História Colorir - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Jikook, Kookmin
Visualizações 23
Palavras 1.124
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drabble, Escolar, Fluffy, Slash

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Dedicada para a @Shiinya- que me faz de escrava todo santo dia
Se tiver erros ignorem por favor, fiz nas notas do celular
Boa leitura~

Capítulo 1 - Jardim florido


Jimin pintava a folha em branco com o maior cuidado e detalhe que uma criança de sete anos tinha, os olhos concentrados em não passar da margem da linha, passando algumas vezes e choramingava quando esse fato acontecia, seus dedos gordinhos apertava com força o lápis de cor azul esses que deslizava pelo papel. Trocou a cor azulada pela vermelha, colorindo a roupa do garoto de cabelos pretos, vestiu os personagens com a cor favorita de ambos, azul e verde para si e vermelho e laranja para o outro. 

 

Por fim coloriu a pele deles com o lápis de cor pêssego, pois afinal eles não eram branco papel, mamãe o ensinou que quem possuíssem essa cor são pessoas doentes e ele não era doente muito pelo contrário, completamente saudável, as bochechas gordinhas e rosadas demostravam esse fato. Estava preste a finalizar o desenho quando a tia Yoo parou ao seu lado, observando o desenho do pequeno, sorrindo o perguntou o que significava. 

 

— Sou eu e o Gukkie, tia. — Park respondeu terminado de fazer o chão do desenho, riscando linhas grossas de cor verde abaixo de deus pés. 

 

— Que lindo, Jimin, com certeza ele irá gostar — afagou os fios castanhos do pequeno, que assentiu com a fala da professora. 

 

Depois de todos os retoques de cor, Park deu-se por satisfeito, mirou a obra que tinha feito e sorriu, era um lindo desenho, ali estava ele e o mais novo de mãos dadas em um canteiro cheio de flores, uma lembrança de quando a escolinha teve um passeio pelo bosque, ele e Jeongguk saíram em disparada ao avistar várias flores mais a longe do local onde deveriam estar. Brincaram entre as plantas, escorregando na grama orvalhada e sujando os sapatos de lama, voltaram para o ônibus sujos, com mato nas roupas e flores nos cabelos porém com um lindo sorriso no rosto em cada um. Ao lembrar-se dessa memória alegrou-se ainda mais, correndo até a mesa do mais novo, que estava concentrado em seu desenho. 

 

— Gukkie, olha o que eu fiz — estendeu a folha para o moreno, sorrindo com o seus costumeiro eye smile, e deixando a mostra uma janelinha, um dos seus dentinhos inferiores havia caido à alguns dias atrás. 

 

— Que lindo, hyung — Jeongguk olhou rapidamente o desenho do outro e logo voltou a atenção para o seu. 

 

O mais velho sentiu-se triste pelo outro ter feito pouco caso com o desenho que levou tanto tempo para concluir, mas deu de ombros, o Jeon estava ocupado terminando o próprio desenho depois ele teria tempo para ver o que fez, resolveu pergunta-lo sobre o que se tratava a pintura que fazia. 

 

— E o que você está desenhando? — perguntou chegando mais perto a fim de observar melhor. 

 

— Estou pintando uma casa — respondeu simples, passando o lápis marrom várias vezes pelo papel. 

 

— Ah, e o que é aquilo ali — apontou para algo castanho ao lado da casinha, parecendo um jacaré. 

 

— É um cachorrinho, hyung. 

 

Jimin assentiu, vendo o mais novo terminar a pintura, sua lingua coçava para perguntar-lo se só isso que representava o desenho, se não tinha mais algo naquilo, e Jeongguk percebendo a curiosidade do mais velho, suspirou e falou: 

 

— É a casa onde vou morar com a pessoa que amo, e vamos ter um cachorrinho igual a esse, talvez mais que um. Vamos ser muito felizes juntos, igual mamãe e papai. — disse confiante, sorrindo no final. 

 

Park olhava de seu desenho para o outro, agora achando a pintura que fez boba, o moreno fez algo do futuro, pensando em adiante e ele fez algo do passado, uma lembrança. Abaixou a cabeça pensando em quão bobo foi por ter feito isso, e não reparou que a folha foi tirada de sua mão e agora estava sendo observada atentamente pelo mais novo, seus olhos viam cada detalhe, o semblante fechado assustava o Park, martirizando-se, talvez não devesse ter feito o desenho dos dois juntos. 

 

O moreno saiu da mesinha e foi até outra, onde a professora Yoo estava conversando com outro aluno, chamando-a. 

 

— Tia Yoo, você tem uma tesoura e cola? — perguntou puxando suavemente o jaleco branco dela. 

 

— Claro pequeno, espere um momento. 

 

Ela foi até o armário pegar as coisas pedidas e Jimin olhava curioso para Jeongguk, esse que fitava atento a professora voltando com os objetos nas mãos, agradeceu e voltou ao lado de Park, agora com a tesoura azul sem ponta e a cola bastão na mão direito e na esquerda o desenho do acastanhado. Colocou apenas a cola na mesa e começou a recortar o desenho de Park, ao notar isso o mais velho arregalou os olhos.

 

— Gukkie o que está fazendo? É o meu desenho — falou afobado, puxava a camisa verde do outro com força — Você vai estragar, para, por favor — seus olhos estavam marejados porém o mais novo não mostrava sinais que iria parar, focado em recordar o papel —  Jeonggukie, para! — enfim o outro parou, o desenho foi cortado na metade, Jimin estava com os olhos cheios de lágrimas, não acreditando que o moreno destruiu a pintura. — Porque você... — um soluço passou por sua garganta, antes que pudesse terminar a frase, Jeongguk virou o papel e passou cola por toda a extensão da folha, em seguida colocado em seu próprio desenho. 

 

O mais velho limpava as pequenas lágrimas que escorreram por sua bochecha, observava a colagem que o moreno fez, seus desenhos foram colocados juntos, formando um ainda melhor, Jeongguk terminava de colorir o sol — um círculo amarelo em cima da casa com alguns riscos em volta — e deu a obra como terminada. Agora a folha não estava branca, a parte de cima estava uma imensidão azul com o sol, ao lado direito a casa marrom com o cachorrinho, no lado esquerdo dois bonequinhos de mãos dadas em um canteiro de flores e em baixo o solo completamente verde. Os dois sorriram com o resultado. 

 

— Você é a única pessoa que amo sem ser mamãe e o papai, e também a Suzy. — Jeongguk estendeu a folha para o Jimin, esse que tinha os olhos brilhando, estava feliz, mesmo que tinha chorado à poucos minutos atrás. Sentia contente por ser amado por Jeongguk, perdendo apenas para os pais dele e sua cadelinha, mas não se importava, era a terceira pessoa mais especial para o moreno. 

 

O mais novo chegou perto e fez um carinho na cabeça do acastanhado, não gostou de ter o feito chorar, mesmo que foi para um bem maior, o rosto dele estava rubro pelo recente choro, e os lábios moldavam um lindo sorriso, que retribuiu. Beijou a bochecha rubra do Park, úmida pelas lágrimas. Na cabecinha de Jimin pensava em algo para poder tornar aquele desenho em realidade e fez um juramento a si mesmo que iria cumprir. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...