História Como destruir um casamento - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~_YukkaOnoha_

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags | Kaisoo | Exo | Slash
Visualizações 78
Palavras 1.161
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - 🍁2🍁


JonGin chegaria às 15:30, eram 15:27, e eu não me preocupei pois sabia que ele era muito pontual, provavelmente estava parado do outro lado da porta esperando dar o horário. Com certeza era isso, só foi o relógio marcar 15:30 que escutei alguém bater na porta, dei um sorriso indo em direção a mesma, abri a porta e ele estava do outro lado parado.

- Oi - ele sorri.

- Oi - falei dando espaço pra ele passar.

- Ah, eu passei no mercado e trouxe isso pra você - ele esticou o braço me entregando uma caixa de bombons, a minha preferida.

- Obrigada - sorri.

- Não precisa agradecer, isso é por você estar aguentando a Krystal falando do casamento - ele riu.

- Não está animado? - me sentei no sofá comendo um bombom.

- Estou eu acho - ele sentou do meu lado então coloquei um bombom na sua boca.

Coloquei a caixa sobre a mesinha de sentro voltando a olhar para ele.

- Então... vamos conversar sobre o que? - cruzei as pernas.

- Sobre nada...- ele respirou fundo.

- Mas você não queria conversar? - perguntei confuso.

- Não, só falei na frente da Krystal, vim pra cá para me livrar dela por algumas horas - ele diz.

- Porra! Que tipo de noivo você é? - perguntei rindo.

- O noivo que não está mais aguentando os preparativos da festa e a noiva falando o dia inteiro sobre como tudo tem que estar perfeito - ele diz me olhando.

- Imagino como deve ser irritante -me levantei.- Quer beber alguma coisa?

- Me diz que você ainda tem aquele vinho...- ele sorri.

- Tenho sim - falei indo buscar.

Peguei o vinho que estava pela metade e duas taças, voltei para a sala e entreguei uma taça a ele. Servi ele e depois me servi.

- Um brinde ao seu casamento - falei irônico.

- Um brinde! - ele diz com mais ironia.

Rimos e começamos a beber.

Já havíamos bebidos umas três taças, JonGin estava mais solto e eu também, acho que agora era o momento ideal para algumas revelações.

- JonGin eu quero te contar uma coisa - o olhei.

- Sério? Achei que soubesse tudo sobre você  - ele diz me olhando.

- É... mas não sabe. E só quero que prometa uma coisa... me promete que vai continuar falando comigo? - perguntei com receio.

- É claro Soo -ele segura na minha mão.- Você é o meu melhor amigo.

- Então... eu sou... meio que... gay - sorri meio nervoso tentando não piorar a situação.

- Era isso? Tudo bem, eu não tenho preconceito e -

- Não é só isso - o interrompi.

- Então... oque tem mais a me falar? - ele pergunta confuso.

- E-Eu te amo - abaixei a cabeça.

- Eu também te amo Kyung, está tudo bem - ele ri.

- N-Não é isso Jongin... Eu te amo!!... Te amo como você ama a Krystal, não é um amor de amigo! - falei e ele ficou em silêncio.

O olhei de relance, meu maior medo era que ele saísse por aquela porta e nunca mais olhasse na minha cara.

- Há quanto tempo? - ele pergunta.

- Dês que eu me descobri... depois que terminei com aquela minha namorada eu descobrir que era gay. E esse sentimento por você começou a crescer e crescer, então Krystal surgiu na sua vida e vocês começaram a ficar e eu estava ali vendo tudo e -

- Se acalma, está tudo bem! - ele diz tentando me acalmar mas eu já estava chorando.

- J-JonGin eu quero te contar outra coisa - falei chorando.

- Diz, mas saiba que se for algo sobre você gostar de mim ou sobre sua opção sexual está tudo bem - ele diz.

- A Krystal... você sabe que ela te trai não é? - perguntei secando as lágrimas.

- Que? - ele me encara.

