História Colors on Fire - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bebida, Jikook, Namjin, Romance, Vsuga, Yoonseok
Exibições 42
Palavras 2.767
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Adivinha quem eu cheguei mais cedo, numa sexta com capítulo frexquinho saindo do forno? Acabei de terminar o cap. então não revisei, ou seja, relevem os erros.
Avisando que as aspas indicam um pensamento dos machos e é isso, bom capítulo, bejunda.

Capítulo 3 - Laranja


Fanfic / Fanfiction Colors on Fire - Capítulo 3 - Laranja

 

 

Tae já estava preocupado com o sumiço que Yoongi havia dado em pouco tempo, tudo tinha acontecido muito rápido, Jimin o puxando no meio do beijo, o beijo que receberá de Yoongi.

Depois de tanto tempo, depois de tantos moles, depois da sua declaração pra Yoongi, tudo havia mudado, parecia que tinha tirado o peso de um elefante de suas costas e ganhado o peso de três mamutes.

Um fora, um fora foi o suficiente pra ele perceber o que estava acontecendo em sua volta, o amor de Yoongi, que estava na cara, mas ele não queria aceitar de primeira, mas agora ele tinha que aceitar de segunda, ainda mais que a segunda vez foi quando ouviu de sua própria boca o ‘’ me desculpa Tae, mas eu realmente amo Hoseok ‘’, é... Ninguém é perfeito, certo?

Tae sabia, já havia se acostumado, mesmo que de uma maneira forçada, o seu amado amando Hoseok, ‘’se ele soubesse o quanto eu queria essa sorte’’... Sorte, uma coisa que Tae nunca acreditou, mas de uma certa forma, usou o termo para definir o ciúmes que sentia de Hoseok.

Ter Yoongi o olhando com desejo, ter Yoongi sorrindo para ele todo dia, o abraçando, o amando... Todos esses pensamentos perseguiam Tae, todos os dias, ver Yoongi o ignorando, dando mais atenção para Hoseok, o amando mais que tudo, ele estava ficando louco, e ele já estava aceitando sua loucura.

Até aquela noite.

O beijo que pegara Tae de surpresa, definitivamente tinha o confundido como nunca, ter os lábios de Yoongi nos seus, poder telo nem que fosse por dez segundos, isso definitivamente acabou explodindo milhares de fogos de artifício no estômago de Tae, não era aquele clichê de borboletas, borboletas eram leves, eram pacíficas, aquele beijo agitou cada átomo do corpo de Taehyung, explodiu o último fio de sanidade que ele guardava a sete chaves no lugar mais obscuro de seu corpo, teria que manter a sanidade perto de Yoongi, mas o mesmo tacou fogo nesse fio com apenas um selar de lábios.

‘’Chega de pensar nisso Taehyung, vai atrás dele agora!’’

Pediu para seu amigo de trabalho, Baekhyun  para segurar as pontas enquanto ia resolver um problema, e que problema.

Rodou todos os cantos da boate atrás de Jimin, até achá-lo com Jungkook.

- Jimin – disse, o puxando para seu lado, deixando Jungkook com um semblante confuso.

- Eu sei que está com raiva de mim, desculpa mesmo Tae, mas...- Jimin mal terminou suas desculpas quando Tae calou sua boca com a palma da mão.

- Eu nunca ficaria com raiva de você, e você sabe muito bem disso, enfim, eu quero saber onde está Yoongi, você tem ideia de onde ele se meteu?- ao terminar a pergunta, tirou a mão da boca de Jimin, para que ele pudesse finalmente responder.

- Deve estar do lado de fora...- Jimin parou um sua fala por um momento, encarando Tae, com um olhar preocupado - ... Com Hoseok...- Quando Tae se viu para ir em direção, sentiu o braço ser segurado por Jimin – Por favor, não se machuque Tae, eu não suportaria ver você triste por causa de macho...

- Relaxa, eu sei me cuidar, vou ficar bem, agora volte para seu companheiro de dança- Deu um sorriso fraco e apontou para Jungkook, que estava olhando fixamente para os dois, a procura de respostas para uma pergunta que não foi dita. Tae acenou e pediu um ‘’desculpa’’ silencioso, e se dirigiu enfim, para fora da boate.

Depois de muitas mãos bobas e de cantadas clichês, conseguiu chegar a saída, vendo os cabelos verdes de Yoongi, que estava parado no meio da rua, com a cabeça levemente abaixada. Não demorou muito para chegar perto do mesmo.

