História Como eu odeio te amar... - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Amor Não Correspondido, Espelho, Fantasma, Morte, Mutilação, Navalha, Pedro, Sexo, Suícidio
Visualizações 5
Palavras 997
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi meu frutos do mar!
Se eu passar do limite me avisem por favor! É pq eu to inspirada em colocar coisas bem ruins sobre a Nycolle e talz, nessa história obviamente quem vai falar sou eu (Glenda)!
Enfim, boa leitura e até as notas finais!!

Capítulo 3 - A verdadeira Nycolle


GLENDA ON

Bem como eu posso começar? Do início, né?!

Nycolle, uma 'mimadinha' de doze anos, sempre querendo as coisas dos outros. Como se já não bastasse a vida boa e muito dinheiro que possuira. Nycolle já tinha namorado quase todos os garotos da escola, sempre fazia coisas erradas ou incriminava pessoas inocentes, já havia conversado com a mesma uma vez, mas foi uma discursão por ela ter humilhado um garoto após não ter feito o que ela "pediu"!

Sinceramente eu não suporto essa menina. Aguento ela desde a terceira série, depois que Pedro chegou na escola, eu fui a primeira à recebê-lo de braços e coração bem abertos. Nycolle ficava um amor de pessoa perto dele, quando o mesmo não olhava, a infeliz continuava a fazer as idiotices dela.

Meu maior medo era que ele começasse a gostar dessa infeliz que não merecia ser da mesma raça que nós.

Meu medo acabou se tornando real.

Pedro acabou se apaixonando pela víbora! 

Só que eu já o amava antes.

Não demonstrei sintomas algum de ciúmes, pelo contrário, eu o incentivava a gostar mais dela, incentivei a conquistá-la.

Voltando a tudo, sabia que ela não era uma boa pessoa para o meu melhor amigo. Essa vagabunda ainda vai magoá-lo!

Depois que eu morri parece que ela só tende a piorar à cada dia que se passa.

NYCOLLE ON

Chegou um menino novo na escola, qual é o nome dele mesmo? 

Ah é, é Pedro né?!

'Mulequinho' irritante, assim como aquela 'pobretona' da amiga dele. Só vou pegar ele pra mim um pouquinho e depois largar assim como fiz com os outros!

- Esse vai ser mais fácil do que eu pensei, ainda mais que ele gosta de mim! - riu maleficamente ao lembrar o quão ingênuo o menino é. - só que eu preciso me livrar 'daquelazinha' primeiro se eu quiser tê-lo!

(...)

Já estou na escola, estranhamente a amiguinha entrometida do Pedro não veio, por quê será?! Preciso do meu informante, aliás, quase todas as pessoas nobres e ricas como eu tinha que ter, certo?!

- Ei! Por quê a garota que senta ali não veio? - apontou para o local onde a garota sentava. 

- Eu soube que ela sofreu um acidente e não resistiu! - ele falou a encarando com certo espanto no olhar.

- Hm, obrigada.

- De nada.

Nem precisei de esforço.

*Depois do pedido de namoro*

Bom, fui pra casa depois que as aulas entediantes acabaram, não aguento ficar perto daqueles professores. Eu sei que sou a melhor, mas não é pra tanto, né?! MENTIRA É SIM!! Como é bom ser a melhor da turma.

E esse tal de Pedro? Tão ingênuo. Esse idiota acha que eu gosto dele.

- Ah, eu estou sendo tão mal! - fez uma falsa expressão de triste e começou a gargalhar como louca. - já já eu irei me livrar dele, mas tem que ser com mais tempo. Acho que uns três anos é o suficiente! - opitou com a mão sobre o queixo. - MARIA, TRÁS MEU CHÁ?

- CLARO, SENHORITA! - concordou a empregada ao ouvir a voz da garota.

PEDRO ON

Nossa eu nem acredito que a Nycolle me pediu em namoro dá vontade de gritar de felicidade, eu tenho que contar para a Glenda! Como vou fazer isso?

Se eu sonhar novamente terei essa chance. Hoje eu passei na casa da mãe da Glenda e falei o que a Glenda me pediu, falei com minha mãe também!

- Pedro, o jantar está pronto meu amor! - a mãe o chamou para fazer a refeição.

- Já vou mãe. - respondeu, numa empolgação ao sentir o cheiro de queijo sheedar. - adoro sheedar!

Desceu as escadas de madeira bem firmes, atravessou a sala de estar à caminho da sala de jantar, sentou-se na cadeira e sua mãe iniciou uma conversa:

- Como foi a escola, filho? - perguntou ela com um sorriso no rosto.

- Foi incrível mãe! - respondeu com uma empolgação muito grande.

- Hm, o que aconteceu de tão interessante para você estar tão empolgado?

- Tirei notas ótimas nas avaliações de hoje! - mentiu.

- Que bom! Continue assim!

- E o papai por quê não chegou?

- O trânsito está péssimo nas estradas. Ele vai chegar lá para às dez da noite ou mais, meu filho!

- Ok.

Acabando minha refeição fui dar um beijo de boa noite na minha mãe e fui pro banheiro do meu quarto escovar meus dentes. Deitei e fui dormir.

*Durante o sonho*

Eu estava no mesmo jardim de antes, mas Glenda já estava lá, ela estava comendo uma maçã sentada no pé da cerejeira.

- Olha quem está aqui... - ela disse se levantando e limpando o vestido branco de setin que usava. - não esperava sua visita!

- Oi! - respondeu com um sorriso de orelha à orelha, quase rasgando as bochechas mas ta bom. - oras, você é a minha amiga, né?! Visitar os amigos sempre é bom!

- Rum. Qual é a nova dessa vez?

- Eu estou namorando! - ele falou saltitante.

- Sério?! A sortuda é quem eu estou pensando? - ela perguntou rindo de lado.

- Sim! - ele abraçou a amiga com força, ela retribuiu o abraço.

- Parabéns, Pedro! - sorriu terno desfazendo o abraço. 

- Teve beijo e tudo mais!

Dessa vez ficou calada, abaixou o olhar e o sorriso que antes tinha na sua face, agora tem em lugar nenhum. Falar que estava namorando com Nycolle já era ruim, mas falar que a beijou era demais para o seu coração.

- O que foi, Glenda? - perguntou com uma expressão confusa, a amiga estava feliz agora à pouco. Porquê estava triste? 

- Nada... eu só... - fez silêncio por alguns segundos - eu só estou... nada deixa quieto!

- Tá bom, então!

- Parece que você já está acordando! - o alertou.

- É verdade! Preciso ir, até Glenda!

- Tchau... por quê você tem que ir? Queria que você estivesse pra sempre aqui comigo. Me amando e eu te amando mais! Não se preocupe depois eu vou voltar, você sempre será meu! Mesmo que eu esteja apenas em espiríto, eu te amo. - depois do "tchau", falou num sussurro para si mesma.

Eu sempre te amarei...






Notas Finais


Então meus bolinhos de camarão, vcs agr sabem algo sobre a Nycolle, vcs estão odiando ela agr, né?!
Acharam que ela era inocente neh?!
Logico que não.
No próximo capitulo eu vou adiantar as coisas, vão se passar três anos de uma vez!
Até o próximo turma!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...