História Colorful Friends - Vkook - Namjin - Yoonminseok - - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 526
Palavras 1.071
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Saga, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


EAI GALERAUS

Capítulo 23 - Twenty three


Fanfic / Fanfiction Colorful Friends - Vkook - Namjin - Yoonminseok - - Capítulo 23 - Twenty three

*Quebra de tempo*

 

P.O.V. Jimin

 

Acordei e percebi que ainda estava abraçado ao meu hyung, meu soltei devagar de seus braços, ele nem se mexeu, novidade (risos). Me sentei na cama e percebi que o Hope estava todo encolhidinho na beiradinha da cama, tadinho.

 

~Amor? - o chamei baixinho, ele abriu os olhos num susto e acabou me assustando também, rimos - vamos pro nosso quarto?

~Ji-jimin, você me perdoou? - ele perguntou e sem perceber estava com lágrimas nos olhos -

~Você fez algo errado para que eu precise te perdoar? - pergunto e dou meu melhor sorriso -

~Eu te amo Park Jimin

~Vão se comer pra lá - o Suga Hyung diz nos fazendo gargalhar -

~Hyung, obrigado por ontem. - digo e dou um beijinho na sua bochecha, posso jurar que o vi corar antes de eu sair correndo com medo dele me bater (risos) o Hope veio correndo bem atrás Jimin (desculpa por isso kkkk “de mim”) -

 

~Amor, você e o Suga realmente se dão muito bem não é mesmo? - o Hope me pergunta num tom de.. de ciúme? -

~Ta com ciume de mim ou do seu melhor amigo? - falei seco -

~Que bom que você voltou a ser minha namorada ciumenta de sempre - ele disse e me beijou sem me deixar protestar contra suas palavras -

 

Joguei ele na cama num movimento rápido e desesperado, ele sorri e eu tiro minha blusa, posso vez uma ereção se formar por baixo de suas roupas.

 

~Quem vai primeiro hoje? - ele pergunta -

~Eu, você merece ser punido por me fazer chorar - levanto seu queixo com o indicado - e eu mereço ser punido por não acreditar em você, baby.

~Não vá pensando que vou te chamar de Daddy - ele diz e eu faço biquinho em reprovação -

~Okay, então sem sexo pra você hoje, vai ficar sem punição.

~Daddy, MEU DADDY, eu tava brincando, me come pelo amor de Deus. - ele disse rápido, atropelando as palavras , me fazendo rir -

~Você não existe - sorri malicioso e comecei a tirar sua roupa, depois terminei de tirar as minhas, estava prestes a começar as preliminares, mas ele agarrou me membro e o posicionou em sua entrada, entendi o recado e o penetrei sem muita dó, só um pouco, após ver uma lágrima solitária escorrer pelo seu rosto, lágrima que logo se torna indistinguível ao suor que cobria sua pele. Estávamos ofegantes, mas não íamos parar apenas com um ou doi orgasmos, partimos para o segundo round, depois o terceiro, quarto, quinto e logo estavam batendo na porta implorando para que nós acabarmos logo com isso, pedido impossível de ser atendido agora, isso está cada vez melhor, não apenas pelo sexo, ou o prazer, mas por ser com ele, o cara que eu amo e admiro, minha esperança -

P.O.V Hope

 

Estávamos a horas ali, eu não queria que acabasse nunca, mas nenhum de nós dois tínhamos forças para continuar (risos).

 

~Amor? - o chamo num tom de sussurro -

~S-sim ai - ele tenta se levantar e cai, eu rio (tu lagos, Nós oceanos, Bruno Mars, desculpa tchau) -

~Quer ajuda? - pergunto e me levanto num movimento rápido caio ao seu lado - parece que vamos ter de ficar na cama por algum tempo - digo e nós gargalhamos juntos, era bom te-lo aqui comigo -

 

P.O.V Suga

 

~Omma Jin, podemos conversar?

~Claro, já faz tempo que tínhamos marcado de conversar né?

~Verdade - sorrio e sento ao seu lado -

~O que aconteceu?

~Primeiro, eu cuidei do Jimin ontem, até deixei ele dormir na minha cama comigo - disse e vi o sorriso do Jin crescer -

~Que bom Suga, pensei que ele tinha ficado sozinho, chorando por ai fiquei triste, mas não podia deixar o Min com o Nam sozinhos, porque meu Deus - rimos -

~Certo, segundo: Eu acho que estou apaixonado

~Você o que? - ele pergunta num tom de “meu Deus do ceu”

~É.

~Quem roubou o coração da minha criança?

~Para, você nem é tão mais velho que eu assim - sorrimos - ele é da faculdade, ele é hetero, eu acho, ou só não tem interesse em mim mesmo -

~Não fala besteira, que não deseja um dos três Reis do Rap? - ele riu, deve ter se lembrado do tempo de escola -

~JIN - rimos - é verdade, quem não desejaria a mim? Ou ao Nam e até mesmo o Hope - rimos ainda mais -

~Olha que o Namjoon é comprometido e o Hoseok também

~Pelos gemidos vindos do quarto do Hope e do Jimin notasse que ele é comprometido - risos - Já o Namjoon - sorrio de lado e ele me olha apreensivo - Se eu tivesse entrado no jogo a uns anos atrás você não teria chance

~Olha aqui seu albino mal educado, o Namjoon nunca me trocaria por você, olha pra esse corpinho - ele passou as mãos pelo corpo me fazendo gargalhar -

~Quem disse que não? - o Nam se meteu na conversa entrando no quarto com o Mim no colo -

~KIM NAMJOON QUE HISTÓRIA É ESSA? - O Jin começou a gritar e eu a rir -

~Nada amor, toma aqui o Min, ele já mamou e comeu a papinha

~NÃO MUDE DE ASSUNTO NAMJOON, oi meu bebêzinho, vamos dormir sozinhos hoje, seu pai vai dormir na varanda, porque dentro dessa casa ele não fica SAIA DAQUI SR. KIM - Eu não sabia se ria da mudança de tom de voz do Jin, alternando a gritos com o Nam e voz doce com o bebê, ou da cara do Namjoon de “me ajuda pelo amor dos deuses” -

~YOONGI É MELHOR VOCÊ SUMIR DAQUI - Ele gritou e eu sai correndo do quarto e só ouvi mais gritos dizendo coisas como: SUMA DAQUI NAMJOON, VAI LÁ DESVIRGINAR O SR. SWAG. Pera ai que história é essa de me desvirginar? Ele vai gritar isso pra casa toda ouvir mesmo?

 

Chego na sala e o Tae e o Kook estão jogados no chão rindo e apontando pra mim, eu mato esses dois, o se eu mato.


~VOCÊS DOIS - disse apontando para os dois ali no chão - QUEM VOCÊS PENSAM QUE SÃO? - corri atrás deles atirando almofadas e outro objeto qualquer que estivesse ao alcance das minhas mãos -


Notas Finais


Obgs por lerem, comentem, favoritem, me deem dicas, digam oq devo mudar e CHU~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...