História Com um K é dois T - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescentes, Diversão, Escola, Romance
Visualizações 7
Palavras 909
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Os comentários me inspiram muito então comentem para ficar cada vez melhor essa fic! Boa leitura!!!

Capítulo 6 - Olhares confusos


Fui para casa, depois da aula iríamos para casa do Joe e do Beto, Choe iria vir me buscar, coloquei um moletom qualquer é fiz um coque, mamãe  tinha deixado lasanha de microondas, comi conversando no grupo que Choe fez, acho que ela só me adicionou mas não importa. Choe chegou estava linda, seu cabelo estava parecendo um leãozinho, dessa vez usava um moletom azul bebê e colar das reliquias da morte, e fomos para casa do Watson. Tocamos na campanha, uma mulher morena, e olhos azuis, que usava um lindo vestido preto abriu a porta:

- Oi Choe, você deve ser a Kattherine?

- Ah sim.- eu falei olhando para a moça.

- Eu sou Lucy Watson, mãe dos abençoados - ela falou com o mesmo olhar que Joe fazia quando era sarcástico.- entrem podem se sentar, fique à vontade Kattherine, vou chamar as pestes.

Nos sentamos a casa era linda, a maioria dos móveis brancos, um homem alto, loiro, devia fazer academia, usava roupa social, muito alinhada falou:

- Choe tanto tempo, não te vejo faz uma semana, desculpa ser indelicado mas não sei seu nome.

- É Kattherine, sou amiga dos meninos.

-  Ah Sou Edward sou pai dos meninos, só amigos mesmo?

- Mesmo só amizade - eu disse muito rápido.

- Ata, com licença tenho de ir trabalhar, quer que eu chame os meninos.- disse Edward tropeçando  no tapede branco.

- Não precisa, Lucy foi chamar Já mas obrigada- eu disse Choe estava ligando a TV com certeza ela quase morava lá.

- Ela é sempre educada assim Choe?- e derrubou as chaves, era muito desastrado como o Beto.

- Por enquanto!- disse Choe.

- Que bom, boa tarde.- e saiu sem derrubar  nada.

- Oi, já conhecerem meu pai e minha mãe que bom odeio apresentações.- disse Joe sentando do lado de Choe roubando o controle.

-Tchau, vou trabalhar, não preciso dar uma de mãe boazinha e mandaram tomar cuidado, coisa que vocês nunca fazem?

- Tchau mãe - os dois falaram juntos.

- Vocês são muitos iguais, meu Deus! - eu falei, é no mesmo momento Choe empurrou Joe para o chão.

- Vamos assistir...- Joe se levantou é bateu no sofá fazendo som de suspense.- SUPERNATURAL!

- Pode ser, Choe faz pipoca é eu mostro a casa para Kattherine ok?- Disse Beto se levantando e arrumando o moletom, como sempre fazia.

-Pode ser- Choe andou para a Cozinha.

- Vamos começar por aqui...- andamos em um corredor branco também, Beto abriu uma porta- Esse é o quarto do Joe! - a cama era branca, os lençóis bagunçandos, tinha um armário preto, e uma mesinha cheia de fios, cadernos, papéis, e uma TV. E saímos Beto entrou na porta em frente é falou:

- Esse é o meu quarto,- No centro tinha uma cama, com lençois azuis, o armário não tinha portas como o meu, e tinha muitos tênis.- aqui tem um skates - era uma parede com absolutamente nenhum móvel, cheio de pôsters, skates como ele disse - aqui tem uma pista, podemos ir lá um dia.

-  Boa, aí posso ver vocês dois caindo.

- A gente é bom, somos melhores que o Oliver é Patrick.- para ir mais rápido Beto foi apenas nomeando as portas - Quatros dos meus pais, Escritório da mamãe aqui você encontra lápis de cor a vontade ela é arquiteta, Escritório do papai nada de interessante ele é engenheiro civil...

- Calma uma arquiteta com um engenheiro civil?

- Sim estranho né, vamos voltar e ver a Cozinha.

Voltamos quando entramos me surpreendi a Cozinha ser preta diferente do resto da casa, era bem mordena, muito linda. Beto estava puxando uma parede falsa que tinha um porta temperos embutido lindo e falou:

- Essa e a adega...- era linda, tinha um balcão de mármore acho, e muita bebida das mais variadas, e bancos pretos, Beto ligou as luzes que ainda deixava o ambiente escuro só iluminando o necessário.- Meu pai é mamãe, que fizerem, foi uma briga, gostou da casa?

- Amei sua casa é linda!

Nesse momento Beto arrumou o cabelo com a cabeça baixa, é olhou fixamente para mim, as luzes aquele olhar, seu cabelo bagunçado, era muito sexy mais sexy que a foto, e me pego dando um sorriso para ele,  eu acho que nem sabia o que tava fazendo e gaguejou a falar:

- É va-vamos para a sa-sala.- não falamos nada o caminho, Joe já tava com a série pausada Beto sentou no outro sofá, evitei olhar para ele, coisa que não fiz Muito. Depois de três episódios já estava escuro, Joe se ofereceu me levar, e Beto Choe, não dei um beijo de despedia nele como sempre, e segui o caminho com Joe que quando pegou uma certa distância deles falou:

- O que aconteceu quando Beto tava te mostrando a casa, não minta eu vi olhares de vocês, mesmo vocês disfarçando muito mau, Caralho vocês são péssimos, fala.

- Ok, - eu respirei fundo e comecei a falar.- na adega bar sei lá, ele me olhou com aquele olhar sexy pra porra e eu sorri.

- Vocês fertarem é isso?

- Não! - eu quase gritei.

- Ele mexeu no cabelo, e olhou como se você fosse a coisa mais linda do mundo, que seus olhos fossem um mar infinito?

- Que como assim? Como você sabe?

- Porque é assim que os Watson fertem, mesmo quando não querem.- Joe falou sorrindo.

- Ta ele não queria é provalvelmente vamos agir normalmente amanhã, não conta para ele? 

- Pode deixar, entregue Boa noite.- Joe saiu, abri a porta mamãe estava trabalhando, não comi nada é fui dormir.




Notas Finais


No próximo capítulo fará um adiantamento na história traduzindo vai falar dos acontecimentos porém de forma rápida apenas para não deixar em branco... tenho muitas coisas em mente se continuar contanto dia por dia as partes boas vão demorar mas prometo que vão gostar!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...