História Colors - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chen, Lay, Personagens Originais, Suho, Xiumin
Tags Colors, Suchen, Sulay, Xiuchen
Visualizações 120
Palavras 1.142
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Como tenho o dedo bem nervoso e sou bem impaciente, estou aqui com o capítulo dois XD
Já deixo claro que, não tenho uma programação pra postar os capítulos, eles são postados à medida que termino de escrever, então é isso aí.
Espero que gostem ^^

Capítulo 2 - The Photographer


Fanfic / Fanfiction Colors - Capítulo 2 - The Photographer

Minseok não era o tipo de pessoa sociável. Trabalhava como fotógrafo há anos, tinha alguns parceiros de trabalho, mas não costumava se comunicar com eles, pelo menos nada além de trabalho.

Geralmente saía do país para trabalhar com outros profissionais, gostava de fotografar, era uma das únicas coisas que gostava, pra ser sincero. Além de outros fotógrafos, fazia parceria com alguns pintores, tanto famosos quanto aqueles que apenas pintavam por diversão e ganhavam gorjetas nas ruas.

Mesmo que não assumisse, adorava ver as pinturas, muitas realistas, outras ilusionistas, surrealistas, mas todas eram belas, e tinham cor. Coisa que Minseok invejava. Suas fotos eram sempre em preto e branco, nunca havia trabalhado com outro tipo de fotografia, era somente em preto e branco.

Desde que seus pais morreram em um naufrágio, nada mais na vida dele teve o mesmo sentido, nem sua irmã mais nova conseguia animá-lo. Aos vinte anos fora diagnosticado com depressão, e desde então vivia a base de remédios, e completamente isolado. Morava sozinho por que escolhera isso, já que sua irmã já havia pedido pra que fosse morar com ele, mas nunca aceitava a proposta.

Nada o fazia sorrir verdadeiramente, nada o divertia, ele sempre tinha a mesma expressão séria, tratava todo mundo da mesma forma, e era retribuído da forma que queria, sendo ignorado. Tudo estava correndo bem, sua vida estava na mesma monotonia, até a chegada desse novo pintor.

Minseok sabia que o seu novo parceiro de trabalho era coreano e estava na Califórnia há pouco tempo, mas nunca imaginaria que fosse logo ele, o cara do aeroporto.

Estendera sua mão apenas para tentar ser educado mesmo querendo matar o ser humano em sua frente, mas já que fora ignorado, como sempre, apenas recolheu a mão e sentou-se de frente para o desconhecido.

- Se pudermos agilizar logo o assunto, ficarei agradecido – a voz de Jongdae era de puro descaso.

- Não pretendo ficar mais de cinco minutos sentado nessa cadeira – o menor rebateu, completamente sem expressão – Espero que já tenham avisado que sou um dos melhores fotógrafos da empresa, então valorize o meu trabalho, espero você na próxima semana, esteja preparado.

Dito isso, levantou-se e saiu, sem esperar uma resposta ou qualquer confirmação do outro. Assim que abriu a porta do estabelecimento, lembrou-se de uma coisa e voltou até a mesa onde Jongdae ainda estava sentado.

- O que foi? – perguntou impaciente.

- Não admito atrasos, se atrase e perca toda a grana que estão investindo nessa parceria – com uma breve piscadela o menor se retirou.

Só de pensar que trabalharia com aquele idiota por dois longos meses, sentia sua cabeça latejar. Assim que entrou em seu carro, Minseok pegou um dos vidros de remédio e tomou dois comprimidos, fechando os olhos e respirando fundo antes de seguir pra casa.

 

XxX

 

Assim que mais baixo chegou ao parque em que marcou com o outro, surpreendeu-se, pois ele já estava lá. Os dois estavam com roupas confortáveis e com seus equipamentos de trabalho em mãos.

- Tem uma coisa que você não sabe sobre mim – o outro disse com um sorriso simples no rosto – Também não suporto atrasos, e você está um minuto atrasado.

