História Como eu era antes de vc (imagine jungkook) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 69
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AÍ MEUS AMORESSS
NOVO CAPP
AMO VCS ❤❤❤❤❤❤❤❤

Capítulo 20 - Desencontros ?


Fanfic / Fanfiction Como eu era antes de vc (imagine jungkook) - Capítulo 20 - Desencontros ?

~ História off ~

Eu tava roendo as unhas, essa história era muito tipo novela vei, eu tava até arrepiada, se a mara e o kookie não ficarem juntos eu vou me dar um murro. 

- mãe me fala que eles vão ficar juntos, eles não podem se desencontram,  aff que merda isso sempre acontece!  - falei enterrando a cabeça no travesseiro. 

-lara para com isso e deixa eu continuar - minha mãe falou 

- a mãe desculpa, é que isso sempre acontece nos filmes ! 

- é só que isso não é um filme, é vida ! Agora fecha a boca que eu vou continuar ! - ela falou e eu obedeci.

~ história on ~

~ jungkook on ~

Saímos do prédio deixando Cecília e Gustavo no vácuo, pegamos a vã e Jin foi dirigindo o mais rápido possível,  me senti um criminoso procurado, mais eu estava indo atrás do meu tesouro. Chegamos em 30 minutos ao aeroporto, por cauda do engarrafamento de Seul. Saímos correndo da vã, não podíamos perder tempo, já estávamos ofegantes, quando chegamos ao balcão das passagens de última hora para os desesperados a mulher se assustou ao ver sete homens suados e ofegantes querendo passagens para o Brasil, o mínimo que ela deve ter pensado é que éramos traficantes. 

- mossa ... precisamos de passagens par o Brasil,  urgente ! - falei cansado. .

- preciso dos documentos, e do passaporte . - ela folgou nos encarando, demos os papéis com pressa e logo ela nos deu a passagem, o vôo saia daqui a uma hora. Ela o primeiro vôo, mais mesmo assim era muita perda de tempo.


1 hora depois

》》》》》》》》》》》》》》》》》》

Embarcamos e o avião voou logo em seguida, eu estava muito cansado, mais eu não consigui dormir de tanta felicidade, eu finalmente ia  ver ela de novo e dessa vez eu ia falar tudo, tudo mesmo, e depois disso não ia mais largar ela, queria voltar a sentir o perfume dela, a ouvir a sua risada viciante, e seus olhos profundos como o universo. Quando do menos percebi já estava dormindo.


~ mara on ~

acordei com o despertador tocando no meu ouvido, olhei as horas e vi que já era hora de arrumar ora escola, meu último dia de vida social, depois disso seria um completo inferno, sem comunicação, mais eu não posso abaixar a cabeça em relação a minha escolha, eu tinha que seguir em frente. Levantei e fui fazer minhas igienes. Vesti uma calça jeans escura, uma blusa branca de seda bem leve pois estava calor, soltei meus cabelos longos e castanhos, eles pelo primeira vez não estavam embaraçados, já que são levemente ondulados quase lisos eles embaraçam bem rápido.  Peguei minhas coisas, e desci pra tomar café, encontrei minha tia tomando um gole dos seu café,  e meu tio lê do o jornal e comendo uma rosquinha, típico. 

- bom dia . - falei desanimada, e o motivo vocês já sabem.

- bom dia. - os dois falaram. 

Me sentei a mesa e comecei a comer.

- com licença senhorita mara, posso pegar suas mala ? - o motorista pergunta. 

 Eu apenas fiz que sim com a cabeça sentindo meu coração apertar,logo ele desse com as minha coisas, minha tia me olha preocupada e eu apenas me retiro pro meu quarto, entro correndo e fecho a porta, me ajoelho no chão e sinto lágrimas vindo, eu realmente iria pra Alemanha?. Eu realmente queria isso ?. Eu iria conseguir superar tudo ? Essas eram as perguntas que me vinham a cabeça. Eu rapidamente me levantei e enxuguei as lágrimas, eu não posso desistir agora, dei uma última olhada no meu quarto e desci, rapidamente me despedi de meus familiares e entrei no carta.  Não queria tornar as coisas mais difíceis do que já estavam. Eu simplesmente fui sem nada mais, sabia que se olhasse pra traz eu decistiria de tudo.

cheguei na escola, comprimento todos, abracei minhas amigas, e o dia em si passou muito rápido,  infelizmente, pois depôs da escola, uma nova e triste vida começa .


~ jungkook on ~

 O avião pousou em São Paulo as 10: 00 da manhã, logos saímos correndo do avião e pegamos o primeiro táxi,  demos o kone dos tios da mara, já que eles são conhecidos, e entoa ele nos levou a um condomínio de casas lindas, carros importados e tudo mais, eu ficava em dúvida se era uma casa muito grande ou um prédio muito pequeno, mais ele nos deixou em frente a uma mansão maior que minha vida, ela era tipo enorme mesmo, pagamos o táxi e logos corremos para a porta, na hora me veio uma anciedade enorme, eu finalmente ia ver ela. Tocamos o alarme da casa e logo uma mulher que parecia a empregada atendeu, pedi pro nam falar porque não falamos português então o mínimos seria inglês mesmo. A mulher parecia nos reconhecer, então deixou nos entrarmos. Quando entramos faltava eu cair pra traz, a casa parecia maior que a Coréia toda. Ela nos  deixou a vontade mais eu estava tão ancioso que não contive, subi toda a escadaria até uma porta decorada com flores de cerejeira, sabia que era aquele o quarto pois ela adorava flores de cerejeira,  então entrei com os meninos, e na hora senti o doce cheiro dela, o quarto era enorme, tinha uma cama de casal, criados mudos, um clone e uma TV enorme. Procuramos ela mais não achamos, até que uma mulher bate na porta:

- gostaram do quarto ? - ela perguntou em inglês.

- claro lindo ! - nam faliu e logo traduziu pra gente.

- o que fazem aqui, não deviam estar na Coréia ? - ela perguntou surpresa com a nossa presença.

- a por falar nisso sou leia, minha sobrinha gosta muito de vocês ! 

- também amamos ela, por falar nisso onde ela está ? - namjoon perguntou logo em seguida traduzindo pra nós de novo. Ficamos esperando ela responder anciosos pela resposta.

- minha mara está na escola . - ela falou se sentando em sua cama. Nam traduziu e logo pergunta: 

- podemos espera lá aqui ? 

- como assim espera lá ? - ela perguntou confusa. E eu pensei tipo será que ela é doida?

- esperar ela voltar da escola ! - nam exclamou.

- ahh, meninos eu acho que não contei a vocês ! - ela falou.

- não contou o que ? - nam

- ela não vai voltar. - ela respondeu calmamente algo que não entendi direito mais nam ficou paralisado, tentando engolir o que ela falou.

- namjoon ! O que ela disse ? - suga

-a-a mara, ela não vai voltar ! ...




CONTINUA...

 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...