História Como deve ser! Segunda parte. - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Fire, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Kpop, Rap Monster, Suga
Exibições 235
Palavras 1.279
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Annyeonghaseyo Amores!
Vamos ler...

Capítulo 35 - Me perdoa Boyoung


Nossos dias juntos naquele orfanato, nosso telhado do qual passávamos tardes e noites a fio conversando, nos beijando... Até mesmo nosso reencontro naquela oficina do qual me afeiçoei tanto.

Tudo passou por minha cabeça nesse momento e eu me sentia ainda mais emocionada com esses pensamentos em volta do ambiente formado aqui de casamento. Os olhos do meu Mon me diziam isso também, que ele compartilhava quase que dos mesmos pensamentos que eu.

Chegamos ao altar, Jungkook beijou minha testa e foi pro seu lugar. Meu pai segurou minha mão e foi guiando até a do Rap Monster que estava em nossa frente agora.

- Cuide bem dela, sei que você é o único que fará minha filha feliz.

- Eu vou cuidar sim senhor, não se preocupe.

Ele segurou minha mão e a beijou, sorrimos um pro outro e logo o Rap Monster se sentou em uma cadeira colocada ao lado da minha cadeira para que ficasse na mesma altura que eu e assim a cerimônia se realizasse.

Fizemos nossos votos um para o outro com palavras sinceras, ele me olhava de um jeito diferente de todas as vezes que eu já o vi me olhando. Ao terminar ele lentamente beijou minha testa seguido de um beijo rápido em meus lábios.

As pessoas aplaudiram e sorriram, dali fizemos algumas fotos e todos se dirigiam ao salão de recepção para a festa. Ellin como já era de se esperar organizou uma super produção, das pessoas que eu conheço e o Rap Monster contamos apenas umas 20 ou 30 e ao total de todas que estavam presentes haviam 200.

Maioria amigos da Ellin e do meu pai, sem falar é claro, na família toda do lado dele. Organizaram uma fila e as pessoas vinham até nós dois nos cumprimentar, Jin foi um dos primeiros.

- Olá ao casal.

- Oi Jin, obrigada pela maravilhosa comida que preparou.

- Ainda nem provou nada que eu vi Flor...

- Mesmo sem provar sei que está maravilhosa Jin, você é o melhor cozinheiro que eu conheço.

- Isso ela tem razão Jin.

- Obrigado Namjoon, bom, eu só vim desejar ao casal felicidades e muita saúde. E que se você bobear com a Flor, eu estarei aqui pra te arrebentar.

- Há! Não foi bobear dessa vez, ela sabe disso. (Ele beijou minha mão.)

- Acho bom... Bom, eu vou dar uma olhada na cozinha e nos garçons.

- Jin você é convidado. Nada de ficar monitorando ninguém.

- É a força do hábito, não se preocupe Flor.

Ele saiu e outros mais vieram. A festa continuou numa boa e depois de algum tempo eu pedi que o Rap Monster fosse aproveitar junto dos amigos, quer dizer, ele não precisa ficar ao meu lado o tempo. Ainda mais quando se estão o V, o Jimin e o J-Hope dançando no meio do salão. Sei que o Rap Monster estava doido pra ir para lá também e fazer a bagunça. E digo mais uma coisa, o Jungkook só não foi pra lá também porque ainda ta zangado com o Jimin e o lance da Sayu.

Meu celular tocou...

~ Atendendo

- Alô?

- Por favor, não desligue. Comprei esse novo número apenas para ligar e você atender sem saber que era eu.

- Suga!

- Sou eu sim.

- O que quer?

- Queria falar com você, sei o dia importante que está sendo pra você hoje. O Jimin me contou que é o grande dia. Ainda não consigo acreditar que esteja se casando com ele.

- Já estou casada, estamos em nossa festa agora.

- Parabéns pro Namjoon, ele conseguiu o que pra ser meu.

