História Com Amor Nerd - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amorjovem, Colegial, Nerd
Exibições 35
Palavras 1.464
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi amores! Prontos para mais um capítulo de Felina?
Bom eu não sei quanto tempo eu fiquei sem postar. Mas como prometido estou de volta (antes do tempo que dei) Eu peguei o celular ontem... Eu queria já postar ontem mas a dor de cabeça não deixou.
Pelo o título do capítulo, vocês já podem imaginar que lá vem coisa.
⚫Sejam bem vindos novos leitores.
⚫Obrigado pelos comentários do CAP 6.
BOA LEITURA!

Capítulo 7 - O Felipe gosta de você.


Capítulo 7 — O Felipe gosta de você. 

Angel Wolff's point of view

“As vezes olho para você e penso... Nossa como ela é linda. Só que em outras vezes você me  faz sentir como um idiota correndo atrás de você, tenho vontade de gritar " Hey eu estou aqui e sou louco por você " . Mas tenho certeza que você me olharia e diria que sou maluco. O que mais machuca é que todo mundo sabe o que sinto por você, e você Angelina é a única que não vê. Repare mais em mim, veja que por mais que eu discuta contigo, é só ciúmes e medo de perder o que nunca tive. 

Eu quero me declarar pra você e em breve farei isso só preciso de tempo. Lembre-se : Eu sou aquele que você menos imagina. 

Com Amor Nerd ”

Dobro a carta e guardo no bolso da mochila, a sala estava na maior euforia já que o sinal havia batido a dois minutos, assim que sai da sala só via um bando de alunos correndo, mais parecendo um bando de malucos em uma fuga do hospício. Sou empurrada para fora da escola e encontro Jess na portaria, irei a casa dela para fazer um trabalho de Artes. Começamos a andar lado a lado em direção ao estacionamento, enquanto ela fala sobre o que vamos fazer eu finjo prestar atenção,  mas meu pensamento viaja em outra pessoa, me lembro do Felipe, de repente começo a relacionar o Nerd com Felipe. 

 — De onde você tirou isso? 

— Eu ouvi a Skylight falando no Shopping. 

Volto a subir as escadas. 

—Eu não tenho nada com ela. — Ele diz se explicando. 

— Por que está se explicando? — me viro pra ele. 

— Por... Que... Eu.. Não sei.”

Não. Não. E não. Eu devo ter bebido muito café hoje não tem nem cabimento, eu nunca olharia para ele dessa forma e ele muito menos, imagina o Felipe chato e careta vai ser o Nerd que é todo fofo e romântico. Felipe gosta da loirinha burra lá. Respiro fundo e levo um susto com o grito de Jess :

— Angelina Wolff's! — Jess parece irritada — Você está me ouvindo? 

— Não. — falo a verdade. — Preciso que me responda uma coisa. 

Ela parece se acalmar. 

— Manda! —Ela se escora no carro ficando de frente para mim. 

Respiro e inspiro e antes de perguntar fecho os olhos por alguns segundos. 

— Você acha que o Felipe gosta de mim? 

Ela grita. Tampo os ouvidos, como sempre escandalosa. 

— Finalmente! 

—Finalmente? — Pergunto, entorto os lábios. 

Ela segura meus ombros e me balança ou melhor me chacoalha. Jess sempre foi assim, louca sabe. 

— É, finalmente você percebeu que o Felipe gosta de você. 

Perceber o que? É,  impossível ele nunca demonstrou e por que ele gostaria? Já  que sou grossa e idiota com ele o tempo inteiro. A não ser que ele seja masoquista, por gostar de uma pessoa que só o machuca. Mas uma tia (mãe de Felipe)  me disse uma vez, que quem gosta não escolhe, quem realmente manda e escolhe é o coração. 

— Como sabe disso? — Jogo minha franja para o lado. 

— O jeito dele com você, quando ele olha para ti os olhos brilham e ele fica todo sorridente quando vê que você não faltou na escola. O jeito que olha para você enquanto brigam, e também teve a vez que quando vocês ficaram presos na sala do zelador...Enfim ele é louco por ti. 

Fico calada sem saber o que dizer, sem saber o que fazer. Jess pode estar certa, mais ainda há um fio de razão e juízo nisso, isso pode ser só mais das teorias malucas de Jessica. Por mais que um lado pense assim, o outro lado está se segurando para não ir agora até a escola e ver se encontro Felipe para perguntar a ele se isso é verdade, se ele gosta de mim e se ele é o meu Nerd... E se ele for eu tenho que admitir que cada palavra que ele escreveu, cada conselho, me fez se apaixonar. Tenho certeza que não é ele até porque o Nerd já falou do Felipe... É isso ele não é o Nerd é só uma coincidência. 

A não ser que seja um plano dele para despistar. 

Não! 

ELE NÃO É O NERD! 

Ok.

Respire Angel.

Ahhh eu tô pirando...

