História Colors - Califórnia (Taeseok - HIATUS) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Bts, Menção Namjin, Romance, Shortfic, Vhope, Yaoi
Visualizações 26
Palavras 3.740
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello pessoinhas😄💕

Estamos finalmente (ou infelizmente) no penúltimo capítulo! Estou muito feliz por terem acompanhado até aqui (apesar de serem poucas pessoas ainda) e me ajudado a prosseguir com a fic.

Fiquei tão ansiosa em escrever que acabei roubando de novo a internet da mozão postando mais cedo que costumo postar os outros -mesmo sabendo que demoro um pouquinho muito pra postar-. Creio que eu esteja certa em todos esses fatos (?)

Ah, um outro avisinho aqui rápidão! O capítulo de hoje vai ter muito PWP e sadomasoquismo - apesar de não estar tão detalhado assim - (fazer oque né gente, eu simplesmente amo esses fetiches🌚🍷) então se não estão acostumados(as) a ler, peço que pulem esta parte do lemon ou tenham um pouquinho de paciência respirando bem fundo ao lerem... Okay? Okay💞

Enfim, espero que gostem muito deste capítulo que fiz com tanto carinho, amor e ansiedade, e me desculpem se caso encontrarem algum erro de digitação💕💕

Boa leitura💜

Capítulo 6 - Black (PENÚLTIMO)


Fanfic / Fanfiction Colors - Califórnia (Taeseok - HIATUS) - Capítulo 6 - Black (PENÚLTIMO)

            1 ano depois...




Se as coisas deram certo para mim antes de conhecer o amor da minha vida, agora estavam mais do que certas e esplêndidas diante dos meus olhos e dos acontecimentos presentes.

Como Taehyung aceitou morar comigo em Florença, não enrolei em acabar logo com os digamos que "protocolos" que um devido cavalheiro apaixonado e ansioso deveria agir logo o pedindo em namoro.

Me lembro até hoje á um ano atrás, que quando chegamos à Itália/Florença, fomos para minha grande casa perto de uma ponte particularmente linda que sempre havia passeio de barco na mesma. Arrumamos nossas coisas a tempo de receber o casal Kim Namjoon e Kim Seokjin nos dando boas vindas. Lembro-me também do Kim mais velho parabenizar o sobrinho dizendo que estava orgulhoso em arranjar alguém que o posse nos eixos e arranjasse um lugar "decente" para morar. Fiquei um pouco confuso com aquilo porém o avermelhado se adiantou em explicar que o tio queria que ele não morasse tão distante do mesmo e que também não morasse sozinho e solitário.

Talvez Seokjin teria razão.

No outro dia com todas as coisas praticamente organizadas, lembro de colocar ração para Light se alimentar e esperar terminarmos o café-da-manhã para convidar Taehyung para um passeio de barco. O mesmo ficou animado demorando para se arrumar todo para apenas passar gloss e delineador nos olhos, colocar coturnos que possuíam um pequeno salto, uma blusa soltinha cavada rosa e um short azul-bebê jeans de cintura alta.

Ele sempre colocava aqueles shorts para me provocar.

Lembro-me de elogiá-lo fazendo-o corar e sairmos para o passeio de barco na ponte. Sentia o nervosismo me dominando e respirava um pouco ofegante, mas logo me acalmava quando o Kim me chamava animado mostrando alguma coisa que o chamava a atenção e o deixava encantado me fazendo sorrir que nem um bobo. Me acalmava também quando já fora do barco, nós entrelaçavamos nossos dedos ficando de mãos dadas, e comigo liderando o caminho, andando tranqüilamente até o restaurante mais famoso de Florença.

O estado nervoso havia se alastrado sobre mim novamente e suava frio -apesar de todas as conversas agradáveis - cada vez mais quando as nossas comidas chegavam ao fim. Lembro de respirar fundo e sorrir fazendo ele me olhar levemente curioso e confuso, esperando meus próximos movimentos. Tirei o anel de prata amarrado em um lacinho de seda vermelho pequenino que colocavam em presentes - em uma versão maior que aquele que estava na aliança, claro -, do bolso da minha calça jeans preta rasgada nos joelhos e peguei com minha outra mão a sua grande fina e delicada.

