História {Colors} - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bangtan Boys, Bts, Comedia, Drogas, Jikook, Lemon, Namjin, Romance, Sexo, Shoujo, Surubangtan, Vhope, Yaoi, Yuri
Exibições 17
Palavras 3.709
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Harem, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Just Me


{Colors}

 

{Jungkook}

Estávamos na casa de Jin fazendo maratonas de filmes de terror enquanto Jin preparava o jantar com a ajuda de Namjoon que uma vez ou outra deixa um copo ou uma caneca escorregar de sua mão. No sofá se encontrava o Suga, Hoseok e V, como não havia mais espaço eu e Jimin nos sentamos no chão. Ao percorrer do filme apareceu uma criatura dando um susto de enfartar qualquer um. Surpreendi-me quando Jimin agarrou minha mão por impulso.

-Tá com medo?- Perguntei sarcástico aproximando meu rosto do seu.

- Não to não- ele falou corando um pouco de maneira fofa e desviando o olhar.

Ele estava tão fofo, deixei um sorriso bobo escapar, mas confesso que eu queria empurra-lo ali e tomar sua boca só para mim, provar aquele corpo e ouvi-lo gemer meu nome. O-oque? No que estou pensando? Ele é um garoto e é meu amigo, não posso ter todos esses pensamentos. Enquanto me perdia fitando-o senti um cheiro de curry vindo da cozinha que tomou conta do ambiente.

- Que cheiro bom! Já faz tanto tempo que não comia curry! – Jimin fala andando até a cozinha

- Agora não, vamos esperar minha irmã para jantar – Ouço Jin dizer da cozinha.

Jimin apareceu novamente na sala e corou um pouco ao me ver mas logo sorriu em seguida, eu sorri também e ele se sentou do meu lado. Depois de algum tempo ouvimos a campainha tocar e Jin estava cumprimentando alguém acompanhado do Rap Mon. Deve ser a irmã do Jin, a Sun Hee, a gente já a conhecia, ela às vezes vinha visitar o Jin, mas agora ela vai vir morar aqui. Ela apareceu na sala; estava com uma camiseta preta da mesma cor da touca e um short jeans. Ela jogou a mochila no chão, logo em seguida se sentou no chão do meu outro lado, me deixando entre ela e o Jimin,

-Eaew gente – Falou olhando pra televisão

- Eae – Falamos em coro

Jimin bocejou e se deitou colocando a cabeça no meu colo e adormeceu rapidamente. Eu o fitei; algumas mechas de seu cabelo caiam sobre seus olhos fechados e sua boca estava entreaberta me fazendo querer morde-la. Como eu queria ter uma boa foda com esse garoto; mordi o lábio inferior por impulso e me senti observado. Olhei para o lado e lá estava Sun Hee me olhando com cara de quem viu tudo e fez uma moonface.

-Eu não sou gay ok?- falei baixo tentando repreende-la

-Vou fingir que acredito- falou sorrindo sem olhar pra mim

Ela sorriu sarcasticamente fingindo que estava prestando atenção no filme. Eu suspirei um “idiota” e rimos

-O curry está pronto! – Jin apareceu vestindo um avental rosa

-Finalmente- Suga bufou

-Eu to sem fome- Sun Hee diz pegando um maço de cigarros

-NADA DE FUMAR NA MINHA CASA – Diz Jin tomando de sua mão

Jimin logo acordou, eu queria poder dizer que ele estava fofo, mas nesse momento ele estava todo babado com a maior cara de cú. Eu rio e ele se levanta me ajudando a levantar em seguida.

 

{Jin}

Assim que todos comeram, assistimos um pouco à televisão, e os garotos foram para seus quartos eu creio, havia 3 quartos, um para mim e os outros pros hospedes; Jungkook, Jimin e Sun Hee dividiriam um quarto e V, Hoseok e Suga dividiriam o outro enquanto eu e Rap Mon ficaríamos com o meu. Eu me sinto mais seguro com ele eu acho. Namjoon foi me ajudar a lavar a louça, ele estava enxugando a louça e eu lavando-as, não demorou muito e levei um susto ao ouvir o som de algo cair.

