História Colégio de Artes de Seoul - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Exibições 18
Palavras 1.144
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Sobre amigos e inimigos


Fanfic / Fanfiction Colégio de Artes de Seoul - Capítulo 11 - Sobre amigos e inimigos

Descrever a amizade entre garotas não podia ser tão difícil, o problema é que Suga só tinha amigos homens. Não que ela precisasse viver tudo o que escrevia em suas letras... a verdade é que lá no fundo gostaria muito de experimentar uma verdadeira amizade feminina. De modo algum Suga pensava que todas as garotas fossem ruins, apesar de que a maioria parecia, o real problema era ela, que parecia despertar o lado mal das meninas e não tinha boa sorte para atrair algum amigo sem um pinto entre as pernas.

As garotas que se aproximavam de Suga eram poucas - pois a menina reservada não poucas vezes se passava por intimidadora –, essas poucas sempre pareciam boas a princípio, mas bastava algum tempo passado juntas que as verdadeiras intenções vinham a tona, queriam partilhar de sua popularidade e ter acesso aos seus amigos.

Na hora de dispensar essas pessoas ela era tudo menos gentil, sinceridade sempre foi o seu forte, ou o seu fraco, alguns diriam. Se lembrava claramente de quando as auto denominadas Red Velvet (seja lá que porra isso signifique) lhe convidaram para entrar no seu quinteto, como se elas fossem alguma bosta, algo especial e digno de ser adorado. E Min Young Gi lhes respondeu com seu tom monótono/expressivo (algo só dela):

- Não quero andar com vocês, obrigada.

- Por quê? – Perguntou Yeri.

- Estamos no colégio, venho aqui focada em realizar meus sonhos e não em viver poucos anos numa ilusão feliz.

Na época aquilo lhe rendeu muito ódio vindo se seus colegas, mas realmente não se importava, seus amigos nunca a deixavam de lado. Além disso enquanto os alunos se ocupavam em odiá-la ela estava escrevendo letras e produzindo músicas para grandes empresas. Falando em escrever era isso que ela tinha que fazer agora, uma das três grandes empresas pediu a letra de uma música sobre a amizade feminina, algo refrescante, foram essas as palavras do representante. Era uma oportunidade que não dava para perder, Suga tinha que tentar, não podia sair algo tão ruim... ou podia?

Eu adoro minha amiga, somos amigas

Falamos mal das raparigas,

As que não são nós

 

Colhemos flores cor de rosa

Melhor que formigas (x2)

 

Disputamos a atenção

Vestindo roupas de casal

Com desenhos de espigas

 

Mas então gostamos de um cara

O mesmo cara, o mesmo cara

Lhe dei um golpe na barriga

E uma quebrou a cara da outra

Viramos inimigas

 

Parando para analisar o que escreveu ficou um tanto chocada como uma música sobre amizade virou numa história de discórdia, pra ficar pior só se as garotas se matassem.

- Toc, toc. – Falou uma voz feminina.

Estaria ficando louca? Fazendo uma força pra voltar a realidade olhou desinteressadamente para a porta e viu que a irmã de Jimin entrava meio sem jeito na sala de música, qual era mesmo o nome dela?

 - Annyeong. -  A mais nova falou ao mesmo tempo em que se curvava.

Suga abaixou ligeiramente a cabeça em cumprimento.

- Não sei se lembra de mim, sou Kim Tae Eun, você me ajudou com aquele probleminha. – Falou a menina, um tanto contida.

- Claro que lembro. – Mentiu Young Gi, sobre o nome - Como você está? – Perguntou, não havia visto a outra desde o primeiro encontro delas há alguns dias.

- Bem, obrigada. – A de cabelo curto respondeu e então seus olhos brilharam para os papeis na mão da garota pálida. – É uma música?

- Sim, quer ver?

Kim - como o irmão da mesma chamava, lembrou Suga - assentiu avidamente e recebeu a letra, a menina de cabelo verde claro observou com atenção as reações dela. Ao passar os olhos pelo começo da música Tae Eun sorriu, havia algo peculiar na forma da boca dela, mas não houve tempo para analisar isso pois em um milésimo de segundo os lábios se fecharam, em um segundo ela fez uma careta, e esta se transformou numa expressão que misturava surpresa e incredulidade, quando terminou de ler baixou o papel e encarou Young Gi, assustada perguntou:

- Que tipo de amizade é essa?

- Uma linda amizade entre garotas? – Tentou a compositora.

- Acho que não.

Um pouco surpresa com a sinceridade da garota, incomum nas meninas dali - a verdade nas pequenas coisas -  Suga apenas concordou com a cabeça.

- Bem, foi o que tentei escrever. Mas não tem problema, ainda tenho alguns dias para fazer a letra e compor a melodia. – Confessou ela.

Kim deu de ombros.

- Os rapazes te mandaram aqui? – Min Young Gi perguntou.

- Hum, não, eu vim por conta própria. Eles não sabem que estou aqui.

Isso chamou a atenção da mais velha, que se manteve em silêncio, esperando que a colega continuasse.

- Você vai para a festa do Mark? – Kim questionou

- Veio aqui só para me perguntar isso?

- Sim e não. – Tae Eun respondeu, as bochechas ganhando cor. - Hummm, é que os meninos estavam planejando dormirem juntos depois da festa, do jeito que sempre fazem, mas o Jimin veio com a conversa de que não seria justo eles se divertirem e eu ficar sozinha e ouvindo a bagunça deles... Então eu disse que ia chamar uma amiga.

“Ele concordou, mas eu sei que foi só por educação, todos sabem que eles são meus únicos amigos aqui. Até pensei que não havia ninguém para chamar, foi aí que lembrei de você, depois do meu irmão, Jhope e Jin você parece ser a pessoa mais legal desse colégio. ”

- Ok. – Suga respondeu.

Ela pensou em ficar e escrever a música, mas agora a ideia de ir com a garota parecia mais tentadora, Suga sentia que podia receber ideias para sua música sobre amizade, Kim parecia uma menina verdadeira e ela esperava não estar enganada.

- Tem mais uma coisa. – Kim finalmente disse, após se recuperar do espanto. -  O que eu devo vestir para a festa? Se for pelo Jimin vou usando uma roupa de freira.

- Já foi a uma festa antes?

- Depende do que você considera uma festa.

- Então a resposta é não. – Suga falou, rindo. – Não se preocupe, eu vou para sua casa antes dela começar e te ajudo a se arrumar.

- Sério? – Perguntou a outra mais uma vez surpresa.

- Com certeza.

- V! – Hoseok chamou, Suga reconheceria a voz dele até debaixo d’água.

E novamente lá estava o rapaz aparecendo enquanto as duas garotas estavam juntas.

- V? – Min Young Gi questionou a ele.

Estranhamente Tae Eun ficou da cor de um pimentão.

- É a Kim. - o garoto disse.

- Por que esse apelido? – Perguntou Suga, curiosa, poucas coisas a deixavam assim. – Não tem v no nome dela.

- Não é por causa do nome. – Começou Jhope, impaciente. - É porque ela é vir-

- Tuosa. Sou muito virtuosa e valente! – Tae Eun terminou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...