História Como Eu Era Antes de Você - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias 24K, Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bts, Jimin, Romance, Taehyung, Tragedia
Visualizações 41
Palavras 1.583
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 26 - Capítulo


Fanfic / Fanfiction Como Eu Era Antes de Você - Capítulo 26 - Capítulo

Taehyung estava terminando com ela, era a pior coisa que poderia ter acontecido, Sana leu e releu a mensagem milhares de vezes, não conseguia acreditar no que estava acontecendo, as lágrimas tomaram conta de seus olhos descendo sem parar, a mesma saiu do quarto furiosa e encontrou Cory vendo TV.

- O que foi ? Por que está chorando ?

- Cadê o Kisu ?

- Pra que ?

- CADE ELE ?

- Que gritaria é essa ?

Kisu que tinha ouvido os gritos da garota saiu de sua sala pra ver o que era.

- Você, O que você fez ?.- menina perguntou se aproximando devagar.

- Do que está falando.

- CÍNICO!

Ela foi pra cima do mais velho mais Kisu a segurou pelos braços.

- Você está louca ?!

- Ajudou a Yang não foi ?! O que vocês fizerem ? Eu sabia que você não tinha me dado aquele celular pra pra nada.

Sana tento se soltar mais ele continuava a segurando forte, tão forte que já estava doendo.

- Você é mesmo maluca.

Por um momento Sana se soltou e bateu na cara do rapaz, Kisu se encheu de raiva e a colocou contra parede a prendendo com o próprio corpo.

- Nunca mais faça isso ou vai se arrepender.

- O que ? Vai me bater ? Me vender pra outra pessoa ? Me levar pra outro lugar de novo ?

Cory tento tirar Kisu da garota mais não adiantou.

- Experimentar pra ver.

- Você é a Yang se sentem felizes com o meu sofrimento so pode, agora vocês conseguiram mais vez me destruir, me deixar em pedaços, mais uma vez Yang me mostrou que eu sou um zero a esquerda na vida dela. Queriam fazer da minha vida um inferno ? estão conseguindo, eu estou por um fio, minha vida estar por um fio.- Kisu viu como ela estava e a soltou, imediatamente ela caiu sentada no chão ainda cheirando.- Estão me matando aos poucos, eu estou chegando ao meu limite, não vou aguentar mais, parem de me fazer mal, por favor.

Cory e Kisu estavam parados só vendo o desespero da garota, realmente ela parecia está por um fio, um fio muito fino que a qualquer momento ia se rebentar.

Ela apenas se levantou e voltou pro quarto trancando a porta, o celular ainda estava em cima da cama, ela o pegou e jogou no espelho fazendo os dois quebrarem, olhou bem pro cacos no chão, se ajoelhou pegando um o viu seu reflexo naquele pequeno pedaço de espelho, as lágrimas dificultando um pouco sua visão a embasando.

- Sana! Não faça nada tá, abre a porta pra mim.

- Não!

- Por favor, sabe que eu posso te ajudar.

- Ninguem pode me ajudar.

- Eu posso, me importo com você.

- É só você então.

- Não é verdade, tem o Jin, seus amigos, Taehyung.

- Vá embora, me deixa sozinha.

- Pra que quebrou o espelho ? não faça o que estou pesando.

- É tentador sabia ? Já fiz isso uma vez, não custa nada fazer de novo.

- Não, pensa direito, vai me deixar ?

Ao ouvir isso Sana largou o espelho no chão, Tae já fez essa mesma pergunta pra ela várias vezes.

- Sana ? Vai me deixar ?

- Não.

Cory respirou aliviado do outro lado da porta.

- Quer me contar o que aconteceu ?

- Não, vai embora tá ? Eu quero ficar sozinha.

- Ok, fica bem tá ?!

Ele saiu dali com receio.

Sana se levantou e deitou na cama pegando seu notebook, coisa que Yang tinha pegado quando pegou algumas roupas da garota. A menina começou a ver sua fotos junto com Taehyung e apagou várias, conforme ia vendo ia chorando mais, logo chegou aos vídeos, e vendo eles um sorriso se formou em seus lábios, esses ela não teve forças para a pagar, era bom ver os beijos que ele tava nela, era lembranças maravilhosas.

Mas ela estava tão magoada, como Tae tinha desistido dela assim tão fácil. "Talvez essa distância seja melhor pra nós dois". "Acho melhor cada um ficar no seu canto, eu aqui e você esteja onde estiver". Ele deixou de ama-la assim ? sem mais nem menos ?

Depois de tanto chorar e pensar Sana acabou dormindo só acordando no outro dia, e como o esperado não saiu do quarto, Suri já tinha ido levar comida mais a garota não quis, Cory estava preocupado e resolveu tomar uma atitude a isso, ele não ia deixar ela sozinha lá sabendo de tudo o que ela é capaz de fazer consigo mesma.

- Suri você tem as chaves da casa né ?

- Sim, eu preciso pra entrar e pra limpar alguns quartos vazios que ficam trancados.

- Então você tem a chave do quarto da Sana ?

- Tenho.

- E por que não me disse antes ou entrou lá ?

