História Começando a te amar - Capítulo 15


Escrita por: ~ e ~Tsuhina-chan

Postado
Categorias Naruto
Personagens Baki, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kankuro, Kiba Inuzuka, Matsuri, Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, Tsunade Senju
Tags Gaaino, Gaa-ino, Gaara, Ino, Kazekage, Naruhina, Naruto, Romance, Sasusaku, Shikatema
Exibições 261
Palavras 2.428
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fantasia, Harem, Hentai, Josei, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá meus amores *--*
Tsuhina-chan aqui o//
Sim aquela que estava na parceria e que estava em hiatos por tempo indeterminado.
Primeiramente e acima de tudo quero me desculpar pela demora para postar eu não sabia como escrever este capitulo eu tentei de várias formas e por fim depois de um subito momento de inspiração saiu. ALELUIA! HUSA ~*
Desculpem os erros
Espero que apreciem.

Boa Leitura! ~*

Capítulo 15 - Eu amo você!


Fanfic / Fanfiction Começando a te amar - Capítulo 15 - Eu amo você!

"Porque eu te juro amor, que de todas as coisas terríveis que tem ao nosso redor, e de todo o mal que nos possa acontecer, o mais terrível de todos seria perder você, porque eu não quero nem sequer saber como é perder o que me da vontade de viver."

Mariana Araújo

 

♦ ♦ ♦ ♦

 

Era mais uma tarde comum como todas as outras a atmosfera impiedosa do deserto. As dunas intermináveis de areia o sol implacável sobre sua cabeça roubando-lhe aos poucos insanamente a sua consciência por um momento pensou estar perdido naquele mar imenso de areia. Praguejou pela milésima vez.

 

- Maldita missão cadê está merda de cidade?

 

Não era atoa que Suna não era visitada com frequência era uma cidade tão difícil de achar. Pensou em parar para descansar mais uma vez, mas desistiu assim que avistou por fim vestígios da cidade. Caminhou calmamente para dentro da cidade olhou ao redor pode ver Naruto e Hinata andando de mãos dadas visivelmente felizes.

Isso não me parece mais uma missão - pensou consigo mesmo por um breve momento, mas ele mais do que ninguém sabia que um disfarce devia ser levado como algo natural prosseguiu então a passos lentos e cansados em direção ao prédio principal encontrou outros amigos nos caminho comprimento apenas com um aceno de cabeça. Assim que adentrou o prédio era como se todo o seu corpo agradecesse finalmente a sombra que tivera. Passou por Kiba despercebidamente afinal ele brincava distraidamente com o Akamaru. Por uma fração de segundos pensou que a segurança em relação a Gaara estava baixa mudou o pensamento assim que adentrou a sala dele vendo Ino em seu colo.

- Sai!? – disse Gaara apenas lhe direcionando o olhar.

- Sr. Kazekage – disse meio desconcertado porque mesmo que ele estivesse ali o contato da loira e do ruivo não fora quebrado com sua presença.

- Vocês vão tratar de coisas nas quais eu já sei. Então eu vou para casa conversar com Temari sobre os últimos preparativos para a festa. – disse a loira em meio a um sorriso levantando-se por fim do colo do ruivo, mas não sem antes dar-lhe um selinho por um momento o moreno sentiu-se deslocado acompanhou a loira sair com os olhos e não conseguiu não segurar as palavras desgostosas em sua boca e as deixou sair com um tom irônico.

- Vocês não estão levando essa missão a sério demais?

- O que? – disse o ruivo fitando o moreno confuso.

- Tsc... Você sabe que isso não vai durar não é?

- O que? O que especificamente não vai durar? – diz o ruivo o fitando com curiosidade apoiando o queixo sobre as mãos.

- Você e ela – diz com um sorriso vitorioso nos lábios – Isso é tudo uma farsa.

- Eu não diria isso – diz o ruivo o analisando de cima a baixo

- Tsc... Ela vai embora em breve isso é só uma missão se lembra?

- Será mesmo? – ele sorriu – Eu não teria tanta certeza se fosse você.