Quando fiz o pedido, me perguntei o porquê de ter ficado tão ansioso e nervoso por o avermelhado aceitar quase que instantâneamente o meu pedido de namoro se levantando da cadeira do restaurante e me abraçando dizendo que me amava.

E por fim, lembro-me do final da nossa noite em nossa cama. Sendo intensa, quente e apaixonante.

Assim como eu amava. Assim como sempre era quando estava com aquele garoto de cabelos vermelhos.



                   ~∆~



- Eu te chamei aqui para fazer um comunicado muito importante, Hoseok. - Namjoon diz assim que me sento em uma das cadeiras em frente à sua mesa no seu grande e elegante escritório.

Namjoon havia pintado o cabelo de roxo. Oque o deixou chamativo e atraente aos olhos de quase todas as pessoas daquela agência de moda. No começo fiquei meio surpreso pelo ato tão repentino vindo de Namjoon. Porém no fim, acabei me acostumando com a cor e achei bem bonito no amorenado.

- Da última vez que tinha acabado de chegar na agência e fui chamado pra falar com você, eu ganhei as melhores férias de três meses da minha vida. - Disse arqueando uma sombrancelha e sorrindo torto. - Qual é a ótima notícia dessa vez?

- Como você pode ser tão otimista e convencido ao mesmo tempo? - O Kim pergunta um tanto indignado balançando devagar sua cabeça em negativa.

- É um dom. - Eu admito. Às vezes era divertido ser convencido daquela forma.

- Vejo que estamos fugindo do assunto, Senhor Convencido. - ele encosta na poltrona de couro cruzando os braços demostrando impaciência. - Faz tempo que eu estava decidindo se seria você ou não. Até que tive a certeza de que era realmente você.

- Você 'tá ligado que eu estou namorando com Taehyung e você casado com Seokjin, não é? - Ele olha para mim como se estivesse ficando louco de vez. - O quê? Isso que você acabou de falar pareceu uma declaração!

- Eu não acredito que escutei isso. - Ele olha para o teto como se estivesse procurando uma solução milagrosa. - Cadê o botão desouvir, meu Deus? - Ele grunhi colocando as mãos no rosto me fazendo soltar uma risada alta e curta.

- Está bem aqui, ó. - Sorrio safado apontando para meu membro coberto pela cueca vermelha e calça jeans bege segurada por um cinto de couro preto.

- Então prefiro aceitar ao fato de ter escutado um absurdo desses nessa minha vida. - Ele diz revirando os olhos de forma irônica. - Estamos fugindo do assunto muito facilmente hoje.

- Então diga-me logo oque você quer, Hyung. - foi a minha vez de revirar os olhos.

- Você foi promovido. - ele solta a bomba na minha cara sem mais nem menos. Um sorriso consideravelmente diabólico se forma em seus lábios ao me ver arregalando os olhos totalmente despreparado com aquela notícia.

- C-como assim?! - Digo tentando me recompor, mas sem sucesso.

- Estávamos procurando um estilista decente aqui na GUCCI para fazermos um teste. E em todos os testes secretos feitos, você foi o único que passou, Jung Hoseok. - Meus olhos dobram de tamanho - se possível - diante de tal informação. Namjoon volta a explicar:

- Eu sei que parece loucura, entretando precisávamos urgentemente de um estilista profissional central na nossa empresa de moda pra se destacar e em nome de todos os outros sendo assim, o principal e mais importante e conhecido da nossa GUCCI. Todavia, você sabe que sempre têm as condições... Isso significa que para ganhar a promoção Hoseok, terá de achar um modelo, não precisando ser um profissional e sim pelo menos um pouco treinado, o mais rápido possível. - Ele disparou tudo de uma só vez me deixando processar tudo àquilo por longos minutos a fio, encarando sua mesa que nem um besta com deficiência mental.

- Eu falo que toda vez que venho aqui o Universo me dá a glória de ser mais convencido ainda na minha vida e ninguém acredita! - digo de repente saindo do transe e o assusto sorrindo grande e erguendo os punhos para cima. Kim Namjoon revirou tanto os olhos que por um momento achei que os mesmos sairiam das órbitas. - Caralho, você acabou de fazer o homem mais feliz do mundo, um mais feliz do Universo, Hyung!

