História Colégio de Armas (interativa) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mirai Nikki
Personagens Personagens Originais, Yuno Gasai
Tags Akise Aru, Armas, Colégio, Deus, Escola, Interativa, Mirai Nikki, Uryuu Minene, Yuki, Yuno
Exibições 22
Palavras 1.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Fantasia, Luta, Mistério, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem do meu novo estilo de escrever.

Capítulo 4 - A febre


Fanfic / Fanfiction Colégio de Armas (interativa) - Capítulo 4 - A febre

No quarto
 – Hum que estranho o dia hoje está mais quente que o normal. – Yukiteru se perguntou ao abrir seus olhos pela manhã. 

Na sala de jantar
– Venha comer, hoje eu fiz omelete. – Falou com um tom delicado ao chamar seu filho. – Obrigado mãe. Cadê o pai? Ele não vai tomar café da manhã? – Perguntou a sua mãe ao perceber que seu pai não estava na mesa de jantar.
 – Ele teve que sair mais cedo para trabalhar hoje. – Sua mãe respondeu.
 – Hum – Falou um pouco triste. 

Depois do café
 – Yuki vem cá – Chamou por seu filho, pois estava desconfiada que ele estive-se com febre.
– O que foi mãe? Tenho que me arrumar logo senão chegarei atrasado. – Respondeu ao sair do seu quarto e ir em direção a cozinha, há onde estava sua mãe.
– Como você está quente! – Grito um pouco alto ao posicionar sua mãe direita na testa de Yukiteru.
– Não se preocupe não é nada deve ser só o calor. – Falou ao ver sua mãe preocupada com o seu estar.
– Nada? Deixe disso, sua febre está muito alta você precisa ficar em casa hoje. – Falou preocupada com seu filho.
– Mas eu gosto do colégio! E da Yuno,não quero faltar. – Respondeu suplicando.
– Eu sei, mas sua febre está muito alta, fique em casa. – Falou quase implorando.
– Tá. – Respondeu desanimado.
– Vou preparar a sua toalha. – Falou sua mãe ao ir em direção área de serviço.
Yukiteru vai para seu e se deita em sua cama.

No quarto
– Poxa – suspirou – Queria ir a aula hoje, tava sentindo que o meu relacionamento com a Yuno estava melhorando. – Pensou Yukiteru cabisbaixo.
– Cheguei filho – falou ao entrar no quarto.
Ela pega uma toalha pequena, molha em uma bacia com água fria, depois a torceu e colocou na sua fronte.
– Dorme um pouco, assim você vai se sentir melhor – Falou sua mãe preocupada e com uma voz carinhosa.
– Ok. – Respondeu Yukiteru.
– Filho, hoje a mamãe vai chegar um pouco tarde e o seu pai viajou a trabalho, ele só volta no domingo.
A mãe de Yukiteru saiu o deixando sozinho.
– Eu não vou ficar aqui em casa! – falou Yukiteru determinado.
Ele se arruma e para que sua febre não aumentar-se ou que passa-se mal colocou em sua fronte um *adesivo frio e tampou com a franja para não aparecer o adesivo e foi para o colégio. 

Adesivo frio: É um adesivo que existe realmente no Japão que quando você coloca na sua pele ele esfria o local.

 No colégio
– Agora é só não desmaiar. Eu não sei que macumba eu fiz para chegar no horário a aula. 

Na sala
– Bom dia, pessoal a aula de hoje vai ser matemática, mas o ultimo tempo vai ser no simulador. – Falou Keigo Kurusu com uma voz grossa.
Depois de muito tempo de aula de matemática.

