História Collide - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Colin O'Donoghue, Jennifer Morrison, Once Upon a Time
Personagens Colin O'Donoghue, Jennifer Morrison
Tags Captain Swan, Colifer, Otp, Ouat, Romance
Exibições 178
Palavras 925
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI BABES, TUDO BOM?
Tudo bem comigo também, vocês se perguntam por que estou aqui tão cedo né? Então é por culpa de vocês que estão comentando e deixando meus dias maravilhosos viu? <3
Dedico esse capítulo aos leitores fantasmas que apareçam para dar oizinho pq quero conversa gente, obrigada e de nada!
Aproveitem e sexta(meu aniversário!!!) tem mais para vocês <3
Vejo vocês nas notas finais...

Capítulo 4 - A Wink


Fanfic / Fanfiction Collide - Capítulo 4 - A Wink

“Because sometimes you don’t see that the best thing that’s ever happened to you is sitting there, right under your nose.”

“Porque às vezes você não vê que a melhor coisa que já aconteceu com você está sentado lá, bem debaixo do seu nariz.”

— Love, Rosie

Colin O'Donoghue

— Você não se lembra de quando nos conhecemos Jen? — perguntei confuso — Foi um ano antes dessa história, em 2011. — passei meus dedos por seus cabelos.

— Nos conhecemos em 2012 Colin. — ela me olhou e arqueou suas sobrancelhas, percebi que ela realmente não se lembrava.

FlashBack – 2011

Passei a mão por meu cabelo, Helen estava sentada no carro ao meu lado e algumas lágrimas escorriam de seus olhos me deixando sem a menor ideia do que fazer. Acariciei seu ombro e ela olhou-me triste, queria a abraçar e garantir que tudo era um mal entendido mas sabia que não era tão simples assim, pelo menos não agora.

Desculpa.— saiu como um sussurro cansado da boca de Helen, abaixei a cabeça e a esperei sair do carro e entrar em casa para respirar profundamente.

Não sei por quanto tempo fiquei parado dentro de meu carro, pensando em todos os anos que passamos juntos e em como poderia perdê-la tão facilmente. Precisava me distrair e tirar minha mente de tudo que acabará de acontecer, liguei o carro e dirigi até a casa de alguém que certamente me manteria distante de todos os pensamentos em Helen. Desci e caminhei até a porta batendo na mesma, poucos segundos depois a figura de meu irmão apareceu na porta, surpreso.

— Colin? Entra. — ele me deu passagem e caminhei para dentro da sua casa, sentei no sofá e ele sentou ao meu lado — Não está parecendo muito bem. O que aconteceu?

Helen. — suspirei antes de continuar — Nós estamos dando um tempo.

— Sinto muito. — ele tocou meu ombro — Como isso aconteceu?

— Como sempre acontece, não quero falar sobre isso hoje nem pensar sobre isso hoje.

— Tudo bem. Como posso ajudar?

— Não sei Allen, nem sei se quero ajuda. — abaixei a cabeça.

— Você pode até não querer mas você precisa. E não tem nada melhor do que beber para esquecer uma noite ruim ou comemorar uma boa. — soltei uma risada desanimada.

Allen era sempre assim, sua resposta para quase qualquer coisa de ruim era sair e beber, coisas que geralmente não resolviam meus problemas, entretanto assenti pois não tinha nada para ser resolvido hoje. Fomos até uma boate que ele costumava ir frequentemente, era perto então logo estávamos lá dentro com dois copos de whiskey em nossas mãos. Como de costume o local estava cheio, sentei no banquinho a frente do bar assim que cheguei, Allen sentou ao meu lado por um tempo enquanto procurava alguém para paquerar. Uma linda morena passou ao nosso lado se encaminhando a pista de dança e Allen sorriu maroto indo logo atrás, sorri achando graça de sua infantilidade. Helen voltava aos meus pensamentos o tempo todo, pedi mais uma dose de whisley ao barman e continuei observando o líquido no copo na tentativa de me distrair, que ia de mal a pior. Decidi ir para casa algumas doses depois, procurei meu irmão o encontrando na pista de dança com a mesma morena e acenei de longe o vendo caminhar até mim.

— O que está fazendo? — ele tinha que gritar para que eu pudesse ouvir qualquer coisa, neguei com a cabeça e ele entendeu que aquilo não estava funcionando e voltou a dançar.

Estava caminhando até a porta quando uma figura de cabelos loiros me chamou atenção, ela estava do outro lado da pista de dança e nossos olhos se cruzaram em meio a tantos outros. Ela segurava um Martini em sua mão, seus olhos verdes não se desgrudavam dos meus e agora meus pensamentos estavam apenas naquela figura desconhecida e incrivelmente sensual. Levou o copo aos lábios e bebeu um gole ainda sem desviar-se de mim, recostada sob a parede com seu vestido preto que realçava suas curvas, sua memorável jaqueta vermelha de couro e uma piscadela para mim. Ela se desencostou da parede e desapareceu em meio aos corpos suados que dançavam a minha frente, continuei encarando a parede em que ela estava por alguns minutos antes de caminhar em direção a saída. Um borrão de cabelos loiros passou rapidamente por mim e parou na frente do bar pedindo seu próximo Martini, ela parecia distraída quando derrubou sua pequena bolsa. Estávamos próximos então me abaixei para pegar sua bolsa, levantei para entregá-la e percebi que ela era a garota recostada na parede que fez minha cabeça parar de girar por um momento. Seus olhos agora tão perto dos meus pareciam ainda mais verdes, eles me encaravam enquanto ela pegava a bolsa e agradecia. Talvez pela quantidade de bebida que ingeri não estivesse bêbado mas não estava em meu normal, em vez de me afastar e ir para casa a olhei novamente e mordi meus lábios.

EndFlashBack – 2011

— Colin! — Jen bateu em meu braço me olhando com cara de brava — Isso é mentira!

— É verdade Jen, foi naquela boate perto da casa da Lana e você estava linda. — ela corou levemente.

— E como eu não lembraria disso? — levantei a sobrancelha e ela entendeu rapidamente — Não. Não pode ser verdade por que a única vez que isso aconteceu — ela parou e arregalou os olhos — Eu tinha acabado de gravar as primeiras cenas de Emma Swan com a jaqueta vermelha. — suas bochechas ficaram mais avermelhadas — Será que é possível passar mais vergonha do que isso?

— Jen, a história ainda não acabou. — falei rindo.

 


Notas Finais


E aí, me contem o que acharam nos comentários HAUHSUAUHS
Espero que estejam gostando e para ajudar vocês a comentar bem lindões vou deixar um pedaço do próximo capítulo aqui(só uma espiadinha):
— WHAT? — seus olhos estavam arregalados e sua boca entreaberta mostrava a imensa surpresa que minhas palavras a traziam — Isso não aconteceu Colin, não pode ter acontecido. — ela tinha as sobrancelhas arqueadas e os olhos focados nos meus tentando os decifrar.
Beijinhos <3 <3
Vejo vocês nos comentários AUSHUAHUSH


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...