História Como Eu Era Antes De Você - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Culpa É Das Estrelas, Como Eu Era Antes de Você
Personagens Personagens Originais
Tags Amor Doce, Drama, Romance
Exibições 21
Palavras 1.465
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Garota problemática


Alguns dias haviam se passado Katherine e Harry não haviam se visto, por causa da faculdade os dois andavam muito ocupados Katherine tinha seus trabalhos e estágios no jornal de Los Angeles ja Harry tinha alguns estágios em alguns consultórios de advocacia. Mas isso não impedida deles se falarem quando tinha um tempo livre e algumas vezes ele ir deixar ela em casa quando saia muito tarde do jornal. Uma certa noite Harry estava em casa e depois de estudar ate tarde estava pronto para dormir mas ele recebe uma ligação de número desconhecido e resolve atender.

- Alô ?

- Harry ? - Era uma mulher.

- Sim.

- Sou eu Katty a mãe da Katherine. - Ele se assustou era quase meia noite e a mãe da Katherine estava ligando.

- O que aconteceu ?

- A Katherine esta com você ?

- Não.

- Qual foi a última vez que vocês se falaram ?

- Ontem a tarde

- Certo. Então boa noite e desculpe pelo incomodo.

- Espera cada ela ?

- Ela saiu ontem a tarde e ainda não voltou, ela disse que estaria com as amigas.

- Desculpas não sei aonde ela esta.

- Mesmo assim muito obrigada. Boa noite.

- Igualmente.  - Ligação encerrada.

Harry havia ficado muito preocupado com aquela ligação, mas de 24 horas e a Katherine não havia voltado pra casa. Então resolveu ligar pra ela, ele ligou 10 vezes e nada dela atender mas ele não desistiu e ligou mas uma vez ate que ela atendeu.

- A-Alô. - A voz dela estava estranha.

- Katherine ?

- Harry quanto tempo. - Ela estava bêbada.

- Aonde você esta ?

- Não sei bem mais acho que perto da faculdade.

- Na UCLA ?

- Perto da sua faculdade. - Então ele lembrou que perto da faculdade tem uma boate muito popular.

- Não sai dai.

- Ãm ? - Ligação encerrada.

Ele colocou uma calça jeans, camiseta preta que ela havia dado a ele e um tênis da Nike, pegou as chaves do carro e desceu rapidamente as escadas e quando estava chegando perto da porta.

- Epa... vai pra onde rapaz ? - Era um homem alto, de cabelos grisalhos por mas que ele tivesse aparência de novo e olhos castanhos claros iguais aos do Harry.

- Pai, eu preciso sair.

- Ah essa hora ? - Ele olha pra o relógio.

- Sim.

- Tem haver com aquela ligação de dez minutos atrás ?

- Não. - Mentiu.

- Harry.

- Sim. É urgente pai por favor.

- Você esta bem ?

- Sim.

- Você vai ficar bem ?

- Sim.

- Pode ir. - Harry abriu a porta mas antes de sair completou.

- A-Ah e se amanhã de manhã vocês verem uma garota no meu quarto ou aqui mesmo no sofa não se preocupem.

- O que ? - Ele saiu. 

Ele correu ate o carro deu a partida e foi as pressas ate a boate, ele levava geralmente cerca de 20 a 30 minutos pra chegar na faculdade mas naquele momento ele levou 10 minutos. Ele estacionou o carro e entrou e torceu pra que ela estivesse naquela boate. Ele começou a procurar a Katherine por todos os lados 10 minutos havia se passado e nada ate que ele vou pessoas gritando vira, vira, vira e foi ate la ver e viu uma morena de longe virando copos de tekila e era a Katherine. 

- Katherine. - Ele se aproxima dela.

- Harry o que te trouxe aqui ?

- Uma ligação da Katty quase a meia noite e ela esta preocupada com você.

- Elas me deram liberdade então não me culpe.

- Mas você exagera de mais nessa sua liberdade.

- A-Ah não, não venha com esse papo de advogado pra cima de mim.

- Vamos embora. - Ela a puxa pelo braço.

- Hey me solta.

- Não você vem com... - Ele sente uma mão muito forte sobre a sua.

- Alguem problema aqui ? - Era um segurança.

- Sim.- Disse ela.

