História Cold Water | Jikook - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Chim, Cold, Jimin, Jungkook, Kook, Kookie, Mermaid, Water
Exibições 182
Palavras 660
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - 0.7 - Roses


Say you never let me go

Deep in my bones, i can feel you

- Você é real?... - Perguntei ao garoto sorridente que se sentou na beira da ponte.

- Que encostar em mim para ver se sou real? - O garoto me chamou com o dedo.

Eu não deveria, eu não sei se deveria, porém, o que tem de mais?

Me aproximei dele aos poucos, sentando-me ao seu lado e fitando seus olhos sem ainda realmente encostar nele. Me aproximei mais ainda, e quando fui encostar na pele de seu ombro, ele é mais rápido e me da um beijo no canto do lábio, quase um selinho.

- P-porque fez isso?! - Falei me afastando dele e com apenas um pensamento na cabeça: ele é real.

- Porque eu senti vontade... - Ele sorriu, me dando o conforto 'necessário' para sentar ao seu lado novamente. - Porque veio me ver? Achei que nunca mais fosse voltar... - Deu um sorriso triste e eu admito, isso quase acaba com meu emocional fraco.

- E-eu não sei... Eu simplesmente precisava e... Eu nunca te esqueço em todos esses anos e agora eu vou ter uma casamento com alguém que nem sei se anos e por algum motivo eu precisava me expressar com alguém... - Eu falei tão rápido que tive que respirar fundo, era tanta coisa guardada que eu praticamente precisava gritar. - Eu só queria te ver, só isso...

- Que bom que finalmente sentiu minha falta, Park Jimin. - Porque as pessoas sempre me chamam pelo primeiro nome?

- Como sabe meu nome?

- A Lua, - Olhei para o ceu e em seguida para ele. - ela me contou.

- Como?

- Ela é minha mãe, e o sol é o meu pai. Legal, não é? - Ele sorriu, balançado sua cauda que eu nem tinha percebido na água.

- Você não vê seu pai faz muito tempo, né? - Por um momento eu lembrei de minha mãe, um dos motivos por eu não sorrir.

Quando eu era pequeno, em um dia de neve como todos os outros, minha mãe achou uma concha perdida na neve e fez daquilo seu pingente. Das coisas mais brilhantes de minha mãe, estava nelas o seu sorriso e aquele pingente... Mas quando ela partiu, ele perdeu seu brilho.

- Minha mãe disse que ele sente minha falta... Por algum motivo, tudo começou a ficar tão frio, você não sente frio? Quer dizer... Está com tão pouca roupa. - Ao olhar para baixo, percebo meu roupão aberto, revelando minha boxer rosa.

- Seu tarado! Parede olhar! - Fechei meu roupão, pois seu olhar praticamente me comia com os olhos.

- Você é tão bonito... Quando era criança, ainda era, mas hoje... - Ele lembra do meu rosto?

- E-eu-- - Sou interrompido pela mesma voz grossa que ouvi, o impertinente, Namjoon.

- Princip-- Quem é ele? - Ele aponta para o tarado ao meu lado, que nem fez o favor de se esconder.

- É o tal "homem-peixe" das lendas, agora acha que é besteira? - Perguntei irônico.

- Que seja! - Disse bufando. - Vamos logo! Já está muito tarde e o rei deve estar te procurando pelas sete montanhas!

- Não seja exagerado... - Me levantei. - Eu apenas sai pra dar uma volta. - Quando dei meu primeiro passo, o garoto me puxa para perto de si.

- Vai voltar, não é? - Ele pergunta, me deixando em uma dúvida mas com uma resposta óbvia.

- Claro que vou! Eu não vou te deixar, ainda mais que agora sei que você lembra de mim quando eu era criança. - Sorri para ele.

- E-eu... Eu quero que fique com isso... - Ele me da uma pedra de cor rosa, igual a uma ametista. - Use quando estiver em situações... Delicadas. - Por algum motivo, eu enxerguei um sorriso obscuro e malicioso em seus lábios.

O que ele quis dizer?

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...