História Cold As We (Imagine Jungkook) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), K.A.R.D
Personagens B.M, J.Seph, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Imagine, Kard
Visualizações 5
Palavras 1.005
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Policial, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeiro imagine que divulgo kkkkkkrindodenervoso

Boa leitura❤🐻

Capítulo 1 - My Confused Begin...


Fanfic / Fanfiction Cold As We (Imagine Jungkook) - Capítulo 1 - My Confused Begin...

Do meu quarto consigo ouvir a conversa entre meu pai e um rapaz, que por conta da voz parece estar mais tranquilo que meu pai, que está com uma voz um tanto nervosa, "o que está acontecendo?", me pergunto mentalmente.


Tiro o foco do livro que estava lendo em minha cama e vou até a porta para tentar escutar a conversa melhor. Encosto um lado da minha cabeça na porta e continuo escutando a conversa.

"Vou chamá-la para que você possa conhecê-la" - Meu pai diz enquanto sobe as escadas, rumo ao meu quarto.


Arregalo meus olhos e dou um pulo para a cama, desvio meu olhar para o livro e tento disfarçar o máximo possível, até ele entrar no quarto. O homem que pelo incrível que pareça está em forma, usando roupas confortáveis e me olhando com um sorriso aprovador.

P: Filha quero que você conheça alguém.

S/n: E quem é?- Finjo curiosidade.

P: Você verá.


Dou um leve suspiro e me levanto,saio do quarto logo sendo seguida pelo barulho da porta se fechando e dos passos do meu pai, desço as escadas e já consigo visualizar a nuca de um homem de cabelos castanhos sentado no sofá da sala, que parecia concentrado nas coisas a seu redor, mas logo se desconcentra ao ouvir a voz do meu pai.

P: Jungkook essa é minha filha, S/n.


Nos posicionamos na frente do rapaz que já se encontrava de pé, nos cumprimentamos se curvando um para o outro e nos sentamos.

P: S/n esse rapaz ficará encarregado de te proteger e cuidar de você enquanto estou fora.- Cuidar? Ele não disse isso.- Vou fazer uma viagem a trabalho de última hora e não sei quando vou voltar.

S/n: Hm interessante, pode nos dar licença Jungkook?- Pergunto para ele, que antes mesmo de chamá-lo já estava me olhando.

JK: Claro.- Ele encosta no sofá enquanto levantamos.


Pego no braço do meu pai e ele me olha confuso,o levo até a cozinha logo ficando de frente para ele, um tanto brava.

S/n: Cuidar?! pai eu não sou mais criança! - Controlo meu tom de voz, saindo como um sussurro.

P: Mas não é só criança que corre perigo,e eu estou fazendo isso para o seu bem.- Ele também sussurra.


Cruzo os braços e formo um bico na minha boca, desvio o olhar um pouco brava, mas ele pega em meu queixo e vira minha cabeça para sua direção.

P: Você sabe que eu sempre te levo para minhas viagens, mas dessa vez não poderei te levar comigo, e Jungkook vai te proteger okay? Não quero que nada aconteça com você enquanto eu estiver fora.- Assinto levemente e ele beija minha testa.


Nós voltamos para a sala e continuamos a conversar com o rapaz, que diferente dos outros seguranças ele é muito mais simpático e não dá tanto medo, enquanto meu pai dava alguns comandos a ele, eu apenas escutava sua palavras. Sempre que olhava para Jungkook, eu o pegava me olhando, o que me deixou um pouco incomodada,será que causei uma má impressão a ele?


E depois deles tanto tagarelarem,meu pai diz a ele que quer ele aqui antes dele viajar,então eles apertam as mãos e Jungkook se despede de nós dois.


Subo para o meu quarto e me jogo na cama, numa tentativa de preparar meu psicológico para o dia de amanhã.


Bom, pelo que parece meu pai vai viajar para algum lugar que eu ainda não sei, e ele não pode me levar com ele por um motivo que eu também não sei, então para o "meu bem", ele contratou um segurança para me proteger enquanto ele está ausente... Okay, eu consigo sobreviver a isso, afinal essas coisas são bem a cara do meu pai,o homem protetor que morre de medo de perder a única filha,e nessa história, eu sou só uma universitária que só queria se formar logo para sair dessa mansão solitária...Bom, pelo menos consegui recapitular a situação que estou passando no momento.


Me levanto um pouco tonta e vou para o banheiro tomar um banho para amenizar a dor de cabeça. Entro no chuveiro e deixo a água descer pelo meu corpo,me deixando cada mais relaxada, o que acabou me fazendo demorar demais no banho.


Saio do banheiro e visto roupas confortáveis, e assim que me visto escuto meu pai me chamar para o jantar, que provavelmente foi ele que "tentou" fazer, afinal todos os empregados da casa foram demitidos por terem sido flagrados tentando abrir o cofre do meu pai, coisa que nem eu mesma sei onde está, não que queira saber claro.


Desço as escadas e vou para a cozinha, onde encontro ele sentado e comendo.. pizza?

S/n: Pensei que faria o jantar hoje.- Digo me sentando na cadeira ao lado da dele.

P: Não quero que se lembre da minha comida ruim quando viajar.- Nós dois rimos.


Pego um pedaço de pizza na caixa e mordo,e assim o silêncio invade a sala de jantar, e para minha surpresa não é um silêncio desconfortável, mas mesmo assim decido cortá-lo.

S/n: Posso saber para onde o senhor vai viajar dessa vez?- Ele me olha e espera alguns segundos para digerir a comida.

P: Paris.- Arregalo os olhos.

S/n: Paris?! Meu Deus esse país é incrível!.- Elevo um pouco a voz e ele ri.

P: Queria muito poder te levar querida, mas não posso, culpe a empresa e não eu.- Ele se levanta para levar o prato para a pia.

S/n: Vai ser um pouco ruim ir para o país mais romântico do mundo sozinho.- Rio.

P: Pelo menos eu tenho meu amor próprio.- Rio ainda mais.


Após terminar de comer, levo o prato para a pia logo lavando o mesmo, e quando termino, dou um beijo no meu pai de boa noite e entro para o meu quarto, passando no banheiro para escovar os dentes. Saio do banheiro e me jogo na cama, sentindo minha cabeça afundar no travesseiro e meu olhos fecharem por completo.

S/n: Amanhã será um dia cheio...- Adormeço.







Notas Finais


Até o próximo bolinhos❤🙆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...