle

Por mais que Jimin tentasse chamar a atenção de Suga, o gatinho continuava em sua janela apenas observando o movimento e nunca saía da casa.

Enquanto tomava suco sentado na varanda, Jungkook ficava olhando como seu cachorro corria pelo quintal até encontrar uma bola de borracha e com alegria correr para a cerca que dividia a casa com a de Taehyung.

Suspirou sem entender o motivo de ele ter cismado com o gato do vizinho, sendo que o vizinho do outro lado possuía três gatos barulhentos que à noite ficavam miando no quintal e era como se não existissem para ele.

Jimin apoiou as patas na cerca mostrando a bola que havia encontrado. Seu rabo balançava de um lado ao outro, mas Suga continuou o ignorando mantendo a atenção ao outro lado da rua, onde Taemin estava brigando com outro cachorro de porte grande que tentou atacar Kai.

O felino amarelo havia desesperadamente corrido e saltado na cerca da casa do border collie malhado.

“Não sei o que faz por essas bandas, mas melhor cair fora e parar de perturbar a vizinhança!” – Suga teve que aplaudir mentalmente o sermão enfurecido do pulguento maior – “Se fizer algo com algum animal por aqui, se entenderá comigo!”.

Notou que o cachorro da rua era um animal comum e estava pouco ligando para as palavras de Taemin, talvez por ele estar “preso” no quintal.

Quando Kai foi passar para sua casa, que era ao lado da de Taemin, o cachorro desconhecido o atacou saltando contra a cerca.

Assustou quando o animal mordeu a pata de Kai o arrastando para a rua, então viu como na mesma hora Taehyung, que chegava em casa de bicicleta, gritou largando tudo para salvar o gato amarelo.

Jungkook não pensou duas vezes em correr para fora, na tentativa de socorrer também.

Suga teve que correr para o meio da confusão quando os berros tomaram conta da rua, principalmente quando Jimin correu atrás de seu dono avançando no outro cachorro que largou Kai para brigar consigo lhe dando algumas mordidas.

- Jimin!

“Meu dono!” – Suga gritou quando o cachorro avançou contra Taehyung mordendo seu braço.

Avançou contra o animal arranhando seus olhos e fazendo com que ele soltasse Tae, mas o cachorro foi contra si no intuito de abocanhá-lo, só não aconteceu nada, pois Taemin, quem estava se lançando contra o portão, derrubou parte da cerca e saltou para a rua avançando impiedosamente contra o outro cão.

-Tae, você está sangrando! – Jungkook o ajudava a se levantar. Estava preocupado com seu estado.

Suga notou como Taemin pôs o outro cachorro pra correr quase arrancando pedaços dele.

Se aquele animal tivesse conseguido mordê-lo, com certeza estaria morto.

Então olhou para seu dono.

- Estou bem. Ele mordeu meu braço, mas não chegou a ser profundo, pois Suga me defendeu – Tae sorriu carregando seu gato e o apertando com carinho – E seu cachorro?

Jungkook revisou o estado de Jimin. Havia um machucado na pata direita, mas ele estava bem, pois a pelagem densa e grossa de certa forma o protegeu.

“Está tudo bem pequeno?” – Taemin se aproximou de Jimin passando a lamber sua pata machucada – “Não faça isso. Você ainda é pequeno para brigar com um cão de porte grande. Poderia ter acontecido algo pior”.

“E-estou bem...” – Jimin se afastou um pouco, envergonhado, mas o outro continuou se aproximando, dessa vez encostando o focinho bem próximo do seu, quase o tocando.

Suga ficou olhando se eles iam se beijar assim, na frente de todo mundo, então desviou os olhos para Kai quem estava encolhido no chão.

Cachorros...

Estúpidos cachorros...

Taehyung tratou de carregar o gato amarelo. – Kyungsoo está no serviço. Melhor tratá-lo e deixá-lo em casa até ele voltar.

- Não seria melhor ligar pra ele e avisar o que aconteceu? – Jungkook questionou.

- Ele morreria se soubesse que algo aconteceu com seu gato. Mesmo dizendo que Kai está bem, com certeza largaria o serviço e voltaria correndo – Tae negou com a cabeça – E ele está em período de experiência. Sei que precisa do emprego por conta dos gastos com a casa.

- Kyungsoo mora sozinho como você?

- Sim. Tentei convencê-lo em dividirmos a casa, mas ele disse que não podia, pois já dividia a casa com seu gato... – Suga fez uma careta ao ouvir isso, assim como Jungkook por achar estranho.

- Sério?

Tae deu de ombros com um sorriso. – Não me pergunte, porque também não entendi.

