História Como fazer dar certo? - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Deadpool, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Loki, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pepper Potts, Peter Parker, Phillip Coulson, Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Steve Rogers, Visão, Wade Willson (Deadpool)
Exibições 94
Palavras 771
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem!

Capítulo 50 - Então né? Que a treta comece!


 

Pov's Brenda 

Estou cansada, com fome, quero ir para casa independente do tamanho da bronca que vou levar, quero abraçar meus pais, estar com eles, não em um lugar qualquer fora do meu planeta.... meu planeta, é engraçado eu dizer isso, já que não sou exatamente da Terra, mas foi na Terra onde me acolheram, me deram um lar e a família mais louca do mundo, mas que eu amo demais, só queria que meus pais estivem aqui.

Me assusto ao sentir alguém me segurar pelos ombros, olho para lado e vejo Lilla, a melhor amiga que uma menina poderia ter e logo sinto dedos se entrelaçarem  aos meus e lá está Owen, meu namorado, quem diria que um dia a menina que foi rejeitada teria tanta gente que a ama e tanta gente para amar também. 

Sinto um nó na minha garganta, mas não choro eu apenas mais forças dentro de mim para lutar para voltar para casa, só espero que todos estejam bem.

- Chegamos! -  Wade disse animado e entrando no local.

- É tô vendo. Você trouxe a gente em um ferro velho interestelar? -  Perguntou Regina mau humorada.

- Não começa Regi. -  Lira falou.

- Acho que é aqui que vamos encontrar a nosso veículo não é? -  Perguntou Mtru, que estava ao lado de Lilla, eles formam um casal tão fofo.

- É sim. -  Falou Wade antes de sumir pela porta do local.

- Eu ainda não acredito que ela mentiu...
Ayden interrompeu Aiyá e se pôs na frente dela, segurando a menina pelos ombros.

- Acorda não percebe que foi tudo um plano? Ela queria ferrar com a gente e  conseguiu, você como uma tola acreditou em tudo que a irmãzinha dizia e eu acabei sendo banido por sua inconsequência sua....

- Ayden! Já chega, o que pensa que está fazendo, ela é sua irmã e você foi quem não aceitou ser rei não a culpe. -  Andrew falou e sem soltar a irmã o príncipe banido olhou para ele.

- Você não entende Andrew...

- Não a gente não entende, mas não soltar ela vamos ver do que você é feito imbecil! -  Nathan diz entre os dentes.

- Sério? Vai fazer o que imbecil? -  Perguntou repetindo o insulto. 

- Ele nada, mas eu... -  Aiyá deu um soco no irmão e fez cair sentado no chão. -  Nunca mais toque em mim, aprenda a ser homem e tome cuidado para que esse banimento não seja por um motivo válido.

- Viu depois você diz que eu é que sou difícil! -  Disse Regina a Lira, a loira tinha um sorriso fraco e parecia cansada.

- Não arruma mais confusão. -  Lira falou. -  Já temos o suficiente. -  Disse segurando a mão da menina.

- Tudo bem, tô zonza de fome demais para brigar. -  Regina disse.

- Eu trouxe seu remédio, só tenho que arrumar um pouco de água. -  Disse Lira deixando que Regina se apoiasse nela até Wade voltar.

Pov's Peter

Estamos perdidos no espaço,  mas não é tão legal quanto nos  filmes, eu me sinto em alerta o tempo todo, sinto o perigo em cada pessoa que passa por nós, sinto o perigo em cada local que passamos, mas para Wade tudo é normal.

- Olha só, vai dizer o quanto vai custar essa nave ou não?  -  Perguntou ele a mulher humanoide, de pele vermelha.

- Já disse, o que vai me dar em troca? -  Perguntou a mulher.

- Dinheiro...

- Seus dólares não servem de nada aqui! -  Falou a mulher. - Mas esse espécime, bem poderia vender ele para um colecionador...

- E eu poderia estourar seus miolos! -  Disse Wade apontando uma arma para a cabeça da mulher.

- Agora eu posso te dar umas granadas e um radinho  de pilha.

- Você. .. - Ela falou pulando em Wade para o atacar, mas  um tiro é ouvido, antes que Peter pudesse jogar uma teia nela a mulher está caída no chão. 

- Vamos Petey, eu pego as chaves e a nave, você vai lá para fora, ates que a vermelhinha acorde, por que sabe como é essa espécie não morre tão fácil assim! -  Falou apressadamente.

Quando eu sai vi que Ayden estava com um olho roxo e não tive tempo para pensar por que uma nave, muito caída apareceu e a porta abriu, nós entramos e eu logo vi a mulher vindo atrás da gente dando tiros com um tipo de arma que nunca vi na vida quase nos acertou, mas não é que o Wade pilota bem.
 


Notas Finais


E aí me digam o que acharam!
Cometem por favor!
Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...