 No simulador
– Preparem se para perder. – Falou Reisuke Houjou se vangloriando.
– Até parece. – Retrucou confiante Hinata .
– Haaaa! – Gritou ao partir ao ataque a Reisuke e já o eliminou do jogo com um ataque fatal na região do abdome.
– Como foi eu já perdi? Você está roubando! – Falou Reisuke Houjou enfurecido.
– Repete agora quem vai ganhar! – Retrucou Reisuke.
Hinata ON
– Eu odeio que é fraco e fica se achando o maior fortão e sendo medido
OF
– Vingançaa – Gritou Niar com raiva indo para cima de Hinara, mas no ataque sua espada caiu e é eliminado do jogo, pois na hora em que sua espada caiu, ela o cortou na região na parte superior da perna de forma fatal ao ponto de ser eliminado do jogo.
– O que eu faço agora? Dois do time já foram eliminados – Pensou Natt desesperado – Vou eliminar eles também, será que consigo? – Pensou sem confiança.
Ele atirou na região frontal de Kousaka, mas foi surpreendido por Hinata ter bloqueado com sua espada a bala que acertaria Kousaka.
Depois Yukiteru atirou na região precordial do Natt o eliminado o jogo.
– Parabéns vocês venceram. – Falou Natt.
– Essa partida foi fácil. – Falou Yukiteru.
– É. –Respondeu Kousaka.
– Também, vocês não fizeram nada. – Falou Hinata debochando.
– É – Respondeu Kousaka ao comentário de Hinata. 

Depois da aula
– Tenho que ir logo para casa já não aguento mais, sinto que meu corpo esta queimando e o pior é que o efeito do adesivo frio já está acabanado. – Pensou Yukiteru saindo pelo portão do colégio.
– Oi Yuki. – Falou Yuno acenando para Yukiteru.
– Oi Yunoo... – Falou antes de desmaiar no chão.
– Yuki! – Gritou Yuno ao ir ao seu emcontro. – Você está bem? – Perundou preocupada ao levantar a cabeça de Yuki e possisiona-la em seu colo.
– Não é nada. – Respondeu com uma voz fraca e baixa.
– Há onde você mora? – Perguntou Yuno ao levantar Yuki e o carregar em suas costas.
– Na Rua Hana, bairro Shukinaha, casa número 122. 

No caminho
– A respiração do Yuki está ofegante – Corou. – Nada disso Yuno, isso era para você se preocupar e não para ficar nervosa. – Pensou.
– Meu deus que mico, uma garota me levando nas costas, mas é tão confortável. 

Na frente da casa do Yukiteru
 Yuki? – Chamou Yuno.
– Sim, Yuno? – Perguntou Yukiteru.
– A chave. – Falou Yuno.
Yukiteru pegou de seu bolso a chave.
– Aqui está. – Falou entregando a chave para ela e ficando em pé.

Na casa
– Yuki é melhor você tomar um banho para ver se a sua febre abaixa. – Opinou Yuno preocupada. – Já estou indo. – Disse Yuno na frente da porta da casa de Yukiteru.
– Desculpa por te causar problemas. – Disse Yukiteru o quando nos olhos de Yuno.
– Nada disso, foi obição minha querer te ajudar. – Retrucou Yuno.
– Então obrigada Yuno. – Falou Yukiteru agradecendo Yuno.
– Tchau, a gente se vê amanhã. – Falou Yuno se despedindo de Yukiteru com um sorriso no rosto.
– Tchau. – Disse Yukiteru se despedindo de Yuno.

No caminho
Yuno ON
– Não acredito que eu estou gostando dele, nem sei se ele é o mesmo o Amano Yukiteru dos meus sonhos. – Pensou confusa. – Mas isso me intriga, pois como seria possível eu e Yuki termos o mesmo sonho, tipo o nosso sonho é igual não tem nada de diferente, isso não é possível.
OF

Yukiteru ON
– Cada dia que passa, mais fico apaixonado pela Yuno, será que ela gosta de mim. – Se perguntou. 
OF

No mundo paralelo
– Os jogos se aproximam. – Disse o deus do tempo e espaço, o deus Ex-Machina.
– Quem será que vai ganhar – Disse a sua serva demônio, Murumuru.


Notas Finais


Qual estilo de escrever vocês preferem o dos capítulos anteriores ou o tipo desse capitulo?
Por favor escrevam nos comentários, o estilo mais comentado ganha.
Obrigada por lerem <3.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...