História Como conquistar o crush - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Joo Heon, Min Hyuk, Show Nu
Tags Crush, Fluffy, Jooheon, Joohyuk, Minhyuk, Monsta X, Otp
Visualizações 85
Palavras 611
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi seres!

Extra? Extra!
Essa é minha segunda fanfic que eu postei na minha vida! E eu tenho um certo carinho por ela, para falar a verdade.
Eu queria que vocês, meus amados, voltassem ao primeiro capítulo, e o lesse novamente, pois eu mudei algumas coisas e corrigi alguns erros. Mas, não é nada TÃO grande assim, foram só algumas palavrinhas :)

Espero que gostem do extra, meus amores :*

Capítulo 2 - Extra: Eu odeio rodas gigantes, mas adoro Lee Jooheon.


Fanfic / Fanfiction Como conquistar o crush - Capítulo 2 - Extra: Eu odeio rodas gigantes, mas adoro Lee Jooheon.

Hoje era o grande dia. O esperado e mais aguardado do ano.

Jooheon iria me pedir em namoro!

Olha, eu sei que da última vez que apareci por aqui, caros leitores, foi para contar do nosso primeiro beijo e de como eu fui notado pelo crush - que estava mais para senpai. 

Mas, entretando, porém, todavia isso já iria fazer dois meses. Sim, dois meses.

DOIS MESES.

D O I S  M E S E S. 

É um espaço de tempo beeem longo, e muita coisa pode acontecer durante ele. Coisas do tipo: eu e Jooheon nos encontrarmos no dia seguinte ao nosso beijo; sairmos para tomar um sorvete; se paquerar um pouquinho e, para a alegria de muá; ter um rolinho. 

Mas, para mim - eu acho, que só pra mim mesmo -, isso é pouco. Afinal, ter um “rolinho” não era o que eu realmente queria com o Honey. 

Eu queria ser o namorado dele, poxa!

Daqueles que são grudentos demais, que vestem roupas iguais, e dormem junto todas as noites - não levem na malicia, eu sou uma pessoa pura. 

E, foi nesse exato momento que, através de minhas fontes e passarinhos bom ouvintes - ou apenas o Kihyun e o Hyungwon mesmo -, que descobri que o meu ruivinho estava armando uma supresa para me pedir em namoro. E eu não poderia ficar mais feliz, leitores! 

Estávamos em um parque, daqueles bem clichês, tendo um dos nossos milhares de encontros românticos, apenas nós dois. Admito ser uma pessoa bem extrovertida e animada, pois não soltava o braço do Jooheon nem por um segundo, gritando e apontando para as coisas que eu achava interessante sem parar. Ele não parecia se incomodar, até dava seus sorrisos de covinhas! 

E, como um bom encontro clichê e romântico clássico, não poderia faltar a roda gigante. Mas, como sou uma pessoa extremamente azarada, tinha que dá algo errado. 

“O quê, Minhyuk? Você caiu e quebrou a perna? Passou mico na frente de todo mundo? Ficou com bigodinho ao tomar achocolatado?”

Não, pessoas, foi bem pior. 

Eu acabei me lembrando que tenho medo de altura. Mas, só lembrei disso, quando eu já estava na roda gigante. E isso era horrível, terrivelmente terrível, horripilante, e, aparentemente, hilário. 

Jooheon não conseguia parar de rir, estava até sem ar! Quero que morra asfixiado, esse idiota. Mentira, quero não. Primeiro ele tem que me tirar daqui de cima. 

É, sério. Alguém me tira daqui. 

Eu acho que vou vomitar. 

– Para de rir, seu otário! – exclamei, segurando-me firmemente no braço do Honey com um biquinho choroso nos lábios. Vou fazer greve, só de birra. – Honey, é sério! Me tira daqui, amor! 

– C-calma, bebê! – riu mais um pouco, mas logo parou e ficou apenas com um sorriso divertido no rosto. Aish, se ele soubesse o quando é assustador. Omo! – Nós já vamos descer. Prometo. 

Ele me tranquilizou, e logo me puxou para um abraço apertado, ainda rindo um pouco. 

Desgraçado de uma figa. 

– Nós descemos assim que eu te fazer um pedido. 

– Então faz logo, Jooheon! Eu vou morrer aqui! – gritei, puxando-o para mais perto. 

– Lee Minhyuk... – começou, depois de ter limpado a garganta. 

Pera... Pedido

Meu Deus, eu tinha esquecido do pedido de namoro! Como pude esquecer disso?! 

– H-hum? – nervoso? Pff, nervoso é pouco para o que eu estou sentindo. 

– Meu neném loirinho, de sorriso fácil e rosto de anjo, amor da minha vid- 

– Fala logo, Jooheon! 

– Quer namorar comigo? 

E Lee Minhyuk está falecido. 

Não, eu não vou contar mais que isso. A única coisa que vocês, seus enxeridos, precisam saber, é que eu aceitei, chorei muito e depois, após termos ido dormir na casa dele...

... eu decidi deixar a greve pra depois. 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...