História Colegial. - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), G-Dragon, Zico
Personagens G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Zico
Tags Bts, Colegial, Jungkook, Romance
Exibições 170
Palavras 1.156
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 47 - 45 - Aurora.


Fanfic / Fanfiction Colegial. - Capítulo 47 - 45 - Aurora.

Eu tinha saído daquela sala, o que o Jungkook fazia com a Anasthasia? Olhei pra meu dedo saindo sangue. Suspirei.

Carmim era cor do amor, mas porque eu pensava na dor naquele momento? Suspirei frustrada.

Além de Jungkook... eu me perguntava do Taehyung. Porque as coisas eram assim tão complicadas?

Era como se eu não conhecesse nenhum dos dois mais.

Me lembrei do beijo rápido e sem querer que eu tinha dado em Tae, e a vez que ele pegou o pepero quando eu tinha acabado de chegar na escola.

Me lembro das horas estudando e ele falando abobrinha enquanto eu tentava resolver os deveres de física junto com o Jungkook.

Me lembro do beijo calmo que tive com o Kook, das suas promessas que ele não ia me abandonar... e agora, ele estava com Anasthasia.

Qual o problema do mundo?

Ou sou eu o problema?

Meus olhos se encheram de agua, meu dedo não doía, mas meu coração estava em cacos. E o pior de tudo eu já não sabia de nada. Eu estava totalmente confusa por tudo.

Eu estava perdida na minha vida.

Alguém segurou minha mão, eu nem vi quem era, porque meus olhos estavam turvos pelas lágrimas. Eu permiti que elas saíssem dos meu olhos que eu teimava relutante em não deixar cair.

Alguém passou alguma coisa, me deparei com Paolo....

Sim meu chefe estava cuidando de mim.

— se você for chorar toda vez que se furar vai acabar como uma ameixa seca – ele murmurou concentrando em passar alguma coisa no meu pequeno machucado.

Me senti uma criança fazendo birra. Mas a final queria apenas que cuidassem de mim.

— não é isso – eu falei fungando deixando tudo de ruim sair de mim em forma de lágrimas.

Anasthasia entrou empurrando Alexy.

— como você ousa me deixar falando? – ela falou erguendo o dedo para o Paolo em um tom autoritário e indignado.

— como você ousa entrar na minha casa Pirralha? Se eu contar isso para sua mãe você volta para Dublin em um estalar de dedos – Paolo rosnou olhando a menina.

Eles aparentemente se conheciam... mas de onde?

— achei que você não pegasse ninguém para criar – ela falou nervosa sem recuar da raiva de Paolo.

 

— eu não sou sua baba pirralha! Eu já disse cai fora de casa ou eu dou um jeito que você nunca mais vai voltar aqui...

— você que pensa, você sabe muito bem que eu estou aqui...

— por causa do meu casamento com o Jungkook – fala Paolo interrompendo e imitando uma voz fina e fazendo cara de nojo – você ainda acha que eu ligo para isso? Sai da minha casa por bem ou eu mesmo te jogo para fora.

Ele falou agora nervoso, e era bem capaz de fazer o que tinha dito.

Ela bufou e bateu o pé no chão, Jungkook apareceu na porta.

Anasthasia se virou e foi agarrando o Kook pelo braço.

— larga o fedelho eu preciso falar com ele – Paolo foi dando as ordens e a garota foi ficando mais irritada do que nunca, ela saiu com muita raiva largando Kook com nós.

Olhei para ele, e sinceramente ele estava estanho. E alias de onde Paolo conhecia Anasthasia e o Kook?

E como ele sabia que os dois eram noivos?

— senta ae fedelho – Paolo falou de forma  informal com um sotaque estrangeiro – sério mesmo que a Tia ainda não cancelou essa besteira de casamento arranjado.

Kook fez não com a cabeça, e Paolo suspirou.

— Anasthasia sempre teve uma paixão platônica por você – ele continuo a falar – você não gosta dela?