- Não sei por que tanta felicidade... Por acaso sabe quem vai ser seu modelo principal? - Ele pergunta divertido arqueando uma sombrancelha. E quando lhe dirijo um sorriso malicioso, ele resmunga alto o suficiente para eu conseguir escutar. - Aish, não é que ele sabe mesmo? Alguém devia parar esse garoto sem limites...

- Ah, Hyung... Pra quê limites se eu tenho o modelo perfeito?




                     |•🌟•|




Já era de noite quando chego em casa estacionando o meu carro na garagem da mesma e sorrindo de orelha a orelha ansioso para dar logo a ótima notícia para o meu baixinho.

- Taehyung? - O chamo ao perceber que ele não estava na grande sala e nem na cozinha. - Amor?

- Aqui no quarto, Hyung! - Sinto uma fisgada no baixo ventre ao escutar o quanto manhosamente ele havia me chamado.

Sinto levemente uma pré-excitação ansiosa ao caminhar em direção ao meu quarto meio receioso do que iria encontrar ali dentro.

Abro a porta devagar e me arrependo amargamente de ter o feito. Não por ser uma coisa ruim, mas por pena de Kim Taehyung por ter realizado um dos maiores fetiches sexuais que eu tenho.

Ele estava tão fodido na minha mão.

As lâmpadas e abajures haviam sido trocadas por outras que transmitia um tom vermelho extremamente sexy. Em volta da cama de casal, haviam pétalas de rosas vermelhas e pretas destacando o local. Em cima de uma das escrivaninhas - que eu particularmente não consigo viver sem -, tinha dois lubrificantes, um óleo de massagem de amêndoas extravagantes, vibradores de tamanhos diferentes e uma coleira vermelho claro puxada por uma corrente. A cama estava com lençóis trocados por umas de cores pretas e nos travesseiros, fronhas também pretas escritas em branco "FUCK ME" em cada uma delas. Sem contar com um som baixo de fundo que era ressoado pelo quarto em melodias intensas e eróticas.

Porém, oque mais me chamou a minha atenção e tesão, foi o fato de Kim Taehyung estar usando uma lingerie vermelha com cinta liga e meias ⅜ de renda toda preta. Seus cabelos tingidos de vermelhos estavam levemente úmidos mostrando que já havia tomado banho. Seus lábios por um batom MATTE vermelho e cílios postiços com rímel camuflando um pouco a sombra escura que moldava seus olhos e as unhas consideravelmente longas pintadas de preto. Estava sentado no meio da cama em forma de "W" com as mãos delicadas juntas pousadas no colo e transmitia em minha direção um olhar inocente.

Como que eu ainda não enlouqueci mesmo?

- O que significa tudo isso, meu bem? - Pergunto com a voz rouca me encostando no batente da porta cruzando os braços, arqueado uma sombrancelha e mordendo o lábio.

- Pois é, Hobi... - ele praticamente quica uma vez no colchão umidecendo os lábios pintados. - Seokjin me informou da sua promoção e quis fazer uma surpresa para o meu Hyung... - sua voz grave sai baixa e ele inclina a cabeça para o lado pousando sua mão longa na curvatura de seu pescoço. - Você gostou?

Solto um riso nasal me aproximando devagar da cama e me sentando na ponta da mesma encarando Taehyung.

- Impossível não gostar do que fez, amor... - Digo e mordo o próprio lábio -já castigado por mim- com força. - Porém tenho que comentar que vestido assim dessa forma, parece uma putinha que eu contratei para me satisfazer.

- Sei que esse é outro fetiche seu, Hyung. Eu não sou bobo. - ele engatinha em minha direção e se apóia nos joelhos devolvendo o olhar intenso. - Então por que não fingimos exatamente isso? Vamos fingir que eu sou uma putinha contratada para fazer o que você quiser comigo, que tal?

- Quer acabar com toda a sanidade que resta dentro do seu Hyung? - pergunto pegando com força seu queixo e esboçando um sorriso tarado quando o de cabelos vermelhos assente em confirmação. - Pois bem. Hoje eu tenho a certeza que você ficará sem andar.

E com isso, junto nossos lábios de maneira intensa e necessitada invadindo sua boca com a língua logo explorando aquele pequeno espaço. O Kim subiu em meu colo começando a rebolar lentamente sob meu membro no meio de nosso ósculo.

