História Colors Never Seen (Imagine BTS) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), UNIQ
Personagens Cho Seung Yeon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V, Wang Yibo
Tags Bts, Imagine, Jungkookie, Luizy, Rapmonster, Romance, Suga
Exibições 96
Palavras 2.481
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Me desculpem a demora, mas fiquei sem internet e o carregador do meu celular foi destruído pelo meu cachorro, mas graças à minha deusa cá estou eu com mais um capítulo, espero que gostem <3

Capítulo 10 - More Than A Friendship


Fanfic / Fanfiction Colors Never Seen (Imagine BTS) - Capítulo 10 - More Than A Friendship

Acordo assustada e olho no relógio, são 19:00PM da noite, está chovendo levanto e vou direto pra janela, fico uns minutos observando a bela vista que fica quando chove, em seguida vou pro banheiro, tomo um banho rapidinho e coloco meu pijama, volto pra sala e me jogo no sofá, logo meu celular apita.

Mensagem On: 

Tae<3: Topa sair comigo?

Tae<3: Tá tão tedioso aqui

Tae<3: Tá dormindo ainda?

Tae<3: Meu Deus em __________.

Eu: Não estou dormindo garoto, é que diferente de você, eu tenho uma vida social!!!

Tae<3: Ninguém sabe que tu acabou de acordar kkkkkk

Eu: Haha acabei mesmo.

Tae<3: Vamos sair ? 

Eu: Não sei, to cheia de coisas pra fazer...

Tae<3: Dormir é melhor que minha companhia?

Eu: Kkkkkkk jamais taetae, okay, vamos sim, pra onde quer me levar?

Tae<3: Cinema? 

Eu: Tae, você vai me tirar de casa nessa chuva pra ir no cinema? 

Tae<3: Sim <3 

Eu: Não!!! Negativo 

Tae<3: Ah ___________, eu quero sair de casa, estou sozinho, meus amigos estão todos com suas namoradas, inclusive o Namjoon.

Para tudo, ele quer minha companhia em plena sexta-feira, logo eu, meu Deus, minha noite não podia ficar melhor.

Eu: Já sei, vem pra cá, a gente vê um filme e fica conversando, o que acha?

Tae<3: Combinado, já estou indo, beijos.

Eu: Beijo <3

Mensagem Off. 

Levanto e vou vestir algo melhor, coloquei uma calça leggin e um casaco quentinho, meias e pantufas, vou pra cozinha e vejo se tem guloseimas, não tem, então decido ligar pro Tae.

Ligação On: 
   
   -Taezinho você podia passar no mercado e comprar algumas coisas pra mim ? 
-Você é muito folgada, não sou seu empregado.
-Ae, então vai ficar com fome.- disse e desliguei o telefone na cara dele.

Coloco o telefone na bancada e pego pipoca no armário, coloco na panela e fico vigiando, meu celular começa a tocar, já esperava essa ligação.

Ligação On:

   - O que é

   - Você é muito folgada sabia 

   - Tá pronto pra pedir desculpas? - digo o mais séria possível.

  - To pronto pra dar umas palmadas no seu bumbum.

  - Então não temos nada pra conversar.- digo desligando novamente na cara dele, mal coloco o telefone na bancada e ele toca de novo.

  - Vai logo taehyung, pede desculpas.

  - Me desculpar pelo que, ei para de brincadeira, me diz o que você quer que eu leve.
  
  - Quero doces e salgadinhos, ah e refrigerante.

  - Tá bom, até já.

  - Até já escravo.- comecei a rir do meu comentário e desligo novamente o telefone na cara dele, pois sei que ia escutar um bolão.

Minha pipoca fica pronta e vou logo pro sofá, coloco no meu dorama, Good Morning Call, meu favorito.

À campainha toca e logo vou atender, olho no olho mágico e avisto TAEHYUNG, minha deusa  como ele está maravilhoso, essa boca, esse cabelo, esse nariz, essa boca, foca na BOCA. 

Afasto meus pensamentos obscenos e volto correndo pro banheiro, me olho e vejo se estou bonita e me sinto maravilhosa, confiro meu hálito e está normal, passo perfume e como uma bala, porque, por que eu to achando que vou beijar hoje, kkkkkkkk só que não __________, só sonha. Volto pra sala e abro a porta.

