História Cold Water - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chaz Somers, Christian Beadles, Hailey Rhode Baldwin, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Chaz Somers, Christian Beadles, Hailey Baldwin, Justin Bieber, Ryan Butler
Tags Criminal, Romance, Sexo, Violencia
Exibições 62
Palavras 3.714
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi minhas princesas, me perdoem pela demora, eu não conseguia escrever nada bom, e na semana passada estava um pouco ocupada por conta do meu aniversario de namoro, então me perdoem, esse capitulo não está bom, creio que seja um dos piores, mas prometo que o próximo vai ser melhor.

Boa leitura 💜

Capítulo 14 - Capitulo 14


Fanfic / Fanfiction Cold Water - Capítulo 14 - Capitulo 14

- Você acha que é assim ? Eu quero entrar e pronto, ta dentro ? Que historia é essa de já matei uma pessoa ? Sua cara não nega que você não mataria nem uma formiga. - Khalil já estava impaciente.

- É assim sim, vocês vão me colocar nessa, vão me ensinar tudo o que preciso saber e o resto eu aprendo com o tempo, eu não tenho mais nada a perder.

- Você tem a sua vida a perder, Hailey. - Kylie realmente estava preocupada com a minha decisão.

- Minha vida se foi quando tiraram a minha mãe de mim. - sorri fraco, falar da morte da minha mãe era doloroso.

- Você ainda não me disse que história é essa de ter matado alguem. - respirei fundo, aquela época foi a pior da minha vida, era difícil falar sobre isso.

- Matei meu padrasto - Kylie me olhou assustada e Khalil levantou uma de suas sobrancelhas e fez um gesto pra eu continuar. - Não gosto muito de falar dessa história, foi uma fase difícil. Minha mãe começou a namorar um cara chato e ele sempre me olhava estranho e queria mandar em mim, uma noite quando minha mãe foi pro plantão no hospital ele entrou no meu quarto e me estuprou - meus olhos estavam marejados por lembrar daquela noite.

- Minha nossa, eu sinto muito, Hailey. - Kylie veio me abraçar, Khalil permaneceu imóvel, não piscava, nem respirava.

- Tudo bem, ele me abusou durante meses, no começo era quando minha mãe estava fora mas com o tempo ele fazia com ela em casa, me trancava no banheiro do meu quarto onde não dava pra minha mãe ouvir os gemidos daquele nojento. - limpei uma lágrima que escorreu do meu rosto. - Eu tinha um amigo que sempre contava tudo, mas ele me ameaçava, se contasse algo pra eles, ele os mataria. Uma noite esse meu amigo foi na minha casa, mas eu estava chateada com ele e não quis atender ele e meu padrasto atendeu e o mandou embora e alguns minutos depois ele começou a me abusar na sala, minha mãe já estava no hospital e meu amigo entrou na sala de surpresa quando ele me bateu e eu gritei, Tom estava com uma arma na mesinha e iria atirar no meu amigo mas eu entrei na frente e o tiro pegou em mim - mostrei a cicatriz na minha perna - depois eu consegui pegar a arma e atirei nele e logo depois eu desmaiei por ter perdido muito sangue.

- Eu nem sei o que dizer,eu..eu.. sinto muito. - Kylie estava prestes a chorar e Khalil me olhava de um jeito estranho.

- Tudo bem, já passou. Agora eu estou aqui, sem pai, sem mãe, só me resta vocês e eu não quero que percam suas vidas por minha causa, vão me aceitar ?

- Tudo bem, você tá dentro - Khalil disse ainda serio. Eu apenas assenti.

- Você tem que tomar cuidado Hailey, essa gente não ta pra brincadeira - assenti - eu tenho que ir agora, mais tarde eu volto. - Kylie se despediu de mim com um beijo na bochecha e foi embora.

E agora estávamos apenas eu e Khalil, ele permanecia imóvel no sofá, fitando o nada. Não sabia o que ele estava pensando, nem sabia se eu deveria falar algo, ou sobre o que falar, apenas fiquei de pé o encarando.

Kahlil POV'S/ON

Kylie havia ido embora e eu não sabia o que falar pra Hailey, eu estava furioso pelo que aconteceu com ela, me sentia culpado mesmo sem ter conhecido ela na época em que isso aconteceu, eu fitava o nada procurando algo pra dizer. Não sei dizer o que a Hailey tem de diferente, mas desde o dia em que ela apareceu na minha mesa, com aquele jeito marrento de ser, eu quis que ela fosse minha, no primeiro momento apenas queria usar e jogar fora, mas como eu disse ela não era como as outras, na noite que a gente se beijou, havia algo naquele beijo, a noite de ontem foi diferente, já dormi com várias mulheres, varias vagabundas, mas com a Hailey foi diferente, não queria apenas usá-la e jogar fora, ainda mais agora sabendo pelo que ela passou, eu sabia que teria que cuidar dela depois que sua mãe foi morta, sinto mais ainda que ela precisa ser cuidada agora.

