História Como começar uma História... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Personagens Erika, Ezarel, Jamon, Keroshane, Leiftan, Miiko, Nevra, Personagens Originais, Valkyon
Tags Eldarya, Ezarel, Fantasia, Hentai, Jogo, Romance
Visualizações 44
Palavras 1.144
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aproveitem a leitura!

Capítulo 1 - Começo...


 

"(Eu não consigo parar de pensar quanto tempo ja se passou desde a ultima vez que vi papai e mamãe... Sinto muita saudade, do cheiro das panquequas do papai no café da manhã, ou da voz da mamãe cantando no banheiro enquanto tomava banho. ) "não pude deixar de rir me lembrando das curtas brigas pela manhã, mamãe sempre ficava chateada por que papai cozinhava melhor que ela. rsrsrsrsrs"

-Karenn: Samária! -gritou ela- Oie? Você esta ai?

-Samária: Sim! Pode entrar!

-Karenn: E então vamos ? Os meninos estão esperando a gente. Alajéa está preocupada com você! Faz algum tempo que você não sai conosco. Estou começando a achar que você não quer mais andar com a gente! 

-Samária: Desculpa, acabei exagerando estudando ontem a noite. Tenho que estudar mais sobre os dragões, estou ensinando sobre o grande sacrificio para os novos menbros da Guarda.- " Depois que recebi a "Tarefa" de lecionar quando não realizo missões, ficou mais complicado dedicar tempo para as meninas"

-Samária: Vamos?

-Karenn: Claro!

" Não sei por que ainda insisto em pensar nos meus pais, eles ja nem lembram mais de mim. Ultimamente venho com os sentimentos tão confusos. Depois do ataque daquela mulher, muita coisa aconteceu... Já faz quase um ano que estou aqui... A magoa que sentia por Miiko ja não existe mais, depois do que vi em suas memorias, o despreso dos pais, a morte do homem que amava e de seu mestre... assim como eu ela sofreu uma sequência de infelicidades e perdas, esse fardo que ela carrega já a faz pagar por tudo que fez a mim e me atrevo a dizer que, paga tambem qualquer erro que ela irá cometer no fututro"

-Karenn: Samária, você esta me ouvindo? Você esta muito estranha.- "- ela me olhou com o rosto triste que logo se desfez" - E Então, como esta você e ele?

-Samária: Ele quem?- ela revirou os olhos.

-karenn: O Ezarel, logico! Você já contou pra ele?

-Samária: Não, e pra ser cinsera estou desistindo. Vou deixar acontecer se for pra ser irá acontecer.

"Depois do dia na praia quando saimos juntos, Ezarel tem me evitado. Ou quando estamos no mesmo ambiente ele fica nervoso e acaba inventando uma desculpa qualquer para sair de perto de mim."

-karenn: hum... Você tem certeza?

-Samária: sim.. - "foi quando nós avistamos o pessoal na entrada da cozinha. Como sempre Ezarel não estava la, segundo Nevra ele havia saido em missão.

-Valkyon: Ultimamente ele está empenhado nas missões, mês passado ele guase venceu o Nevra no ranking das guardas. "nevra se engasgou com o vinho morno quando Valkyon falou"

-Nevra: Eu não sei por que você ensiste em falar sobre isso. " ele tirou seu poncho do pescoço para limpar a boca, e como de costume as meninas voaram em cima dele" rsrsrsrs

-Samária: O que foi Nevra ? É tão vergonhosa pra você perder ?

-Alajéa: Acho que essa palavra nem existe no Dicionario dele. rsrsrsrsrs -" Não pude deixar transparecer uma careta pra ela."