Agora virou questão de honra, eu vou descobrir quem é o Nerd e eu tinha um plano esquematizado na cabeça, e eu já tinha uma parceira para isso,eu iria descobrir finalmente quem é. E seria amanhã, todo dia ele deixa uma carta em meu armário, e tenho certeza que ele chega antes de todo mundo na escola. Eu tenho que tirar essa dúvida, antes que eu acaba pirando. 

— Angel você está pensativa, o que aconteceu? 

Será que devo contar? Ela é minha melhor amiga, e vai me apoiar. 

—Eu te escondi uma coisa. —Falo enquanto ela está dirigindo. 

Jessica tira os olhos da estrada por um instante. 

— O quê? — sua voz sobressai. 

—É.... Faz um ano que ando recebendo algumas cartas. — Ela abre a boca para me interromper,mas  eu não deixo — Deixa eu falar depois você comenta... Nas cartas estão escritas palavras de amor e eu não sei quem é, porque a única coisa que ele deixa é uma assinatura no fim da carta, desculpa não ter contado antes foi insegurança eu acho... Acho que agora é a hora de te contar, isso porque eu tomei uma decisão. 

— Qual? 

— Preciso de sua ajuda para descobrir quem é o Nerd. 

—Esse é o pseudônimo dele ?—concordo —Eu ajudo, já tem um plano? 

— Sim é simples. 

[...]  

Peço para ela me deixar em casa, já que vou dormir na sua casa, começamos o trabalho de Artes lá mesmo. Entro em casa e escuto risadas vindo da sala, logo reconheço as vozes de minha mãe e Tia Sandra. Assim que entro na sala não vejo apenas as duas, mas Felipe também, faz uns dias que a festa aconteceu e desde então não falei e nem vi ele. Quando entrei na sala, ele desviou o olhar para os sapatos. 

— Oi gente. — Cumprimento. 

Tia Sandra se levanta e me abraça e me puxa para sentar entre ela e Felipe. 

— Oi Felipe — Me viro para ele. 

—Oi. — Ele diz mais sem olhar para mim. 

— Felipe cadê  a educação? Olha para sua prima enquanto ela fala com você. — Tia Sandra o repreende. 

Ele levanta a cabeça e mira os olhos em, os olhos verdes por trás dos óculos, aqueles olhos intensos. Ele curva os lábios em um sorriso falso. O que ele tem?! 

— Felipe preciso falar com você. 

Me levando e o puxo até a piscina, antes percebo o olhar da minha mãe. Quando chegamos na piscina eu largo sua mão, e cruzo os braços. 

— O que você tem? — Pergunto e ele está de costas. 

— O que você tem? Já que estou te tratando você dá mesma forma que sou tratado.  — Sua voz está diferente, mais grave. 

— Foi por que eu beijei o garoto na festa? — Eu precisava perguntar. Estava engasgado. 

Sou cara de pau. Eu sei. 

— Está insinuando que senti ciumes? Se ache menos Angelina. 

— Você está estranho. —comento —Mais do que o normal. 

— Não consegue né? — Faço cara de dúvida. —Ficar dois minutos sem me insultar. 

Ele começa a caminhar para dentro novamente.  Mas eu  o barro ficando a sua frente. 

— Desculpa. — Engoli todo meu orgulho agora. 

Ele não diz nada, só continua a andar. Um vento passa pelo meu corpo e eu me abraço. 


(Uma hora depois)


Ligo para Jesus para ela vir me buscar, e deixo no viva voz enquanto arrumo minha bolsa de roupa e acessórios. 

—Você já pensou na possibilidade de ser o Felipe? 

Eu estava com raiva dele, só de ouvir o nome. Eu fui gentil pedi desculpas e o que ele fez? Simplesmente virou as costas para mim. 

— Angel está aí? — Jess me faz despertar. 

— Estou. 

— Então  reponde minha pergunta. 

Suspiro cansada. Olhando para a janela vizinha, onde Felipe está tocando violão. 

— Sim, mas descartei a ideia. 

Trazer Jess para o meu lado, será uma boa ela sempre descobre as coisas, e pelo menos tenho alguém para compartilhar meu segredo e eu confio nela. Deus escolheu minha melhor amiga a dedo, e eu a amo como uma irmã que Catherine jamais foi.  

Ah por que meu primo tem que ser tão bonito. 

Penso ao ver ele tocando seu violão. 

Ele não é bonito Angelina, ele é só ajeitado. Isso, apenas um feio arrumadinho. 









 





Notas Finais


Bom vamos por partes :

A) Me digam o que estão achando se preciso mudar alguma coisa.

B) Eu tenho uma nova estória em mente o nome é “ Noiva em fuga. ”

C) Eu pensei em criar um grupo no Wpp, vocês podem deixar o número nos comentários e eu crio o grupo, só se quiserem.

D) Sou Catarinense... E infelizmente aconteceu essa tragédia ontem. Então se eu tiver algum leitor de Chapecó, força e fé. #ForçaChape

Favorita, Comenta, compartilhe.

Um beijo, até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...