- Ainda bem que esse filho da puta já esta morto, ou eu iria até o inferno pra matá-lo. - Me levantei a abraçando, sentir o cheiro dela era como um calmante pra mim, eu poderia passar horas e horas sentindo o seu cheiro e nunca enjoaria.

- Tá tudo bem, Khalil. Ele merecia morrer pelas minhas mãos, nada mais justo. - Tenho que confessar que essa Hailey de agora estava me surpreendendo cada vez mais, esse jeito de menina mulher, com cede de vingança. Ela me soltou e eu sorri de lado.

- Tem toda razão.


Hailey POV'S/OM

- Vou fazer um almoço pra gente - ele assentiu e foi tomar banho.

Essa atitude me surpreendeu, não pensei que ele viria me abraçar e querer matar o Tom novamente. Será que eu estava gostando do Khalil ? Logico que não, impossível, não é porque a gente transou uma vez que vou me apaixonar. Pensar nisso me fez lembrar do Justin, como será que ele está ? A Ju! Droga, acabei esquecendo de falar com ela esses dias e quando meu "treinamento" começasse eu iria me esquecer e ter menos tempo ainda.  Terminei de preparar o almoço e Khalil entrou na cozinha só de bermuda, ele tinha um peitoral e uma barriga mega trincada, fiquei admirando aquela paisagem por um tempo, por muito tempo.

- Tire uma foto que vai durar mais - Khalil me tirou do transe que eu estava.

- Cala boca. - revirei os olhos - Come logo e para de me encher o saco. - Khalil sorriu, aquele sorriso, eu seria capaz de matar por aquele sorriso.

Comemos sem falar mais nada, depois fui lavar a pequena louça. Khalil disse que precisava resolver umas coisas em uma das boates e resolver sobre meu treinamento. Eu sabia que essa decisão mudaria completamente a minha vida, mas eu já estava cansada dessa vida, cansada de ter medo, de ser fraca, eu poderia muito bem me defender sozinha, eu queria me vingar, tudo o que importava pra mim era a minha mãe e o modo como ela foi tirada de mim por um filho da puta me tirava do serio, ficava fora de mim, eu não me importava com as consequências, agora seria assim, morrer ou matar, as únicas opções e eu não vou morrer, não tão cedo.

Acabei de lavar a louça e fui no meu quarto pegar o notebook, não sabia se Julia estaria em casa, se iria me atender, ela poderia estar chateada por eu passar tento tempo sem ligar, sem dar noticias, mas ela tinha que entender meus motivos, perdi minha mãe da pior forma e não tinha cabeça pra nada. Chamei ela no skype e depois de vários toques ela atendeu. 

- Finalmente a gata borralheira lembrou de mim - disse em tom de deboche.

- Hahaha era pra rir ? Você sabe muito bem pelo que estou passando, deveria ter um pouco de consideração. - falei irritada.

- Eu sei, mas você também poderia ter ligado, mandado mensagem ou sei lá, qualquer coisa.

- Eu sei disso, desculpa, mas como estão as coisas por ai ? - mudei de assunto, não queria começar uma briga com ela, estava com saudades.

- Estão otim.. Bem, está bem e por ai ? - ela estava escondendo algo.

- Ah, você sabe, perdi minha mãe, estou sozinha, mas fora isso ta legal. - não estava mentindo, mas também preferi esconder o resto dela. - Alguma novidade ? - eu iria arrancar o que ela estava me escondendo aos poucos.

- Ah, nenhuma eu acho, comecei a ficar com um cara mas não durou muito, ele era um babaca, mas já estou ficando com um carinha ai e você ?

- Ah nada também, vou ter outro desfile mês que vem e vez ou outra tem um ensaio fotográfico, nada demais. - Não queria contar sobre minha noite com Khalil.

- Isso é tão legal Hailey, nunca imaginei você como modelo. - ela sorriu.

- Verdade, também nunca me imaginei como modelo - sorri sem mostrar os dentes. - Mas me conta, quem é o carinha ?

- Que carinha ?

- O que você tá ficando ue.