"Depois de algumas conversas paralelas com Nevra, Valkyon, Karenn e Alajéa, resolvi voltar pro meu quarto e continuar lendo. Eu não conseguia disfarçar que não estava bem, e que o fato de todas as vezes que eles mencionavam o nome de Ezarel, me incomodava. Eu sentia saudade da sua voz irritante, e suas piadas difusas. rsrsrsrsrs, eu só lembrava de como ele me tratava. -" Ei! Menininha não beba isso, crianças só podem beber leite deixa isso pros adultos."- disse o Ezarel enquanto roubava a cerveja de minhas mãos-" Samária:" Ezarel! me devolve isso!"- Ezarel : Nem pensar ! Se os outros membros da quarda me verem dando bebida a uma criança, eu vou ter que dizer adeus a minha guarda. " -Samária: Me devolve logo isso, seu elfo de meia tijela! - nevra e valkyon se acabavam de rir enquanto corriamos ao redor da mesa, Ezarel só me devolveu quando Karuto começou a ameaça-lo de ficar sem mel se continua-se correndo." -Ezarel:"Okay, okay. Pronto esta aqui sua bebida "Samária Inutil da Guarda de Eel". -Samária: " ha ha ha muito engraçado "OH Grande Ninfa dos Refratarios Do laboratario de alquimia" O que seria de nós sem você aqui?!-falei em tom irônico com um meio sorriso. "Nevra: " Bom, teria uma ninfa a menos rsrsrsrsrsrs!

TOC!TOC!TOC!- ouvi atrapalhando meus pessamentos, me levantei e fui ate a porta. Foi quando ouvi uma voz...

???- Samária, você esta ai?- Meu Deus é ele!? O quê que eu faço?

-Ezarel: Oie? Você vai abrir ou não? Tenho mais o que fazer do que desperdisar minha bela voz com você. -Eu ouvi os passos dele saindo, e como um movimento quase involuntário abri a porta e saí. Foi quando dei de cara com ele.

-Samária: Oo-oie ezarel, você quer falar comigo? - olhava para o chão enquanto falava. Ele se aproximou mais me prendendo entre a parede e ele, foi quando eu por causa do susto consegui levantar a cabeça e olhar pra ele.- Oque você esta fazendo?

-Ezarel: Uma coisa que deveria ter feito a alguns meses atrás. " ele segurou minha cintura, e foi me empurrando lentamente para o quarto. Eu congelei quando ouvi o som das chaves trancando a porta, ele as ergueu com um meio sorriso, então as jogou no canto do quarto."- Você não vai sair daqui hoje, estou confiscando A miss bom apetit. Hoje você vai ser apenas minha... - falou aproximando seus labios do meu. Foi quando, ouvi um estrondo. De novo não! Da outra vez, na praia teve esse maldito som ! Ezarel saiu correndo para pegar a chave e abrir a porta, e eu apenas observava... Ele tentava abrir a porta enquanto eu o olhava, então ele se virou e começou a vir em minha direção. Ele agarrou meu pescoço me sufocando, enquanto gritava: -A culpa é sua! repetidas vezes... Então eu acordei. Me sentei na cama, enquanto repetia pra mim "foi apenas um sonho". Eu sentia a falta dele, mas do que poderia imaginar que sentiria... Só queria ouvir aquela irritante voz... Passei a noite pensando nesse sonho, ou , melhor pesadelo. Quando amanheceu, quardei os livros que estavam jogados pelo chão, foi quando li a capa do livro, que estava em cima do meu rosto quando acordei, = As formas de se conseguir uma instinção= Esse livro falava sobre como Daemons foram caçados e mortos. Bom está na hora de ir da aula. Acorda Samária, Acorda! Vamos lá! Fui em direção aos jardins, quando estava passando pelo refugio, indo em direção ao quiosque central, me deparei com Ezarel. Depois dos últimos encontros que tivemos resolvi fingir que não o vi, e passei direto em direção ao jardim de música, mas parece que dessa vez quem se empolgou foi ele. Ele agarrou meu braço e me puxou para um abraço.

-Ezarel: ...

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Esperem que tenham gostado! :D
desculpe se escrevi demais ou se está sem ação mas toda, história boa não tem um bom começo e sim um bom final!
Boa Leitura!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...