  - Vai ficar aí parada ou vai me ajudar.- olhei pra suas mãos e estavam cheia de sacolas.

  - Uma pergunta, porque se trouxe o mercado inteiro?

  - Se eu viesse com duas sacolas se ia reclamar também né?

  - Aff não sou desse jeito.- disse colocando as sacolas na cozinha e voltando pra sala.

  - Tem razão, você é pior.- disse sorrindo.

 - Olha que eu chuto sua cara.

Quando eu ia sentar no sofá, sinto braços envolverem minha cintura, senti meu corpo todo pegar fogo, fogo, sim fogo, faz tanto tempo que não sinto isso, até porque a muito tempo um homem não me abraça por traz, não por falta de pretendentes, mas sim por falta de coragem minha, sou virgem e tenho muito medo de perder com qualquer um, não sei explicar, mas quando as coisas esquentam, eu fujo, por medo, eu só não sei o porque de tanto pavor. Fecho os olhos e respiro bem devagar, é tão bom sentir-lo.

  - Oi, como você está ?.- disse ainda grudado em mim.

  - Estou bem melhor agora e você ? 

  - Também estou melhor agora.- disse e sorriu soprado.

  - Que bom.- me virei, ficando de frente pra ele, e lhe dei um abraço apertado.- Obrogada por vir.

  - Obrigado você por estar disponível.- nos soltamos e sentamos no sofá. 

  - Eai, qual vai ser a programação de hoje?
 
-Bom, você vai preparar algo pra gente comer e eu escolho o filme, depois que o filme acabar a gente vê outro.- disse pegando o controle e procurando algo na netflix.

-Okay.- levantei e fui pra cozinha, não precisava preparar nada, até porque, tudo que ele comprou já vinha pronto, pego tudo e volto pra sala, coloco na mesa e vou pro quarto pegar cobertas e travesseiros, abro meu sofá cama e arrumo tudo enquanto tae fica me observando.

-Vai ficar olhando ou vai ajudar?

-Sua tarefa e arrumar as coisas e a minha é só escolher o filme 

-Muito bonito você.- realmente ele estava falado sério, acabei de arrumar tudo e então ele se ajeitou ao meu lado, colocamos tudo em cima da cama, demos play no filme e então o silêncio brotou.

Na metade do filme o tae resolveu fazer graça, em certos momentos eu sorria em outro batia nele, eu queria ver o filme, mas era impossível com esse ser humano ao meu lado, depois de muitas palhaçadas ele parou e ficou me olhando, isso me incomodava um pouco, então cortou o silêncio. 

-Tá tudo indo tão rápido, você não acha? 

-Como assim Tae?.- disse olhando-o

-Nós dois, semanas atrás nós nos conhecemos, já brigamos e agora estamos aqui, tá indo tudo muito rápido, parece que nos conhecemos a muito tempo.

-Quando falei com você senti uma química enorme entre nós dois, é legal, precisava de amigos.

-Você só me vê como amigo?.- disse e eu me engasguei com o refrigerante.

-Como assim?.- disse olhando em seus olhos.

-Você só me vê como amigo ? Não acha que pode rolar algo mais que amizade? 

-Não sei taehyung, só o tempo vai te responder isso.- disse voltando minha atenção pro filme.

-Você ainda não respondeu a minha pergunta, você ficaria comigo?.- disse puxando meu queixo, ficando próximo e olhando no meus olhos.

-Tá carente taehyung, ficaria sim, quem não ficaria?!.- disse rindo e tirando sua mão do meu queixo.

-Você vai me bater se eu tentar algo ?

-Depende, se eu não gostar sim.- meu coração acelerou de repente, não pode ser o que eu estou pensando.

Em questão de segundos nós estávamos nos beijando, que beijo bom, ele coloca sua mão na minha nuca e me beijou delicadamente, passo minha mão em seu cabelo, aí minha deusa é tão macio, melhor que o meu, porque eu to focando nisso, desfoca _________.

Nos separamos e ficou parada olhando pra ele, que acaba de limpar ao redor de seus lábios e sorri pra mim.

-Gostou?