-NAMJOON LIMPA ISSO AGORA OU OQUE VAI QUEBRAR É ESSE PRATO NA SUA CARA- Eu gritei enquanto estendia o prato que eu estava segurando

-Ain, agressiva – Rap Mon limpou e jogou no lixo.

Então decidi que eu faria aquilo sozinho, assim que terminei senti braços me envolvendo por trás e consegui ouvir as batidas aceleradas do meu coração, reconheci o cheiro de Rap Mon que começou a distribuir beijos pelo meu pescoço enquanto deslizava sua mão pela minha cintura e colocando-a debaixo da minha blusa e arranhando meu abdômen em seguida me fazendo ficar excitado, eu mordi o lábio inferior e senti a calça ficar um pouco apertada, ele direcionou sua mão para meu membro e o acariciou me fazendo soltar um gemido baixo, logo em seguida mordeu levemente o lóbulo da minha orelha me deixando cada vez mais excitado. Então ele me pegou no colo e me levou até o meu quarto, ele tirou sua camiseta e ficou em cima de mim e me beijou ferozmente com desejo e luxuria, ele acariciava rapidamente meu membro me fazendo gemer alto atrapalhando o beijo.

- Nam... – eu gemi seu nome. – Eu sou virgem... - Falei com dificuldade

- Se quiser eu espero até estiver pronto – Ele falou afastando um pouco

Então eu tomei sua boca e a invadi com minha língua sem deixar nenhum canto sair impune, então ele apertou levemente meu membro já ereto me fazendo gemer alto.

- GEME BAIXO CARALEO – Ouvi a voz de Tae gritar no quarto ao lado.

-DEIXA ELES FODEREM EM PAZ- Ouço a voz de Jungkook gritando do outro quarto

Nós rimos e o clima acabou.

-PARECEM HIENAS MORRENDO SEUS VIADOS – Tae gritou absurdamente alto e todos riram

 

{Sun Hee}

Todos já estavam em seus quartos, Jimin e Jungkook estavam conversando aleatoriamente sobre coisas que não faziam sentido algum. Eu decidi que tomaria um banho, peguei minha toalha e meu pijama e fui para o banheiro. Tomei um banho refrescante de 15 minutos, vesti um pijama verde e comecei a pentear o cabelo ainda no banheiro, Assim que eu sai do banheiro avistei Tae parado, oque me assustou.

-Caramba Taehyung, que susto – reclamo baixo com raiva.

- Calma, só quero usar o banheiro - Ele fala tentando parecer inofencivo

- Vc quase me mata do coração alien, só me prometa que vai parar de descartar as pessoas – pedi me afastando

-Quem te contou?- Tae perguntou

- Jin me contou que vc ficou triste quando terminou com sua namorada e na escola eu percebi que vc sempre dá em cima de todas,  o Jungkook faz a mesma coisa e se vc não parar, vai chegar uma hora que ninguém mais vai te querer e vc vai envelhecer sozinho, mas se quiser a gente pode envelhecer comendo sorvete e engordando no sofá que nem baleias semimortas enquanto assistimos filme; é que esse é meu futuro sabe? – falei tentando quebrar o clima tenso.

Ele soltou uma risada baixa me fazendo sorrir e afagou minha cabeça.

- Tudo bem, eu prometo – Ele falou rindo

- Já vi que vou engordar sozinha – falei ironicamente

Ele riu novamente e enfim ele voltou para seu quarto e eu para o meu onde avistei Jungkook dormindo na cama de casal em cima de Jimin que também estava dormindo mas parecia que ia morrer asfixiado oque me fez rir baixo. Apaguei a luz e como não havia mais camas e nem espaço naquela cama, eu me sentei no chão do canto do quarto e comecei a escutar musicas aleatórias usando o fone de ouvido.

