História Combate: Winchester VS Salvatore - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Castiel, Damon Salvatore, Dean Winchester, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Enzo, Freya Mikaelson, Jo Harvelle, Josette "Josie" Saltzman, Katherine Pierce, Lexi Branson, Lilian "Lily" Salvatore, Lucas "Luke" Parker, Malachai "Kai" Parker, Malachai "Kai" Parker, Matt Donovan, Mikael Mikaelson, Olivia "Liv" Parker, Personagens Originais, Sam Winchester, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood, Vincent Griffith
Tags Salvatore, Spn, Tvd, Vampiros, Winchester
Exibições 13
Palavras 1.475
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olaaaaaaá!!!
Sentiram saudade? Sim? Então matem a saudade comentando o capítulo.
Por favor, não deixem de comentar e dizer o que acharam. Obrigado, de nada.

Capítulo 4 - Atacada por... Alguém


Fanfic / Fanfiction Combate: Winchester VS Salvatore - Capítulo 4 - Atacada por... Alguém

BENNETT

  Bonnie olhou para os winchester realmente muito curiosa com a situação. Elena desviou seu olhar dos Winchester para Stefan e Damon que encararam Sam e Dean com firmeza.

  — Quem são vocês? — A voz de Caroline foi ouvida. — Vocês atropelaram nossa amiga?

  — Ah... Desculpa — Dean disse sorrindo. — Meu irmão está um pouco confuso hoje e...

  — NÃO. Dean espera — Sam diz cortando o irmão. — Desculpa... Mas, como você se curou tão rápido?

  Bonnie percebe no olhar de Dean uma certa desconfiança ao ver a forma com que Sam pregunta para Elena. Ela viu claramente que Sam não estava tão surpreso com a cura, mas sim  com o que poderia ter curado ela. Bonnie viu no olhar dos Winchester que apenas estavam esperando uma confirmação de algo, e não uma resposta de como uma pessoa poderia se curar de forma tão milagrosa.

  — Ela tem um organismo forte e um ótimo corpo... Quero dizer, um corpo muito forte — Damon entra na frente da Elena e estende a mão para Sam. — Damon Salvatore.

  Sam olha Dean por um momento e volta para Damon e o comprimenta com um aperto de mão.

  — Sam — Ele disse. — Esse e meu irmão Dean.

  Dean sorri e acena com a cabeça.

  — Esse é meu irmão Stefan — Damon gesticula com a cabeça.

  — Prazer — Disse Stefan.

  Bonnie sente o toque de Elena no seu braço e percebe o olhar preocupado da amiga.

  — Eles estão usando verbena — Elena sussurra para Bonnie.

  — Então eles sabem — Caroline comenta em um sussurro. Ela olha para os Winchester com frieza. — Sabem sobre nós...

  Bonnie olha para Elena.

  — Como sabe que estão usando verbena? — Bonnie pregunta.

  — Por que eu hipnotizei eles — Elena diz vendo Stefan apertar a mão de Dean. — Ou... Tentei pelo manos.

  — Já chega — Caroline diz.

  Bonnie não intende o comentário de Caroline até que ela avença para frente e fica de frente aos winchester. Ela cruza os braços.

  — Olha — Caroline começa. — A conversa está fascinante mas... Eu e a minha amiga estamos um pouco atrasadas para um dia só de garotas e... Então tchau. Vamos Elena!

  Bonnie pega na mão de Elena e sai em direção a saída do bar a passos largos, Caroline vai atrás. Elas saem do Grill suspirando em uma mistura de alívio e preocupação.

  Elas param na porta do Grill.

  — O que foi àquilo? — Caroline pergunta aflita. — Você não conseguiu hipnotizar àqueles caras?

  — Elena já disse que não — Bonnie responde. — Eles...

  — Como assim — Caroline diz. — Eles sabem sobre nós!? O que eles são? Caçadores?

  — Talvez — Bonnie diz.

  Elena iria comentar algo mas elas pararam de conversar ao ver os winchester saírem do bar novamente e olharem para elas de forma curiosa.

  — Olha, desculpe — Dean começa. — A gente não queria atrapalhar nada.

  — É — Sam disse olhando Elena fixamente. — Foi um prazer...

  Damon e Stefan saem do Grill e se juntam a Bonnie, Elena e Caroline.

  — É... Então — Dean segura o braço do irmão. — A gente já vai, viu?

  Ele sai puxando o irmão até o estacionamento.

  Bonnie olha eles se afastarem e se volta para os Salvatore, que também olham para ela esperando que ela diga o que esteja prestes a dizer. Elena no entanto, não tira os olhos dos Winchester, que partem para fora do Estacionamento para sabe lá DEUS pra onde.

  — Então — Stefan diz. — Nunca vi eles antes.

  [...]
  Bonnie passou o resto do dia com as amigas, ela não parava de pensar nos instigantes irmãos winchester. Claro, eles aparentemente não podiam ser hipnotizados. Mas por que? O que será que eles tinham de tão especial?

