História Como fazer ele Amar - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias AOA, Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jimin, Jungkook, Youngjae
Exibições 27
Palavras 833
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Don't Tell (Part 2)


Eu não poderia chorar, não posso mostrar minha fraqueza, é isso que ele quer. Ele estava ali na minha frente um tanto desacordado, sua boca escorria sangue e seus olhos tinha vários machucados, era de partir o coração ver o amor da sua vida naquele estado...
- Parece assustada...ele vinha em minha direção tocando em meu rosto que logo tirei balançando minha cabeça em gesto de negação demonstrando ódio em meus olhos.
  -Você vai pagar caro... Falo roendo os dentes em ato de nervosismo e ele apenas sorriu em deboche. Meus pulsos doía pela corda que apertava, tento cuidadosa mente desfazer os nós que me prendiam ali, porém precisava de algum plano após me soltar já que havia 5 homens de guarda. Olho para meu lado, estava na mesma situação que eu, só que pior, seus olhos me encaram por alguns segundos e rapidamente corre uma lágrima em sua bochecha.

  Já havia escurecido quando Jae voltou a falar, sua expressão havia mudado desde que trouxe Kookie.
  - O que você quer de nós?.. Dizia Kookie quase sem voz e falhando nos tons. Jae apenas sorriu ao ver os esforços de Kookie falhas.
  -Vou contar uma história muito legais para vocês...ele dizia colocando uma cadeira a nossa frente se sentando.

- Era uma vez um homem muito rico e feliz, ele tinha uma linda mulher e um filho maravilhoso. Tudo era perfeito. A mãe era uma ótima pessoa e uma ótima trabalhadora que sempre tinha a intenção de ajudar os outros. O pai era muito inteligente e tinha uma ótima firma que lhe beneficiara muito dinheiro tornado a vidas de todos daquela empresa esplêndida. O garoto, ah o garoto - arfou ele - era o melhor da sua turma, o melhor nos cursos, o mais popular em qualquer lugar, tudo para ele era perfeito, até dentro de casa. Tudo foi perfeito até certo dia, tudo foi por água a baixo, a firma, o dinheiro, a suas posses caíram em questão de segundos e por que?? -Ele parou por alguns segundos e olhou diretamente para mim -O pai tinha um melhor amigo, amigo de maternal, ele também foi da firma, era o braço direito do pai e também o grande traidor junto com mais um amigo muito próximo do pai, que amigos eles tinham heim? - ele parou novamente vindo por trás se apoiando na cadeira onde eu estava presa -todo dinheiro, a casa, a empresa, a mulher...ele perdeu tudo, até seu próprio filho que teve que aturar outro pai. O pai não tinha uma empresa que varia a vida e trabalho justo, claro que era ilegal, mais os seus dois melhores amigos não deviam ter o enganado, tirado todo seu dinheiro e ainda acabar com a empresa que o pai deu duro para construir. -Ele parou logo se exaltando e chutando latas que tinham pelo local. -Ta..digo - o que isso tem a ver com a gente - contínuo vendo ele voltar para seu lugar de antes. -Eu ainda não terminei a história meu amor...ele falou ficando folgado na cadeira.
-O pai descobriu quem os traiu e resolveu se vingar, da pior maneira. Se eles tiraram tudo do Pai, ele também ia devolver na moeda tirando algo especial e importante deles. Sua amada. A primeira foi Eun Lee Kung - senti um frio ao ouvir o nome de minha mãe no meio da história -ela estava indo ao supermercado quando o seu freio misteriosamente parou de funcionar em uma avenida muito movimentada e pah, bateu, foi questão de horas até ela partir. -Meus olhos se encheram de lágrimas que caiam ferozmente, minha preocupação surgiu em meu rosto e a dúvida em minha cabeça permaneceu -Essa é a história verdadeira por trás da morte de minha mãe? - Falo em um tom mínimo de cabeça baixa me perguntando, se era verdade ou não. Se for então meu pai é um dos homens que roubou o "tal pai"...-não se deixe abalar...Kookie dizia, olhando para mim balançando sua cabeça em negação. -Continuando...- Jae nos interrompe -A primeira da lista da havia partido, ele comemorou gloriosamente ao ver nos olhos do homem que o roubou a dor, a perda, o sofrimento. Ele ainda como deboche foi ao velório dela, para assim satisfazer sua emoção de Vitória.... - Seu pai!! ...Digo Alto...- Seu pai é o homem da história, ele estava no velório da minha mãe, eu lembro...digo mostrando em meu rosto o desespero, eu estava presa, e com o filho do homem que destruiu minha família e ele ainda ria de minha cara ao ver minha angústia e minha dor ao saber de tudo isso dá pior forma e o pior é que meu pai sabia de tudo e não me contou. -Dói?-  Jae pergunta se aproximando de mim a ponto de eu sentir sua respiração ofegante em meu rosto. Eu comecei a entender a partir dali, só que ainda restava dúvidas, o que eu estava fazendo ali e o que o Jungkook tem a ver com isso.


Notas Finais


Vocês gostaram? Aí espero que sim. Já já tem mais revelações e o melhor de Kookie e Jae.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...