- O que te faz pensar que ela ficaria? – diz não conseguindo não disfarçar a irritação na sua voz.

- E o que te da à certeza que ela não está de fato comigo? Você mesmo sabe que durante uma missão muitas coisas podem acontecer – diz com um sorriso provocativo nos lábios.

- Vocês são de aldeias diferentes – revirou os olhos

- E dai? Isso não me impede de nada.

- Tsc... Você é um Kage quase nunca a verá.

- Por isso mesmo que eu estou dizendo que ela vai ficar aqui comigo, como minha mulher, mas eu não lhe devo satisfações da minha particular. Você veio buscar o relatório semanal não é – diz levantando-se pegando o pergaminho o entregando e os olhares trocados por eles não foram nada amistosos por fim.

 

○ ○ ○

 

Faltava pouco para a festa beneficente estavam nos últimos detalhes coisas apenas de decoração, todos sem exceção estavam muitos ansiosos alguns pela diversão e outros pelo ataque que viera a ser cometido ao Kazekage sendo planejado detalhe a detalhe para que não houvesse erros, não poderia haver erros ou poderia colocar tudo a perder. E por fim com tudo pronto lá estavam eles na noite mais aguardada por todos de Suna. As mulheres com o seus vestidos que foram planejados por semanas todas deslumbrantes cada uma com sua própria beleza irradiando o imenso salão. Mas qualquer uma que tivesse atenção naquele momento fora roubado quando ela chegou não era atoa que Gaara estava com ela. Ela era tão linda era praticamente impossível não olhar para ela. Gaara não conseguiu não sorrir ao vê-la estava cansado de conversar sobre negócios queria por um momento apenas se divertir e ali estava a sua redenção como um anjo vindo do céu pronto para tirar-lhe daquela prisão de homens engravatados e conversas costumeiras. Estendeu a mão a ela quando a mesma chegou por fim ao fim da escada dando-lhe um beijo em sua mão como um cavalheiro que nem ele mesmo sabia que era. Não conseguiu não sorrir com esse pensamento.

- Você está linda – diz oferecendo-lhe o braço que e aceito com um sorriso.

- Obrigado! – sorri timidamente. - Mas eu teria que estar digna de um Kage – diz como um sussurro ao ouvido do loiro enquanto envolve as mãos em volta do pescoço do mesmo para uma dança.

- Digna de uma Kage? – ele riu baixo – Você roubou a cena até eu me senti diminuído – riu brincalhão.

- Ai meu Deus! – ela ri também – Para com isso seu bobo. Você é um Kage não tem como se sentir diminuído por uma simples Kunoichi.

- Às vezes... Eu penso que eu vou acabar adquirindo um complexo de superioridade com essa coisa toda de Kage. Por hora... Ou melhor hoje somente que tal esquecer-mos isso e ser-mos apenas Gaara e Ino? Como duas pessoas comuns? Curtindo uma noite juntos? – sussurra rouco ao ouvido da loira.

- Mas... – tentou continuar, mas suas palavras morreram quando ele prosseguiu.

- Relaxa pequena nada vai acontecer – diz suavemente em seu ouvido, depositando um beijo no pescoço dela em seguida enquanto dançavam calmamente – Apenas relaxa e fique comigo.

- Bobo – ela diz encostando a cabeça sobre o ombro dele – Não há outra pessoa que eu queira fica no momento.

 

A festa ia caminhando bem de acordo com o planejado. Gaara e Ino tiveram por um tempo um momento para si como ele queria, mas nem tudo são rosas não é? . Afinal aquela festa era uma festa que se tratava de certo modo de negócios por mais que fosse beneficente logo ele fora tirado dela por um tempo quase que inconscientemente. A música cessa por um momento, mas a sensação ainda era a mesma não podia se ouvir muita coisa com tantas pessoas falando ao mesmo tempo, no entanto um tinir ecoa pelo salão seguido de um...

 

- Atenção...