- Ah, você não conhece - ela tentou mudar de assunto.

- Tá mas me fale dele, quem sabe eu até conheça. - Eu conhecia a Julia, ela tava me escondendo algo e pelo jeito não era nada bom.

- Hailey, tenho certeza que você não conhece - ela disse nervosa.

- Se eu não conheço porque você tá tão nervosa ?

- Eu não to nervosa, você ta vendo coisas.

- Você tá nervosa sim Julia, nem adianta negar, eu te conheço, conta logo quem é ou eu descubro e você sabe que eu consigo descobrir.

- Não tenho nada pra contar, Hailey, você ta paranóica, eu em. - Eu sei quando ela mente e se ela não queria me contar isso so queria dizer que

- É o Caio né ? So pode ser, pra você estar com tanto medo de dizer, so pode ser ele. - Eu gostava do Caio, mas como um amigo, amigo que tirou meu bv, mas ainda sim um amigo.

- Não, tá doida ? Não é o Caio. - Ela estava ficando pálida, isso já estava me preocupando.

- Conta logo caramba!

- Você vai me odiar, mas..mas

- Porque vou te odiar Julia ? - No mesmo instante uma coisa surgiu na minha mente, não podia ser quem eu estava pensando. - Não me diga que é quem eu penso que é, é o Justin, Julia ? - ela baixou a cabeça e esse simples ato fez meu peito doer.

- Não me odeie Hailey, por favor.

- É o Justin, Julia ? Responde - disse irritada.

- Sim - ela falou num sussurro, meu coração se partiu em mil pedaços, não podia acreditar.

- Julia, você..você tá ficando com o Justin?! JULIA VOCÊ SABE O QUANTO EU AMO O JUSTIN - Meus olhos estavam completamente cheios de lágrimas.

- Hailey me desculpa, eu pensei que esse tempo todo ai você ja tinha esquecido o Justin, que esse amor teria acabado. - ela tentou se defender.

- Desculpa ? Desculpa Julia ? Não, eu não desculpo, meu amor pelo Justin não iria acabar da noite pro dia se eu o amo por tanto tempo e você sempre soube disso, você viu tudo o que eu passei por ele, o que eu aguentei pra ninguém o machucar, como ele me machucou mesmo eu fazendo de tudo por ele, nunca pensei que você fosse capaz de fazer isso comigo, eu nem sei o que dizer, você era minha amiga Julia.

- Eu sou sua amiga Hailey - disse chorando.

- NÃO, VOCÊ NÃO É, SE VOCÊ FOSSE TERIA PENSADO ANTES DE TER FEITO ISSO, EU TE ODEIO JULIA, TE ODEIO - disse sem permitir que uma lágrima sequer escorresse por meu rosto.

- Eu não pude evitar, Hailey  foi mais forte que eu, eu também gosto dele. Ele sempre me procurava pra saber de você mas eu acabei não tendo contato com você e começamos a conversar mais e a sair e ele foi o meu primeiro, eu o amo Hail.. - a cortei

- VOCÊS..VOCÊS TRANSARAM ? - respirei fundo pra manter a calma e Julia assentiu - Não podia ficar pior,  vocês se merecem, EU ODEIO VOCÊS, ODEIO. - disse finalizando a chamada antes dela responder.

Me joguei na cama e finalmente me permiti chorar, eu poderia suportar ela com o Caio ou o Justin com a Alexia outra vez, mas eles dois juntos era demais pra mim, cada dia que passa algo ruim acontece na minha vida e se antes eu tinha certeza que queria entrar pra Mafia do Khalil, agora tenho mais certeza ainda. Justin sabia que ela era minha melhor amiga e sabia que eu gostava dele, que sempre o amei, como ele foi capaz de fazer isso comigo ? Como ela foi capaz de fazer isso comigo ? Estava soluçando tanto que estava começando a ficar sem ar.

- Porque você tá chorando ? - pulei me sentando na cama com o susto.

- Porra Kylie, você me assustou - falei tentando limpar meu rosto

- Desculpa, da pra ouvir seus soluços la da sala, o que aconteceu ? Foi o Khalil que te disse algo ? - ela sentou na cama me encarando.

- Não - voltei a chorar - minha melhor amiga ficou com o cara que eu sempre amei.

- Mas eu não fiquei com ninguém sua boba - ela riu tentando me animar e eu joguei um travesseiro nela - Ai!

- Não me referi a você, palhaça - ri pelo nariz e voltei a limpar as lágrimas.

- Pelo menos você parou de chorar - ela deu de ombros - agora me conta.