Sugava sua língua com força para dentro de minha boca enquanto sentia Taehyung alternando os seus movimentos puxando os fios de meus cabelos castanhos com força ou arranhando minha nuca com suas unhas um tanto longas pretas, fazendo com que o local ardesse gostosamente. Nosso ósculo faziam estalos pelo quarto que só não ecoavam mais alto que os nossos gemidos e o som que ainda estava ligado.

- Senta na cama. - Ordeno roucamente depois de quebrarmos o beijo com selinhos demorados e fazendo com que ele prontamente fizesse oque eu mandei. - Bom garoto... - Digo sorrindo ladino o vendo ofegar apenas com aquele "simples" elogio.

Olho para uma das escrivaninhas e me levanto apenas para pegar a coleira que jazia ali em cima. Me volto para Taehyung o prendendo com aquele objeto erótico e o puxo pela corrente para mais um beijo longo, molhado e quente.

O deito na cama desferindo um tapa em sua coxa esquerda fazendo-o gemer e observei a leve marca de meus dedos aparecendo em sua pele. Tiro minha camisa preta jogando-a em qualquer canto do quarto e passo a lamber toda sua barriga até chegar em um de seus mamilos começando a estimulá-lo com meus dentes e língua enquanto estimulava o outro mamilo rosadinho com meus dedos, o apertando e beliscando de leve.

Taehyung se contorcia e gemia manhosamente debaixo de mim me deixando cada vez mais excitado e duro.

Termino com o estímulo lhe puxando mais uma vez pela coleira e o fazendo sentar com as pernas abertas em formato de "V" me permitindo tirar a calça bege e a cueca boxer vermelha não esquecendo de tirar o cinto dos cós e o deixar ali do meu lado na cama. Já sem roupa, me encaixo entre suas pernas e o puxo novamente pela aquela coleira vermelho claro para baixo em direção do meu pau e bombeio meu membro olhando para baixo - para Kim Taehyung.

- Sendo minha putinha particular hoje, amor... - Digo baixo sempre mantendo o sorriso malicioso. - ...Terá de mamar meu pau até eu gozar nessa sua boquinha.

- Adoraria experimentar seu gosto, Hyung. - Ele diz antes de chupar minha glande inchada fazendo eu agarrar seus cabelos tingidos e gemer baixo.

Parecia que ele era profissional naquilo que fazia. E cogitava que poderia ser mesmo ao sentir sua língua sentindo cada veia do meu órgão genital ou mantendo meu membro até o fundo de sua garganta por inteiro e chupando-o com maestria.

Sinto meu orgasmo se aproximar e movimento sua cabeça em um ritmo mais rápido fodendo sua boca quente.

- Aa-aan que boca gostosa, putinha. - Consigo dizer entre alguns gemidos roucos que aumentavam de volume cada vez que sinto meu orgasmo se aproximando mais. - I-isso mama ele tudinho.

Jogo a cabeça para trás em sinal de meu ápice ter chegado com uma grande intensidade jorrando sêmen pela garganta de meu namorado. Grunhi alto voltando a olhar para Tae que limpava o canto da boca com o dedo indicador e o chupando tirando o vestígio de gozo que havia ali.

- Seu gosto fica mais gostoso a cada dia, amor. - Ele murmura ficando de joelhos na cama e se aproximando para beijar meu pescoço.

Trocávamos de posições na cama - deixando ela uma bagunça por sinal - alternando a vez de um marcar o outro em qualquer lugar que quiséssemos. Nossos cabelos já estavam todos emaranhos filetes de suor escorria por nossas testas, costas e coxas. Nós éramos uma confusão só. Éramos a confusão que eu amava ser.

- Agora minha putinha vai apanhar de seu Hyung por ser tão ousada. - Murmuro conseguindo achar o cinto de couro preto entre os lençóis bagunçados.

Tae resmunga ficando ainda mais excitado com aquilo e não hesita em deitar a barriga em meu colo esperando meus movimentos. Enlaço o cinto uma fez na palma da minha mão e com o pedaço de couro livre que sobrou, chicoteio várias vezes em suas nádegas lhe causando gemidos altos e arrastados, sentindo o pré-gozo do avermelhado escorrer por minha coxa e fazendo eu ficar duro novamente.

- Minha putinha masoquista gosta de apanhar? - Pergunto retoricamente batendo mais uma vez naquela região. - Pena que estou duro de novo e não aguento mais esperar me enterrar em você, meu amor.