- Não senhor. - Disse ele. - É porque minha namorada. - Mentiu.- Esta um pouco bêbada e preciso leva lá pra casa.

- Ela é de maior pode ficar.

- Se de maior pra você for uma adolescente de dezessete anos.

- Ela tem dezessete ? - Harry confirmou com a cabeça. - Saia daqui e a leve junto.

- Você quem manda. - Ele continuou a puxar o braço dela ate fora da boate.

- Porque você fez isso ?

- Porque você não deveria esta aqui.

- E você deveria ? Não você tem que esta em casa se cuidando e... - Ela para de falar e corre ate o poste e vomita lá.

- Katherine. - Ele vai ate ela e segura seu cabelo que estava quase perto da sua boca.

- Sai não quero que você veja isso.- Ela o impura.

- Se não quer que eu veja, então não faça.

- Você é chato.

- E você mimada. Acho que antes de te levar pra casa vou te leva ao hospital.

- Pra que ?

- Você ainda pergunta ? A quantas horas esta bebendo ?

- A-Ah doze horas eu acho.

- Acho melhor irmos logo. - Ele ajuda ela a entrar no carro e logo depois entra. - Isso é pra você. - Ele meche no porta luvas.

- O que é isso ?

- Chiclete você esta com um bafo horrível. - Ele deu a partida e seguiram para o hospital.

Chegando lá Harry foi ate a recepção e disse que precisavam de um médico pra fazer uma desintoxicação alcoólica e menos de 2 minutos ela estava na sala com o médico. Harry precisava avisar a Katty que estava com a Katherine mas aquela hora ela ja estaria dormindo mesmo assim ligou.

- Alô ? - Katty atende assustada.

- Senhora Marshall ?

- Harry você tem noticias da Katherine ?

- É sobre isso que liguei ela esta comigo e eu vou levar ela pra minha casa.

- E porque não atrás pra ?

- Nos estamos mas perto da minha casa. - Mentiu, o hospital era mas próximo da casa dela. - E também ela não esta nada bem.

- Cuida dela ok ?

- Ok.- Ligação encerrada.

Katherine vem saindo da sala toda errada e o Harry queria ir mas se controlou.

- Cafe ?

- Não posso, preciso ir pra casa estou cansada.

- Acho que suas mães estão dormindo essa hora. - Mentiu. - Acho melhor você ir pra minha casa e passar a noite la.

- O que você vai fazer comigo seu pervertido ?

- Se eu quisesse fazer algo com você ja teria feito a primeira vez que ti vi bêbada.

- Nossa. - Ela ficou cabisbaixa. - Desculpa.

- Você esta bêbada, não sabe o que fala. Vamos. - Ele pega o salto da mão dela, pega na mão dela e saem andando.

Alguns minutos depois eles estavam na casa do Harry, que diferente da casa da Katherine era um pouco mas simples mas muito confortável.

- Bonita sua casa.

- Obrigado. Vou pegar uma camisa minha pra você venho ja. - Harry sobe as escada e se depara com seu pai os olhando.

- Esse foi o motivo de você sair tão tarde.

- Agora não pai.

- Não estou reclamando, ela é bonita.

- E problemática também.

- Ninguém é perfeito.  As chaves da lavanderia estão na cozinha. - Harry o assentiu e subiu.

Alguns minutos depois ele desceu com uma camisa de baseball e entregou pra ela, indicou a direção do banheiro e toma um banho gelado e demorado, minutos depois ela sai com a blusa de baseballl da cidade que era branca com detalhes azuis a camisa estava na metade da colcha dela e a mesma estava de coque, Harry não deixou de notar as pernas e todo o resto do corpo da jovem.

- Me da o vestido que eu vou lavar.

- Vou com você, esse vestido foi caro pra você estraga lho. - Harry revirou os olhos.

- Esta bem. - Eles desceram ate a lavandeira.

Pela cara da Katherine ela estava morrendo de sono, como ela estava apenas de camisa não iria deixar ela dormir na sala, seus pais eram tolerantes mas não tantos, então leve a levou ate o quarto arrumou a cama ela deitou, ele foi ate o banheiro tomou um banho vestiu um calção e quando saiu ela ja estava dormindo, ele foi ate ela deu um beijo em sua testa, ela parecia um anjo dormindo pegou uma coberta e foi pra a sala e la no sofa ele dormiu



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...