Minseok não respondeu, apenas continuou em silêncio, pegou sua câmera e começou a fotografar tudo enquanto o outro organizava alguns papéis brancos em um suporte.

- O que está fazendo? – finalmente abrira a boca, apenas para saber o que o outro fazia.

- Eu desenho em um papel pequeno os mínimos detalhes das coisas, e depois passo para a tela.

- Sabe que se fizer isso iremos terminar esse projeto só ano que vem, não sabe?

- Você entende alguma coisa de pintura? – perguntou pegando um lápis de desenho.

- Não muito.

- Então apenas fotografe, por favor. Eu trabalho desse jeito há anos e sempre entrego minhas coisas no prazo. Afinal, se eu demorasse para terminar uma tela, não teriam me indicado pra fazer essa parceria logo com você, senhor “melhor fotógrafo da empresa” – outro sorriso brotou em sua boca, mas não demonstrava deboche, ou algo do gênero, era somente, um sorriso, que inclusive irritara profundamente o mais velho.

Assim que terminara de fotografar o que queria, sentou-se no banco, ao lado de Jongdae, e reparou que ele realmente desenhava os mínimos dos mínimos detalhes, mas o fazia com rapidez. Já tinham quase sete folhas preenchidas, cada uma com uma parte diferente do parque.

- Como vai juntar tudo isso em uma tela só? – perguntou quando o outro largou os papéis e o lápis de lado.

- É a prática, Minseok. Pelo menos é a minha prática pra fazer uma pintura realista em preto e branco – suspirou olhando para o céu que já possuía uma coloração escura – Cada mínimo detalhe precisa ser representado em uma pintura assim, cada traço precisa ser calculado, para que nada dê errado.

- E por que você vai pintar em preto e branco? – perguntou, curioso.

- Foi isso o que me mandaram fazer – deu e ombros – Não te contaram quais serão nossos objetivos nesse projeto?

- Não, só me pediram pra fotografar tudo e no fim, fazer uma pequena apresentação do seu trabalho, da sua tela, no caso.

- O que me passaram foi que deveríamos fazer coisas que não estamos acostumados a fazer, que não estamos familiarizados. Eu terei de pintar em preto e branco por que é algo que não faço com frequência, e você só tira fotos em preto e branco. Já você, terá que tirar fotos coloridas, registrar cada momento, cada linha de cor.

- Não vi isso no contrato – os olhos de Minseok estavam arregalados.

- Leia-o novamente – Jongdae falou e o menor procurou a cópia do contrato dentro da bolsa que trouxera.

Estava tudo claro de mais pra que Minseok não tivesse notado antes, o objetivo de tudo era ultrapassar seus limites e chegar a um resultado bom, e para isso teria que fotografar Jongdae e sua jornada com a tela em preto e branco, passo a passo, do início ao fim, além das fotos do parque que ele pintava. Essa não era realmente a pior parte, o pior seria sair de sua zona de conforto, e fotografar coisas com cor. Isso não daria certo, sentia em seu interior que não daria.

Minseok tremeu de leve, ao lembrar-se do porquê de não fotografar coisas coloridas. Em um piscar de olhos estava tomando um comprimido, suas mãos suavam e ele se sentia sufocado.

As coisas seriam difíceis nesses dois meses, Minseok teve plena certeza disso quando sentiu a mão de Jongdae em seu braço.

- Você está bem? – o olhar preocupado do outro o fez rir sem humor.

- Não toque em mim – disse sério, evitando olhar para Jongdae.

Ainda tremia quando abandonou o outro no banco do parque, indo embora, e sem perceber que uma lágrima solitária descia por sua bochecha.


Notas Finais


É isso, espero que tenham gostado <3
TEMOS AQUI UMA QUEBRA DE BARREIRAS, NÃO É MESMO? O que será que esse projeto está reservando para os medos de Kim Minseok?
Veremos no próximo capítulo hasuahsu
Kissu~~<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...