História Collector Of Moons, Clouds And Rain Drops - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Jikook, Kookmin
Exibições 13
Palavras 802
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Pain And You


Fanfic / Fanfiction Collector Of Moons, Clouds And Rain Drops - Capítulo 3 - Pain And You

               "A dor não passa, você só se acostuma com ela."

                Balançava as pernas, sem motivo algum, somente tentando me repreender melhor por ter ingerido aquele álcool, aquilo não me daria mais clareza em absolutamente nada, sentia minha boca amargar, queria contar algo á alguém, mas, não sabia o que e para quem, desejava me libertar de algo descolhecido e doloroso.

                Despejei minha angústia no ato de jogar a garrafa de vidro ainda cheia o mais longe, apenas admirando o som alto de algo que não voltaria a ser intacto, o líquido encardido manchando o chão de concreto, deixei meu corpo escorregar pela pista de skate que estava, simplesmente por querer sair e não ter para onde ir.

               Tirei o capuz, olhando o céu ainda cinza, tirando o casaco assim que pingos encostaram em mim, andei calmamente, não estava bêbado, foram exatos cinco goles, que pareceram intermináveis, e sabia que meu pai se queixaria da falta da sua "Preciosa" bebida que lhe pertencia.

                Passei sem ao menos olhar para a casa que praticamente era somente minha e de minha mãe, graças a luxuosa casa que meu pai acha que não sabemos da existência, um equivoco.

                 Eu precisava vê-lo.

                 Necessitava ouvir sua voz.

                 Necessitava de Jimin.

                  Subi rápido os degrais que rangiam, ignorando as partes de mim que estava molhadas e diziam para deixá-lo em paz, me perguntava o por quê de gostar tanto da presença alheia, engoli a saliva amarga antes de entoar o apelido "Pequeno" em um tom alto.

                O observei por míseros segundos antes de puxá-lo para um abraço que necessitava, afundando o rosto nas madeixas cinzas, aspirando o cheiro bom de chocolate e rosas, que combinava tanto com o menor, senti o outro corresponder o ato tímidamente, provavelmente se perguntando se deveria o fazer.

               - Marujo... - sussurrou, doce.

                - Só me deixe te tocar, por favor.

                - T-Tudo bem. - sussurrou como se existisse outra pessoa ali, afundando o rosto em meu peito, sorri, sentindo a respiração calma, provavelmente sentindo meu cheiro.

                 Ouvia somente nossas respirações, como se o resto não importasse, e assim o era, me sentia estranho por necessitar dele somente com o fato de que nos vemos apenas duas vezes, ele fez com que algo mudasse.

                  - Eu tenho que te mostrar uma coisa.

                   - Tudo bem, Pequeno.

                   Se separou segurando minha mão, olhando-me por uma fração de segundo, como se perguntasse se poderia, assenti rapidamente, vendo o outro voar pelos corredores de escadas, com o sorriso lindo que lhe pertencia, abriu uma porta na cor azul-bebê, com desenhos de pequenas e delicadas flores em rosa, liberando minha visão do ambiente por dentro, era infântil, possuía um berço bege, com lençoís, colchas, travesseiros, almofadas, no mesmo tom da porta, sorri de canto.

                - Gostou ? - assenti. - Era meu quarto quando bebê, creio que já sabia. - sorriu, acariciando a madeira do berço, enfeitada com laços rosas.

                 - Combina com você. - deu um eye smile, logo gargalhando. - Você parece uma criança ás vezes.

                  - Isso foi um elogio ? - disse em risos.

                   - Sim, você é uma criança fofa.

                   - Ya ! Não faça piadas com a minha altura.

                   - Um bebê. - tentei imitá-lo, o que fez se abaixar em um riso alto, comprimindo os olhinhos, tentando esconder o sorriso com uma das mãos pequenas cobertas pelo moletom azul-bebê, com desenhos de flores e folhas em verde claro.

                  - Você é engraçado. - se levantou, me fazendo ter a visão da meia 3/4 azul.

                  - E você é somente um bebê.

                  - Ya ! Marujo !

                  - Estou dizendo a verdade.

                  - Eu tenho uma coisa para você.

                   Se colocou em minha frente, com um dos braços para trás, abanando uma das mãos no ar indicando para mim me abaixar, o fiz, vendo o outro pousar uma coroa de flores rosa sobre minha cabeça.

                   - Sabia que iria combinar ! - exclamou animado.

                   Me deu um pedaço de papel mal cortado, sorri, parecia ter sido feito de última hora, passei os olhos pela frase escrita na letra infântil.

                  - JungKook ! - o outro riu e assim também o fiz, me recordando do que ele tinha dito ontem.

                   - Parece minha vida atualmente. - tombou a cabeça, se entender. - Dor... E agora, você.

                  Se colocou na ponta dos pés, segurando dos dois lados de meu rosto, selando a ponta de meu nariz, fechei os olhos assim como o outro havia o feito.

                 - Você precisa ir. - sussurrou, me fazendo sentir o ar quente bater em meu rosto.

                  - Mas, eu não quero ir.


Notas Finais


Oi
Sei que demorei, desculpa
Comentem !!!
Sei que está curto
Até ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...