Suga manteve os olhos sobre seu dono quando voltaram para casa. Jungkook os acompanhou para ajudá-lo.

Quando estavam na sala, saltou para o sofá deitando no encosto. Continuou ignorando Jimin, que entrou por último e ficou o olhando alegremente.

“Suga” – Jimin encostou a cabeça no braço do sofá, tentando chamar sua atenção.

“Me erra, pulguento” – resmungou sem fitá-lo.

Jungkook tratou de enfaixar a pata machucada de Kai com alguns curativos que Taehyung lhe trouxe, depois o ajudou a enfaixar o braço antes de ligar para o irmão pedindo que os levasse ao hospital e ao veterinário.

Suga ficou ali na janela olhando como eles entravam no carro levando o felino e aquele cachorro bobo.

Não sabia por que, mas estava se sentindo chateado.

Observou como Taemin estava sentado na calçada frente à sua casa e em como o rabo dele balançava quando viu Jimin.

Virou de costas ao vidro. – “Odeio esses cachorros...”.

Suga só não viu como Jimin o observava antes de ser puxado para dentro do carro.

Estava triste, pois notou como o gato não queria mais dar-lhe atenção.

No automóvel, apoiou as patas na janela colocando a cabeça pra fora, mesmo assim, Suga não o olhou...

Voltaria a se sentir sozinho...

Então ouviu a conversa de seu dono com o irmão.

- Junghyun... Teria como avisar que hoje dormirei na casa do Tae? – sorriu um pouco para o outro rapaz que o olhava com um amplo sorriso – Ele se machucou e queria ajudá-lo, já que ele mora sozinho.

- Está bem.

Jimin voltou a ficar contente. – “Eu também posso? Posso?”.

Tinha esperanças de seu dono e o dono de Suga deixá-lo dormir ali também.

Taehyung olhou a Jimin, quem latia alto. – Você também pode dormir na minha casa. É só não incomodar o Suga.

- Tem certeza? – Jungkook ficou um pouco preocupado acreditando que Jimin não gostasse muito de gatos.

- Tudo bem. Acho que Suga está no cio, pois nos últimos dias ele tem saído à noite e voltado quase ao amanhecer. De certo não ficará em casa essa noite.

Jimin já não ouvia mais a conversa, feliz em passar a noite na casa de Suga...

 

......................................

Suga estava deitado no sofá quando ouviu a porta ser destrancada. Havia ficado esperando durante horas e quase pegou no sono.

Se espreguiçou antes de saltar para o tapete esperando ver como estava seu dono.

Taehyung era tão impulsivo que quase havia ficado sem ele...

Então notou como ele entrava carregado a um sonolento Kai. – Chegamos Suga!

Atrás dele viu como Jungkook entrava com uma mochila no ombro e um sorriso na boca.

Isso já o deixou com a pulga atrás da orelha.

Então o pulguento saltou de trás deles diretamente a si.

“Suga! Suga!”.

Gritou saltando para o sofá, mas acabou sendo prensado por ele quem fez questão de pular sobre si.

Teve a cara toda lambuzada de baba quando Jimin achou que podia simplesmente lhe lamber.

Empurrou a cara dele com as patas, tentou escapar, mas não conseguia tamanha felicidade do outro.

Kai que estava quase dormindo devido a vacina e o anestésico que tomou no veterinário para que pudessem tratar de seu ferimento, estava com os olhos esbugalhados vendo como o cachorro literalmente lambia a boca e a língua de Suga quase o matando afogado.

- Jimin! – Jungkook o puxou pela coleia.

Suga permaneceu esticado no sofá de barriga para cima e as patas abertas.

Cachorro maldito...

Teve seu primeiro beijo de língua dessa forma vergonhosa, na frente de seu dono e desse gato idiota....

“Se chegar perto de mim, vou te arrancar os olhos, seu cachorro imbecil...” – resmungou inconformado “Por que não vai lamber a cara do seu amiguinho canino?”.

Jimin não entendeu, mas notou como Suga estava com raiva.

Não queria que ele ficasse com raiva de si, então a única coisa que pensou em fazer, foi se soltar de Jungkook e meter o focinho em sua barriga cheirando e lambendo como forma de carinho.

Suga voltou a gritar tentando afastá-lo de si. Acabou abraçando o focinho dele com as patinhas.

“Jimin!”.

Obedecendo, Jimin ficou quietinho deixando que o abraçasse. Seu rabo balançando alegremente.

Jungkook e Taehyung os olhavam corados.

- Dá a impressão que eles estão fazendo algo pervertido... – Tae comentou.

- Também tive essa impressão... – o mais novo concordou.

“Eles estão sendo pervertidos. E em plena luz do dia!” – Kai estava horrorizado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...