 

{Jimin}

Acordei com algo pesado em cima de mim, abri meus olhos melhor e aprimorei minha visão. Era Kook, ele estava tão sereno e lindo assim. O empurrei para a lateral e ele nem se mexeu oque me fez soltar uma risada baixa. Levantei-me e fiz minhas higienes pessoais. No banheiro encontrei um pote de pílulas, oque é isso? Remédio pra que? Eu estava prestes a colocar na boca, mas alguém tomou da minha mão era a Sun hee.

-Não toma isso seu maluco- Ela falou tomando de mim

-Isso é oque? Pílula do dia seguinte?- pergunto irônico

Ela bufou e logo tomou o comprimido me empurrando para fora do banheiro onde avistei Jungkook já em pé, ele estava com uma roupa diferente, uma camiseta branca e uma calça jeans.

-Bom dia- Falei beijando sua bochecha por impulso.

Eu não acredito que fiz isso, Muito bom Jimin, não seja nem um pouco discreto com o crush, eu queria sair correndo.

- Bom dia...- ele fala segurando meu braço e me puxando, ele me dá um selinho rápido e depois me solta

Ele vai em direção ao banheiro e bate na porta, logo em seguida Sun sai e ele entra.

- Park Jimin? – Ela passa a mão na frente de meus olhos

- Vc está com febre? – Ela pergunta me virando pra frente do espelho onde eu conseguia ver meu rosto completamente vermelho. Minhas bochechas começaram a ferver eu sai do cômodo como se nada houvesse acontecido. Eu tenho tantos sonhos com o Jungkook que faço aas coisas como se estivesse em um. Na cozinha avistei Jin fazendo o café da manhã e Rap Mon o observando.

-Bom dia- Falei me sentando na mesa

-Bom dia- Eles falaram em coro

Não demora muito e Suga aparece com cara de sono.

-Que cara é essa Yoongi? – Jin pergunta

- To de ressaca – Suga responde

-Vc bebeu onde?!- Jin grita

- O Hoseok trouxe uma garrafa de vodka – Suga coçou a cabeça

Logo V aparece com uma cara de quem entrou em um moedor de carne sendo seguido por Hoseok, eles também se sentam na mesa. Sun aparece e pega algo em cima da geladeira que por sinal era um maço de cigarros.

- Pq vc gosta tanto de fumar? – Jin pergunta analisando a garota.

Ela bufa, revira os olhos e sai da casa. Logo em seguida todos resolveram sair e se divertir e um parque de diversão, mas eu achei melhor esperar Jungkook. Depois de não tanto tempo esperando-o ele finalmente aparece

-Onde estão os outros?- Jungkook olha pros lados.

-Eles foram para um parque de diversão e eu estava te esperando. – Falei sorrindo

- Ótimo – Ele falou me analisando.

Ele me puxou até um dos quartos e me jogou na cama de casal, seu olhar estava cheio de desejo e luxuria. Ele colocou o dedo sobre meus lábios entreabertos e eu sem pensar duas vezes o lambi fazendo com que ele umedecesse os lábios me arrepiando. Aquele olhar cheio de desejo me fuzilava, eu estava totalmente submisso naquele ponto. Troquei as posições e sentei em seu colo, eu conseguia sentir minhas bochechas queimarem.

- Jimin... – Ele gemia meu nome em minha orelha me fazendo ficar excitado.

Eu estava totalmente submisso, cada detalhe de seu corpo me fazia delirar; seu cabelo, seus olhos e principalmente sua boca carnuda. Eu não tenho culpa se esse garoto é gostoso pra caralho mas eu cansei de ser trouxa. Depois ele vai me usar e me descartar assim como faz com as outras garotas, eu estava quase empurrando-o quando ouvimos passos.

- Gente eu acho que esqueci... – Ouço a voz de J hope no fundo

Nós nos separamos e olhamos para a porta onde encontramos Hoseok nos olhando com um sorriso enorme.

