História Como fazer ele Amar - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias AOA, Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jimin, Jungkook, Youngjae
Exibições 26
Palavras 866
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - A moment to reflect


Meus pulsos já doía demais por conta da corda apertada, tento afrouxar fazendo força, que no fim não dá em nada, Kookie chama minha atenção me fazendo olhar seus pulsos que não tinha mais nós na corda, ou seja, ele conseguiu se soltar, ele era bom no que fazia.

   Já estava muito tarde, Jae havia sumido por algum tempo e deixando um capanga nos olhar enquanto levava os outros com ele. Ele volta um tanto sorridente, o que era estranho já que ele ficou sério desde o início, pega uma cadeira e bota na frente de Kookie sentando -Agora é hora de contar sua parte interessante da história...Disse Jae o encarando.
  -O pai não ia deixa quieto o fato que ele foi traído pelos seus melhores amigos, onde confiou sua vida. Um já tinha a dor da perda, o outro faltava pagar pelo mesmo erro, a história é simples -continuou ele -uma mulher bela estava no carro voltando do trabalho, ela tinha que parar no sinal vermelho, só que o freio não funcionava e Pah, morreu na hora. -ele sorriu ao finalizar a história e soltou uma gargalhada alta olhando para Kookie furioso sabendo que a história era sobre sua mãe -O pai ficou alegre com sua Vitória de vingança que logo quis voltar para casa e reencontrar seu filho e sua linda mulher, o que ele não esperava era que ao chegar lá, viu o homem que ele acabara de vingar com sua mulher e adivinhem só, casados! Como se ele tivesse planejado com seu amigo roubar todo seu dinheiro e o outro ainda pegar sua mulher que levou de brinde seu filho...- Jae assustadoramente mudou seu tom para sério se apoiando nos ombros de Kookie que ainda o encarava e soltou um sorriso - que carma não?  - Finalizou Jae dando as costas para Kookie e rapidamente virando para dar um soco em Kookie que não fez nada e apenas cuspiu o sangue de sua boca. Eu conseguia ver o prazer de Jae por ter Kookie diante de seus olhos machucado, seu olhar mudou, ele ficava mais assustador a cada minuto somente olhando para Kookie.

-Vocês estão calados...- Disse Jae pegando algo entre sua calça por trás, ele sorriu e mostrou uma arma -É pequena mais faz um estrago enorme - falou mirando no Kookie no ato de zombação. -O que você quer da gente?  Não temos nada a ver com o que nossos pais fizeram...-Eles precisam saber que a vingança ainda não acabou, precisa de mais sangue derramado...-Jae me interrompeu. -E por que você está sujando suas mãos com isso? -Pergunto curiosa - Boa pergunta - falou ele voltando para a cadeira que estava diante de mim e Kookie -O pai foi afastado de seu filho pela sua mãe que jurou denuncia-lo se ele chegasse perto de sua nova família e que se ela o visse por perto mandaria matar-lo. -Falava Jae concentrado olhando para a arma que parecia um tesouro em suas mãos - O pai sumiu do mapa, o filho nunca mais ouviu falar dele até algumas semanas atrás onde ele o procurou, ele contou toda sua história e de como eu devia ser próximo de Jeon JungKook e Eun Bi...-ele gargalhou Alto e continuou - que incrível seria ser próximo do meu meio irmão e da novata que logo virou amiguinha dele. Seria uma grande luta, ainda mais que eu amava ir pra uma luta com você Kookie, não pela vadiazinha lá e sim para expressar toda minha raiva de você e seu pai terem destruído minha vida! -Falou alto se exaltando novamente e apontando a arma no rosto de Kookie que apenas sorriu deixando Jae bem mais furioso -Você rir? -perguntou Jae vendo Kookie sorrir mais uma vez -Como ousa sorrir na situação em que se encontra? Hã? Vocês dois vão morrer aqui hoje como prova de que sou capaz de vingar a traição de seus pais e ainda a destruição de minha família - falou roendo os dentes e puxando o cabelo de Kookie que ainda sorria. Eu não entendia o motivo de Kookie estar tão feliz.

Jae estava furioso graças a Kookie, eu confesso que naquele momento estava com medo do que Jae poderia fazer já que estava com uma arma e com ódio a flor da pele. -Dispensados- Disse Jae dando uma maleta Preta para um de seus capangas e dizendo para eles irem embora, sem entender nada ele pega a maleta e chama seus homens e se mandam. Após isso Jae sai do galpão deixando apenas Kookie e eu
-Deixa eu te soltar- falou Kookie vindo até mim tirando a corda. -Apenas finja que ta amarrada, quando eu der o sinal você foge okay? -Apenas confirmei e ele voltou para seu lugar

  Depois de um tempo Jae voltou e não estava sozinho, ele estava com um homem alto, pela falta de luz era difícil saber quem era até que...era o pai de Jae. Ela estava magro e de cabelo grisalho mostrando sua idade já um pouco avançada, comparada a última vez que o vi. Ele sorria junto com Jae que deu a arma em sua mão -obrigado meu filho - disse ele bagunçando seu cabelo.


Notas Finais


Gente ignorem os erros por favor
Bjos até já


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...