História Colored Life - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags 5 Seconds Of Summer, 5sos, Luke Hemmings
Exibições 74
Palavras 1.533
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - The Feelings


Fanfic / Fanfiction Colored Life - Capítulo 14 - The Feelings

          May on

Era sexta-feira. Meu coração disparava e acho que qualquer um por perto poderia ouvir. Ash havia me levado até o estudio da companhia de dança. Ela disse que ficaria esperando do lado de fora enquanto eu fazia o teste. 

Cheguei perto da bancada da Katy e ela piscou, deu um sorriso sincero como resposta, mas ele também se passava por um sorriso nervoso. Andei o corredor parando no banco com algumas meninas. 

- Essa é a fila para o teste? - perguntei a uma garota sentada, aparentemente a última da fila, de cabelos verdes meio azuis. Simplesmente, amei o cabelo dela. 

- É sim! - respondeu animada. Sentei ao seu lado e respirei fundo - Está nervosa? 

- Um pouco. Já estou acostumada. 

- Pois eu não. Estou muito nervosa - soltei uma risada e ela sorri junto - Desculpa falar assim. 

- Não! Que isso. Me senti até aliviada em saber que tinha alguém com senso de humor aqui e que não ria por causa da minha aparência. 

- E o que tem com ela? - me observou de baixo a cima. 

- Boa pergunta. Mas eu não ligo. 

- Ah, então está tudo ótimo! - sorri. 

- Meu nome é May. 

- O meu é Zoe - estendeu a mão, brincalhona. Apertei a sua mão e rimos depois - Gostei de você. E confesso que também me senti aliviada ao ver que tinha cabelos coloridos como eu. 

Soltei um gargalhada, fazendo umas garotas na nossa frente olharem feio. 

- Mas, deixando esse negócio do cabelo, vejo que você é engraçada e eu gosto disso - acrescentou. 

- Bom, também gostei de você! - sorrimos. 

- Próxima! - gritou uma mulher. Zoe percebeu que a mesma olhava pra ela e levantou. 

- Me deseje boa merda. 

- Boa merda! - ri e ela entrou na sala. 

Me preparei e respirei fundo várias e várias vezes até Zoe sair da sala sorrindo. 

- Ai Deus - falei, nervosa. 

- Relaxa amiga! Eles são bem legais. 

- Se não passar, pelo menos ganhei uma nova amiga - riu.

- Com certeza! 

- Próxima! - gritou a mulher. 

- Deixarei meu celular com a Katy. Me ligue! - disse Zoe, assenti e entrei no salão. 

A sala era grande. Tinhas espelhos em uma parede e perto da oposta uma mesa com 5 jurados, cada um com uma prancheta na mão. 

- Olá! - disse uma mulher de cabelos castanhos. Só ali percebi o que tinha escrito em sua blusa: "professora Sheila". Sorri como resposta - Seu nome? 

- May Martinez - mexeram nos papéis e voltaram a atenção em mim. 

- May, o teste consistente em falarmos alguns passos e você faze-los. Se passar na primeira etapa, na segunda, você terá que fazer uma pequena apresentação. E devo lembrar que esse teste é para entrar na turma principal - assenti - Bom, vamos começar.

Colocaram a música e a professora dizia alguns passos. Sabia a grande maioria deles e tentava faze-los com graça e com um enorme sorriso no rosto. Os jurados que tinham plaquinhas com os seus nomes, agitavam suas canetas nos papéis.

Depois de vários passos, talvez quase uma música inteira a professora sorriu e me mandou parar e relaxar. Fiz o que havia mandado e observei atentamente os jurados sussurrarem olhando para os papéis. 

- Muito bem querida - começou a professora - ligaremos para a senhorita caso passe, okay? - assenti.

E a mesma apontou para a porta. Sorri novamente, peguei minha mochila e me preparei para sair

- Ah, senhorita! Possa não acreditar, mas eu não digo isso para qualquer uma - fiquei sem entender - A senhorita tem um grande potencial. Gostaria muito de trabalhar com você. 

Sorri novamente, mais alegre do que nunca. Assenti e saí da sala. Olhei aquelas meninas e andei até a mesa de Katy. Pedi a ela o número da Zoe e corri radiante para a porta. 

Ashton esperava encostado em seu carro, quando me viu sorriu. Corri até ele e pulei em seu pescoço, o abraçando. O mesmo se assustou mas acabou por me abraçar pela cintura. 

Quando me separei, nossos rostos estavam mais perto do que, talvez, deveriam estar. E mais uma vez me hipnotizei por seus olhos. 

- É... Ahã... Então - despertei e me destanciei dele - Você entrou?

- Não exatamente. Mas a professora me elogiou e disse que gostaria muito de trabalhar comigo. 

- Parabéns! - abriu um novo sorriso - Acho que isso merece comemoração. 

- Que tipo de comemoração? - perguntei animada. 