-  Minha melhor amiga do Brasil ficou com o cara que eu amo, a gente "namorou" antes de eu ir embora, mas 3 dias antes eu peguei ele me traindo. - meus olhos marejaram ao lembrar da cena.

- Que filho da puta! Ele é o mesmo cara que você contou hoje mais cedo ? Sobre ter levado um tiro por ele ? - assenti - Que babaca, ele não te merece e nem ela.

- Eu sei, eu fui muito trouxa, pensei que ela era minha amiga e depois ela me conta isso e ainda me pede desculpas, eu odeio os dois, Justin já me magoou tanto, eu fiz tanto por ele e ele me retribui assim - funguei.

- Ai amiga, não fica assim - ela me puxou pra deitar no seu colo e ficou passando a mão nos meus cabelos.

- É difícil sabe, ela disse que achou que esse tempo que eu estou aqui e por como sai de lá sem falar com ele, ela pensou que o amor tinha acabado, mas não se acaba assim.

- Mas agora acabou, não vou deixar você sofrer por um qualquer, a partir de hoje, você que vai fazer os garotos sofrerem, fazer eles rastejarem ao seus pés. - ela tinha razão, Kylie virou minha amiga do nada e eu sinto que a amizade dela é realmente sincera.

- Eu e o Khalil transamos - disse sem pensar.

- O que ? - ela me empurrou pra que eu ficasse sentada na cama. - Como assim ? Quando ? Aqui ? Ai que nojo, to sentada no gozo de vocês - ela disse levantando e fazendo cara de nojo.

- Para de ser idiota - ri e ela sentou também rindo. - Foi ontem a noite, foi coisa de momento, nem sei porque fiz, mas não mudou nada. - Falei mais pra mim do que pra ela.

- Você acha que não mudou ? Eu conheço meu irmão, Hailey, ele parece gostar de você.

- Perai, irmão ? Como assim ?

- Ah, esquecemos de contar isso, somos irmãos sim, mas adotivos, fingimos não ser tão conhecidos pra te proteger - ela disse na maior tranquilidade.

- E você fala assim ? Como se não fosse nada - ela deu de ombros.- Não me escondam mais nada ok e ele não gosta de mim e nem eu dele, não desse modo, foi so algo de momento e não comente nada com ele por favor.

- Tá bom, se você quer se enganar tudo bem e eu não vou contar nada.

Ficamos assistindo uns filmes e comendo porcarias até tarde e acabamos dormindo. No dia seguinte não fomos a aula, pois começaria o meu treinamento, acordei com o sol na minha cara e xinguei, abri os olhos e Kylie estava do meu lado babando.

- Acorda vagabunda, tá na nossa hora.

- Só mais cinco minutos Hailey - ela se virou pro outro lado.

- Cinco minutos nada, hoje começa o meu treinamento e eu não quero perder um segundo sequer, levanta logo - empurrei ela da cama a fazendo cair no chão.

- Puta que pariu Hailey, cê é chatona - pisquei pra ela e entrei no banheiro.

Descemos pra tomar café e o Khalil já estava na cozinha.

- Você tem que parar de fazer isso garoto - disse me recuperando do susto, ele riu e Kylie ficou olhando como se algo estivesse acontecendo - Que foi ?

- Nada - ela disse levantando as mãos.

- Preparada pro seu treinamento ? - Khalil perguntou

- Sim, estou super ansiosa - ele riu e eu ri de volta.

Fomos no carro do Khalil, fui o caminho inteiro sem falar nada apenas observando o caminho, paramos num lugar super afastado da cidade, num matagal.

- O que estamos fazendo aqui ? - perguntei sem entender nada assim que sai do carro.

- Fazer o seu treinamento vadia - Kylie disse dando um tapinha na minha bunda.

- Num matagal ?

- Para de falar e vamos. - Khalil disse e adentrou no mato e saímos num tipo de galpão, agora fazia mais sentido.

Entramos e tinha várias armas, diversos equipamentos, computadores, escutas, varias coisas. Fiquei surpresa, do lado de fora parecia mais um galpão abandonado. Khalil pegou algumas armas e  Kylie umas facas e me conduziram pra trás do galpão onde tinha alguns alvos.

- Vamos começar pela sua mira - ele me entregou uma arma. - Fique aqui, mire e atire. - assenti.

Pra falar a verdade nunca fui boa de mira, respirei fundo, engaltilhei a arma, mirei e atirei. Pra surpresa deles e pra minha, eu acertei de primeira.

- Uau - Kylie disse.

