História Come Back Home - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook
Exibições 11
Palavras 668
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Sci-Fi, Shounen, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Pansexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom, esse é o prólogo de uma ff que eu venho há tempos tentando escrever. Essa idéia vem amadurecendo, e pra quem gosta de drama, imagino que será um trabalho interessante. Não prometo ser pontual, mas estou muito ansioso e empenhado nesse projeto. A única couple que eu pretendo citar é Jikook, mas nada impede das outras acontecerem também. Sejam atentos e leiam com carinho. Obrigado :-]

Capítulo 1 - Prólogo


 

Num dia normal o sol estaria alto e faria sombras pequenas e redondas, horário conhecido há três gerações atrás como meio-dia. Isso não inclui a Cidade Meteoro, onde a noção de horas é dado pelas torres ou aparelhos digitais, sendo senso comum que a iluminação ou a cor do céu não mudariam durante o dia ou a noite. O crepúsculo era anunciado por lâmpadas artificiais, enquanto o céu continuaria cinza e indiferente.  O Orion que foi mistificado e adorado pelas populações antigas, hoje só alcunhava a torre principal de energia elétrica do distrito mais central. Ao sul, distrito preguiçosamente nomeado de Distrito Baixo, as novidades eletrizavam o moleque que cercava vinte e um anos, segundo os esperançosos que ainda usavam o calendário cristão. O mais jovem sequer conseguia segurar seu excitamento:

- É época de seleção padre, é época de seleção!

- Não consigo ver o motivo de tanta alegria, criança – bufou o mais velho. – Isso significa menos vitaminas e mais trabalho duro pra conseguir alguma fibra. Aqueles malditos estão cada vez mais rigorosos! Não é como se algum de nós presenciará a próxima oposição de Saturno, de qualquer forma.

- Mas padre, isso significa carne nova! –

Apenas o olhar de repreensão foi o suficiente para que o mais jovem baixasse a cabeça. Sua natureza elétrica não permitia filtrar as palavras antes que saíssem de sua boca e muitas vezes seus dizeres poderiam ser mal interpretados.

- Talvez tenha mais alguém para eu me divertir, já que o senhor vive atarefado roubando o dinheiro dos débeis... -

- Cale-se insolente! – interrompeu o mais velho, sorrindo pequeno – Não é como se eu fizesse isso só por mim! – olhou de rabo de olho – afinal, quem foi que tomou quase todos os comprimidos de cálcio?! –

- Você que implorou para que ficássemos com você, portanto não seja tão mesquinho. E eu também trabalho naquela droga de horta!  Ultimamente o senhor Yang tem estado tão submerso que até possui um vaso de flor em seu escritório... As más línguas ainda dizem que ele tem pedido "favores" aos meninos novos. Ele realmente está enlouquecendo.

- Flores? Um quilo de terra de potássio nos garantiria pelo menos um semestre bem luxurioso. Esse velho é tão vaidoso que não sei como subiu tanto. Deve ter vendido a alma pro demônio, pobre criatura...–

- Woah, assim até parece um padre mesmo! Ainda bem que consegui entrar antes da vergonha dele decair. Seria bem traumatizante ter que... Bem, você sabe. Ver ele só nas horas das inspeções está bom, e me ver pelado é o máximo que ele vai conseguir.

- Ah criança, queria essa sua esperança! E daí se ele te tocasse? Pelo menos você poderia conseguir mais vegetais, você sabe que o outro pequeno tem estado cada vez pior. Criatura penosa.. Os químicos tem destruído ele, não sei se fazem mais bem ou mal. Tem estado cinza, sua cor é de cadáver!

 - Me tocar? Jamais! – respondeu com cara de nojo– eu ainda tenho alguma decência, afinal nossos motivos de exclusão são bem diferentes, não é Suga? –

- Já disse para que não me chame assim. – ameaçou com os olhos – você deveria ser mais respeitoso, afinal até aqui eles tem um pouco de orgulho. Sua execução seria num piscar de olhos.  Você é peixe criança, vai morrer pela boca.

- Morrer é uma dádiva, duvido muito que os de Orion deixariam algum lacaio partir assim tão facilmente - revirou os olhos – bastardos malditos! Espero que as ciganas estejam corretas e a chuva de meteoros destrua logo tudo isso. Seria no mínimo cômico, não? –

- Ciganas? Não gaste seu dinheiro com minhas concorrentes, infeliz. Lembre-se da outra criança, ele realmente está cinza!

- Sua cor de papel não é algo menos assustador, padre – afirmou - Na próxima lua talvez eu consiga roubar um pouco de grãos, com certeza o ajudará. A demência, pelo menos, parece estar mais controlada, e se seguir estável ele pode te ajudar a trabalhar também.

- Assim espero, meu caro, assim espero.

 


Notas Finais


Bom, poderão haver pequenas insinuações de animes e outras bandas, mas nada muito profundo. O prólogo foi bem curtinho, mas já estou trabalhando no primeiro capítulo, imagino que ele vá conseguir passar a vibe da estória. Como é minha primeira ff, não tenho muita noção de formatação, e vou procurar alguém o mais rápido possível para betar pra mim, o mesmo serve pra capa.. Procurarei alguma mais decente, tenham fé hahaha!
Tenham um bom dia :-]


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...