- Que tal sairmos hoje a noite? Eu, você, os meninos e até mesmo a Amber. 

- Amei a ideia! - dei um pulinho. 

- Vou te levar em casa. 

(...)

- Poxa Amber! - falava ao telefone. 

- Desculpa amiga. Tenho que limpar a casa. Nos vemos a noite! Prometo!

- Você vai comigo? 

- É... Então, foi mal de novo. Falei que ia com o Mike.

- Ah claro - revirei os olhos e me joguei na cama - Como não pensei nisso antes. 

- Para com isso May! Ele é meu namorado! 

- E eu sua melhor amiga.

- Ta bom May. Vamos nos ver a noite. Beijos!

- Argh! Beijos. 

E ela desligou. 

Sentei na cama e respirei fundo. Faltavam umas 2 horas para o horário combinado para nos encontrarmos em um restaurante. 

Andei pelo quarto meio perdida. Desci as escadas encontrando Meg arrumando a sala. 

- Olá May. 

- Oi Meg - entrei na cozinha e vi aquele enorme prato de panquecas - Uhh! Panquecas! 

- Ia levar para você - acrescentou. 

- Acertou em cheio! - andei com o prato na mão até o sofá. 

Comecei a comer sem prestar atenção no que passava na TV, minutos depois me peguei pensando no Ash e no Calum. 

- No que tanto pensa, querida? - perguntou Meg, adivinhando meus pensamentos. 

- Ah, pensava nos meninos. 

- Naquele educado? O... 

- Calum - soltei uma risadinha - Sim, nele também. 

- E em quem mais?

- Um dos amigos dele, o Ashton. 

- E no que pensava?

- Acho que, no que sinto por eles - ela se aproximou e se sentou ao meu lado. Me virei para ficar de frente a ela. 

- Se tem dúvidas do que sente é porque há coisa a mais. 

- Não sei se tenho dúvidas. O Calum é um fofo e eu amo ficar com ele. Seus conselhos são perfeitos e... - ela me olhava com uma das sobrancelhas levantada - Ahã... O Ash é super legal divertido e o engraçado é que eu sempre me perco nos seus olhos - sorri comigo mesma. 

- Acho que alguém está tendo sentimentos fortes... - dei um sorrisinho. Será que ela tinha razão?

- Não Meg, eles são apenas meus amigos. 

- Já que você diz... - ela levantou - Mas saiba querida, nosso coração sempre sabe o que fazer na hora certa. 

Sorriu e saiu para dentro da cozinha. 

"Nosso coração sempre sabe o que fazer na hora certa"

Aquelas palavras rodaram minha cabeça. Me lembrei dos meus pais. Será que quando eles se separaram o coração deles disse que era o certo a se fazer?

E o que isso tinha haver com o que eu sentia pelo Calum ou pelo Ashton? E o que eu sentia por eles?

Meus pensamentos estavam tão confusos que resolvi deixá-los de lado e ir me arrumar. 

Tomei uma banho, não muito demorado. Se demorasse demais iria a voltar a ter aqueles pensamentos. Coloquei minhas peças íntimas, colocando uma calça skinny preta rasgada no joelho por cima e uma blusa cinza com palavras em branco. 

Calçei minhas botas pretas. Acrescentei alguns colares. Passei a minha maquiagem básica e prendi meu cabelo em um meio rabo. 

Terminava de me arrumar quando meu celular tremeu. Era uma mensagem do Calum. 

"Aonde você está? Já estamos todos aqui só falta você! E como sempre está atrasada. Ah! Tem uma surpresa aqui pra você. Venha logo gata!"

Dei uma risada com o "gata" no final, mas ele tinha razão. Eu estava atrasada. E que surpresa seria?

Passei rápido o batom vermelho, vesti minha jaqueta preta, peguei o celular e a carteira e corri escada abaixo. 

- Aonde você vai May? - perguntou meu pai enquanto eu passava pela sala. 

- Sair com uns amigos. Não sei que horas volto. To atrasada! - falei tudo muito rápido, pegando a chave do carro e, guase, saindo. 

- May!

- Oi pai - falei na porta. 

- Você está linda - sorri. 

- Obrigada, pai! Beijos!! - corri até o carro e logo dei a partida.

Coloquei no GPS do celular o nome do restaurante por precaução. Vai que eu me perdia? Não ia ser muito legal. Segui as instruções e poucos minutos depois estava na frente do tal restaurante. 

Estacionei e adentrei o local. Olhei entre as mesas não demorando para enxergar uma Amber sacodindo os braços para mim. 

De acordo que eu ia me aproximando fui vendo quem estava na mesa: Amber, Michael, que a abraçava, Calum que conversava com Ashton que parecia estar de cara amarrada e Luke conversando com... Paty?

 

 


Notas Finais


Espero que gostem! #Maylum #Maychael #Mayton #Mayke


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...