História Colors - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias G-Friend
Personagens SinB, Yerin
Tags Colors, Jungfic, Sinrin
Exibições 24
Palavras 678
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, FemmeSlash, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Narrado pela SinB
Boa leitura.

Capítulo 1 - A bela aquarela que você pintou em meu quadro branco.


Minha vida sempre foi uma mescla de tons de preto e branco. As cores me davam agonia, e eu sempre preferi a ausência das mesmas.
Eu não era feliz. Tudo em minha vida era de tamanha melancolia que para quem observasse superficialmente, era apenas tristeza de uma vida ruim. Mas na verdade era bem pior.
Até você aparecer.
Com sua personalidade que esbanjava alegria, você surgiu em minha vida, me manchando das variadas cores que sua áurea carregava.
Eu odiava você, tentava de todas as formas te afastar, te lançar para longe e continuar com minha vida da forma que ela era, vivendo em meu mundinho desprovido de cores, com minha melancolia e toda a tristeza que tomava conta de meu coração.
Mas você era insistente – e até hoje te agradeço por tal fato – , mesmo que eu te repudiasse e te tratasse de forma rude, você retrucava com sorrisos e palavras gentis, até que em um momento eu cedi.
Eu permiti sua entrada em meu mundo, e você o coloriu.
A primeira cor, eu me lembro bem, fora azul. Aquela mesma cor que desprendia de você sempre que estávamos em nossos passeios pelo parque, desfrutando da calmaria no ambiente.
Passávamos a tarde juntas, entre risadas e poesias ditas ao vento. Aquelas belas poesias que tu gostavas de recitar, como um mantra, fazendo-me admirar o brilho em teus olhos sempre que as palavras saiam de tua boca.
A segunda cor fora amarelo. Aquela mesma cor que tomava conta de sua áurea sempre que um sorriso era desenhado em seus belos lábios rosados.
Você sempre ria de tudo, mesmo sem motivo, sempre estava sorrindo. Uma vez quando te questionei o motivo de tantos sorrisos, você respondeu a mim:
"Não é preciso um motivo para sorrir. "
A terceira cor fora verde. Aquela mesma cor que te rodeava sempre que falava sobre seus sonhos.
Você adorava falar sobre seu futuro, seus objetivos, seus sonhos. Seu maior desejo, era poder ser uma grande dançarina, pois a dança era algo que tu amavas, até mais do que as poesias.
E eu sabia que você conseguiria, afinal tinha um grande talento, que qualquer um que visse desejaria ter para si.
A quarta cor fora a mais importante. Roso. Aquela cor que você tanto adorava. Aquela cor que explodiu a sua volta quando nos beijamos pela primeira vez.
Você sempre teve uma personalidade cativante, sua alegria era contagiante e qualquer um a sua volta apaixonaria-se facilmente. E foi o que aconteceu a mim.
Eu me apaixonei por suas cores, me apaixonei pela sua personalidade, e acima de tudo, me apaixonei por você por inteira.
Mas fiquei com medo, medo desse sentimento ao qual eu nunca havia sentido antes. Por fim resolvi guarda-lo dentro de mim, até o momento em que eu já não aguentava mais esconde-lo e precisava colocar para fora tudo o que sentia.
Em uma de nossas tardes no parque, em meio a sua recitação, eu resolvi tomar uma atitude.
Enquanto estávamos deitadas na grama, – você de olhos fechados, recitando uma de suas poesias preferidas – respirei fundo, encarando suas feições banhadas pela luz do sol do fim de tarde, e a beijei.
Não consigo explicar o que senti ao tocar seus doces lábios com meus, ou que me motivou a tomar essa atitude repentina. Mas consigo explicar em somente uma palavra, o que senti quando nos separamos e você me encarou com as belas orbes castanhas brilhando, e então me lançou um sorriso.
Felicidade. Felicidade foi o que senti quando percebi que meus sentimentos eram correspondidos, quando percebi que finalmente iria tê-la para mim, de corpo e alma.
A quinta cor ao qual me lembro, fora vermelho. Aquela cor que eu tanto adorava. Aquela cor que encharcava nós duas quando nos tocavamos tão intimamente, quando nossas peles pareciam entrar em combustão, quando nos tornavamos uma só.
E desde então, você me manchou com cores dos mais variados tons, doando a mim o seu arco-íris de felicidade, me fazendo pela primeira vez em toda minha existência, me sentir viva.


Notas Finais


Alguém me tira desse site heurhue eu não me aquieto e-e
Espero que gostem.
~Beijinhos '3'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...