-EU SABIA- Ele gritou e saiu correndo com um sorriso malicioso

-Aish- Jungkook resmungou

No final, o clima foi embora e fomos andando até o parque em que Jin havia comentado de mãos dadas. Eu não sabia se estávamos namorando ou não mas eu queria curtir aquele momento segurando suas mão quentes e confortáveis. Provavelmente eu seria mais uma das vitimas de Jeon Jungkook.

{Tae}

Estávamos todos ali, Suga e Jin foram à montanha russa, Rap Mon estava sentado em um banco comendo algodão doce, eu e Hoseok estávamos olhando as atrações que havia ali para irmos a algumas já que Hoseok não gosta de coisas radicais. E então eu vi Sun com suas amigas na fila da casa de sustos.  Fui em sua direção.

-  Oi Hee – Falei

- Gente essas são Myung e Young-Soo – Ela nos apresentou.

- Cara, você é muito lindo – Myung diz para mim.

-Obrigado... Myung, certo?- Perguntei apontando para mesma

Ela afirmou e riu sem graça enquanto Sun Hee me olhava com um olhar mortal me fazendo lembrar da promessa.

-Oh, tem uma folha em seu cabelo Tae – Ela diz se aproximando e tirando a folha do meu cabelo.

- Myung, para de tocar esse estranho - Young-Soo reclama

- Ai Soo, eu só estava ajudando - Ela fala.

- GENTE VAMO PARA COM ESSA COISA?! - Sun diz interferindo a discução das duas.

- Eu sei que ele é bonito mas vc ta paquerando ele na frente do amigo dele - Young fala

-Mas o amigo dele tbm é bonito - Myung responde

- Chega, vou embora daqui - Sun diz sarcasticamente mas realmente vai.

Então Hoseok dá uma tossida falsa e não demorou muito e Hoseok me puxou para algum lugar onde não haviam pessoas por perto

- Oque foi? – Perguntei confuso

- Era uma casa de terror – ele diz com as bochechas ruborizadas e desviando o olhar.

-Se quiser podemos ir a outras atrações – Falei já de saída.

Mas ele puxou meu braço e me fez sentar no chão, e então ficamos sentados no chão olhando pro nada.

-Não é minha culpa se vc tem medo de algumas atrações. – Desviei o olhar.

-Oque? Nescau tem inveja do quão radical eu sou. – Ele tenta fazer uma cara de corajoso e eu rio

-Tae... é que eu gosto de você- Ele falou olhando pro lado

Eu iria sorrir e dizer que também gosto dele mas então notei em seu olhar oque realmente significava aquele “gostar” que ele disse.

- Hobi... eu não sinto nada por homens... – Falei tentando não parecer egoísta

-Então eu te farei mudar de ideia – Assim que eu abri a boca para perguntar oque isso significava ele  se sentou em meu colo rapidamente de frente para mim e selou nossos lábios em um beijo quente e cheio de prazer.

Era um beijo quente onde ele invadiu minha boca com sua língua sem permissão e não deixou nenhum lugar impune. Não demorou muito e nos separamos por falta de ar.

- Hobi, eu não sou roman...- Antes que eu terminasse de falar ele começou a acariciar meu membro por cima da calça me fazendo calar a boca.

-Alguém pode nos ver – falei com voz falha

Ele me ignorou e começou a beijar meu pescoço deixando leves rastros de saliva. Ele rebolou em cima de meu membro de um jeito que me arrancou um gemido. Senti meu membro ganhar vida e então comecei a beija-lo com desejo e nossas línguas começaram a guerrear, mas então nos separamos por falta de ar. Ele me olhou de um jeito que eu conhecia um olhar de quem iria me enlouquecer, um olhar de quem me faria retirar tudo aquilo que lhe disse e dizer o contrario, eu o beijei enquanto ele passava sua mão por no meu abdômen por baixo da blusa arranhando, eu coloquei a mão em sua nuca e aprofundei o beijo enquanto ele acariciava meu membro, mas ele logo se separou de mim e então ele sorriu, saiu de cima de mim e correu para algum lugar me deixando sozinho ali excitado no chão.