- Yoon...- Percebeu que o esverdeado estava chorando, e ficou em choque por um momento.

‘’ O que caralhos o Hoseok fez agora? ‘’

Depois de ser dispensado pela segunda vez, resolveu voltar para dentro da boate, o seu turno ainda não tinha acabado, e precisaria unir todas as forças que tinha, para não sair dali e socar a cara se Hoseok.

Tinha que segurar essa vontade, que se concentrar no trabalho, precisava parar de pensar naquilo.

Ao chegar a uma distância boa do balcão, viu o quão atrapalhado Baekhyun estava, riu consigo e se dirigiu para dentro do balcão, atendendo alguns desconhecidos e alguns rostos que já vira em outras noites, mas não sabia os nomes.

Continuou assim por uns dez minutos, até ter sua atenção sendo chamada pelo homem mais alto, e de cabelos azuis, que tentava de uma maneira bizarra, chamar a atenção de Taehyung levantando os braços freneticamente.

- Voltou para a Terra?! Até que enfim Taetae!- Namjoon estava sorridente, como sempre, mas hoje havia algo em seu sorriso que o denunciava, ou seria a mente de Tae o pregando uma peça?

- Desculpe, o que quer Sonic?- O apelido tinha pegado, quando Namjoon tentou pintar pela primeira vez o cabelo de azul. Bom, já devem ter imaginado o resultado, não?

- Queria te alugar, quando você sai?- Namjoon era um amigo de longa data de Tae, então era normal estar o perturbando no trabalho.

- Que horas são?- Tae havia se perdido no meio da confusão toda, não sabia mal como ainda se mantinha em pé, imagine as horas?

- Falta meia hora pras três.

- Saiu daqui umas meia hora, me espera?

- Claro cospobre de GD.- Sim, mais um apelido, dessa vez o que aconteceu foi que Tae tinha comprado o tom de tinta errado, esse dia, Tae nunca iria esquecer dele, e se dependesse de Namjoon, não iria esquecer mesmo.  

Depois de mais alguns copos de bebidas, pode finalmente sair de seu turno, se despediu de Baekhyun e foi ao encontro de Namjoon, que o esperava sentado em um canto do balcão.

- Sim, o que você queria tanto conversar?- Disse Tae, que já estava sentando ao lado de Nam.

- Bom, vim trazer novidades...- ‘’essa não’’-... Então, sabe aquele garoto que eu te falei, o mal educado bonito?- ‘’ que porra é?... AH ‘’- Então, ele estava aqui hoje, e eu consegui seu número, e finalmente um nome!

- UOOOOOOU!, parece que temos um novo casal na área!- Disse, dando leves cotoveladas no braço de Namjoon e recebendo um tapa fraco nas costas.

- Não seja assim... Mentira, seja assim, encha minha bola, meu deus, aquele garoto é muito lindo, caralho.- Ambos caíram na risada com a fala de Namjoon.

- Qual o nome da princesa do Rapmon?- Disse Tae, que até o momento estava esforçando um falso entusiasmo, não que não estivesse aprestando atenção, estava, mas falar de macho as quatro da manhã depois de tudo que aconteceu ainda agora com o mesmo, era pedir demais né?

- Jin...

“Não pode ser...”

- Pera, ele é loiro e tem um bocão? – Tae tentou imitar os lábios do seu Jin para Namjoon, o que fez o outro rir.

- Sim, por quê?

- Eu conheci um Jin hoje, ele é muito legal! Já shippo! – Lançou um sorriso de criança e começou a fazer vários corações com as mãos para Namjoon, que já estava chorando de rir do Aegyo sem jeito se Tae.

- Pare, pelo pingo de dignidade que você tem Tae!

- Que dignidade? – Disse fraco, sem perceber que Namjoon o encarava com um semblante preocupado.

- Wow, desculpe Tae, o que houve? Ein? Yoongi de novo?.

Já era rotina para Namjoon ouvir o amigo falar sobre Yoongi, nem sabia contar o tempo que Tae falava sobre tal, era bom ouvir o amigo tão apaixonado de primeira, até incentivou o mesmo a se declarar para Yoongi, e ele o fez, porém, com o fora que levou, ficou tão triste que contagiou Namjoon.

- Sim, você não sabe o que aconteceu hoje... –  Tae fitava Namjoon, e o mesmo o encarava como se pedisse para prosseguir o que estava contando, então Tae continuou–  ...  Ele me beijou...