- Não vou invadir a privacidade dela desse jeito.

- Mais eu vou, me dá a chave.

- Não, deixa ela sozinha um pouco.

- Ela ficou sozinha trancada naquele quarto por uma semana.

- Aish tá bom.

A mulher tirou as várias Chávez do bolso e entregou uma pra ele.

- Obrigado.

Cory pegou um copo com suco e subiu pro quarto da menina e bateu na porta.

- Sana ?

- O que ?

- Você está bem ?

- Sim

- Abre a porta ?

- Não.

- Vou entrar assim mesmo.

- Tenta.

Ele simplesmente destrancou a porta e entrou, Sana se assustou ao ver que ele tinha entrado, até por que ela estava com um pedaço do espelho quebrado na mão.

- O que ia fazer ?

Ela olhou pra ele e entendeu que Jin provável havia contado as vezes que ela visitou o hospital.

- Vejo que o Jin já te deixou a par de tudo, não se preocupe vou só jogar fora.

- Trouxe um suco.

- Já disse a Suri que eu não queria.

- Não estou perguntado se você quer, eu trouxe e você vai tomar querendo ou não.

- Vai me obrigar ?

- Se for preciso.

- Por que está agindo assim ?

- Eu que te faço essa pergunta, ontem você de boa quando Jin veio de ver, e depois do nada acontece tudo aquilo.

- Você não precisa saber de tudo que se passa comigo.

- Eu sei, só quero te ajudar.

- Tá eu tomo o suco, mas não pense que vai me convencer a fazer as coisas na base da chantagem psicológica.

- Tudo bem, vejo que vamos ter que comprar outro celular, e outro espelho também.

- É.

- Quer sair ?

- Não estou muito no clima.

- Então nós vamos.

- Fazer o que ?

- Compras.

- Ah não, não quero mesmo.

- Vamos, você tem poucas roupas, só as que a Yang trouxe.

- Tem certeza que quer fazer isso ? geralmente não gosta de fazer isso.

- Realmente é um tédio, mais vou algumas coisas pra mim também.

- Eu não tenho dinheiro se você não se esqueceu.

Cory tirou a carteira da calça e tirou um cartão de crédito entregando pra ela.

- Está no meu nome ?

- Sim, Kisu fez uma extensão do dele pra você.

- Não quero nada dele.

- Como você vai comprar suas coisas sem dinheiro ? Kisu tem dinheiro pra da e vender, não vai fazer diferença pra ele você usar também. Então vamos ?

- Não sei....

- Aproveita e conhece a cidade.

Pelo pouco tempo que passou com Cory percebeu que ele era muito apegado nas pessoas, e sempre tentava ajudar, e sabia perfeitamente que ele não ia deixar ela em paz enquanto a mesma não melhorasse, se ele queria melhora da parte dela, era melhora que ia ter, Sana sabia mentir que estava bem, já fez isso antes.

- Tá, então vamos.

Cory sorriu pra garota, ele queria que ela saísse de casa, ver que está aqui não é tão ruim.

- O que está fazendo aqui ainda ? Não espera que eu troque de roupa na sua frente ?!

- Ah desculpa.

Ele sorriu envergonhado e saiu do quarto. Sana vestiu uma calça jeans e a blusa branca, nada de mais, afinal ela nem queria ir. Depois de pronta desceu pra sala onde Cory estava, e Kisu também, o mesmo viu a garota tão bonita e não consegio tirar os olhos dela.

- Fecha a boca ou você vai babar.

Cory deu um leve tapa no ombro dele e se levantou.

- Pronta ?

- Sim.

- Foi rápido.

- Não sou de demorar.

Kisu continuou a olhando e viu o irmão e a garota saindo pela porta e dando partida no carro, ela estava realmente bonita, o como já havia dito antes, ela o interessava, não era fútil igual as outras e igual a Yang, tinha uma personalidade forte, pelo menos foi essa que ele viu, e Kisu, quanto mais difícil melhor.

Sana e Cory entraram numa loja onde o garoto pegou algumas blusas e casacos pra experimentar, a menina ficou sentada no sofá em frente o provador esperando.

- O que achou ?

Ele saiu com um blusa branca de cetim de mangás longas.

- Gostei, mas onde você iria usar isso ?

Ele parou pra pensar, ela tinha razão, onde usaria a blusa ?

- Boa pergunta.

- Então não leva já que não tem lugar pra usar.

- Tem razão.

Ele entrou pro provador e minutos depois saiu sem camisa, Sana olhou bem pra ele, Cory era muito bonito, e tinha um corpo impecável.

- Essa calça é boa, vou levar.

- Também gostei, vai combinar com a blusa vermelha.

- Verdade. Agora é sua vez.

- Minha vez que que ?

- De experimentar a roupas que pegou.

- Tá bom.

Ela pegou algumas roupas e entrou no provador, vestiu um vestido florido.

- Eai ?

- Eu gostei, ficou muito bonito.

- Não está muito......alegre ?

- É um bom vestido florido, transmite alegria.

- Não exagera.

Cory fez a garota experimentar várias roupas, ela não queria mas fazia pra manter as aparências.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...