História Cold Water - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 23
Palavras 1.564
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa ter ficado tanto tempo sem postar ( provas e provas) e fora problemas com o boy (melhor amigo q eu gosto shsh) enfim, sem enrolações boa leitura.
Kissuss

Capítulo 3 - A feeling and anxiety


Fanfic / Fanfiction Cold Water - Capítulo 3 - A feeling and anxiety


Sabe quando não sabemos o que vai acontecer conosco?  Quando nos sentimos sozinhos e assim, de repente aparece alguem e muda totalmente sua vida, te fazendo ter o momentos mais felizes e voce se prende nela, e com ela traga a esperança? Foi assim que me senti ao encontrar ele pela primeira vez.


- porque eu faço o bem, entao me preocupo com as pessoas Jimin. - suspirei e me levantei - nao entenda errado, não vai ro..lar nada entre nós. 

- ______ eu mandei voce se levantar? - ele me encarou, seus olhos estavam com tons frios. 

- Sr.Park, vim avisar que o Suga quer nossa presença no café da manhã. - eu ignorei a pergunta dele, não seria capaz responder o mesmo.

- Suga? Que diabos é suga? 

- O Yoongi, eu o apelidei assim - deixei um sorriso escapar, Jimin pareceu ter ficado com uma expressão indescritível, vamos dizer medonha.

- Vamos descer logo.- respondeu frio.


 

×××----×××----×××----×××----×××----×××



A sala de jantar é bem luxuosa, deixa a casa com um tom formal, a mesa é longa cabendo 12 cadeiras nela, a luminária fica bem no centro do cômodo, as paredes são da cor cinza, a única coisa que me incomodei é a quantidade de empregadas.

- ____ te apelidou sabia? - Jimin olhou para Yoongi que estava comendo. 

- E daí? 

- Ignora ele. - comentei e Jimin lançou um olhar cortante pra mim

- Agora quero saber. - Jungkook que antes estava calado, sorriu pra mim, foi tao calorante que acabei falando - Suga? Que apelido criativo.

- Gostei.- Yoongi sorriu olhando para comida - Voce é criativa _____.

- VOCE GOSTOU?- Jimin bateu na mesa, me fazendo se assustar, Yoongi continuou comendo tranquilo enquanto Jungkook ficou Indescritível, seu silêncio me intrigou. - Voce odeia apelidos. - disse mais calmo.

- Tudo que venha da _____ eu gosto. - ele pegou na minha mão - por que não me apelidou de "amor"? - brincou e um certo homem não gostou nem um pouco.

Passamos o café da manhã todo em silêncio depois de tudo que aconteceu, fiquei meio perdida quando Jungkook dizia algo para mim. Ficamos na sala de estar, vendo filme eu e Jungkook preparamos tudo, Suga acabou apoiando sua cabeça no meu ombro e dormindo, e Jimin ficava com olhos presos na televisão, nao ousava nos olhar. 

- Yoongi dormiu? - Jungkook sussurrou pra mim e eu balancei a cabeça positivamente - ele dorme em qualquer lugar mesmo.

- devo fazer algo? - sussurrei para o mesmo, que me fitou por alguns instantes, Jimin olhou por um mero segundo para mim e foi nesse exato momento que eu o olhei também, nossos olhares se encontraram e ficaram presos um ao outro.

- deixa ele deitado aí - Jimin respondeu friamente,eu apoiei a cabeça de Yoongi no braço do sofá, eu e Jungkook nos levantamos em seguinda e fomos sentar perto do mais novo. - espero que os dois, não me pertubem.

- longe de nós - Kook riu. - Mas então Jimin, ta gostando do filme? - provocou o mesmo.

- quero matar os dois, esse é meu desejo - comentei, me divertindo, quando Jimin levantou seu punho fingindo que ia me bater, eu fixei meus olhos no relógio do seu pulso, era de ouro dava pra ver a forma em que foi trabalhada e todos os detalhes, aposto que custou mais que 12,000 euros, mesmo curiosa sobre o quão caro deve ter sido, eu me lembrei dos medicamentos que eu já deveria ter dado para o ele. - Jimin ta sentindo alguma dor? Comeu pipoca? - em um impulso, a minha mão estava sobre sua testa verificando a temperatura e vai por mim, não gostei nem um pouco - VOCÊ TA QUEIMANDO EM FEBRE GAROTO!!

- E daí? Não vou morrer por isso. - ele deu de ombros e tirou brutamente minha mão que segundos antes estava sobre seu rosto - Não venha fingir preocupação, por favor _____.

- Eu poderia estar fingindo que me importo sim, mas isso vai melhorar alguma coisa? A única certeza que tenho nesse momento é que você, precisa de um médico.

- médico não _____ por favor - Jimin pegou minhas mãos, implorando pra nao chamar ninguém.

Ignorando as súplicas exageradas dele ,eu me levantei e liguei para o hospital onde ele havia se internado, o Dr.Kim Namjoon que tinha pegado o caso hoje de manhã, falou que Jimin deveria estar reagindo de uma forma agradável ao medicamentos, mas mesmo assim febre é normal no estado crítico dele, Namjoon falou que em exatamente 1h00 estaria chegando, enquanto isso Jimin deveria descansar em um lugar fresco e que tenha uma temperatura estável. Fiz Jungkook carregar Jimin no colo, claro que os dois estavam questionando, eu ameacei acordar o Yoongi e assim os dois concordaram rapidamente comigo.