 

Logo todos os olhos voltaram-se para o palco onde se encontrava um Shikamaru um pouco alterado, mas com um imenso sorriso nos lábios claramente direcionado a uma certa loira que mesmo não querendo aceitou o fato de estar sendo chamada pelo olhar para também subir ao palco o abraçando pela cintura e ele então prosseguiu;

- Primeiramente – diz também a abraçando – eu queria agradecer por todos estarem aqui e por terem me dado a humilde atenção de vocês. Afinal eu não sou o Gaara Então... Obrigado! – ele sorriu – E segundo eu queria fazer um comunicado muito importante - Gaara e Kankuro se olharam por um momento e sorriram eles já sabiam do que se tratava – Eu não sei dizer se sinto muito ou se estou muito feliz. Sinto por estar tirando ela da onde ela viveu por tanto tempo. Mas estou imensamente feliz por finalmente estar construindo a minha própria família. Finalmente depois de muitos acredite em mim foram muitos Não’s, mas agora ela me disse... O tão esperado. Sim, Nós vamos nós casar – diz a apertando no abraço – E não... Não é só isso... Para aqueles que ainda não entenderam... Nós seremos pais em breve... Minha Temari está gravida. – diz colocando a mão sobre a barriga da loira que assim como ele já estava com os olhos marejados – Então um brinde a Felicidade – diz levantando a taça que logo é repetida por outras pessoas do salão. O ruivo sorriu com sentimento mutuo de felicidade que emanava no local, mas logo sua atenção fora roubado por um toque sutil em seu ombro.

- ãh? – virou-se vendo Matsuri sorrindo para si ele apenas sorriu-lhe de volta com educação.

- Posso falar com você em particular por um momento? – pediu gentilmente

- Ahm – murmurou o ruivo pensativo, por fim cedendo ao pedido por fim.

- Obrigada! – diz a morena começando a caminhar para um local longe de toda aquela multidão sendo acompanhada pelo ruivo que caminhava um pouco atrás dela quando finalmente chegaram por um momento o silencio predominou entre eles até que fora finalmente quebrado por parte do ruivo.

- Então? O que queria me dizer? – questionou curioso

- Eu queria me desculpar...

- Desculpar? Sobre?

- Sobre tudo o que aconteceu.

- Nós já conversamos sobre isso Matsuri. – disse em meio a um suspiro

- Gaara eu realmente sinto muito, eu tenho agido muito impulsiva quando se trata daquela – as palavras morreram apenas em seu pensamento sabia que não iria agradar a ele.

 

Saberia que as próximas palavras a serem pronunciadas não lhe agradariam e então fez menção que parasse.

 

- Eu não importo para o que as pessoas pensam de mim ou o que dizem de mim eu parei de me importar já faz muito tempo. O importante é o que eu penso. Por fim não me importo se você ou se mais alguém não gosta dela. Porque eu gosto dela. Na verdade eu a amo e você não pode mudar isso. Nem você nem ninguém. Você já me pediu desculpas e eu lhe dou novamente a mesma resposta. Eu aceito suas desculpas, mas não vai voltar a ser como era antes. Eu estou com Ino agora. Por favor, entende isso. Acabou é o fim para nós dois. Seguimos rumos diferentes. Isso não é como um jogo que você pode começar de novo depois do ultimo CheckPoint. Acabou. – em um movimento rápido que ele mal pode saber de onde veio alguém aparece logo atrás dele e sem dizer nada ou sem ele ter tempo para ter alguma reação apenas sentiu a ardência e a dor de uma Kunai lhe perfurar seguido de um grito que ecoou por todo o salão chamando a atenção de todos para o local que antes era desprovido de qualquer atenção.

- Gaaaraaa – gritou Matsuri em desespero vendo-o ser atacado insanamente, impiedosamente uma, duas, três vezes como se não fosse nada. Assustada e apavorada ela não conseguia fazer nada apenas assistindo aquilo e finalmente entendendo o motivo de o porquê a pedirem para trazer para longe. Correu para ele o segurando quando finalmente o deixaram cair – Gaaraa e-eu me perdoa eu não sabia. Eu jamais faria algo que pudesse te machucar – ela já chorava vendo o sangue em suas mãos.  