- Ele vai ser punido – Falei a mim mesmo.

 

 

 

{Jimin}

Já faz um tempo que chegamos ao parque, eu fui comprar algo para bebermos enquanto ele me esperaria na bilheteria. Assim que fui á bilheteria, avistei Jungkook abraçando uma garota carinhosamente no meio das pessoas que os olhavam torto.  Eu deveria saber, isso para Jungkook se trata somente de um jogo, é uma relação carnal aberta. Eu fui procurar os outros e esbarrei em Suga.

-Ei cara, olha por onde anda- Ele fala indignado

Eu estendi a bebida que era para Jungkook pra ele.

- Que cara murcha é essa? – ele fala me analisando.

Eu ignoro e me sento em um banco, vejo as pessoas aleatórias passando por ali, cada um tinha historias completamente diferentes na qual eu mal poderia imaginar. Fiquei olhando para o céu e para algumas nuvens e pensando com oque se pareciam. Alguém se sentou ao meu lado, era Sun Hee, ela estava com um cigarro acesso na boca.

-Quer um?- Ela ofereceu e eu aceitei.

- Você já fumou? – Ela pergunta acendendo o cigarro na minha boca.

-Não...

-Oque aconteceu?- Ela pergunta olhando para o céu

Eu fiz sinal de “não” com a cabeça sinalizando que não era nada ou que não iria falar, então ela começa a fitar as pessoas.

- As vezes quando estou deprimida fico olhando para as pessoas e me perguntando oque se passa na cabeça delas e as vezes imagino como seria suas vidas – Ela diz soltando a fumaça do cigarro de sua boca.

Todos estavam nos olhando feio já que fumar aqui na Coreia é algo completamente “ruim”. Eu me levantei e fui para a casa de Jin. O Jungkook mexeu tanto comigo, mas ao mesmo tempo estou sendo um idiota por agir assim, fui ao banheiro e lavei meu rosto, me olhei no espelho e no canto da pia havia um potinho que agora só havia uma pílula. Por curiosidade eu tomei aquela única pílula que fez meus sentimentos sumirem, eu não estava feliz nem triste.

{Suga}

Estava andando quando esbarrei em alguém. De novo? Eu só posso ter um ímã para as pessoas esbarrarem tanto em mim

- Olha por onde anda – resmunguei

Era uma garota que assim que eu resmunguei sorriu, pq ela sorriu? Estou brigando com ela. Ela tem cabelos castanhos escuros, olhos cor âmbar, cabelos no ombro, e é parda e baixa.

- Está rindo do que? – Pergunto fazendo a mesma abrir um sorriso maior

- Você p-parece um v-velho r-rabugento – Ela começa a gargalhar entre a fala.

Eu a olho com reprovação no olhar esperando ela parar de rir como uma hiena morrendo.

-Sou Young-Soo – diz se apresentando

-...Suga- me apresento.

- Oque vc esta fazendo aqui? - Eu perguntao

- Eu poderia te perguntar o mesmo, vc é um bad boy lá da escola né açucar? - Tenta ser engraçada.

- Young-Soo, uma garota aleatoria da escola na qual mete o foda se para tudo que aparecer em sua frente. - Tento descreve-la

- Meu G-Deus, sou eu mesma, vc me ama neh? eu sei, da pra ver no seu olhar de stalker/lobo apaixonado. - Ela diz e eu deixo uma risada baixa escapar de minha boca

Ficamos conversando um pouco ali, ela parecia ser uma garota animada e extrovertida em que o fogo no rabo incendiava os lugares por onde ela passava.

- Tenho que ir açúcar – Ela diz em um tom irônico.

- Você não gosta de açúcar? – Perguntei ironicamente.

