História Coldness - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabello, Camila G!p, Camren, Camren G!p, Lauren Jauregui
Visualizações 2.576
Palavras 1.042
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Ela chegou


Fui preparar algo para meu café e Normani me encarava na porta da cozinha.

- Que susto, Normani. Droga! Avisa quando chega.

- Porque a professora da Maggie estava saindo da sua casa cedo deste jeito no domingo?

- Eu não sei. Só lembro de beber e quando acordei ela estava lá. Veio com um papo de que eu pedi pra ela ficar.

- Você fica tão real quando está bêbeda. 

- Como assim?

- Você falou sobre a Margot...

- Não fale o nome dela na minha casa.

- Quem falou foi você... Sobre poltronas e muitas coisas. 

- Eu falei? Isso é sério? 

- Você provavelmente está interessado nessa professora, não pediria para ela ficar em vão.

- Ai meu Deus, Normani. Não suporto a respiração dela e o jeito sabe tudo dela.

- Você não gosta porque ela enfrenta você... Ou gosta.

- Pelo amor, Normani. Não me venha com essas besteiras.

- Olha... Eu não devia falar sobre isso, mas ela está interessada em você.

- O Que? Você bebeu? Está ficando bêbeda só de sentir meu cheiro?

- Verdade. Você cheira estranho ultimamente, mas estou muito ciente disso. Eu posso ser lerda, mas sua mãe e Dinah não são. O jeito que ela te olhava na festa da Magg, não era mãe e professora... Era mais intenso que isso.

- Vocês estão loucos. Lauren está encantada por Maggie e elas vivem juntas agora.

- Não estou dizendo que ela não está pela Maggie, mas estranhamente, ela está encantada com você também.

- Estou te ouvindo para ver onde vai chegar com tanta baboseira. Na verdade eu imagino...

- Podia chamar ela para sair... Sabe, ela pode resgatar algo bom em você. Eu conheci você. Nós conhecemos aquela Camila entregue e tão iluminada. 

- Era uma coitada iludida. Olha, Normani. Desculpe por te encher quando estou bêbeda, vou ligar para Lauren e me desculpar, mas não vou chamar ninguém para sair. Eu não acredito mais em relacionamentos e não vou iludir ninguém. Não vou fazer alguém se apaixonar por mim e fugir por não corresponder. Até eu sei que isso é escrotice demais. 

- Duvido que você não sinta nada pela Lauren. Ela é linda, inteligente e desafia você. Acho que você se apaixonaria primeiro que ela. Você só é assim para se defender, mas não vai durar muito. Alguém chegaria, todos sabíamos e acho que ela chegou. Para provar que presta, ela já deu a maior das provas... Se importando com sua filha e passando até por cima de você para isso. Na verdade... Acho que eu estou um pouco apaixonada por ela. 

- Percebi isso. Abandone a Dinah com os três filhos e foge com ela. Isso é bem comum.

- Eu amo minha esposa e minha família, querida. Isso é para fracos. E sabemos que Lauren não faz meu tipo... Essa mulher fatal e deve ser difícil de conquistar, faz o tipo de uma latina aí. 

- Lauren não é tudo isso.

- HÁ HÁ Camila. Atah pra você! Não é tudo isso? Não seja intragável. 

- Não reparei nela para ser sincera.

- Hum... Não reparou? Uma mulher daquelas desfilando na sua casa, não reparou?

- Não.

- Você está praticamente virgem por não usar o seu pau e não reparou em uma mulher extremamente atraente andando por aqui? 

- Você pode acreditar. Não analisei a Lauren. Eu só fico irritada com ela vindo aqui o tempo todo.

- Irritada ou nervosa?

- Normani... Sério! Pare com isso. Porque está aqui tão cedo?

- Vim convidar vocês para almoçar lá em casa.

- Convidar? – Na hora me veio o estalo na cabeça. – E a Lauren vai ir?

- Tive que convidar, ela estava no seu gramado. 

- Isso não vai dar certo. Não estou disponível... Estou cansada, Normani. Cansada de tudo e não quero começar nada. Vocês estão sendo injustos com Lauren e se ela... O que não acho provável, está fazendo isso  por Maggie por causa minha, ela está sendo injusta também.

- Não acho que ela esteja fazendo isso só por você. Ela gosta das duas na minha opinião. E sua mãe adorou ela.

- Como está minha mãe?

- Até quando vai ficar sem falar com ela? Olha... Seus pais não são jovens, não dispense tempo com eles por bobagens. 

- Só acho que ela devia ter me amarrado com casa.

- Camila, não culpe ela por sua escolha. Todo mundo disse que era cedo. 

- Estou cansada, Normani. Qual parte dessa frase você não entendeu?

- Vamos lá em casa, Camila. Você só vai precisar comer e nadar. Lauren é um bônus que você vai poder ver desfilando de biquíni. 

- Porque insiste tanto nessa bobagem?

- Porque quero que a Maggie conheça a mãe verdadeira dela. Acho que alguém novo pode tirar ela do meio desse enorme poço de lama que você a afogou. 

- Se eu a afoguei... Ela morreu. Não?

- Aquele anjo não pode ter morrido... E quando você bebe tenho mais certeza disso. Ela está só esperando e a chegada de Lauren está te sensibilizando.

- Isso não tem a ver com Lauren. Tem a ver com meus conceitos... Amor não existe, as pessoas são falsas e Maggie... Vai ser uma muralha porque eu estou ensinando como é a vida do jeito certo.

- Jeito certo? Não estou dizendo que o mundo é Perfeito, Camila, mas não é esse mar sombrio que você moldou na sua cabeça. Você está segurando esse peso de medo e ele está te afundando para o fundo da água. Acho que alguém se encantar por algo tão frio e errado como você, é só mais uma prova de que você não precisa mais segurar isso. 

- Você é uma ótima contadora, mas já pensou em ser psicóloga? 

- Ironia é só mais uma forma de defesa. – Neguei.

- Avise Maggie que ela vai almoçar com vocês.

- Você também vai.

- Não. Na sua casa não tem bebida e não vou ficar sóbria em um domingo. 

- Já comprei bebidas. Você é muito mais legal quando bebe. Espero vocês lá.

Foi o que ela disse e saiu dali. Fiquei pensando em tudo que havíamos conversado e achando tudo muito surreal. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...