 

O ruivo apenas a fitou nos olhos, mas logo sua atenção se dissipou dela para as paredes logo atrás deles com dispositivos explosivos prontos para explodir em um movimento rápido ele apenas envolveu a areia em volta de Matsuri levando-a para longe recebendo assim sozinho todo o impacto das bombas. Assim como o grito a explosão e ouvida acabando repentinamente com qualquer felicidade ou festa que antes haverá por ali. Assim que o grito fora ouvido Ino logo procurou por Gaara em vão ele não estava próximo a si, sabia imediatamente o que isso significava partiu em disparada e com o coração apertado em direção à explosão vendo uma bola de areia começando a se dissipar aos poucos revelando uma Matsuri totalmente chocada e aos prantos que logo já estava sendo atendida por Sakura. A loira então voltou os olhos aflitos em direção a fumaça e escombros. Não excitou em adentrar em meio a toda aquela confusão quando ouvira Sakura gritar.

 

- Eles vao levar Gaara

 

Sem nem pensar ela logo atacou as silhuetas que vira em meio a fumaça. Eles eram rápidos e por um breve momento conseguiram prende-la, mas quando seus olhos o viram ao chão ela tirou forcas da onde nem ela mesmo sabia que tinha em um momento súbito de raiva conseguindo soltar-se fazendo um corte profundo no pescoço de um que caiu ao chão agonizando morrendo afogado no próprio o sangue enquanto o outro morrera tão subitamente que sequer notou quando de fato a Shuriken atingiu-lhe a cabeça quando fora jogada por Ino enquanto fazia o corte sobre o pescoço do outro ninja. Parou ofegante por fim de pé em frente aos corpos caído ao chão. Respirou fundo tentando controlar o desespero e a respiração vendo por fim agora seus amigos chegarem.

 

- Eles estão mortos – diz Hinata ativando sua linhagem analisando o sistema de Chakra constatando por fim que Ino havia os matado.

 

- Morto? – sussurrou Ino – Ah, meu Deus! Gaara – ela correu para ele vendo-o caído ao chão ferido não pode controlar as lagrimas que já desciam pelo seu rosto vendo-o naquele estado – Gaara... Gaara – chamou em meio ao choro não recebendo a resposta que queria, pois ele continuava imóvel – Gaara, por favor, não faz isso comigo – ela diz chorando colocando a cabeça sobre o peito dele ouvindo seu batimento cardíaco desacelerado. Sentiu como se o mundo desmoronasse sobre sua cabeça. E o chão faltar sobre os céus pés ela estava o perdendo ali por entre seus dedos em um momento súbito de raiva ela desabafou.

 

- Parabéns! Você conseguiu garota. Você finalmente conseguiu tirar ele de mim como você queria. Mas você não o tirou só de mim, tirou de você também. Esta feliz agora? – esbravejou

- Eu não... Eu não... – ela gaguejava ainda com os olhos arregalados que agora fitava o ruivo ao chão.

 

Logo todos que antes estavam na festa se aproximam curiosos tentar ver entender o que estava acontecendo ficando todos pasmos com o que viam. Aos prantos a loira voltou sua atenção para o que de fato realmente importava Gaara. Começou a efetuar ali mesmo o atendimento em meio ao choro e ao desespero.

 

- Vamos lá... Gaara por favor, acorde – dizia enquanto o olhava e nenhuma reação era recebida mais uma vez ela chegou os batimentos cardíacos que ainda eram desacelerados – Por favor, não... Não me deixe...  Eu amo você... Por favor... Gaara!

 

• • •

 

• Escrita por: @Tsuhina-chan


Notas Finais


Por favor, não me matem!
E caso alguém queira saber de fato mesmo estando bem evidente sim a fic está ativa novamente e desta vez nós eu e Thay iremos até o FIM! *-*
Obrigado a quem ainda lê a fic
E aos futuros comentarios ( ♥ ) ~*
2BEIJOS! ~*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...