História Como eu morri. - Capítulo 59


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 56
Palavras 307
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


EU VOLTEI
AGORA PRA FICAR
nossa que merda ;-;
Dsclp a demora para postar, eu estava na casa da minha amiga e tals, agora eu voltei e vou postar com mais freqüência se tudo der certo sz
Amo vcs e.e sz

Capítulo 59 - Osh e.e


Fanfic / Fanfiction Como eu morri. - Capítulo 59 - Osh e.e

Acordei eram 10hrs da manhã, levantei peguei uma camiseta grande e uma calcinha e fui até o banheiro para tomar o tão esperado banho.

- QUEBRA DE TEMPO - 

Sai do banho e fui até a cozinha preparar um café para mim e o tal dorminhoco que estava em coma no sofá da minha sala. Fui rir, chorei.

Coloquei a água para esquentar e andei devagar até a televisão e à liguei na Play TV, estava na hora do ponto  kpop u.u sz

Olaf: K-pop? Sério ??? Porra, Tris! - Levei um susto e dei um pulo que fez com que ele desse risada.

Tris: Não é engraçado, para de rir seu idiota do caralho a quatro! - Comecei a andar em direção ao fogão para ver a água que já havia fervido, ele levantou mais rápido que o flash e me pegou em seu colo..

Tris: ME SOLTA KRLH - Gritei me contorcendo para que ele me soltasse.

Ele só me soltou quando chegamos no meu quarto, ele me largou encima da cama e começou a se aproximar da minha face devagar.

Avistei um travesseiro, para conseguir pega-lo eu teria que chegar cada vez mais perto de sua cara, então assim eu fiz, fui chegando cada vez mais perto com um longo sorriso estampado em minha cara até que consegui tocar no travesseiro  e no mesmo instante joguei o mesmo na cara dele e comecei a rir.

Olaf: Vai ser assim então? - Falou sorrindo segurando o travesseiro  em suas mãos

Começamos uma guerra de travesseiros sem fim, eu peguei um e ele outro, até que uma hora eu joguei um tão forte nele que ele caiu no chão.

Tris: Você ta bem ? - Falei levantando rápido e indo até ele que quando viu minha cara de preocupação começou a rir, então se sentou e me puxou para um beijo, quente e calmo, simplesmente perfeito...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...