-Você levou um tapa? Não né

-Grossa, eu queria fazer isso a muito tempo, até que você beija bem.- dei um tapa em seu braço e fiz cara de brava.

-Panaca.

-To brincando amor, vem aqui.- ele me puxa e me dá um abraço de urso.

Ele me chamou de amor, será que, não, ainda é muito cedo, foi só uma palavra carinhosa.

Fiquei aproveitando aquele abraço maravilhoso, voltamos a assistir o filme, peguei na mão dele e entrelacei nossos dedos, ele sorriu pra mim.

O filme acabou, então eu levando e vou pro meu quarto.

-Vai aonde?

-No banheiro.- disse e sai andando. 

Cheguei no banheiro e comecei a pular de felicidade, peguei meu celular do bolso e mandei mensagem pra (sua prima).

Mensagem On:

Eu: Beijei o tae, assistimos filme de mãos dadas e abraçados, o gostoso ainda tá lá na minha cama, tu não tem noção do quanto eu to molhada!!!!

Eu e minha prima somos bem abertas uma com a outra, então sempre conto tudo detalhadamente, até o que não é necessário contar eu conto.

Eu estou molhada, só com um simples beijo, imagina se ele me acariciar, vou ter um orgasmo, não é possível.

Vou até meu guarda-roupa e pego uma calcinha, jogo uma agua rápido no corpo e me visto rapidamente, com certeza ele vai pensar que eu quero transar, porque quem toma banho assim do nada? Eu! Ou ele não pensou nada.

Volto pra sala e ele tá jogando o salgadinho pro alto e tentando pegar com a boca, dou risada e ele para ao me ver.

-Por que você tomou banho?

-Porque eu quis, agora tem que ter motivos pra tomar banho.- digo tentando esconder meu nervosismo.
 
-Não tá mais aqui quem perguntou.

-Não foi um fora, para.- disse indo em sua direção.

Me sento na cama e me aproximo dele, deposito um selinho em sua boca e encho a mão de salgadinho.

Começamos a assistir outro filme, Tae passa seu braço pelo meu pescoço e nos distraímos, o celular do tae começa a apitar, de início ele ignorou, mas logo pegou pra conferir.

Fingi prestar atenção no filme, tentei diversas vezes ver com quem ele estava falando, mas todas foram falhas.

-Quem é?

-Uma amiga.- ALERTA PUTA, ALERTA PUTA.

Eu sou muuuuuito ciumenta, isso fez meu sangue ferver, ele respondeu sem tirar os olhos do celular, ele vem até minha casa, me beija, fica abraçado comigo e depois quer ficar trocando mensagens com amiguinha, da licença.

-O que é tão importante que não pode deixar pra depois ?.- disse com a cara fechada.

-Nada, perai.

-Taehyung da pra você dar atenção pra mim ?

-Oi, pode falar.- disse me olhando.

-Quero você todinho aqui, veio ficar comigo ou ficar no celular?

-Não posso fazer os dois?.- disse sorrindo.

Na mesma hora eu levantei e fui andado pro meu quarto.

-Onde você vai _______.

-Quando você estiver aqui eu volto.

Fechei a porta e fui pra sacada, já tinha parado de chover, estava frio, entrei pro meu quarto e peguei um casaca e voltei pra sacada, a brisa estava maravilhosa, eu amo frio, amo usar muita roupa, tudo fica bom no frio, menos na chuva, mas isso eu tolero. Sinto braços envolver minha cintura, fecho os olhos e tiro seus braços.

-O que foi __________? 

-Nada.

-Nada?

-Sim.

Ele se apoiou na grade da sacada e ficou me encarando, logo em seguida o céu.

-A lua está tão linda, o céu cheio de estrelas, nem parece que choveu. 

Não responde nada, apenas fiquei observando o céus.

-Greve de silêncio, é isso ?

-Não posso pensar em paz?

-Não precisa pensar, eu estou aqui pode falar comigo.

-Meu pensamento não me deixa só quando o celular dele apita.

-Tá com ciúmes, que fofinha.

-Fofinha é minha mão na sua cara.

-Eu adoro seu jeito quando fica com ciúmes.

-É a primeira vez que você me vê assim.