— eu gostava como amigo – respondeu Kook me encarando – ela nunca entendeu isso muito bem, acho que ela tinha esperança que eu me apaixonasse por ela se morasse e convivesse comigo – comenta Kook agora encarando os dedos da mão, em sinal de vergonha e timidez.

— e pelo visto isso não aconteceu – comenta Alexy sorrindo.

Jungkook apontou para mim...

O que ele estava fazendo?

Paolo veio e me encarou de cima a baixo. Me julgando de alguma forma, e então ele começou a rir.

— o que tem essa menina que faz sempre ter alguém por trás dela?

Fiquei olhando sem entender absolutamente nada.

— Paolo é primo de Anasthasia – Kook me contou, agora algumas coisas faziam sentido e a arrogância também (devia ser de família) – ele nos conhece de sempre, e é contra o nosso casamento...

— isso é loucura da pirralha, ela é muito mimada pela família e detesta perder, você vai ser mastigada qual quer hora dessas...

— Anasthasia não ousaria fazer isso – Kook falou nervoso – se não ela vai ter que lidar comigo...

— você devia ficar esperto Kook – fala Paolo agora encarando o outro – ela já pode estar aprontando alguma coisa!

Alexy sentou do lado de Paolo e cruzou as pernas e encarou os meninos. Eu suspirei, minha cabeça doía, meu dedo latejava e meu coração estava pesado.,

Queria sumir, mas obviamente isso não ia acontecer.

— Kook, o que aconteceu com o Tae?

Eu precisava saber onde estava e como estava aquele idiota, por mais que eu estivesse machucada.

— com o Pai dele em Busan...

Suspirei. O que estava acontecendo?

 

 

[Em Busan enquanto isso:]

 

— pai o senhor vai voltar para Seul?

O mais velho olhou para o filho e sorriu.

— porque está fugindo de lá?

— estou ficando louco pai, toda vez que eu estou saindo com a Jess e o Kook, acontece coisas estranhas e ainda por cima eu vejo coisas que eu não posso ver.

O senhor Kim olhou para o filho preocupado, do que ele estava se referindo? Estava usando alguma substancia ilícita?

— não pense besteira – o mais novo acrescentou vendo a cara de preocupação do pai – eu tenho visto a Aurora...

— ela morreu filho.

— eu sei pai – ele levantou do sofá do barco e encarou o pai preocupado, Tae amava visitar o pai por ele morar em um Iate, mas aquele dia ele não estava relaxando como de costume – eu até acabei me afastando da Jessica por isso, ela deve estar me odiando agora...

— devia falar com ela sobre isso.

— eu sei, mas tenho medo que ela me julgue e ainda por cima joga na cara que eu lembro do passado mesmo dizendo que eu gosto dela.

O senhor Kim ia continuar aconselhando o filho, achava a moça muito boa para ser companheira dele e obviamente conhecia a educação que o pais de Jessica tinha dado para filha. Mas foram interrompidos pela governanta que tinha entrado.

— senhor Kim me desculpe mas tem uma moça querendo falar com o seu filho esperando na sala.

Tae olhou o pai curioso. Teria Jessica vindo até Busan para falar com ele. Se fosse ele iria se explicar e dizer o quanto gostava dela.

Os dois saíram curiosos da cabine onde estavam e foram parar na sala o Iate. Tae olhou um garota, de blazer rosa e de vestido pretos de bolinhas brancas.

Em um estilo bem fofo...

Kim Taehyung tinha acabado de ver Aurora de pé na sua frente.


Notas Finais


Pessoal o que acharam do cap?

eu sei que eu tinha que postar ontem mas tive que atrasar por um dia... ontem eu não estava com estrutura para mexer na fic.
eu estava vendo mil e uma maneiras de comprar os ingressos para o show do BTS em março...
ELES VÃO VIR GENNNTEEE e eu vou de novo... vou msm!!
enfim alguém aqui vai?
se for me chama em privado tenho muita vontade de conhecer quem lê minha fic...
enfim beijos e Tchau...
PS: alguém chocado com o capitulo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...