- Com vários e vários caras... dês da época que vocês começaram a namorar... - olhei para ele.

- C-Como você sabe disso? Como pode ter tanta certeza de uma coisa como essa?! - ele pergunta.

- Ela me contou, ela até deu em cima de mim uma semana antes de você pedir ela em casamento! - falei passando as mãos sobre os olhos.

- C-Com quem?... Com quem ela m-me traiu?! - ele pergunta quase chorando.

- SeHun, Kris, Yixing, e com uns outros caras que eu nem ao menos conheço! Até mesmo com o chefe dela, o Suho - falei.

- SEHUN, KRIS E YIXING?! MAS ELES VÃO SER OS PADRINHOS DO NOSSO CASAMENTO!! - ele grita chorando.

- E-Eu sei, por favor se acalma... Eu não deveria ter contado! - falei irritado comigo mesmo.

- Não Kyung! Você fez muito bem de contar -ele se levanta.- E-Eu vou pra casa.

- Por favor não conta para ela que foi eu que te contei - me levantei junto.

- Tudo bem, não se preocupe - ele diz saindo batendo a porta.

- Dirige com... - fui interrompido pelo som da porta se batendo - Cuidado..

Me joguei no sofá pegando a garrafa de vinho, levei a mesma até a minha boca tomando três goles.

Quando terminei aquela garrafa eu já estava muito bêbado e só conseguia imaginar o que estava acontecendo nesse exato momento.

 Eu estava feliz por ele ter levado na boa eu ser gay, mas eu estava entrando desespero de o ver daquele jeito. Meu maior medo é que ele faça alguma besteira que depois ele venha a se arrepender.

~{Quebra De Tempo}~

Estava voltando para casa do trabalho, eu trabalho em uma floricultura, eu gosto de lá, gosto de flores... o trabalho perfeito enquanto eu ainda não termino a minha faculdade de enfermagem.

Eu andava pelas ruas indo para casa quando me deparo com Krystal e Yixing juntos andando na calçada um pouco a minha frente, eu fingi que não vi os dois mas quando passei do seu lado Krystal me chamou.

- Oi Kyung - ela diz.

- O-Oi - falei receoso.

Yixing deu um leve sorriso pra mim e eu retribui.

- JonGin está estranho... sabe me dizer o motivo? Hoje ele não comeu direito, trocou poucas palavras comigo...- ela diz me olhando.

"É mesmo? Deve ser porque ele descobriu que você é uma vagabunda e que os três dos seus amantes vão ser os padrinhos do seu casamento, caralho" pensei.

- Eu não sei, ele não me disse nada - respondi.

- Vocês beberam ontem? É que ele veio com cheiro de bebida pra casa e eu até estranhei... - ela pergunta me olhando.

- Sim. Agora eu tenho que ir... tenho muita coisa para fazer, foi bom te ver - sorri falso.

- Foi bom te ver também - ela sorrio indo.

Sorri aliviado andando rápido para casa.

Achei que pelo menos por um dia esse demônio em forma de mulher fosse parar de me assombrar com essa perseguição discreta!.

Quando cheguei em casa peguei meu celular e mandei uma mensagem para JonGin.

~Mensagens {On}~

you: Oi...

you: Está tudo bem? (eu sei que não, mas só quero confirmar se você está vivo)

{Pouco Tempo Depois)

JonGin Oppa♡: Oi Soo

JonGin Oppa♡: Tô indo pra sua casa

you: Agora?

JonGin Oppa♡: Sim.

you: Aconteceu alguma coisa?

JonGin Oppa♡: Não, só quero te ver. E bom... talvez aconteça...

Continua


Notas Finais


Yukka : Sou mó inutilzona, só beto as caralha dos cp, mas tamo ae ♡ nos vemos no proximo cp ♡

(P.S: OQUE SERÁ QUE VAI ACONTECER NESTA PORRA? Nem eu sei... juro '-')

Yoshi: iiiiiii secso

~ParkYoshi
~_YukkaOnoha_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...