- Pera, quê? Não era pra você, sei lá, ta morrendo na pista de dança com um sorriso de orelha a orelha e todo feliz pulando feito um leso que tu é? Por que tá assim Tae? – Namjoon olhava agora para Tae com um olhar tristonho, esperando sua resposta que não tardou a vir.

- Eu não sei... é que, cara, porra, eu não sei, ele vem, me destrói e faz isso, e eu realmente achei que podia ter ele pra mim, entende? – Tae encarou Namjoon, que apenas moveu a cabeça em confirmação – Aí vem o Hoseok e... Aquele babaca, porra, ele não sabe a sorte que tem... – Nesse instante, Tae ouviu uma risada alta e descompensada no seu lado, sentindo leves tapas de Namjoon no ombro dele como se dissesse ‘’ Que piada boa essa ein ‘’

- Sorte? Sorte o caralho, olha pra você Tae, qual é?! Vai se desvalorizar assim? Você jura isso pra mim?! Tae, a quanto tempo somos amigos? – O azulado se virou para Tae que o encarava com um olhar confuso – Viu, nem eu sei, se fosse contar os anos seria o mesmo que contar quantas vezes você falou de Yoongi para mim, e seria muito cansativo, sério, enfim, você é uma pessoa maravilhosa Tae, e nunca deixe de pensar nisso, se você não acha que é especial, quem vai achar? Agora para de pensar nisso, deixa Yoongi de lado e vai ser feliz sem ele, ao menos tenta, por favor, por você... – Namjoon encarava Tae a procura de uma resposta, e o mesmo apenas sorriu fraco.

- Okay, vou tentar, mas você vai ter que fazer um favor para mim, está bem? – Namjoon apenas sorriu fraco ao ouvir que o amigo iria pelo menos tentar, e já estava feliz pela possibilidade de ficar um dia sem o ouvir falar do amado.

- E o que seria este favor, majestade?

- Você vai mandar mensagem para o Jin e vai combinar um encontro, simples. – Tae agora estava risonho e isso animou Namjoon, pena que por dentro Tae estava triste como nunca, ainda confuso e agora que disse que iria seguir em frente, e que iria tentar, estava disposto a isso, mas ainda sim algo o incomodava, parou de refletir sobre tudo ao ouvir Namjoon pigarrear uma resposta.

- Como se eu não tivesse pensado nisso, gênio, mas vou sim, e você vai continuar em frente, certo?

- Certo. – Confirmou Tae com um sorriso largo e verdadeiro, recebendo outro de Namjoon.

Eram quatro e pouco da manhã e ele não queria mais sentir o cheiro da boate que amava, queria apenas sentir o cheiro de seu perfume em sua cama, então apenas deu um abraço em Namjoon e se dirigiu para casa, entrando num táxi e aproveitando o percurso para pensar no que faria dali em diante.

Era certo que tentaria, com todas as forças seguir, entendam, Tae já estava sendo machucado demais com Yoongi, gostava muito dele, gostava não, o amava, mas quando você sente seu coração sendo dilacerado por um amor não correspondido, está na hora de seguir em frente e sei lá, apenas viver sem nenhuma preocupação com segundos, e era isso que estava decidido a fazer, sabia que o caminho que tomaria iria ser difícil, solitário e em alguns momentos ele pensaria em desistir e voltar para os braços de Yoongi, que nunca foram seus, mas ele se contentaria apenas com o sorriso do mesmo, mas logo pensou que Namjoon estaria do seu lado, o apoiando, e deixou a idéia de desistir de seguir em frente de lado, precisava fazer isso por ele, precisava se curar de Min Yoongi de uma vez por todas.

‘’ Vai ser difícil, mas eu vou ter que ser forte, eu preciso deixar aquele branquelo de lado e me cuidar ”

Quando se viu na porta de casa, apenas pagou o taxista e desejou boa noite, saindo do carro e se dirigindo para dentro do prédio tão conhecido por ele.

Ao entrar, sentiu o telefone vibrar ao avisar que recebia uma nova mensagem.

 

 

                                                                                         HOSEOK 

 

‘’ Eu sou um idiota ‘’

Era tudo que Hoseok conseguia pensar ao entrar no táxi e deixar Yoongi aos prantos. Sentia todas as lágrimas que se atreveram a rolar por suas bochechas e o olhar do taxista que estava preocupado com a briga que presenciou, Hoseok não podia crer no que tinha visto, Yoongi beijando outro, logo depois de ter o beijado, isso era demais.