-Adoro – Ela disse rindo já de saída.

 

{Sun Hee}

Decidi sair do parque e andar por algumas ruas vazias onde eu poderia fumar sem que as pessoas me olhassem torto. Soltei a fumaça pela boca e olhei para o céu caçando nuvens.

- Hey moça – Alguém chamou.

Eu olhei para o lado e avistei um carro e dentro do mesmo havia um garoto de cabelos pretos e bagunçados e da mesma cor que os olhos.

- Onde fica essa rua? – Ele pergunta me estendendo um pedaço pequeno de papel.

Eu jogo o cigarro no chão e olho pego a papel.

- Que coincidência, é na mesma rua onde eu moro. – Digo retornando o olhar para o garoto.

- Se quiser eu posso te dar carona – Ele oferece.

-Claro, obrigada. – Entro no carro.

Cara, eu mereço ganhar um premio de melhor garota, parabéns Sun, vc acabou de entrar no carro de um desconhecido sua idiota. Fui guiando o garoto que foi seguindo o caminho.

- Quantos anos você tem? – perguntei para o cara

-20, e vc? – perguntou sem tirar os olhos da estrada

-17-

-Wow, uma colegial, vc não deveria estar na escola? – Ele pergunta finalmente me fitando rapidamente.

-Onde? Naquele inferno? As vezes eu prefiro faltar, não tenho oque fazer lá, aliás hoje é domingo. – respondo cruzando as pernas na qual ele olhou para as mesmas e mordeu o lábio inferior depois disfarçando.

Muito bom Sun, parabéns por ser uma idiota, você está no carro de um desconhecido safado. Ele finalmente chega e para o carro.

- Essa é sua casa, a minha é aquela ali na esquina. – falei saindo do carro.

- Quer entrar? – ele pergunta saindo do carro também

Eu aceito e entramos na casa dele, se ele me trouxe de carro não tem problema em entrar na casa dele. Sentamos-nos no sofá e começamos a nos conhecer melhor. Seu nome é Chung e ele se mudou a pouco para Seul, ele é bem esquecido das coisas e agora mora sozinho. Ele parece um garoto jovem comparado a sua idade.

-Você fuma nessa idade? – Ele pergunta olhando para minha boca

- Minha idade não define oque devo ou oque não devo fazer – respondi rapidamente.

-Então nesse caso...- Ele fala

Então me puxa para seu colo e começa a me beijar carinhosamente com uma mão em minha cintura e a outra na minha nuca, brincando com algumas mechas de cabelo minha, um beijo sem segundas intenções , um beijo delicado. Logo nos separamos por falta de ar.

- Você é um completo estranho, mas eu te considero pakas - falei tomando sua boca para mim.

 

{Jungkook}

Já estava entardecendo e eu me encontrei com Rap Mon ainda no parque.

- Vamos pra casa do Jin? – perguntei.

- Vocês passaram a morar na casa do Jin? – Ele faz uma pergunta retorica e eu respondo que sim.

Fomos andando por ruas e ruas até depois de muito tempo finalmente chegarmos, abrimos a porta e a casa estava como havíamos deixado. Jimin estava na sala fumando, Rap Mon foi tomar um banho e eu me sentei no colo de Jimin, tomei seu cigarro, mas quando fui beija-lo ele soltou a fumaça de sua boca em meu rosto me fazendo recuar e começar a tossir.

- Eu não sou uma de suas putas Jungkook, fique bem longe de mim, vc vem todo legal para depois dar em cima e descartar, mas isso não vai acontecer comigo, eu cansei de ser trouxa já faz um tempo - ele diz se levantando e se afastando

- Oque deu em vc? – pergunto chegando perto

- Pergunta para a garota que vc abraçava lá no parque – ele falou sem me olhar

- Mas aquela garota é...-

 

Continua...

 


Notas Finais


~Brotei~
> Me desculpem qualquer erro <
> Até o próximo capítulo <


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...