História Colégio Ooo para Super Dotados - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Cake, Finn, Fionna, Hudson Abadder, Jake, Lady Íris, Litch, Marceline, Marshall Lee, Princesa Caroço, Princesa De Fogo, Princesa Jujuba, Rei Gelado
Tags Adventure Time, Amor, Aventura, Bubbline, Drama, Finn, Homossexualismo, Hora De Aventura, Jake, Jujuba, Magia, Marceline, Ooo, Princess Bubblegum, Reino Doce, Romance
Exibições 96
Palavras 673
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - Um contato mais próximo


Fanfic / Fanfiction Colégio Ooo para Super Dotados - Capítulo 9 - Um contato mais próximo

Fiquei meio pensativa com o convite de Marceline, mas logo me animei.

- Claro Marcy, vai ser divertido. - Me mostrei empolgada.

- Beleza, quer me acompanhar ou prefere ir mais tarde?

- Vou pegar algumas coisas em minha casa e vamos pode ser? - Sorri.

- Eba...ok.

Entramos em minha casa e a vampira ficou me esperando na sala. Subi correndo em meu quarto, peguei roupa, toalha, pijama, alguns filmes e desci. 

- Ei, estou falando com as meninas, todas elas gostaram do convite. Marquei ás 19h com elas. - Sorriu.

- Sabia que elas iriam gostar. Vou pegar algumas bobagens de comer na cozinha. 

Terminei de pegar as coisas e fomos para casa dela. Quando entramos me impressionei. Marcy era organizada, sua casa era limpa a cheirosa. E descobri um hobbie, ela cantava e tocava baixo, que ela mesma fez. 

- Você toca baixo e canta? - Falei surpresa.

- Pois é. - Colocou a mão no pescoço com vergonha.

- Deve tocar bem, quem sabe um dia eu possa ouvir. - Sorri.

- Tenho um pouco de vergonha. - Riu. 

- Tudo bem, quando se sentir a vontade. Onde é seu quarto? - Olhei pra ela.

- Por aqui. - A vampira foi na frente e abriu uma porta. 

Quando entrei, percebi um quarto bem organizado, cheio de livros e cds, com uma parede preta onde algumas coisas estavam escritas de giz. Sua cama estava no canto, um pouco longe da janela onde bate sol, apesar de que notei que essa janela ficava o tempo todo fechada. 

- Desculpe, minha casa não tem muita luz. - Riu. - Pode deixar suas coisas em cima da cama. Vamos arrumar a sala?

- Vamos sim.

Nós arrumamos a sala, colocamos colchões, ajeitamos o sofá, conversamos....Parecia que nos conhecíamos a anos, tínhamos muitas afinidades apesar de não parecer. Marceline era uma companhia muito agradável, não tinha como não olhá-la atentamente quando falava, ela puxava a atenção pra si sem esforço. Eu acho que....estava realmente encantada por aquela vampira. Mas e ela? O que ela pensava sobre mim? Será que me via apenas como uma simples amiga? Ou ela sentia nossa conexão?

- Hey Marcy, vou tomar banho antes das meninas chegarem ta bom? - Fui indo em direção ao quarto dela.

Peguei minha mochila e percebi que não peguei metade das coisas que pensei ter pego, como toalha e pijama.

- Marcy....- Voltei pra sala, estava com vergonha. - Eu esqueci meu pijama e minha toalha. - Sorrindo de canto.

A vampira riu. 

- Eu vou pegar algo pra você vestir. - Ela me pegou pela cintura e me tirou do chão (literalmente) e foi flutuando comigo até o quarto. Ainda me segurando ela fala... - Abre o armário. - Fiz o que ela pediu. - Agora pode escolher um pijama.

Ela ainda estava me segurando pela cintura e ainda estávamos flutuando quando virei levemente a cabeça para o lado e perguntei..- Qualquer um? - Senti seu rosto em meu pescoço. Estremeci inteira.

- Sim. - Gentilmente ela me soltou e suas mãos deslizaram até minha barriga. Ela foi até outro armário e pegou uma toalha (preta). Me olhou e riu. - A vingança. - Caímos na risada.

Escolhi uma camiseta de rock e um short. Segui pro banheiro e Marceline voltou para a sala. Eu estava impressionada como a vampira era organizada e sua casa cheirosa. Tomei um banho rápido e sai. Voltei pra sala.

- Essa camiseta ficou linda em você. Te dou de presente. - Disse vindo em minha direção.

- Tem certeza? - Falei sorrindo. - Obrigada Marcy. - Me joguei em seus braços. A vampira não estava preparada e caímos no chão. 

Ficamos nos olhando durante alguns segundos, que pareceram eternidade pra mim. 

- Você é linda...- Senti meu coração saltar. Meu corpo tremeu. Marceline ficou corada quando percebeu o que falou. Meu rosto involuntariamente se aproximava do dela....até que a campainha tocou.

- EI VAMPIRA É A FIONNA. ABRE ESSA MERDA. - Fionna ria do outro lado.


Notas Finais


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...