Ele resmunga concordando meio sonzo com as chicotadas que ganhou me fazendo rir nasalmente. O deito novamente e tiro sua calcinha com a cinta liga libertando seu membro necessitado e escorrendo pré - sêmen.

Pego um dos lubrificantes despejando um pouco em meu membro já desperto e espalhando o líquido gelado com minha mão por toda a extensão.

- Rápido, Hyung! - Tae se pronuncia dengoso e impaciente rebolando em minha direção. - E-eu preciso gozar...!

Sorrio ladino com o desespero do mais novo e encaixo meu membro em sua entrada contraída que estava pulsando e enterro meu membro por aquele canal até o fim, tudo de uma vez e com toda a força que aquele momento permitia por em meus músculos. Tae praticamente grita de dor e de prazer por eu que em uma única estocada, ter conseguido acertar sua próstata.

- Cavalga no meu pau, putinha. - Mando roucamente o puxando pela coleira e fazendo com que eu sentasse na cama e ele em meu colo.

Ele descia e subia rapidamente sob meu membro fazendo com que nós gemêssemos alto - com certeza o vizinho do lado tinha a capacidade de ouvir - e sentíssemos o orgasmo se aproximar com extrema força.

- A-ainda não. - Minha fala saí mais como um grunhido quando o empurro na cama com brutalidade e o viro empinando sua bunda em minha direção, ficando de quatro para mim.

Volto a estocá-lo com força acertando sua próstata todas as vezes e desferindo tapas em sua bunda a deixando vermelhinha. Os gritos de Tae poderiam ser confundidos com os de uma mulher oque deixava tudo ainda mais excitante - se possível.

Taehyung goza sujando os lençóis sem sequer precisar se tocar e solta um grito alto e manhoso praticamente deitando na cama comigo ainda o estocando. Vejo ele agarrar os lençóis quando que, em uma estocada funda e profunda, gozo pela segunda vez naquela noite em seu interior com mais intensidade ainda que o primeiro orgasmo.

Se estávamos uma confusão antes, agora éramos um furacão no meio da tempestade.

- Meu amor. - O chamo saindo do pequeno e deitando ao seu lado. Tae parecia bastante ofegante e tentava regular a respiração. Eu não estava muito diferente, afinal. - Namjoon disse que para eu ganhar a promoção, eu preciso de um modelo.

- E aonde vai arranjar um modelo tão rápido? - Murmurou a pergunta fechando os olhinhos ao sentir um cafuné em seus cabelos feito por mim.

- Eu já encontrei um. - Sorrio largo ao vê-lo me encarar surpreso e ligar os pontos.

- M-mais, Hobi! E-eu n-não sei se...

- Já fiz minha decisão, amor. - o interrompo falando as palavras com carinho. Meu sorriso aumenta fazendo com que minhas bochechas doessem um pouco - não que eu ligasse muito para isso - ao ver meu namorado sorrir quadrado me fazendo aquilo considerar como um "sim" silencioso. - Então está decidido.

- Uma pena que não deu para usar todos os brinquedinhos... - ele comenta subindo em meu colo e fazendo bico. Era incrível como o rumo de uma conversa normal tomava um caminho nada puro quando era o avermelhado que estava falando. - Afinal de contas, agora temos mais uma coisa para comemorar...

- A noite só começou, meu amor. - Sorrio de canto revertendo as posições e o beijando como se não houvesse o amanhã.



                   |•🌟•|




As câmeras vinham de todos os lados. De vez em quando flashes das mesmas nos deixavam cegos por alguns segundos fazendo com que tampassemos nossos rostos com as mãos.

Taehyung, o mais novo modelo da GUCCI, passou a encantar todos que o viam tanto na televisão quanto nas revistas. Ganhará milhares de fãs ainda no comecinho de sua carreira e agora se encontrava na porta da agência para tornar tudo aquilo oficial.

Se eu estava orgulhoso?

Eu precisava mesmo responder aquela pergunta?

Depois de vários "clicks" e gritos de "eu te amo, Taehyung" ou "Taeseok melhor casal" - que eu na minha humilde opinião amei esse último em especial -, finalmente conseguimos entrar na agência que estava impecavelmente organizada com a melhor decoração de todos os tempos.