- Sorte de iniciante - Khalil disse, pegando a arma e me dando outra. - Aqui, acerta naquele outro. - e pra surpresa, acertei outra vez.

- Arrasou amiga - Kylie batia palmas pra mim e eu sorri.

- Ok, agora toma essa e acerta os três. - peguei a metralhadora e atirei, acertando os 3.

- Cade a sorte de iniciante agora ? - Pisquei pra ele e ele revirou os olhos rindo.

- Tudo bem, mandou bem, agora com as facas.

Ele pegou uma faca e demonstrou como manusear do jeito certo e acertou bem no meio do alvo que tinha e me entregou pra que eu fizesse o mesmo com o que tinha do lado. Achei que não ia conseguir, mas aquilo parecia ser muito mais facil, então acertei. Ao que parece eu sou boa com as armas, estava feliz com isso.

- Muito bem, você pode ser uma ótima matadora Hailey - senti meu sangue ferver quando ele disse aquilo, eu me sentia feliz pensando como seria eu matando os caras que mataram a minha mãe. - Tem ótima mira, acho que seu treinamento vai acabar mais cedo do que pensei, não vai ser em uma semana, acho que em 3 dias você já vai estar pronta. - sorri maliciosamente.

- Ótimo, não vejo a hora de acabar o treinamento e começar a fazer pra valer. - ele deu o mesmo sorriso que o meu.

- Posso atirar ? Por favor ? - tinha ate esquecido que a Kylie estava aqui.

- Tá, mas não destrua tudo como na ultima vez - ela assentiu e pegou a metralhadora e atirou em todos os alvos os destruindo. - eu disse pra não destruir, que porra Kylie. - eu gargalhei e Kylie fez o mesmo.

Voltamos pro galpão e Khalil guardou todo o equipamento e apertou uns botões e do nada uma parede se mexeu e escondeu todos os equipamentos. Voltamos pro carro.

- Você sabe dirigir, Hailey ?

- Mais ou menos, minha mãe me ensinou um dia e eu fui bem.

- Vamos ver então. - Khalil me deu as chaves e se sentou no banco do carona e a Kylie no banco de trás, eu entrei no carro e liguei, Kahlil ia me indicando o caminho e eu dirigia, um pouco devagar, na verdade bem devagar, aquele carro era diferente do da minha mãe, muito diferente.

- Porra Hailey, assim a gente só chega amanhã - Kylie bufou - Anda logo, quero ir no banheiro.

- Cala a boca Kylie, eu estou numa velocidade consideravelmente segura. - disse apertando o volante.

- Próximo passo do treinamento, fuga. Pode acelerar o maximo que o carro puder, não se preocupe que eu te dou instruções se necessário. - assenti e pisei no acelerador, o velocímetro aumentando cada vez mais.

- Agora sim - Kylie ria e batia palmas, o que me fez revirar os olhos e rir. Khalil ia me dando instruções e logo eu já estava pilotando sozinha em alta velocidade e aquela adrenalina estava entrando nas minhas veias e se espalhando por todo o meu corpo, resolvi dar um giro na pista, então fiz e voltei pro caminho do galpão, eles me olharam com os olhos arregalados.

- Nossa. - foi a unica coisa que Khalil disse.

- Gostaram ? - disse e dei outro giro voltando pro caminho de casa.

- Nada mal - Kylie disse. - Depois vamos pra um racha e vc aprende ainda mais.

Segui o caminho de volta pra casa e Khalil e Kylie foram embora e eu fiquei sozinha, pensando em tudo que fiz hoje, me sentia viva, aquilo era melhor do que eu pensava e seria cada vez melhor. Tomei um bom banho e fui preparar algo pra comer, fiquei pensando na Julia ficando com o Justin, isso era demais pra minha cabeça, quando eu pensava que minha vida iria melhorar alguma coisa coisa de ruim acontecia, era sempre assim, parecia algo planejado pra me ferir, mas eu estava decidida e nada, nem ninguém iria mais me ferir, a partir de agora eu quem vou ferir, não vou me importar com os sentimentos de ninguém, se era pra jogar, eu iria jogar.


Notas Finais


Sei que o capítulo não foi dos melhores, me desculpem, obrigado pelos favoritos e pelos comentários do ultimo capitulo, vocês são demais, comentem mais pra me darem uma força e me inspirarem a escrever mais, qualquer critica é bem vinda.

Estão com saudades do Justin ? Ele estará de volta logo logo :)

Prometo que não vou demorar pra postar o próximo, até breve 💜 XOXO ;*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...