Deixei meu "chefe" dormindo enquanto o Doutor não chegava, Jungkook falou que precisava sair que deveria tratar de documentos importantes, enquanto isso fiquei andando pela casa, sem a minima ideia do que fazer. - Ei, não pode entrar aqui. - me virei para olhar melhor quem estava falando comigo, um homem alto com olhos menos puxados do que do Jimin, seu cabelo castanho "-É lindo", disse para mim mesma, depois olhei para o local que eu diria ser um Open Bar, Jimin tem tudo nessa casa?

- Desculpa eu estava meio entediada sem nada pra fazer, cometi um erro.

- Se o Dr.Park descobrir te mata, desculpa te expulsar são só os regulamentos daqui. - ele apontou para porta, eu achei meio grosso da sua parte mas entendo, seria sua vida profissional em jogo e não a minha. - Afinal quem é você? - perguntou logo quando estava de saída.

- Meu nome é ______ , prazer - sorri o deixando lá, afinal se trabalha para o Jimin devo fazer amizade né?



* JIMIN ON *



Quando acordei, estava em pleno soro e isso foi a primeira coisa que reparei, me sentei na cama sem fazer barulhos já que não queria que ninguém me pertubasse, mas algo estava faltando aqui..

Liguei a televisão deixando na Disney, gosto de ver desenho quando estou de folga da empresa, que a essa hora deve estar um caos já que deixei nas mãos do Hoseok. "- Achou que eu não estaria aqui? Até quando ia fingir que estaria dormindo? -" uma vez doce e calma com maior certeza familiar estava ecoando sobre minha mente, não acredito que estou pensando nela e até em suas broncas, estamos juntos em poucos dias e to pensando nela por qual motivo? Maldita seja ______ que ousa invadir em meus pensamentos!!

Continuei deitado bloqueando qualquer coisa que me levasse a ela ou fizesse eu pensar nela, até que minha porta foi aberta e lá estava a causadora de confusões.

- Acordou muito tempo? - parou na porta, e ficou olhando para o outro lado me evitando.

- Sim.

- Por que não chamou ninguém? - ela mexia de uma forma inquieta no cabelo, eu sem perceber acabei soltando um sorriso, como ela pode ser tão fofa a esse ponto?

- Porque eu não quis - tentei ser mais gentil ou delicado com as palavras, mas não consigo não importa o quanto eu me esforce.

- tendi.. - ela me olhou e eu a encarei, me recusei a desviar - Jimin, se se..nte melh..or? - ela engoliu seco.

- Me sinto muito melhor - dexei escapar as palavras da minha boca, ______ sorriu calorosamente, não posso me apaixonar e também não quero dar falsas esperanças a ela. - O remedio fez efeito, por favor haja mais como minha funcionaria não me chame pelo o nome e sim "senhor" não temos nenhuma intimidade senhorita _____.

- Desculpa Senhor Park - ela se virou e antes de sair disse algo que ficou vagando sobre minha cabeça a tarde toda - Não teremos intimidade alguma.

Quando _____ saiu do quarto me vi sozinho, fui rude com ela mas foi necessario, se pegarmos qualquer tipo de "intimidade" estariamos completamente em apuros.


- JIMIN OFF -



Depois das lindas e gentis palavras do Sr.Park , fui direto para o jardim esplarecer um pouco, pegar um ar e acabo esbarrando com o mesmo cara de mais cedo, ele sorriu e eu também.

- Não vai me expulsar daqui não é? - brinquei.

- Nem ousaria My Lady - ele olhou para o banco que havia perto de uma árvore, e eu sentei e logo após ele sentou. - a proposito meu nome é Mark, não falei na primeira vez.

- Acho que eu não deixei. - sorri para ele - desculpa, até que seu nome combina com você.

- Gostou do nome?

- Amei - me virei para ele - Você trabalha no Open Bar mesmo?

- Não, sou um amigo do Yoongi e vivo lá dentro, não existe regulamentos - ele sorriu - e você trabalha aqui?

- trabalho infelizmente para o Jimin. - suspiro - Mark... o Yoongi te trata bem?

- Sim por que?

- acho que eles aqui tem medo dele - olhei para a arvore - perda de tempo terem medo.

- sabe o que é perca de tempo? Não estarmos nos beijando - em um ato rapido, Mark entrelaçou minha cintura e me beijou, eu correspondi o beijo. Foi meu primeiro beijo dado, afinal tenho só 17 anos e ninguém veio me perguntar a minha idade, foi especial.



Precisamos beijar outras bocas, gostar de outras pessoas pra tentar esquecer uma determinada? É preciso tentar esconder o sentimento por medo? Espero que note com meu sentimento e alma esta entrelaçado a ele.



Notas Finais


Mark = Got7.

Sim eu quis botar ele no meio, e sim ele é meu bias do Got7 entao kk pfv respeitem e só se imaginem com eles ok?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...