Tinha que ser Park Jimin, nosso decorador, para fazer aquela obra de arte moderna e cheia de cores.

- Ele se superou... - Comentei com Taehyung que usava sua saia rodada cinza com alguns brilhantes que se destacavam diante de todas aquelas luzes voltadas para si e sua blusa de seda preta combinando com suas unhas longas da mesma cor.

- Kookie deve ter o ajudado. - Sorriu com carinho. Provavelmente se lembrando do seu fotógrafo favorito gentil e fofo, assim como o de cabelos negros e dente de coelho sempre era.

- E falando no mais novo casal... - Digo caminhando com Tae em meu encalço com sua mão entrelaçada à minha, indo em direção onde Jungkook, Jimin, Namjoon e Seokjin se encontravam. - Quando vão oficializar o namoro de vocês meninos? - Digo me referindo aos dois mais novos. Jungkook esconde o rosto no ombro de Jimin ficando mais vermelho que um tomate e Jimin sorriu largo fazendo com que seus olhos se tornassem dois risquinhos.

- Hoseok Hyung! - tentou repreender Jimin. - Tenha calma que ainda temos tempo, okay? Está deixando o meu Jungkook envergonhado! - Exclama fazendo o Jeon bater o pé no chão em tom de birra mostrando o quanto seu quase namorado piorou a situação o chamando de "meu Jungkook".

Revirei os olhos soltando uma risada curta que acabou sendo acompanhado pelo Tae. Eu realmente queria poder entender aqueles dois por tentar esconder uma coisa tão óbvia.

- Deixa eles, Hyung... - Taehyung murmura em meu ouvido e arrumando a gravata vermelha do meu terno azul escuro. - Vem. Tenho um lugar para te mostrar.

E com isso deixamos os quatro conversando animadamente sobre o suspeito namoro de Park e Jungkook, enquanto Tae me conduzia em meio a multidão em um local mais vazio e afastado, onde havia um pequeno lance de escadas e uma pequena cortina cinza que ao subirmos e o avermelhado afastar o tecido para o lado, revelou um espaço grande o bastante para passarmos engatinhando e, já do outro lado, sentamos nas beiras de um chão de concreto inacabado em espaço aberto, dando chance de vermos as estrelas que ocupavam o céu daquela grande noite.

- Neste local vai ser construído um novo estúdio... - me informou ele com os olhinhos brilhando ao observar cada estrela que enfeitava o céu acima de nós. - Mas não deu tempo de fazer quase nada nele ainda, por isso me deu a chance de lhe mostrar esta vista e contar um segredo que todo mundo estão carecas de saber.

- E qual é? - Desvio os olhos das estrelas brilhantes olhando em seus olhos fazendo o mais novo fazer o mesmo.

Seus olhos eram tão brilhantes quanto aquelas estrelas. Taehyung era a minha estrela. A minha luz. E eu nunca cansaria em dizer o quanto estava viciado na pessoa mais maravilhosa que podia aparecer em minha vida. Só o Universo sabe o quanto eu quero ele comigo para sempre e amá-lo da mesma maneira. Só o Universo sabe o tamanho do amor que eu sentia por aquele garoto de cabelos vermelhos que pintava as unhas perante suas emoções.

Só o Universo e meu coração.

- Eu te amo, Hyung.

- Eu também te amo, meu bem.






     


Notas Finais


Até pareceu final de fanfic, não é pessoal kkkkk mais calma que ainda tem o nosso maravilhoso último capítulo🙏💕💕💕

Espero que tenham gostado e como prova, comentem por favooooor... É importante! E me desculpem se acharem algum errinho...💞

Ain estava tão ansiosa pra postar que fiquei até aliviada agora sabe...rs💜 Acho que tô ficando ansiosa -mais que o normal- demais esses dias...

Mais enfim, espero realmente que tenham gostado e se não for incômodo vou colocar o link da minha oneshot Yoongi!bottom/Jimin!seme aqui para vocês darem uma olhada, okay? Ela se chama "Teacher?" e não está revisada... Então quem for ler, relevem os erros ortográficos que assim que voltar a internet em casa, eu vou corrigí-los💜

https://spiritfanfics.com/historia/teacher-9701722

(Link⬆)

Então é isso galerinha! Até o último capítulo✨💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...