História Collision of souls - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Neymar
Personagens Neymar
Tags Drama, Esporte, Festa, Novela, Romance
Visualizações 57
Palavras 1.364
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei ! Meninas estou com bloqueio de criatividade, então se vocês puderem me dar ideias para os próximos capítulos serão muito bem vindas!
O capitulo não está muito grande e peço desculpas por isso.
Vamos ao capitulo.

Capítulo 11 - Nem Deus agradou a todos, querida.


Laís

Uma semana depois...

Eu estava no CT revendo a dieta de alguns jogadores, que segundo os preparadores físicos estavam acima do peso, e precisavam ficar forma o mais rápido possível.

Quando terminei, deixei as novas dietas com os preparadores, e me direcionei até a academia, para entregar aos respectivos jogadores que precisavam.

— Bom dia meninos— Entrei chamando a atenção deles pra mim— Mbappé, Thiago e Draxler, trouxe a nova dieta de vocês, acredito que já estejam cientes- Disse entregando para eles. Virei-me de costas os deixando, quando já estava no corredor para voltar a minha sala, sinto uma mão puxar meu braço.

— Já vai pra casa? — Neymar me perguntou assim que virei para ele.

— Não, estou pensando em ir comparar umas coisas que estou precisando, pois o inverno já está chegando e não tenho roupa adequada para Paris— Sorri— Vai buscar seus pais que horas?

— Depois que eu sair daqui, só não esquece o jantar— Me deu um beijo.

— Não se preocupe não iriei esquecer— Sai andando em direção a minha sala.

Hoje os pais de Neymar chegariam, seria a primeira vez que eles viriam pra Paris desde que ele se mudou pra cá, a única pessoa que tinha vindo até agora era Rafaela, e ela também viria com eles, e seria hoje também que os conheceria, eu confesso que estava um pouco ansiosa, mas nada que me deixasse nervosa.

Terminei de fazer o que eu precisava, peguei minhas coisas e fui em direção a saída do CT, fiquei um tempo esperando um taxi, decididamente eu preciso comprar um carro, pensei comigo mesma enquanto o mesmo não chegava, quando ele chegou eu adentrei e fomos em direção ao centro.

Decidi que hoje eu compraria algumas roupas, pois meu guarda-roupa só tinha roupas de calor e eu não estava preparada para o outono e inverno de Paris. Paguei o taxista e fui andar para analisar as vitrines, quando me deparei com um vestido lindo, e perfeito para ser usado essa noite, entrei na loja e uma das vendedoras veio me atender. Provei o vestido e ele ficou perfeito, como se fosse feito na medida certa, ele era preto no meio das cochas, soltinho, atrás ele tinha um decote em V e na frente ele era fechadinho, bem delicado sem deixar de ser sexy.

...

Cheguei não tinha ninguém, chequei meu celular e vi uma mensagem de Carol dizendo que tinha ido ao cinema com meu irmão, também tinha uma mensagem de Neymar.

“Acebei de chegar do aeroporto, 19:30 eu passo ai pra te buscar, esteja arrumada. Bjs”

Sorri ao ler a mensagem e subi para meu quarto, arrumei as coisas que havia comprado tudo em seu divido lugar, troquei de roupa e coloquei algo mais confortável, vi a hora e ainda dava tempo de tirar um cochilo, ou melhor dizendo um sono de beleza.

...

Acordei com o despertador, me levantei, fiz minhas higienes, coloquei minha roupa, fiz uma maquiagem levinha, soltei meus cabelos e os deixei ondulados, como eram naturalmente.

Neymar já havia mandado mensagem de que estava lá em baixo me esperando, cheguei à sala, e não tinha ninguém, ou Carol e Marquinhos, não haviam chegado ou estavam no quarto.

Sai de casa, Ney me esperava encostado no carro, assim que ele me viu alargou seus lábios em um sorriso lindo.

— Você está maravilhosa— Ela disse envolvendo suas mãos em minha cintura e me beijando.

— Você também não está nada mal— Sorri sacana— Podemos ir?

— Claro— Abriu a aporta do carona apara que eu entrasse.

Seguimos para sua casa em silencio, só a musica ecoava sobre o carro. Chegamos ele estacionou o carro e fomos em direção ao elevador, em alguns segundos estávamos em frente a aporta de sua casa.

A ansiedade havia me tomado completamente, apertei as mãos de Neymar e o mesmo percebeu meu nervosismo.

— Relaxa ta bom, eles vão te adorar, alias, eles já te adoram— Depositou um beijo em minha testa.

— Tudo bem, Vamos entrar logo— Sorri e ele abriu a porta.