  Bonnie chegou em casa cansada para arrumar as malas para voltar a Universidade na manhã seguinte. Ela estava realmente exausta com o dia que teve, a bruxa estava quase terminando de arrumar as malas quando alguém tocou a campainha.

  Bonnie foi abrir a porta.

  — Oi — Kai disse ao ver bonnie abrir a porta.

  Bonnie encara o esponja com profunda ira no olhar.

  — O que faz aqui? — Ela pergunta de forma agressiva. — VAI. EMBORA. AGORA.

  Kai a olhou magoado, mas ele entendia a raiva da bruxa.

  — Bonnie... Eu... Eu só queria me desculpar — Ele disse. — Eu...

  — NÃO quero saber — bonnie se adiantou. — Quero você FORA DA MINHA CASA. Antes que eu mate você.

  — Bonnie... Eu sinto muito — Kai tentou dizer. — Eu...

  — SABE O QUE EU SENTI LÁ? — Ela perguntou. — Sabe o que eu senti quando você me atacou, me machucou... Quando você me esfaqueou...

  Uma lagrima escorreu no rosto de bonnie.

  — Eu sei. Bonnie me perdoa por favor — Ele disse. — Você... Eu mudei bonnie eu...

  Bonnie ia responder mas um barulho muito alto foi ouvido de dentro da sua casa, uma pequena explosão e passos foram ouvidos de várias partes da casa. Bonnie se espantou e olhou para Kai o acusando.

  — O que você fez? — Ela perguntou. — Quem veio com você? QUEM você trouxe?

  Kai ia se defender mas bonnie foi puxada com força para trás por alguma força que nenhum dos dois sabia o que era. Bonnie começou a ser arrastada pelas pernas por alguma coisa que ninguém conseguia ver.

  — BONNIE — Kai gritou. — BONNIE...

  Ele correu até Bonnie tentando alcança-lá mas... quanto mais ele chegava perto, mais ela era levada com mais rapidez. Por fim, bonnie foi lançada dentro de um quarto, e a porta se fechou violentamente.

  Kai tentou abrir a porta mas não teve sucesso.

  — BONNIE — Kai gritou em desespero. — BONNIE, BONNIE...

  — SOCORRO — Bonnie gritou. — MEU DEUS... AHAHAHHA....

  Kai começou a ouvir um bagulho de algo se chocando contra as peredes do quarto. Era bonnie.

  — AHAHAHHA — Ela gritava desesperadamente. — MEU DEUS. ME AJUDA, KAI. HAHHA

  Kai tentou arrombar a porta. Mas sempre que ele se jogava contra ela, parecia que estava se chocando contra chumbo. Ele olhou para os lados em busca de algo que pudesse ajudar, não encontrou nada, ele apenas se concentrou com todo o seu poder — de líder da invenção gemini —, olhou para a porta e invocou toda sua força magica de dentro de si.

  — MOTOOS — Ele ergueu as mãos em direção a porta fazendo-a voar para para dentro com força. — Bonnie!?

  Estranhamente, a porta já não parecia tão firme quando Kai usou sua magia para abri-la, como se a força que a mantinha fechada tivesse sumido antes que Kai pudesse usar sua magia. Estranho, pensou Kai.

  — Ahahaaa... — Bonnie estava jogada no chão do quarto muito machucada. — ...ahah...

  — Bonnie — Kai foi até ela. — Tá tudo bem?

  — Eu... Kai...

  Só então Kai percebeu que bonnie tinha machucado feio uma de suas pernas, e provavelmente quebrado um braço. Ele não sabia o que fazer com a garota ferida em sua frente, só sabia que tinha que ser rápido.

  — Eu vou chamar uma ambulância... — Kai começou.

  Kai ouviu um barulho de chamas de alastrando pela casa. O telhado da casa já avia pegado fogo de forma misteriosa, não havia tempo para esperar nem para ligar para a ambulância. Kai apesar levantou bonnie com rapidez — ela gemia desesperada de dor —, ele velou ela pelos corredores da casa.

  — Ahhaan... — bonnie estava quase sem forças. — Kai... Me tira daqui...

  Como Kai temia, a casa, já estava quase toda em chamas. Ele usou sua magia para abrir caminho pelo fogo, e se apressou o mais rápido que pode. Até que ele passou pela porta da frente com bonnie nos braços, Kai percebeu que Elena e Damon estavam do lado de fora da casa.

  — BONNIE — Elena gritou.

  Kai colocou bonnie no chão fora da casa. Elena e Damon vieram ao encontro da amiga em super velocidade, e encararam Kai como se ele fosse o culpado.

  Kai ia dizer alguma coisa em sua defesa mas seus olhos se separaram com os de um homem que os observava com um sorriso bonito no rosto do outro lado da rua. Os olhos dele brilhavam num verde intenso e forte.


Notas Finais


Olaaaaaá!!! De novo.
Já tá indo? 👌 OK!?
Não deixem de comentar tudo bem? Adoro vocês.
Tchau 👋 tchau. Até o próximo capítulo. Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...