História Com amor, Eu - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amizade, Casamento, Família, Gravidez, Romance, Traição
Exibições 3
Palavras 334
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Tan-tan-taaaaaaan (*t*,)

Capítulo 4 - Primeira Carta


Aratuba, 1º de setembro de 2016.

Olá, querida pessoa.

Espero que, quando você ler isto, já tenha deixado de ser a trouxa que você sabe que é e se tornado a pessoa decidida que tanto almejamos. No entanto, se você ainda é do tipo que se submete aos outros por simplesmente não mostrar opinião própria, saiba que eu estou aqui, com medo de dizer aos meus pais que quero fazer intercâmbio, porque sei que vão ignorar meu desejo, esperando (im)pacientemente que você acorde para a vida e vá para Londres no próximo voo que sair de Fortaleza para a terra da rainha.

Se quiser uma forcinha, eu posso ligar para a agência de intercâmbio agora mesmo.

Tudo bem, eu sei que você prefere agir por si mesma. Não vou forçar nada, mas você bem que podia se apressar, né? Não aguento mais ficar nesse projeto de fim de mundo que se chama Aratuba, e posso apostar que você também não.

Nós duas sabemos que ter medo não ajuda muito. Pelo menos, não quando tudo o que você quer é ser livre para escolher o curso que quer seguir na faculdade ou quando já não aguenta mais sua amiga falsa e tudo o que você quer é jogar na cara dela que é uma grande vaca e que quer que ela vá pastar bem longe de você. O medo também não ajuda se você não aguenta mais o namorado idiota da sua mãe ou então seu próprio namorado idiota. Ficar calada e com medo também não vai melhorar nada se você é abusada - não importa como ou em que sentido - e tudo que precisa é falar para alguém para que possa voltar a viver.

Nós duas sabemos e somos medrosas mesmo assim. Merecemos uma boa tapa na cara, não acha? Mas é melhor que seja uma tapa literária do que uma tapa literal. E vou me certificar de que você receba essa tapa nas próximas cartas.

Passar bem, querida pessoa.

Com amor,

Eu.


Notas Finais


E entãããããããão??? (*u*)
Beijoooos! *3* *3* *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...