Estavam Nadine mãe de Ney, Neymar seu pai, Rafaela, e outra menina loira que eu não sabia quem era, ela era um pouco mais baixa que eu, olhos verdes, e um corpo bem definido, de dar inveje em qualquer mulher eu diria.

— Que bom que chegaram— Nadine me abraçou me deixando totalmente envergonhada.

— Mãe, vai com calma— Neymar disse sorrindo pra mim.

— Ta tudo bem— Sorri sem jeito.

— Vou fazer uma apresentação formal— Ele disse me levando ao centro da sala— Pessoal, essa é garota incrível, que eu tanto falei pra vocês nos últimos dias— Assim que ele terminou de falar pude sentir minhas bochechas queimarem.

— Finalmente conhecemos você— Naymar, o pai de Ney se levantou e meu deu um abraço.

— Você já me conhece— Rafaela se levantou e me deu um abraço— Lah, essa aqui é Carine, uma amiga de infância.

— Prazer Carine— Sorri pra ela e a mesma o retribuiu, mas de um jeito bem falso.

— Vamos comer— Nadine disse animada.

Seguimos para mesa de jantar, o cardápio seria cassoulet.

— Então Laís o Ney me disse que você é nutricionista, veio pra cá por causa disso, pra trabalhar no PSG? — Perguntou seu pai.

— Sim, sou nutricionista. E eu recebi o convite do meu irmão, o Marquinhos, e uni o útil ao agradável né, mandei currículo e fui contratada— Sorri.

— Ney, como anda a vida aqui em Paris— Se pronunciou Carine.

— Vai bem— Ele sorriu.

— Essa cidade é incrível, lembra quando namorávamos, era nosso sonho vir pra cá? — Ela sorriu, e todos ficaram meio sem graça inclusive Ney.

— É verdade— Ele sorri.

— Meu filho, quando podemos ir visitar a torre— Perguntou Nadine, tentando fazer aquele assunto sumir, pois o clima estava ficando pesado.

— Podemos ir amanhã depois que eu voltar do treino. Vamos Lah?

— Não posso, prometi a Carol de que iria passar o dia com ela— Sorri.

— Tudo bem então— Ele sorri.

Jantamos em meio a muitas conversas, e aquela tal de Carine sempre jogando seu charme para Ney, fazendo com que sua família mudasse de assunto sempre. Assim que terminamos  me prontifiquei a  tirar a mesa, e Carine também ofereceu ajuda, pois dona Laura havia ganho o resto da noite de folga.

— Sabe Laís, você nem é tudo isso que falaram— Disse Carine se encostando no balcão enquanto eu guardava a toalha de mesa.

— Não sou tudo isso que te falaram? — Franzi o cenho.

— É, sabe a Rafaela chegou junto com Davi, falando que você era linda, muito legal, mas eu realmente não achei tudo isso— Deu de ombros.

— Tudo bem se você não achou querida, até por nem Deus agradou a todos, quem sou eu pra agradar não é mesmo— Sorri sarcástica.

Aquela garota estava passando dos limites, sem duvida alguma. Não entendi como Neymar a namorou, deve ter sido por isso que eles terminaram.

— Amor, terminou ai— Neymar chegou à cozinha, e percebeu o clima que ali se instalava, Carine me olhou e logo se retirou esbarrando emNey— Aconteceu alguma coisa? — Ele perguntou confuso.

— Nada que você deve se preocupar— Sorri e depositei um beijo em seus lábios— Só me diz uma coisa, como você á namorou?

— Todos nós tivemos faze ruim— Sorriu.

— Só me diz outra coisinha— Perguntei levantando o indicar.

— O que você quiser— Falou mostrando aqueles dentes branquinhos.

— Por que não me contou que teria uma ex-namorada nessa jantar— Minha face tinha mudado de divertida para seria.

Eu realmente gostaria muito de saber o porquê ele não me falou que ela estaria aqui, pra eu me preparar para tudo, e não me deparar com uma ex-namorada frustrada.

— Não achei que fosse necessário— Ele disse arqueando as sobrancelhas.

— Tudo bem Neymar, não vamos entrar em uma discussão por coisas não tão importantes. Eu só quero que confie em mim, não me esconda nada, tudo bem— Olhei em seus olhos e o vi assentir. Depositei um beijo em seus lábios.

— Você foi uma das melhores coisas que Paris me trouxe— Disse sincero.

— Eu sei— Sorri— Vem, vamos lá onde está o pessoal, acho que consigo me segurara perto daquela Carine— Fiz uma careta de nojo.

Fomos pra sala onde estavam todos se divertindo com o jogo de videogame de dança.

 


Notas Finais


E ai gostaram? E essa vaca da Carine, será que ela irá trazer problemas para o nosso recente casal? Comentem o que acharam e o que esperam para os próximos capítulos, favoritem.
Nos vemos no próximo capitulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...