-Segunda, pensa que eu não vi sua cara no carro quando não te dei atenção ?

-Da um tempo taehyung.

-Não sou relógio.- disse sorrindo.

-Vou dormir, boa noite.- disse e sai andando pro meu quarto.

-Isso é um convite?

-Sim, um convite pra você se retirar.

-Se tá brincando né?

-Não, tchau.

-Ei, para de bobeira, eu estava brincando com você, vem, vamos voltar pra sala.- disse me puxando.

-Não quero taehyung.- disse fazendo bico. 

-Para de me chamar de taehyung, é tae.

-Grande diferença.- disse sorrindo.

-Vindo de você faz muita diferença.- disse e me deu vários selinhos.- Vem, vamos ver filme de terror.

Que raiva, não consigo ficar brava com ele, na verdade eu não fico brava com ninguém. Voltamos pra sala e como ele disse, vimos filme de terror, o filme acabou depois de três horas, tae olhou no celular e marcava 01:00PM.

-Preciso ir embora, tá super tarde.- disse se levantando.

-Não tae, você não vai me deixar aqui sozinha depois da gente assistir esse filme.-disse segurando seu braço.

-Amor tá tarde, preciso voltar pra casa, amanhã se você quiser eu volto tá.- disse me dando um beijo.

-Dorme aqui, amanhã de manhã você volta, é sábado e você não trabalha, porfavoor.- disse olhando-o com a cara mais pidona que eu consegui fazer.

-Tá bom, eu fico.- disse me abraçando.

-Vem, vamos ver mais um filme.

E com o pique que a gente estava vimos mais um filme, três em uma noite, pro tae é muito, mas pra mim e pra (sua prima) é pouco, o filme acabou e o tae já não aguentava mais ficar parado, era 04:30PM quase cinco e a gente acordado.

-__________, vamos dormir, eu to com sono já, me desculpe, mas eu não aguento mais ver filme.

-Tá né, vai querer tomar banho?

-A gente vai transar?

-Não, nossa taehyung.

-Então não.

-Sério mes....- ele me cortou.

-To brincando amor, quero sim.- disse sorrindo, me fazendo sorrir aliviada.

Fui até o quarto e peguei uma toalha, por sorte, eu tinha algumas roupas de menino em casa, e samba canções, eu particularmente adoro dormir de samba canção, já as roupas, são do Namjoon, calma, eu não dormi com o Namjoon, alguns finais de semana o nam e minha prima ficaram aqui e com isso ele esqueceu algumas peças de roupa.

Voltou pra sala e começo a arrumar tudo, coloco o sofá no lugar, jogo as embalagens fora, varro o chão e por fim lavo a pouca louça que tinha na pia, volto pro quarto e bato na porta do banheiro.

-Tae posso entrar?

-Opa

-Só quero escovar os dentes, nada mais.

-Claro amor, o banheiro é seu.

Entrei e o box estava fechado, fiquei tentando ver algo, mas só foi em vão, começo a escovar meus dentes e lavo o rosto, acabo tudo e saio do banheiro, arrumo a cama e me deito.

Depois de poucos minutos tae entra no quarto só de samba canção, ele quer me matar só pode. 

-Menino que calor é esse que você está sentindo?

-O que você me faz ter.- disse sorrindo.

-Você está demais.- disse sorrindo também.

Ele deita ao meu lado e me abraça.

-Quando te chamei pra sair, não imaginei que iríamos terminar a noite na cama.

-Do jeito que você tá falando, parece que transamos.

-Hahahahahaha 

-Tae vai dormir, que seu mal é sono.- disse e me virei de costas pra ele que logo me puxou para mais perto de seu corpo.

Sentir sua respiração em meu pescoço era uma sensação muito boa, tae depositou beijinhos em meu pescoço, isso acabou me excitando, fechei os olhos e contei até dez.

-Não vou fazer nada além do que você permitir.

-Tá .-disse bem baixinho, talvez ele nem tenha escutado.

 

 

 


Notas Finais


Bom como vocês viram, no próximo vai rolar hentai, eu juro que dei meu melhor pra escrever o próximo capítulo, nunca fiz algo parecido então porfavoor, relevem se eu errar em algo (nem postei mas já estou apreensiva) Eai gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...