‘’ Eu idiota? Ele é um idiota ‘’

Hoseok já estava se perguntando a dias antes do aniversário do Jimin o que aconteceria, e nunca pensou que essa possibilidade viesse a realidade, sabia que Jimin o iria influenciar a beijar Yoongi, mas não sabia que o mesmo iria beijar Tae, não mesmo.

“ Por que eu estou me importando tanto? Qual é? Ele é ele, ele pode beijar quem ele quiser, para de ser idiota Hoseok “

“ Você sabe muito bem o porque de está se importando seu babaca, você gosta dele “

“ Vai tomar no cu, eu não gosto dele, eu só... esperei que pelo menos fosse verdade as juras de amor que ele me falou “

“ Você gosta dele, pare de negar “

“ Ele me falou toda aquelas coisas, ele não gosta mais de mim “

“ É claro que ele gosta babaca, vai falar com ele agora! ’’

- Vai se foder– Quando Hoseok se deu conta, xingou alto demais, e teve os olhos do taxista o olhando com bastante atenção.

- Hm? – O motorista o olhava esperando uma resposta pro xingamento que acabou de ouvir.

- Nada! – Hoseok estava corado, e graças o motorista não o dirigiu a palavra perguntando algo sobre o seu xingamento.

‘’ Já não basta chorar na frente dele, brigar na frente dele, ainda o manda se foder? Francamente ‘’

- Filho, chegamos – Hoseok voltou sua atenção para rua tão conhecida por ele, e quando puxou o dinheiro do bolso para pagar o taxista, o mesmo o falou com ele.

- Filho, eu posso estar sendo muito intrometido, e me desculpe, mas nos meus dez anos de casado, precisava falar com você sobre seu namorado ou amigo ou o que quer que seja, eu ouvi sim sua briga com tal, e preciso falar pra você que, ele o ama, e dava para ver em sua cara, aquelas ofensas, esqueça elas, ele estava muito triste por tudo que passou, e claramente o álcool havia subido a sua cabeça, por favor, o entenda, o amor que ele sente por você é tão bonito, que você simplesmente não poderia jogar no lixo como uma embalagem qualquer. Sinto muito por me intrometer, mas iria suportar ver um amor como o que sinto por minha mulher ser desvalorizado. – Agora o taxista o fitava com um olhar doce, não esperando uma resposta de Hoseok.

Hoseok não falou nada, apenas entregou o dinheiro ao moço e abriu a porta indo em direção a entrada de seu apartamento e o abrindo. Ainda estava pasmo com tudo o que havia ouvido do taxista, e ele nem sabia o seu nome.

“ Ele tem razão...”

Adentrou o apartamento as escuras, ligando a luz, apenas trancou a porta e começou a se despir se dirigindo ao banheiro para tomar um banho e refletir sobre tudo que aconteceu hoje.

Ao sair do banho, ouviu o celular apitar, era uma mensagem acabara de chegar.

 

 

 

                                                                                         YOONGI

 

Depois de entrar no carro aos planos, falando as pressas o endereço para o motorista, ele finalmente parou para pensar no que havia acontecido. Estava fedendo a bebida e deu graças a todos os seres celestiais por não ter dirigido para casa, mas ainda estava abalado com o que havia acontecido ainda há pouco.

“ Eu realmente, não sei o que fazer, esse babaca aparece quando eu quero seguir em frente, porra, eu amo ele ‘’

O primeiro pensamento que teve depois de tanto choro, foi com Hoseok, não era nenhuma surpresa não é mesmo?

“ Porra, eu magoei o Tae, meu deus, onde eu vou botar minha cara agora? ‘’

Já havia se acalmado, estava com a respiração normal e as lágrimas pararam de rolar, tudo que restava para o mesmo era entrar em casa, tomar um banho demorado, tomar um remédio para dor de cabeça e ir dormir, finalmente, dormir.

Não demorou muito para chegar em casa, pagou o taxista e subiu para o apartamento, quando entrou, mal se deu conta do que estava fazendo, apenas digitou a seguinte mensagem :

SUGA: ‘’ espero que você se foda ou me foda, adeus ’’

Deitou em sua cama e com facilidade dormiu.


Notas Finais


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH
Socorro, me digam se está bom e tals por que sim hehe, obrigado pelos fav. beijunda, até mais <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...