- Você me deixou Suga, disse que não iria se arrepender disso. Disse que seria melhor pra nós dois. E eu devo dizer a você que está sendo pra mim e que gostaria que esteja sendo para você também.

- Só vai ser depois de uma coisa?

- Que coisa?

- Não vou conseguir seguir em frente em quanto não ouvir você me dizer que me perdoa. Não consigo pensar em outra coisa que não seja isso, meu coração fica apertado por não ter esse alento, esse conforto Boyoung. Não quero forçar você a dizer isso da boca pra fora, sei que essa seria a última coisa do mundo que eu iria querer, mas, sei do tamanho do seu coração e o quanto é generosa...

- Vou ser sincera contigo, nunca vou esquecer o que você me disse naquele dia na sua casa. Nunca vou esquecer a forma como tudo terminou, assim como não vou esquecer as coisas que o Rap Monster me fez, as coisas que o Jin já me disse. Como também as palavras cruéis da Heelyn, só isso tudo é de mim Suga. Eu sempre irei lembrar as coisas que me machucaram... Só que isso não quer dizer que não vá perdoar.

- Você me perdoa Boyoung?

- Eu perdoo você Suga. Hoje está sendo o dia mais feliz da minha vida e quero que essa felicidade seja espalhada para todos que são importantes para mim.

- Sou importante pra você?

- Em algum momento da minha vida você foi, e vai se sempre guardado em minha mente Yoongi.

- És a pessoa mais maravilhosa que já conheci.

- É um bobo por pensar dessa forma, eu sou tão chata e bobona quanto qualquer outra pessoa no mundo. Mas, agradeço o elogio e terei que desligar agora.

- Vai contar ao Namjoon que eu te liguei?

- Vou sim, afinal de contas não vou começar meu casamento escondendo algo do meu marido.

- Felicidades Boyoung, que a sua vida seja bem maravilhosa.

- A sua também. Tchau Yoongi.

~ Desligando

- Voltei. Bom, de onde eu estava notei que passou um bom tempo ao celular ao invés de estar apreciando seu marido lindo e gostoso dançar. Com quem estava falando Flor?

- Suga. Ele me ligou de um numero diferente.

- Ele. O que queria? (Rap Monster mudou a feição em instantes.)

- Me pedir perdão, que queria seguir em frente mais que faltava isso para que ele conseguisse.

- E você?

- Por mais que eu não esqueça o que aconteceu, ainda sim o perdoei. Hoje está sendo o dia mais importante e feliz da minha vida, não tem pra quê eu ficar guardando magoa. Ele precisa ser feliz, assim como eu estou sendo contigo marido lindo e gostoso.

- Fala de novo então.

- Qual é ta duvidando?

- É por que saber, eu tenho a esposa mais linda e gostosa do mundo então devo ter cuidado com certos exs que ficam azarando ela.

- Só tenho olhos pra você! (Coloquei os braços em volta de seu pescoço e nos beijamos, sem esperar fomos surpreendidos pela Seo que tirava fotos de nós dois.) - Seo!

- Ficou muito linda essa foto, podem ter certeza.

- Está trabalhando enquanto seu marido se diverti é? (Rap Monster disse sorrindo e apontado na direção em que o J-Hope dançava rebolando e gritando junto com o Jimin.)

- Meu marido é maluco e aproveitador, é sério.

- Deve descansar Seo, está grávida e precisa comer.

- Você também Flor ainda não a vi comendo nada. Pode ir junto com ela Seo para as duas juntas comerem alguma coisa?

- Claro, vamos sim. Te ajudo Flor.

~ Flor Off

~ Rap Monster On

Seo foi empurrando a cadeira e eu continuei ali parado admirando a mulher do qual acabei de me casar. Dali resolvi seguir com meus planos e chamei os meninos para me ajudarem.

Na verdade vou precisar apenas que o Jungkook faça um favorzinho pra mim...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...